Whatsapp recebe novas atualizações e passa a indicar mensagens que foram encaminhadas pelo aplicativo.

Depois da invenção do celular, um dos meios de comunicação mais geniais já criados, de modo eficaz, é o chamado aplicativo de WhatsApp, o qual permite comunicação via internet em grandes grupos. Trata-se de um dos dispositivos digitais mais utilizados pelos usuários na atualidade.

Recentemente o WhatsApp foi aperfeiçoado com uma grande novidade, que certamente vai deixar muita gente satisfeita. O WhatsApp operante em Android e em iPhone, de tipo iOS, passou fazer indicação, a partir da tarde desta última terça-feira, dia 10 de julho de 2018, de quais mensagens foram encaminhadas pelo aplicativo. Esta novidade faz parte da atualização realizada sobre a função de mensageiro, depois de o mesmo entrar na fase experimental no interior do chamado: programa Beta. Assim, os usuários já poderão baixar o aplicativo com a nova versão, no sentido de obter acesso ao recurso, o qual permanece ativado por meio de padrão.

Portanto, o funcionamento desta atualização ocorre do seguinte modo: seu rótulo de “Encaminhada” será sempre exibido desde o início do balão de diálogos, em conjunto com uma seta indicando o mesmo. Desta maneira, o próprio receptor de mensagens reconhece e indica que uma pessoa com quem o usuário está conversando não digitou originalmente o material lançado.

Assim, este WhatsApp dito mais esperto pode auxiliar na utilização de respostas automáticas. Concedendo exclusivamente ao site de especialistas da TechTudo, os líderes encarregados da estrutura funcional do WhatsApp emitiram um dado oficial sobre este aplicativo atualizado, em que a indicação extra poderá tornar todas as conversas individuais, ou em grupos, muito mais fáceis de serem seguidas na tela. Este aplicativo está evoluindo de modo impressionante, tornando a comunicação cada vez mais efetiva, e, desta feita, proporcionando uma democratização de acesso a diversos meios de modo mais rápido, eficiente e barato.

Esta novidade também vai encorajar os usuários a meditar com mais cuidado, antes de repassarem as suas mensagens. Há uma informação adicional que diz o seguinte: todo usuário deve lembrar-se de que há possibilidade de se bloquear ou mesmo denunciar algum contato como se fosse um spam. Tudo isso chega aos consumidores para facilitar a comunicação.

Há pouco tempo o mesmo mensageiro pôde chamar para si a responsabilidade de participar no combate à disseminação de conteúdos falsificados e, por conseguinte, perigosos. Alguns pesquisadores foram convidados a participarem de uma espécie de programa que concederá prêmios no valor de até US$ 50 mil, com a meta principal de financiar diversas pesquisas por meio de diferentes pilares, ou bases, dentre eles até as próximas eleições.

A potência e a eficiência deste aplicativo estão cada vez maiores e mais úteis em todos os setores da sociedade. Todos os engenheiros responsáveis pelo dispositivo do WhatsApp, no Estado da Califórnia, também estão trabalhando em um tipo de ferramenta que produza alertas aos usuários a respeito de links maliciosos e perigosos.

O objetivo deste tipo de recurso tem por meta ajudar a evitar que os todos os adeptos da função de mensageiro abram as páginas destinadas a dar golpes, que por engano venham a acessar ou por acidente. Todo esse novo aparato já é parte do esquema de funcionamento, que, por ser abstrato em sua estrutura, pode receber mais funções facilmente, porém, a empresa ainda não soltou, oficialmente, nenhuma notificação a mais sobre esse tema do porvir.

Assim, o aplicativo WhatsApp está mais seguro, permitindo comunicação mais intensa, com mais opções de conexão com grupos variados e evolui a cada dia no sentido de abranger mais recursos.

Por Paulo Henrique dos Santos

Whatsapp


Aprenda a conversar no WhatsApp sem precisar salvar o número nos contatos do seu celular.

O WhatsApp é um aplicativo de troca de mensagens online que muitas pessoas usam diariamente. O aplicativo fornece vários serviços como:

  • Envio de áudio
  • Ligações gratuitas pelo WhatsApp
  • Chamada de vídeo em sua nova versão
  • Envio de fotos e vídeos de variados tamanhos

A maioria das pessoas só sabe conversar com alguém pelo WhatsApp se tiver a mesma salva como contato. Porém, existe uma forma, que muitos desconhecem, de conversar com uma pessoa sem que ela esteja salva em seus contatos do celular.

Aprenda como conversar com alguém no WhatsApp sem adicioná-la

Existem vários motivos para não precisar salvar um contato em nosso aparelho celular, em contrapartida, isso atrapalha na hora de chamar esse mesmo contato para conversar no WhatsApp. Para conseguir conversar com alguém no WhatsApp sem que ele seja um contato salvo no seu celular, é preciso baixar um aplicativo chamado MySelf On WhatsApp. Esse aplicativo permite que você converse com qualquer pessoa, mesmo que ela não esteja salva em sua agenda do celular.

Vamos as dicas para usar o MySelf On WhatsApp

Para usar esse aplicativo é necessário ter o sistema Google no seu aparelho. E para quem possui o sistema operacional iPhone (iOS) é possível usar a versão WhatsApp Web.

– Baixe o aplicativo MySelf On WhatsApp e instale em seu celular

– Para começar a conversa sem ter o número salvo, é preciso abrir o aplicativo que você baixou e digite o DDD 55 e só depois digite o seu DDD e, por fim, o número que você deseja conversar. Logo depois irá abrir um novo chat com o número que você digitou e assim você poderá conversar normalmente com esse contato, mesmo que ele não esteja salvo no seu celular.

Veja como usar o MySelf On WhatsApp

Quem usa o sistema (iOS) a forma de usar o aplicativo para o WatsApp Web é a seguinte:

O navegador mais indicado para usar o MySelf On WhatsApp é o Safari. Porém, você pode usar qualquer navegador se sua preferência. Depois é só acessar o site monobit.com.br/MySelfonWhatsApp.html. Depois digite o DDI 55, depois do DDD escolhido e por último o número da pessoa que você quer conversar.

Dicas extras:

Se preferir você pode adicionar o site do MySelf On WatsApp em seus favoritos e depois é só criar um atalho e colocar o site em sua tela principal. Dessa forma vai facilitar todas as vezes que você precisar conversar com um contato que não estiver em salvo em seus contatos. Para colocar o site em sua tela principal, basta seguir esse passo a passo bem simples:

Procure o botão de compartilhamento e depois vá em tela de início ou adicionar favoritos. Viu como é fácil, se seguir o passo a passo não terá erro.

Aplicativo para conversar em modo anônimo

Uma boa notícia é que você pode conversar com uma pessoa que não é seu contato pelo WhatsApp e ainda manter sigilo. Ter essa opção é possível e poucas pessoas sabem disso. Para conseguir ter essa opção, é necessário baixar um aplicativo chamado Flychat.

Para usar no seu celular Android é só baixar o aplicativo na mesma página do app MySelf on WhatsApp.

O modo de usar o aplicativo é o mesmo. Você vai abrir o aplicativo e colocar o DDI 55 e depois o DDD de sua preferência e no final coloque o número que deseja conversar. Essa é a forma para quem deseja conversar de forma anônima e segura.

Com todas as dicas acima, ficou bem fácil de aprender como conversar com alguém que não esteja em sua lista de contatos do celular.

Por Cristiane Amaral

WhatsApp


Confira algumas maneiras de como recuperar mensagens deletadas no WhatsApp.

Um problema enfrentado por muitos usuários do WhatsApp é justamente quanto a recuperar mensagens delatadas. Se você deseja recuperar mensagens de conversas apagadas, saiba que a solução é bastante simples e rápida. Confira na continuação desta matéria como recuperar tais mensagens.

As dicas que serão deixadas nesta matéria têm como principal base o uso de um gerenciador de arquivos chamado Clean File Manager. Trata-se de uma das melhores opções quando o assunto é recuperar mensagens apagadas no WhatsApp.

O primeiro passo será desinstalar o WhatsApp do seu aparelho. Caso sua mensagem tenha sido apagada em, no máximo, 24 horas, basta desinstalar e instalar novamente. Durante a reinstalação o próprio aplicativo irá sugerir a restauração das mensagens. No entanto, se as mensagens em questão foram apagadas há mais tempo, então o WhatsApp deverá continuar desinstalado para que o procedimento funcione.

O segundo passo será a instalação do aplicativo Clean File Manager, o gerenciador de dados citado anteriormente. Trata-se de um app para Android que possibilita o acesso às pastas de dados do sistema operacional. Após instalado, abra-o e selecione a opção “Memória do sistema” ou “Memória interna”, varia de aparelho para aparelho. Em seguida, entre na pasta “WhatsApp” e selecione a opção “Databases”, local no qual são armazenadas todas as mensagens trocadas.

O terceiro passo consiste na alteração dos nomes dos arquivos contidos na pasta “Databases”. Tais arquivos correspondem as suas conversas no WhatsApp e são a peça chave para recuperar as mensagens. Como destacado no início desta matéria, quando reinstalamos o WhatsApp o aplicativo sugere a recuperação das mensagens das últimas 24 horas. Cada arquivo na pasta “Databases” possui uma data. Apenas as conversas do dia não possuem uma data. Sendo assim, você deverá renomear o arquivo a fim de retirar a data registrada no mesmo.

Então, se você desejar recuperar mensagens de cinco dias atrás, basta selecionar o arquivo da data em questão na pasta “Databases” e remover a data no nome do arquivo. Dessa forma, o WhatsApp irá encarar essas mensagens como sendo as mais recentes.

O último passo é justamente a reinstalação do WhatsApp. Durante a instalação você deverá selecionar a opção “Recuperar”. Com isso, os arquivos editados serão tidos como mensagens recentes e serão resgatados pelo sistema.

Por Bruno Henrique

Mexendo no Whatsapp


A integração entre o Instagram e o WhatsApp permitirá o compartilhamento de fotos. Saiba como fazer.

As pessoas que adoram compartilhar fotos, selfies, momentos que marcam e principalmente usam o Instagram para publicá-las, veja que agora será possível compartilhar para seus amigos, familiares e grupos no Whatsapp.

A rede social Instagram, nesta última terça-feira (24), informou que haverá uma integração entre Instagram e o aplicativo de mensagens Whatsapp.

Como ambos os aplicativos pertencem ao Facebook, eles irão trabalhar juntos, ou seja, o compartilhamento de fotos entre eles ficará bem mais acessível. Conforme as informações do Instagram, as fotos e vídeos que forem publicadas em seu feed e que não tenha restrição de público, vão poder ser compartilhados.

O que faz esse compartilhamento ser possível?

Esse compartilhamento será possível graças a uma atualização que será disponibilizada aos usuários do mensageiro (Whatsapp) que possuem o sistema operacional Android em seus aparelhos.

Para quem tem iPhone com sistema iOS ou outro modelo de smartphone com Windows Phone receberão a atualização posteriormente.

Esta nova função é feita por uma API pública do Whatsapp, traduzindo API para o português significa Interface de Programação de Aplicativos.

Como era antes e como será com a atualização?

Antes quando você gostava de uma foto do Instagram e gostaria de compartilhar com seus contatos no Whatsapp, somente era possível copiando a URL do post e depois colar no mensageiro.

Agora ao visualizar uma foto, um vídeo ou um boomerang no Instagram, lembrando que seja de domínio público, os usuários do Whats poderão compartilhar uma miniatura do link do post direto no app.

O que tenho que fazer para conseguir compartilhar direto para o Whatsapp?

Para que você possa conseguir compartilhar seus posts preferidos, será necessário em primeiro lugar atualizar o seu Instagram para uma versão mais atual. Para quem já usa a versão Beta da rede social já possui esta funcionalidade.

Passo-a-Passo:

Para facilitar a vida dos interessados em usar esta novidade acompanhe a seguir alguns passos que serão necessários para que integração seja feita, veja como:

1. Escolha uma foto bem interessante que queira compartilhar;

2. No topo do post existem 3 pontinhos do menu, clique neles;

3. Em seguida, você verá a opção Compartilhar no Whatsapp.

Muito simples e fácil, não requer prática, nem tão pouco habilidade. Lembrando que conforme informações do Instagram para compartilhar as fotos ou vídeos dos posts é necessário que tenha o Whatsapp instalado em seu aparelho.

Tem Instagram? Tem Whatsapp? Compartilhe este post com seus amigos e conhecidos nas redes sociais.

Por Marcio Ferraz

Whatsapp


Segundo um especialista em segurança digital do iOS afirmou que o WhatsApp deixa um rastro total das conversas do usuário.

Recentemente Jonathan Zdziarski, especialista em segurança digital do iOS fez um comentário que provocou uma boa repercussão. O motivo é mais do que claro: Qualquer coisa que envolva o app que tem mais de 1 bilhão de usuários ativos é motivo de atenção. Mas vamos ao que interessa.

De acordo com ele apesar de uma gama que parece infinita de especialistas afirmar com toda a certeza de que a criptografia no WhatsApp funciona de fato ele vai na contramão e diz que a versão mais recente do mais famoso aplicativo de mensagens deixa um rastro total das conversas do usuário. E isso mesmo depois de apagá-las, limpar ou arquivar.

De acordo com ele, mesmo que o usuário opte por apagar todas as conversas, ao que parece a única forma disso acontecer de verdade seria apagando o app!

Não é novidade para ninguém que a questão da privacidade é um fundamento básico de serviços de mensagens a exemplo do WhatsApp. Até pouco tempo atrás o aplicativo era tido como o mais seguro de seu “setor”.

No mês de abril, o WhatsApp decidiu introduzir no sistema do serviço algumas mudanças bem depois que o FBI havia solicitado a Apple o acesso ou melhor o “como desbloquear” um iPhone para um caso em andamento.

Na época em que houve a implantação da tecnologia de criptografia a empresa chegou a se pronunciar publicamente afirmando que tinha o orgulho de terem conseguido criar algo que colocava o WhatApp como líder na questão de proteção a comunicação dos usuários.

Os usuários até começaram a receber mensagens dizendo que nem o próprio app tinha o “poder” de ler as mensagens deles.

Mas eis que surge Zdziarski na história e as pessoas começaram a questionar se de fato a tão falada segurança na criptografia era de fato verdade ou não passava de um mito no WhatsApp.

Pelo sim ou pelo não até agora ninguém que represente o app se manifestou sobre os comentários do especialista.

Zdziarski ainda cita os dados de sua pesquisa feita em iPhones. De acordo com ele o registro não é apagado ou eliminado por completo da base de dados do app. O que quer dizer que os rastros permanecem.

Em outras palavras é o mesmo que dizer que tudo poderia ser restaurado e reconstruído até sua forma original.

Bom… isso é algo para se pensar…

Por Denisson Soares

Conversas no WhatsApp


Entenda os motivos que levaram o WhatsApp a ser bloqueado no Brasil.

Uma determinação legal realizada pelo juiz Marcelo Montalvão, do Estado de Sergipe, bloqueou o Whatsapp no Brasil por 72 horas, na última segunda-feira (2).

Uma situação semelhante já havia ocorrido em dezembro do ano passado, quando o aplicativo foi bloqueado por 48 horas pelo Governo Federal, a fim de obter informações confidenciais. Na ocasião uma liminar foi concedida a empresa e o aplicativo esteve suspenso por poucas horas.

De acordo com o Tribunal Federal de Sergipe, a intervenção do uso do Whatsapp se deve ao descumprimento de ordens federais, o mesmo motivo que levou a detenção do representante executivo do Facebook na América-Latina no mês de março.

Entenda a situação: No dia 1º de Março desse ano, o vice-presidente do Facebook na América Latina, Diego Dzodan, foi detido no aeroporto de Guarulhos, na região da Grande São Paulo. Segundo o Tribunal Federal, a empresa se recusou a fornecer dados importantes para investigação de tráfico de drogas e pedofilia, realizado no Estado de Sergipe. O executivo só foi liberado após a concessão de um habeas corpus.

Segundo a empresa, o Facebook não possui vínculos com o Whatsapp, o que impossibilita o fornecimento de dados para investigações. Além disso, a companhia alega que é impossível fornecer dados de mensagens dos usuários, já que todas as mensagens são criptografadas e excluídas após o recebimento.

Todas as operadoras de telefonia móvel cumpriram a determinação do órgão federal, já que ao descumprir o regulamento uma multa de 500 mil reais por dia seria aplicada.

Infelizmente, com o corte das atividades do Whatsapp, aproximadamente cem milhões de usuários tiveram que recorrer a outros métodos de comunicação, como o Telegram, Facebook, Viber, entre outros.

Poucos minutos após a queda do serviço, os hackers do grupo Anonymous impediram o acesso à página do Tribunal Federal de Sergipe. Logo após, outro grupo associado ao grupo Anonymous anunciou a queda do site do Governo do Estado de Sergipe. Atualmente, ambos os sites se encontram em perfeito funcionamento.

Em nota oficial, a equipe gestora do Whatsapp alega estar decepcionada com a ação jurídica do país e instrui seus usuários a utilizar o Facebook como modo de comunicação.

A conexão com o aplicativo foi reestabelecida no dia 03 de maio, terça-feira, após o aplicativo conseguir uma liminar a seu favor.

Por Wendel George Peripato


O Whatsapp deixará de oferecer suporte ao BlackBerry, porém, empresa afirmou que não irá abandonar os usuários e que buscará alternativas para não deixá-los na mão.

A notícia de que o Whatsapp deixará de oferecer suporte a alguns sistemas, como versões antigas do Android, do Windows Phone e… o BlackBerry, deixou muitos usuários decepcionados, porém, é fato que, mais cedo ou mais tarde tal fato iria acontecer, e no caso do último, isso irá acontecer em Dezembro desse ano. O sistema já foi sensação entre os usuários há vários anos atrás antes do Android dominar o mercado, e agora, a empresa busca alternativas para não deixar seus usuários ''na mão'' com a saída de um dos apps mais usados no mundo.

Em entrevista ao site TechRadar, a empresa afirmou que segue investindo no sistema que ainda possui um número considerável de usuários e que a marca irá buscar mais alternativas para que os usuários não fiquem na mão e sem uma alternativa ao mensageiro.

Porém, a empresa reafirmou que, os usuários do BlackBerry Priv, não serão afetados pelo ''abandono'' do Whatsapp ao sistema da empresa, já que o Priv é uma versão alternativa do Android feita pela marca para os usuários do sistema do robozinho verde.

A empresa também citou o BBM (BlackBerry Messenger), aplicativo da própria empresa para o sistema operacional Mobile e que possui funções e proposta semelhante a do Whatsapp, sendo uma das alternativas a saída do app do sistema, já que com ele, também é possível conversar com usuários de outros sistemas como o iOS, Android e Windows Phone, amenizando um pouco pelo lado dos usuários do BB, porém, o número de usuários do BBM não é considerável, diferente do Telegram, por exemplo, que possui inúmeros usuários nas plataformas em que está disponível e certamente seria uma excelente alternativa.

O Whatsapp deve manter a decisão e continuar retirando seu aplicativo de sistemas mais antigos e menos utilizados, por 7 anos, como anunciado pela empresa, já que a mudança foi feita pelo fato de que, os sistemas como o BlackBerry, versões antigas do Android e do Windows Phone, segundo a empresa, não possuem mais capacidade suficiente para oferecer um bom serviço a seus usuários por meio do aplicativo mensageiro da empresa subsidiária do Facebook, revoltando muitos usuários do app.

Por João Trajano

 

Whatsapp para BlackBerry

Foto: Divulgação


Nova versão do aplicativo foi liberada apenas para desenvolvedores e ainda traz muitos bugs. Problemas devem ser solucionados antes da liberação da versão definitiva do app.

Quem é dono de um celular com Windows Phone está cada vez com mais novidades para o WhatsApp. Os desenvolvedores do aplicativo de envio de mensagens aceleram as atualizações para o mesmo, sendo que muitas delas chegam antes das versões para o Android.

Na Windows Store foi disponibilizado um update da edição beta do app. Com isso, alguns usuários que fazem parte do grupo de testes vão poder verificar as alterações que se encontram na versão 2.12.278 antes que ela seja liberada para todos os usuários.

Nas imagens que foram divulgadas, as mensagens que agora são enviadas por um usuário no WhatsApp vão ficar agrupadas para que seja evitado que você necessite ficar sempre lendo qual é o remetente. Isso será bom para os grupos do aplicativo que você participa. Nos testes que foram feitos, essa atualização facilitou a verificação dos textos nos chats que são bem movimentados. As coisas ficam mais organizadas e também mais facilitado para entender a conversa.

A atualização, porém, conta com alguns bugs que podem deixar incomodados alguns dos usuários, pois nos testes isso atrapalhou ligeiramente a experiência no uso geral do WhatsApp. Para esta versão as mensagens que são enviadas não exibem o ícone que aponta que o texto chegou ao seu destino e a segunda que foi feita a leitura. Para que esse bug seja solucionado, o usuário necessita voltar até a página de conversas e tudo é atualizado com o status real.

Outro problema é que os envios de áudios que foram recebidos não mostram o tempo de andamento do mesmo na sua reprodução, apenas o ícone do Play que fica mantido. Para fotos e vídeos também é necessário esperar até que você baixe por completo o arquivo para averiguar mais sobre o progresso do mesmo. Ou seja, os bugs ainda são muitos e chatinhos.

Estes e outros problemas deverão ser resolvidos na próxima atualização do WhatsApp, que deverá chegar em breve para a loja do Windows Phone. Atualmente somente um restrito grupo de usuários pode baixar a versão beta do app para o teste. No mais, os usuários desta plataforma da Microsoft podem aguardar, pois terão boas novidades para o aplicativo.


Nova atualização do Whatsapp promete uma maior integração com o Facebook e a possibilidade de exportar as conversas no app por meio de arquivos ZIP.

O Whatsapp é hoje o maior aplicativo para dispositivos móveis quando o assunto é mensageiros. O app de destacou tanto, entre os outros milhões e milhões de aplicativos disponíveis na Play Store, que acabou por ser comprado pelo Facebook, de Mark Zuckerberg.

Com a compra do Whatsapp, evidentemente que a tendência e a expectativa para termos uma maior integração com o Facebook, além de mais mudanças com o dedo da empresa, além de real, era grande.

E parece que isso finalmente irá começar acontecer, visto que a empresa vem aparentando estar cada vez mais disposta a sair do conservadorismo que tomou conta da rede social nos últimos anos, com novidades tanto para o Facebook, como para seus apps e o Whatsapp!

As informações são do blog da Alemanha, Macerkopf, que afirma que a empresa vem realizando uma série testes com usuários do iOS, para a nova atualização 2.12.17.689, do aplicativo. Com essa atualização, além de uma maior integração com a rede social Facebook, teríamos também a possibilidade de exportar nossas conversas no app por meio de arquivos ZIP.

Com a possibilidade dos usuários exportarem suas conversas por meio de arquivos ZIP, certamente a última opção se tornará preferida entre os usuários, visto que se trata de algo mais simples.

Além da possibilidade de exportar nossas conversas pelos arquivos ZIP, outra novidade, essa já mais esperada, é a integração da rede social Facebook com o aplicativo, o que deve acontecer por meio do compartilhamento de posts no app, o que já vem sendo testado no Android há quase 1 ano, cerca de 10 meses e agora está sendo testado no iOS nos aparelhos iPhone, iPod touch e iPad, da Apple. Um novo ícone estará disponível abaixo das publicações do Facebook.

Não se sabe quando as atualizações devem ser lançadas, mas como o Facebook vem programando uma série de novidades em sua rede social, é provável que a mesma não demore tanto. Uma das primeiras a chegar definitivamente aos usuários, deve ser as novas formas dos usuários se expressarem, com muito mais opções além do velho, bom e famoso ''Like'' (Curtir), como a opção ''Bravo'', ''Triste'', entre outras. As opções citadas, aliás, devem servir como uma espécie de ''dislike'' nas publicações.

Por Isis Genari

Facebook e Whatsapp


Com algumas ferramentas é possível personalizar o WhatsApp, inclusive a fonte com a qual as mensagens são escritas.

O WhattsApp, aplicativo de mensagens instantâneas já é uma febre mundial, e oferece diversas funcionalidades, como compartilhamento de fotos, vídeos e som. Algumas opções de personalização são oferecidas pelo aplicativo, como os diferentes planos de fundo, que podem ser adquiridos através do aplicativo WhatsApp Wallpapers, facilmente encontrado no Google Play de seu aparelho. Mas algumas funcionalidades são pouco conhecidas pelos usuários. Por exemplo, você sabe como mudar a fonte do seu WhattsApp?

O pacote chamado Cool Fonts for Whatts App & SMS permite que os usuários mudem a fonte do seu WhattsApp. O Cool Fonte pode ser obtido através do endereço http://zip.net/bprC1T ou no Google Play do seu aparelho.

Saiba como instalar corretamente o aplicativo e configurar a mudança de fonte:

1 – Baixe o aplicativo através do link acima ou no Google Play de seu celular.

2 – Depois de abrir o programa clique em "Fonts" e 16 opções diferentes de fontes aparecerão para você no menu lateral. Escolha uma entre elas.

3 – Digite uma mensagem usando a nova fonte e depois clique no ícone do WhattsApp, localizado na parte inferior do aplicativo.

4 – Agora é só escolher um amigo ou grupo para enviar a sua mensagem personalizada. Se desejar escrever uma nova mensagem é só voltar ao aplicativo, limpar a mensagem anterior e repetir o procedimento.

Agora sempre que você desejar dinamizar as conversas do seu WhatsApp pode contar com esse recurso. Esse aplicativo permite diversas opções de personalização, que deixam as conversas bem mais divertidas. O aplicativo também afirma que funciona com e-mails, SMS, Facebook ou Twitter, mas em alguns testes feitos por usuários o aplicativo apresentou falhas ao compartilhar textos para o Facebook ou Twitter. Pode ser um problema temporário do aplicativo e em breve essas funcionalidades podem voltar ao aplicativo.

O aplicativo oferece também a possibilidade de copiar o conteúdo escrito com as fontes diferenciadas para a área de transferência, dessa forma você pode colar seu texto onde quiser. O aplicativo Cool Fonts for Whatts App & SMS promete ser uma verdadeira inovação para os mensageiros instantâneos e dinamizar muito mais a conversas entre os usuários, mas ainda há a barreira de ser um aplicativo externo ao WhattsApp, e não uma extensão deste.

Os usuários aguardam ansiosos que em breve não seja preciso entrar em um outro aplicativo para conseguir mudar a fonte do WhatsApp e que essa funcionalidade seja incluída diretamente no aplicativo de mensagens instantâneas mais famoso do mundo.        

Por Patrícia Generoso

WhatsApp


Como prometido pelo WhatsApp há algum tempo, o serviço de ligações VoIP através do aplicativo começou a funcionar neste último final de semana aqui no Brasil. A função já estava em fase de teste na Índia, porém, agora usuários brasileiros começaram a receber uma atualização que habilita o recurso.

No entanto, como toda novidade no meio virtual que atinge milhões de usuários, a disponibilidade do serviço será feita aos poucos.

Primeiramente, o recurso de chamadas de voz está disponível apenas para usuários do app no sistema operacional Android. Quem utiliza iOS ou Windows Phone terá que aguardar um momento, até que a função seja disponibilizada para essas plataformas.

A introdução do serviço veio com a última versão de atualização do aplicativo. Porém, nem todos os usuários conseguiram atualizar o programa diretamente pela Google Play, precisando fazê-lo através do site oficial do WhatsApp para Android.

Além disso, para que o recurso de chamada de voz seja habilitado no smartphone do usuário, é necessário que algum contato que foi “premiado” com o recurso durante a atualização realize uma chamada para este contato, que então passará a possuir também o recurso e assim poderá propagá-lo.

Vale lembrar que isso está funcionando apenas entre usuários Android. Caso haja uma tentativa de ligar para um contato que utilize outro sistema operacional, uma mensagem de erro será recebida informando que o dispositivo do contato não está pronto para receber o recurso.

De acordo com relato de alguns usuários, o serviço ainda tem vários problemas, que às vezes dificultam a sua utilização. Foi relatado atraso na voz dos usuários, além de muitas vezes a chamada simplesmente não ser completada ou um dos indivíduos que estão em ligação não escutar o outro.

Com essa atualização, o WhatsApp avança mais uma fronteira no mundo virtual, passando a competir diretamente com outros aplicativos que fornecem esse tipo de serviço, como o Viber e o Skype, inclusive com as próprias operadoras.

Certamente o serviço estará disponível para todos os usuários em breve, porém a empresa ainda não fez nenhum comunicado oficial com datas quanto a isso.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


Nesta quarta-feira (29) o Facebook apresentou às autoridades que fiscalizam as bolsas de valores e outros investimentos nos Estados Unidos, documentos que informam os prejuízos financeiros que obteve desde a compra do aplicativo WhatsApp no início deste ano.

De acordo com os documentos entregues com a prestação de contas da empresa, o prejuízo chega aos U$$ 232 milhões. Em janeiro deste ano, o aplicativo foi comprado pela quantia de U$$ 22 bilhões.

Entre os meses de janeiro a junho deste ano, o WhatsApp rendeu à rede social o equivalente a U$$ 15,2 milhões, num percentual de lucratividade de 453% em relação ao mesmo período do ano passado. Este rendimento é oriundo do pagamento de anuidade pelos usuários para o uso do aplicativo em seus dispositivos móveis. 

Em 2013 o rendimento registrado pelo WhatsApp não ultrapassou os US$ 2,7 milhões no primeiro semestre do ano, já no acumulado dos 12 meses de 2013 o rendimento total obtido pelo aplicativo chegou aos US$ 10,2 milhões.

Já em comparação aos seis primeiros meses do último ano, a queda dos rendimentos da empresa também foi bem acentuada. Só no primeiro semestre de 2014 os prejuízos chegaram aos US$ 232,2milhões, um aumento de 293% de perdas em relação ao mesmo período de 2013.

No ano, elas somaram os U$$ 59 milhões, enquanto até junho de 2014, já foram contabilizados US$ 138,14 milhões em perdas.

Apesar dos prejuízos apresentados, Mark Zuckerberg, presidente e um dos fundadores do Facebook, diz não ter pressa para fazer do WhatsApp um aplicativo rentável.

O comunicador de mensagens instantâneas ainda não traz nenhum tipo de publicidade para seus usuários, e este fato é defendido pelo seu diretor e um de seus criadores, Jahn Koum, que é contra a divulgação de qualquer tipo de propaganda no aplicativo a fim de se obter lucro.

Além das informações financeiras apresentadas sobre o WhatsApp, dados sobre o Facebook também foram apresentados para a SEC– Securities and Exchange Commission, que possui nos Estados Unidos a mesma função da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) no Brasil.

Enquanto o WhatsApp até o momento traz prejuízos a Zuckerberg, sua rede social continua crescendo em faturamento. De acordo com os dados apresentados, só no terceiro trimestre de 2014, o Facebook teve um lucro de US$ 3,2 bilhões. Isto representa um lucro 59% maior que no mesmo período do ano passado.

Por André F.C.

Foto: divulgação


Depois de comprar o Instagram, Mark Zuckerberg anunciou que o aplicativo WhatsApp agora também é do Facebook. O anuncio foi divulgado quarta-feira, 19 de fevereiro e se tornou a maior aquisição de Zuckerberg.

“Serviços que atingem a casa do milhar são incrivelmente valiosos”, elogiou o fundador da rede social ao comprar o app que tem mais de 450 milhões de usuários.

A compra envolveu um total de US$ 16 bilhões, sendo a mais alta transação já paga por um aplicativo para smartphones. A realização do pagamento será feita por meio de US$ 12 bilhões em ações do Facebook e US$ 4 bilhões em dinheiro. Isto ainda terá um acréscimo de US$ 3 bilhões, pagos aos fundadores e funcionários do WhatsApp caso eles permaneçam trabalhando para a rede social nos próximos quatro anos.

Segundo o presidente-executivo, Mark Zuckerberg divulgou em sua página na rede social, que o Facebook continuará independente e agora tem com principal objetivo fazer o WhatsApp aumentar o número de usuários e que a nova aquisição venha a somar para a acessibilidade de todos.

“Nós esperamos que o WhatsApp nos ajude em nossos esforços no Internet.org, para tornar serviços básicos de internet acessíveis para todos", disse o CEO.

São 450 milhões de pessoas ao mês que usam o WhatsApp. O poder de engajamento de aplicativo e surpreendente: 70% dos que têm o app instalado em seus celulares o manuseiam ao menos uma vez por dia. Diariamente são 1 milhão de novos usuários.

O CEO do WhatsApp, Jan Koum, afirmou estar entusiasmado com a parceria entre as marcas. “O engajamento extremamente elevado do usuário do WhatsApp e rápido crescimento são impulsionados pelos recursos de mensagens simples, poderosos e instantâneos que prestamos. Nós estamos entusiasmados e honrados de nos tornarmos parceiros de Mark e do Facebook para continuarmos a trazer nossos produtos a mais pessoas ao redor do mundo”, afirmou Koum.

Vale lembrar que a aquisição ainda está sujeita a aprovação, mas deve ser aprovada e concluída até o fim de 2014.

Por Ageu da Rocha

WhatsApp e Facebook

Foto: Divulgação


Para os donos do iPhone que ainda não entraram na onda do WhatsApp, saiba que esse é o momento certo para ter o serviço, pois agora o serviço de mensagens instantâneas, que antes era pago, agora é gratuito na App Store. Ainda não se sabe por quanto tempo esta “promoção” irá durar, por isso é bom correr para poder aproveitá-la.

Antes, para poder fazer o download do WhatsApp para iOS era cobrado S$ 0,99, aproximadamente R$ 2,20, mas para os usuários da plataforma Android o serviço já era gratuito. O serviço de mensagens instantâneas foi liberado gratuitamente para o iOs no último 20.

Até o momento, a empresa não veio a público para falar sobre o assunto, nenhuma informação para esclarecer se a decisão de liberar o aplicativo gratuitamente para a plataforma da Apple é definitiva ou se é apenas por tempo limitado. Em todo caso, o motivo que levou a companhia a liberar o aplicativo para o sistema iOS de forma gratuita é simplesmente porque o mercado de mensageiros instantâneos para celulares está crescendo cada vez mais.

Um grande exemplo disso é o Facebook que recentemente liberou o login de seu mensageiro para os usuários que não possuem conta em sua rede social, bastando apenas do número do celular para ter acesso ao serviço.

Por Felipe Santos Bonfim





CONTINUE NAVEGANDO: