Os smartphones estão cada vez mais comuns e já fazem parte do cotidiano de muitos brasileiros, que estão usando os aparelhos mais modernos para atividades que vão muito além de efetuar e receber ligações. Segundo dados da consultora IDC, os celulares vendidos no Brasil entre julho e setembro são em sua maioria smartphones, correspondendo a 10,4 milhões dos 17,9 milhões de celulares comercializados no período. Desse total, 90% são equipados com sistema operacional Android, o mais usado em todo o mundo.

Em relação ao mesmo período do ano passado, o crescimento foi de 147%. Já em relação ao segundo trimestre de 2013, o aumento foi de 20%. Enquanto isso, as vendas dos celulares mais básicos tiveram uma redução drástica nas vendas, totalizando 33% de queda em relação a 2012 e 5% se comparado ao segundo trimestre de 2012. Um dos fatores que contribuiu para a popularização dos modelos foi a redução nos impostos para os aparelhos fabricados aqui.

O interesse dos brasileiros também foi um fator determinante no crescimento das vendas, apesar dos valores pesarem mais no bolso dos brasileiros do que em outros países. Quem possui um modelo mais básico migrou para um smartphone e quem possui um modelo de entrada já mudou ou pensa em mudar para um smartphone com mais recursos e com configurações mais atraentes. Sem contar que os acessórios e produtos para os celulares inteligentes também estão caindo no gosto dos brasileiros.

No mundo, os números também surpreendem. Somente no terceiro semestre, as vendas de smartphones chegaram a marca de 468 milhões de unidades, o que representa um aumento de 39% em relação ao mesmo período do ano passado. Em relação ao trimestre passado, o aumento foi de 9%. Segundo o IDC, a expectativa é que sejam comercializados mais de 1 bilhão de aparelho só no ano de 2013 em todo mundo. 

Por Robson Quirino de Moraes


A RIM – empresa fabricante dos smartphones Blackberry – divulgou os resultados de seu faturamento durante o terceiro trimestre de 2012.

Segundo a organização, houve uma redução nas vendas das unidades de seus produtos com um total de 6,9 milhões de aparelhos Blackberry comercializados e um montante bem reduzido de somente 255.000 tablets Blackberry PlayBook.

A receita da RIM ficou em 2,7 bilhões de dólares – que representou uma redução de 5% em relação ao trimestre anterior – e um lucro de 14 milhões de dólares em suas ações.

De acordo com a empresa, estas quedas se devem à espera dos consumidores para comprar aparelhos equipados com o novo sistema operacional Blackberry 10 que será lançado em janeiro de 2013.

Este novo sistema já está passando por testes de aceitação em mais de 150 operadoras de telefonia no mundo.

Por Ana Camila Neves Morais


A Nokia divulgou neste mês de dezembro que realizou a venda de seu edifício-sede na cidade de Espoo na Finlândia.

Esta construção é toda feita de vidro e aço ficando nas margens do Mar Báltico e foi comprado pela imobiliária local Exilion por impressionantes 170 milhões de euros que equivalem a 222 milhões de dólares.

A Nokia resolver vender este imóvel para diminuir o número de seus ativos não essenciais buscando, com isso, melhorar a sua situação financeira que está complicada em virtude da crise econômica mundial.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


O mercado da telefonia móvel vive momentos de alegria com o crescimento obtido por meio dos smartphones, mas obteve uma notícia não muito interessante nesta semana.

Isto porque segundo uma pesquisa divulgada pelo IDC o mercado brasileiro de celulares teve uma redução de 15,3% no terceiro trimestre de 2012 com cerca de 15,3 milhões de unidades vendidas.

Esta situação é ocasionada pela redução constante dos chamados feature phones (telefones tradicionais) que não possuem sistema operacional e funções adicionais.

Esta situação se confirma pelo fato de que no período analisado 11,1 milhões de aparelhos vendidos eram celulares tradicionais e 4,2 milhões foram smartphones com um crescimento de 65% no montante deste último tipo de aparelho móvel.

Os especialistas em tecnologia da informação esperam que até 2014 os smartphones ultrapassem os feature phones no mercado brasileiro devido ao aumento nas opções e diminuição dos preços praticados para este tipo de telefone.

Por Ana Camila Neves Morais


Nesta sexta-feira, dia 14 de dezembro de 2012, a Apple teve uma queda importante no valor de suas ações no mercado financeiro mundial.

De forma específica, as ações da Apple caíram em 3,9% e os papéis de suas fornecedoras seguiram a mesma situação de queda nas bolsas de valores.

Toda esta situação aconteceu em decorrência da baixa recepção do lançamento do iPhone cinco na China que reduziu, assim, as projeções de vendas do produto da Apple.

Com isso, diversos analistas econômicos reduziram também a estimativa do volume de vendas do iPhone para o primeiro trimestre de 2013 para 48 milhões de unidade, sendo que a expectativa anterior era de comercializar cerca de 52 milhões de iPhone 5.

A partir desta conjuntura, o UBS Investment Research reduziu a meta de preço para as ações da Apple que passou para 700 dólares, sendo este valor 80 dólares a menos do que a estimativa inicial.

Deste modo, todo o sistema financeiro espera redução na valorização dos papéis da Apple em decorrência da redução de venda de seus produtos ao mesmo tempo em que a concorrência com celulares usando o Android do Google aumenta a cada dia que passa.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


O Google informou nesta semana, por meio do blog oficial da companhia, que irá iniciar a oferta do dispositivo Google Maps na loja de aplicativos da Apple.

A Apple até chegou a criar um serviço exclusivo de mapas para o iPhone 5, mas os usuários fizeram diversas reclamações como grandes erros geográficos e poucas opções disponíveis.

Com isso, o Google Maps agora poderá ser usado em qualquer modelo de iPhone ou iPod que possuir versões a partir do iOS 5.1.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


Segundo informações do DigiTimes, portal taiwanês especializado em tecnologia, a Apple já estaria com planos para o início da comercialização do sucessor do iPhone 5, que já bateu recordes de venda em 2012.

De acordo com o site, “a empresa está em processo de homologação com os fornecedores das peças para o novo aparelho, o iPhone 5S”. A Apple pretende iniciar a produção em dezembro, sendo que o lote inicial deve apresentar aproximadamente 50 mil e 100 mil unidades. Para o ano que vem, o plano da companhia é começar a vender o aparelho no 1º trimestre, lançando-o no mercado brasileiro durante o outono.

Outro portal, o Commercial Times, site chinês especializado no setor, afirmou que seria a resolução dos problemas encontrados na versão anterior, que teve grande índice de insatisfação apesar das altas vendagens. Isso ocorreu devido aos arranhões e defeitos apresentados nos primeiros lotes do iPhone 5. A Apple, para sanar esta situação, aumentou o controle de qualidade.

Para o iPhone 5S, a empresa planeja uma leve alteração no desenho com o objetivo de facilitar a fabricação do aparelho. Com isso, a empresa pretende apagar as recordações ruins que os compradores tiveram com o iPhone 5 e apresenta mais uma opção no disputado segmento dos smartphones.

Por Marcelo Araújo


Após o lançamento do novo smartphone da Nokia, o Lumia 920, ele foi posto em pré-venda pelo site Best Buy. O aparelho top de linha da Nokia se esgotou em apenas 24 horas.

A disponibilização na loja online aconteceu no último dia 21 de outubro e foi um grande sucesso, pois o smartphone foi completamente vendido em todas as cinco cores disponíveis: amarelo, branco, cinza, vermelho e preto.

Com certeza a fabricante finlandesa deve ter comemorado bastante, pois esse sucesso evidenciou que os consumidores preferem o aparelho da Nokia ao invés do HTC 8X ou do Samsung Ativ S, que também entraram em pré-venda no dia 21 de outubro.

Porém, parece que essa pré-venda foi uma grande jogada de marketing, pois há informações de que a Best Buy só possuía 200 unidades do Lumia 920 disponíveis. Provavelmente foi uma forma que a Nokia encontrou de testar no mercado o seu novo smartphone top de linha.

O Lumia 920 custava US$ 600 na Best Buy, o que equivale a R$ 1.200 sem impostos.

O smartphone deve chegar ao mercado brasileiro apenas no primeiro trimestre do ano que vem.

Por Guilherme Marcon


Chega ao mercado brasileiro o Galaxy S Duos da Samsung. O smartphone conta com o mesmo design do Galaxy S III, porém traz especificações de hardware parecidas com o primeiro modelo da série S.

O Galaxy S Duos possui processador de 1 GHz, armazenamento interno de 3 GB, tela de 4 polegadas com resolução de 480×800, plataforma móvel da Google na versão 4.0 e uma câmera de 5 megapixels. Com todas essas características, o modelo pode ser considerado o melhor smartphone dual-chip do mercado.

Porém, ainda assim, o custo pelo produto aqui no Brasil pode ser considerado alto, se formos levar em consideração estas especificações técnicas, pois o smartphone esta custando aproximadamente mil reais. Por esse preço é possível encontrar aparelhos com muito mais potência, como por exemplo, o Motorola Razr, O Nokia Lumia 800, o Xperia P e o LG Optimus L7.

De qualquer maneira, o aparelho traz como diferencial a possibilidade de utilizar dois chips ao mesmo tempo e possuir o design bem parecido com o do top de linha da Samsung, o Galaxy S III, por isso é provável que o modelo consiga se destacar entre os brasileiros.

O Galaxy S Duos já está disponível em várias lojas do varejo.

Por Felipe Santos Bonfim


Em seu primeiro final de semana após o lançamento ocorrido no último dia 21, a mais nova criação da Apple não obteve o desempenho esperado pelos investidores.

Segundo uma das maiores agências internacionais de notícias, a Thomson Reuters, as vendas de mais de 5 milhões de unidades que o iPhone 5 atingiu em apenas três dias, não era bem o que o mercado esperava. Prova disso, é que as ações da fabricante do produto tiveram queda de 1,58%.

A principal dificuldade da empresa, e que pode ter afetado negativamente suas vendas, é uma limitação na produção, pois houve esgotamento do estoque inicial e as vendas antecipadas, que foram realizadas anteriormente pela internet, só serão atendidas em outubro.

De acordo com analistas da Baid Equity Research, caso isto não tivesse ocorrido e diante do cenário do mercado e das expectativas em torno do produto, as vendas teriam sido potencialmente maiores.

Mesmo tendo superado seu antecessor, o iPhone 4S que em seu primeiro final de semana bateu a casa das 4 milhões de vendas, a performance do iPhone 5 necessitou de explicações do atual presidente da companhia, o executivo Tim Cook, que garantiu estar abastecendo as lojas e que as pré-vendas serão atendidas no início do próximo mês.

Esta crise tem começo na Sharp, principal fornecedora da Apple, que atualmente luta contra os altos custos da produção e busca sanar suas dívidas sem prejuízo de suas atividades normais. Além disso, a Foxconn, grupo de Taiwan,  responsável pela montagem dos iPhones, fechou uma de suas principais indústrias na China, após um conflito entre trabalhadores, e não tem previsão de retomada das atividades.

Tudo isso parece não afetar em nada os consumidores de tecnologia, que crescem na mesma proporção em que os avanços são propostos, o que faz com que lojas físicas ou virtuais, continuem com uma demanda complicada de ser cumprida.

Por Stefania Cardoso


O novo iPhone foi finalmente revelado ao público e já está em pré-venda em diversos lugares. Ao que tudo indica a Apple já conta com muitos pedidos, quantidade muito maior do que ela esperava e isso somente na primeira semana após o lançamento do aparelho.

A Apple informou que está bastante surpresa com a quantidade de pedidos feitos em tão pouco tempo.

Até o momento, não foram revelados os números exatos, mas a fabricante está bastante empolgada com o grande volume de vendas do aparelho, que tem previsão de lançamento para o próximo dia 21.

Segundo rumores, é provável que o volume de vendas do iPhone 5 ultrapasse a quantidade de unidades vendidas do iPhone 4S, que atingiu um milhão de aparelhos vendidos, em apenas 24 horas após o anúncio do modelo.

Por enquanto, os brasileiros terão que esperar um pouco mais até que o iPhone 5 chegue ao mercado, pois até o momento não há nenhuma previsão de lançamento do aparelho no mercado nacional.

A estimativa é que o produto chegue aqui somente no final de novembro, após ter passado por todos os processos necessários para sua venda no país.

Por Felipe Santos Bonfim


Depois de algumas surpresas positivas e outras bem negativas durante a apresentação do novo iPhone 5, os chips compatíveis com o novo aparelho devem chegar ao Brasil ainda em setembro.

O novo smartphone nem chegou ao Brasil e os chips já serão vendidos na média de R$ 10,00.

Com novidades como a tela maior, de 4 polegadas e suporte para conexão 4G, a qual ainda não existe em território brasileiro, o iPhone 5 chegará aos EUA no dia 21 de setembro.

Os fãs esperavam mais da nova geração do aparelho, que não apresentou muitas surpresas aos maníacos pela companhia.

A câmera, por exemplo, não teve nenhuma alteração, mas o aparelho está 18% mais fino e leve, para quem gosta de praticidade. Para os fiéis conhecedores do mundo dos smartphones, o novo iPhone 5 seguiu a mesma linha de aplicativos que já estão à venda no mercado.

Com a tela maior é possível aumentar a lista de aplicativos disponíveis na página principal do smartphone. Os comentários são muitos, tanto de quem conhece do assunto quanto dos curiosos de plantão.

No final, o negócio é esperar para ver o modelo de perto e concluir se as pequenas mudanças foram válidas ou o lançamento deixou a desejar. 

Por Dayane Garcia


A Apple, empresa que fabrica os aparelhos de smartphone avançados, revelou que já vendeu mais de 400 milhões de unidades dos celulares integrados com sistema iOS, que engloba os iPhones, iPads e iPods Touch. 

O número impressiona se comparado com a venda de outras tecnologias, principalmente em relação ao preço em que são comercializados os aparelhos, porém ainda fica atrás da quantidade de celulares, tablets e outras novidades integradas com o sistema operacional Android.

Já, os fãs do Android podem comemorar. O que confirma essa estimativa foi o anúncio do executivo do Google, idealizadora do Android, Hugo Barra. Em sua página do Google+, no dia anterior ao lançamento do aguardado iPhone 5, ele informou que já existem mais de 500 milhões de Androids ativados, ou seja, um verdadeiro fenômeno de vendas.

A estimativa engloba os smartphones, tocadores de multimídia (como o Galaxy Player, por exemplo) e também certos tablets.

E o Google segue confiante nas vendas, já que garante que diariamente cerca de 1,3 milhões de aparelhos Android são ativados no mundo.

Para conhecer mais novidades sobre tecnologia e os lançamentos da Apple, acesse o site oficial da empresa: www.apple.com.

Por Tadeu Goulart

Fonte: IG


Na tentativa de tirar um pouco o foco do Samsung Galaxy S III, a LG iniciou no mesmo dia do lançamento do super smartphone da sul-coreana, dia 03 de maio, as vendas do seu novo aparelho top de linha chamado de Optimus L7.

O L7 é o primeiro smartphone da empresa a rodar o Android 4.0 Ice Cream Sandwich, exatamente o mesmo sistema operacional do Galaxy S III, e já está disponível para compra na Europa.

Conforme o site The Verge, o Optimus L7 possui pequenas dimensões e pouco peso, medindo 125.5 x 67 x 8.7 milímetros e pesando apenas 122 gramas. Ainda, o aparelho possui tela com 4.3 polegadas e Gorila Glass, conectividade 3G e Wi-Fi, 4 GB de capacidade de armazenamento (que pode ser expandida para até 32 GB através de cartão SD), NFC e Bluetooth.

Este aparelho é da mesma linha do L5 e L3, mas é o mais avançado dos três. O seu processador é de 1 GHz de um núcleo, além da câmera de cinco megapixels com flash LED e bateria de 1500 mAh.

Na Europa, o LG Optimus L7 desbloqueado está à venda pelo valor de 299 euros (equivalente a R$ 760). Mas a promessa da fabricante é de que o aparelho será disponibilizado no mercado asiático até o meio deste ano, sem previsão de lançamento para os demais continentes.

Por Guilherme Marcon


Recentemente, a ZTE anunciou que pretende vender mais de 100 milhões de smartphones ao ano, para compensar a pequena margem de lucro que obtém com os smartphones mais populares.

O primeiro aparelho celular da empresa foi lançado em meados de 2002 e as vendas de seus modelos de celulares e smartphones vêm crescendo exponencialmente desde então. No ano passado, a companhia vendeu 15 milhões de smartphones, sendo que a expectativa é que neste ano sejam vendidos mais de 50 milhões de aparelhos.

A ZTE ocupa a posição de quarta maior fabricante de celular no mundo todo, além de ser a quinta na produção de dispositivos para telecomunicação. Ao longo dos anos, a fabricante foi se especializando e foi diversificando ainda mais os seus aparelhos, passando a vender também dongles e tablets.

A ideia da fabricante, para chegar aos 100 milhões de aparelhos vendidos anualmente, é começar reformulando seus smartphones Skate e Blade, ao invés de criar novos.

O ZTE Skate possui tela de 4.3 polegadas, tela de LCD convencional, câmera traseira de 5 MP e sistema operacional Android 2.3. Já o ZTE Blade possui câmera de 3.15 MP, sistema operacional Android 2.2 e tela de 3.5 polegadas.

Por Guilherme Marcon


O volume de vendas de smartphones no Brasil dobrou em 2011, sendo que o mercado de telecomunicações como um todo teve crescimento de mais de 13% entre os anos de 2010 e 2011.

Ainda de acordo com a pesquisa a principal influenciadora para esse resultado foi a retração de preços nesses aparelhos de cerca de 21%. Os dados fazem parte de um estudo feito pela empresa Gfk Consumer Choices.

Atualmente os smartphones correspondem a 34% do mercado total de 2011, sendo que em 2010 o percentual apresentado foi de 23%. Esses números mostram uma tendência de substituição dos celulares considerados tradicionais.

Para o gerente de negócios da Gfk, Cláudio Bindo, o nível de penetração dos smartphones entre os usuários de telefonia móvel é muito alto, somente em 2011 cerca de 70 novos aparelhos foram lançados no Brasil, e desses, 43 usavam o sistema operacional Android do Google

Bino também ressaltou o preço como um grande influenciador na compra e venda dos smartphones. Para ele o preço médio oferecido para o consumidor teve uma melhora considerável com a penetração desses novos modelos, pois hoje em dia existem smartphones com diversas linhas de preços.

Os modelos mais sofisticados custam acima de R$ 1.000, porém os produtos mais baratos, na faixa dos R$ 400, foram os responsáveis por trazer novos usuários para o segmento dos smartphones.  

Por Joyce Silva


Apesar de alguns problemas, que estão se tornando praxe no lançamento de qualquer aparelho da Apple, como a falta de equipamentos em determinados lugares, desorganização de file, entre outros, o primeiro final de semana de vendas do novo iPad 3 pode ser comemorado pela empresa.

Segundo as informações divulgadas pela imprensa especializada norte-americana, as vendas superaram até mesmo a primeira perspectiva feita pela Apple. Todos os recordes de venda e de ativações dos outros iPads foram superados.

Apesar da comemoração pública dos diretores da Apple, que deram entrevistas coletivas ressaltando o bom volume de vendas que o equipamento teve no primeiro final de semana, eles não entraram em detalhes da quantidade total de equipamentos vendidos. O mesmo comportamento já havia sido observado na ocasião do lançamento do iPad 2.

O CEO da empresa, Tim Cook, declarou que a Apple pretende continuar investindo muito dinheiro no desenvolvimento de novas tecnologias que ajudem no dia a dia. Ele declarou também que se orgulha de ser o CEO da empresa que mais investe em tecnologia e inovação do planeta.


Pesquisa recente da comScore revela que, embora gigantes como Google e Apple continuem a brigar por mercado e por patentes, as duas ainda são as que mais vendem produtos no mercado norte-americano. Considerado como referência para o mercado global, as vendas nos EUA podem determinar o alcance de uma marca.

Em matéria de smartphones, ninguém bate nos produtos da Apple e nos aparelhos com o sistema operacional Android. Para trás, ficam nomes como RIM, Windows Phone e até mesmo o Symbian, da Nokia, que ainda insiste em dar seus últimos suspiros antes de desaparecer do mercado.

Segundo a consultoria, no período avaliado 40% dos assinantes de dispositivos móveis dos Estados Unidos aderiram à plataforma Android, enquanto que os smartphones da Apple atingiam a casa dos 26,6% do total de assinantes daquele país. Na sequência, encontram-se RIM (23,4%), Microsoft (5,8%) e Symbian, com parcos 2,0% da fatia desse bolo poderoso.

Tudo isso pode ser alterado a partir de setembro ou outubro deste ano, quando está previsto o lançamento do novo iPhone. Mas por ora, esses números, nos levam a compreender o porquê da recente união entre Microsoft, Apple e outras companhias, com o objetivo de comprar patentes estratégicas e assim impedir o crescimento acelerado do sistema operacional do Google. Resta-nos aguardar os próximos desdobramentos desse conflito. 

Por Alberto Vicente


De acordo com a revista Business Week, a HTC e a Samsung, fabricantes de smartphones que rodam o sistema operacional Android (fabricado pelo Google) ganharam partipação de mercado no último trimestre.

Embalada pelo recente lançamento da linha Galaxy, com dispositivos baseados em Android, a Samsung praticamente triplicou seu share no mercado mundial de smartphones. A HTC também colhe bons frutos pelo reconhecimento da qualidade do sistema operacional, tendo duplicado sua participação no mercado.

Já a RIM, fabricante dos telephones BlackBerry, que rodam com sistema operacional próprio, teve queda em sua participação de mercado: dos 19,9% que tinha a um ano, agora responde por 14,5%.

A Nokia, maior fabricante de smartphones, também apresentou queda, caindo de 38,6 para 28% em um ano.

A Apple, fabricante do iPhone, manteve sua participação em 16,1%.

Por A. Garcia


A falsificação de aparelhos celulares é muito alta atualmente, o que prejudica empresas que investem em tecnologia e qualidade. Segundo alguns dados, de cinco telefones celulares vendidos no mundo, um é cópia ilegal ou consiste em uma imitação que não tem licença para ser produzida.

Fabricantes, como a Nokia, acabam saindo perdendo nos mercados considerados emergentes. De acordo com Esko Aho, da Nokia, a maioria desses aparelhos ilegais são oriundos da China, porém já foi constatado que esse problema também vem ocorrendo na América Latina e até em alguns lugares da Europa.

Segundo a Gartner, o aumento de fabricantes de aparelhos que não possuem marca, bem como o aumento das vendas de celulares mais modernos, alavancaram para 35% a comercialização de aparelhos celulares.

Por Andrea Gomes

Fonte: Reuters


Depois do fracasso do Nexus One, a Google dá mais uma cartada no mercado de smartphones. Desta vez, o candidato é fabricado pela Samsung e se chama Nexus S. O modelo foi lançado no dia 6 de dezembro de 2010 e integrará a família do Google Phones.

Além de ser um modelo atualizado do Samsung Galaxy, o novo smartphone roda nova versão do Android, a 2.3, chamada de Gingerbread.

Dentre as configurações, se destacam a tela AMOLED de 4”, câmera de 5 MP, 16 GB de armazenamento, suporte nativo ao Voip e um chip NFC, tecnologia que permite a utilização do aparelho como ferramenta de pagamento.  

As vendas começarão no dia 16 nos EUA pela loja Best Buy e o aparelho será desbloqueado. O valor para o Nexus S desbloqueado é de US$529.

Por Camila Porto de Camargo

Fonte: IDG Now!


A evolução dos aparelhos de celular, que cada vez mais se assemelham aos computadores, parece que agradaram os brasileiros. De acordo com levantamento da Strategy Analytics, SA, houve um aumento de 50 % nas vendas no período de janeiro a março de 2010 em comparação com a 2009. As marcas Apple e Nokia dominam o mercado nesta área.

Este é o maior crescimento no setor em três anos. Ainda de acordo com a SA, 54 milhões de smartphones foram vendidos no trimestre, resultando em 18% do total de celulares existentes no mercado.

Os smartphones são conhecidos como celulares inteligentes, pois agregam diversas funcionalidades de computador, como acesso à Internet, visualização de vídeos e sites, como Twitter e YouTube.

Raphael Ramirez

Fonte: G1





CONTINUE NAVEGANDO: