Os maiores diferenciais do modelo são a bateria de longa duração e a memória interna maior, com possibilidade de expansão.

Nos últimos anos, os tablets vieram ganhando maior destaque no mercado de trabalho, por possuírem características semelhantes às de um computador, apresentando um tamanho compactado e com a mesma praticidade de um aparelho celular. Nos dias atuais, diversas empresas eletrônicas fabricam esse tipo de aparelho eletrônico das mais variadas formas e modelos. A Samsung é uma dessas empresas que já lançaram incontáveis modelos e linhas de tablets.

A Samsung é uma multinacional coreana, fundada há mais de 80 anos, que tem grande espaço no mercado de comércio no Brasil. É uma empresa tão sucedida que seu faturamento no ano de 2015 foi equivalente a mais de 12% do PIB da Coreia do Sul. Atualmente, fabrica diversos produtos eletrônicos como smartphones, notebooks, tablets, acessórios, entre outros.

Saiba mais informações sobre o Samsung Galaxy Tab A lendo a seguir:

Samsung Galaxy Tab A

A linha de tablets Galaxy, da Samsung, que ganhou no mês de dezembro do último ano, foi o Galaxy Tab A de 8 polegadas. Seu design assemelha-se com os aparelhos antecessores, se apresentando com uma estrutura metálica e bordas arredondadas. Seu maior diferencial é a sua bateria de longa duração e sua memória interna maior, com possibilidade de expansão.

Tela

A Samsung desenvolveu neste tablet a capacidade de alto desempenho, essencial para uma rotina diária. Sua tela é imersiva em 8 polegadas e resolução de 1280 x 800 pixels, que permitem jogar, assistir vídeos e navegar pela web, sem nenhum incômodo e sem se preocupar com a iluminação local.

Bateria e Memória

Sua bateria é de 5.000 mAh e permite ao usuário aproveitar, da melhor forma possível, os aplicativos de multimídia, câmera e navegação na web, por até 14 horas seguidas. Sua memória interna de 16GB também está disponível com a possibilidade de até 256GB de expansão, com cartão Micro SD.

Câmera

Sua câmera frontal de 5 MP, com abertura de lente F/2.2 e a sua câmera traseira de 8 MP, com abertura de foco 1.9. As duas vêm equipadas com flash, suas câmeras também apresentam interface intuitiva, que possibilita ao usuário executar várias funções.

Detalhes Técnicos

O processador do tablet Galaxy Tab A é quad-core, de 1,4 GHz. Ele possui entrada USB 2.0, tipo C, e conectividade com Bluetooth e WI-FI, funcionando no Android 7.1 Nougat. Ele também apresenta a função de modo multiusuário e isso permite que ele possa ser compartilhado por toda a família, mantendo ainda a privacidade, as configurações dos aplicativos de cada um. No modo infantil, os pais têm o controle sobre os acessos que filhos tiveram no tablet.

O modelo Galaxy Tab A está disponível qualquer tipo de loja que venda eletrônicos, no Brasil, a partir do valor de R$ 1178,00.

Ficha técnica sobre o tablet

· Sistema operacional: Android 7.1 Nougat;

· Marca: Samsung;

· Modelo: SM-T385;

· Dimensões (AxLxP): 21,2 x 12,4 x 0,8cm;

· Peso: 346 gramas;

· Processador: 1.4 GHz Quad Core;

· Memória MAX: 16GB;

· Expansão da memória: até 256GB, com Micro SD 256.

Tela

· 8 polegadas;

· Resolução: 800 x 1280 pixels.

Câmera

· Câmera traseira: 8MP;

· Tamanho da abertura: F 1.9;

· Câmera frontal: 5MP;

· Tamanho da abertura: F 2.2;

· Detecção facial;

· Flash;

· Autofoco.

Bateria

· Tipo: lítio;

· Amperagem: 5000mAh.

Preço

· A partir de R$ 1.178,00.

Além de todas essas características, o Samsung Galaxy Tab A tem sido muito bem avaliado, com os melhores ótimos comentários. Caso considere adquirir esse tablet, opte por pesquisar previamente os valores, comparando entre as lojas online e físicas, para assim adquirir um produto de qualidade por um preço mais justo.

Por Aurenivia Alves Pereira

Samsung Galaxy Tab A


Novo tablet recebeu melhorias e manteve o preço do modelo anterior.

Um dos lançamentos mais esperados no mercado eletrônico do ano foi o do Samsung Galaxy Tab S3. Esse apetrecho, o mais moderno da marca, promete ser o novo objeto de desejo das pessoas que utilizam tablets e no Brasil o objeto foi lançado na última quinta-feira, dia 13 de julho de 2017, em São Paulo, e na festa de lançamento os organizadores apostam em conseguir bons números de vendas.

A primeira característica que chama atenção neste modelo é o seu preço, pois, este não sofreu alteração em relação ao produto anterior. A Samsung, uma marca experiente, fez um estudo de mercado e sabe que os seus potenciais clientes não querem pagar um valor exorbitante por um produto, por isso, a marca investiu em melhorias e manteve o preço de R$ 3.000,00. Bela estratégia da marca Coreana.

Este novo modelo chama atenção pelo seu design muito mais moderno, a cor preta dá ares de sofisticação para o produto. Além disso, o produto que foi utilizado na fabricação da tela dá mais conforto para utilização do tablet e também oferece uma maior visibilidade aos usuários. E ainda falando da tela ela está maior, agora é uma “Super Amoled de 9.7 polegadas” perfeita para assistir diferentes conteúdos, como filmes, séries, vídeos, programas, dentre outros.

Outro ponto que chama atenção é a memória do aparelho. Essa parte foi estendida para 4 Gigabyte, essa expansão permite que o dono guarde muito mais informações no Samsung Galaxy Tab S3. O sistema de reprodução também foi mudado, agora ele está muito mais potente, o aparelho ganhou 4 alto-falantes, imagine assistir a um filme com uma super tela e uma reprodução de som como essa? É uma experiência inesquecível.

Por fim, um quesito que merece atenção é a espessura do Samsung Galaxy Tab S3, agora o aparelho tem a mesma espessura de uma caneta. Ou seja, é muito mais leve para ser manuseado e não cansa o usuário, já que não é um objeto com muito peso.

Caso o usuário deseje, o tablet foi desenvolvido para ser usado com um teclado que pode ser adquirido separadamente.

O Samsung Galaxy Tab S3 é um ótimo investimento, se você está pensando em adquirir um tablet novo esse modelo é a sua melhor opção.

Por Isabela Castro

Samsung Galaxy Tab S3

Samsung Galaxy Tab S3

Fotos: Divulgação


Novo modelo conta com o Windows 10 como sistema operacional.

A empresa sul-coreana Samsung fez o anúncio de seu novo tablet, conhecido como Galaxy TabPro S, um dispositivo que possui display Super AMOLED com resolução de 2160 × 1440 pixels e 12 polegadas, e a grande novidade do aparelho é o Windows 10, já que a empresa não tem fabricado muitos aparelhos que contam com o sistema operacional da Microsoft

O tablet Galaxy TabPro S traz para os usuários diversas funcionalidades que são próprias de um computador portátil. Possuindo apenas 6,3 milímetros, o dispositivo é bem fino se comparado com seus concorrentes, também é muito leve, contando com aproximadamente 693 gramas na versão que possui Wi-Fi e na versão LTE o peso é de cerca de 696 gramas.

É incluída junto ao tablet uma capa com um teclado de tamanho completo para que a utilização seja facilitada, o TabPro S também permite o uso em 2 diferentes ângulos, proporcionado pela dobradiça flexível do teclado.

O equipamento tem sua carga carregada completamente em apenas duas horas e meia, oferece uma autonomia de até dez horas e meia, com uma bateria de 5200 mAh, que é compatível com um adaptador multiportas, USB Tipo A e C e HDMI, juntamente com Bluetooth Pen, sendo opcionais.

O mesmo conta com um processador Intel Core M de sexta geração (Dual-Core a 2,26 GHz), disco SSD com capacidade de 128 ou 256 Gigas, 4 Gigas de memória RAM, câmera traseira com 5 Megapixels com AF e a frontal possui a mesma resolução porém com foco fixo, Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac MIMO, LTE Cat 6, Wi-Fi Direct, Bluetooth 4.1, NFC, GPS, sensores como o de luz ambiente e acelerômetro e também GLONASS

Ainda não foi informado de forma oficial o valor do novo Samsung Galaxy TabPro S e também sua disponibilidade, mas assim como vazou algumas imagens deste aparelho na internet, o preço também está sendo especulado pelos usuários e acredita-se que será vendido no velho mundo, por 999 euros.

Por Nádia Neves 

Samsung Galaxy TabPro S

Samsung Galaxy TabPro S

Fotos: Divulgação


A Samsung estaria realizando testes preliminares com um tablet que possui tela de 18,4 polegadas.

No dia 6 de agosto vazou na web uma lista de produtos da empresa de tecnologia Samsung, que supostamente estariam sendo distribuídos para testes preliminares.  Dentre os gadgets para teste há o destaque para um tablet que teria uma tela de 18,4 polegadas. Não há, no entanto, mais detalhes ou mesmo fotos sobre o novo modelo, ou sobre o suposto documento.

Segundo um site indiano de importação/exportação (Zauba), os tablets com tela de 18,4 polegadas são exclusivamente modelos de testes e a lista ainda aconselha que os gadgets devem ser destruídos após os testes. Isso indica que não há data certa para que os novos aparelhos cheguem ao mercado para vendas. Apenas sabemos que há grandes chances do novo modelo ser lançado, pois desde que lançou o seu último modelo, a Samsung vem cogitando a ideia de fabricação de modelos com telas maiores, segundo o que afirmou a própria empresa, durante a feira de tecnologia CES 2014.

A maior tela de tablet que a Samsung oferece atualmente aos clientes é a do modelo Galaxy Tab Pro, que possui 12,2 polegadas. Alguns rumores dizem que a Apple pode copiar a tendência de telas maiores e lançar um iPad Pro, com tela de tamanho semelhante. No mercado dos Estados Unidos, no entanto, existem modelos com telas maiores, como o Envy Rove 20, da empresa HP e o Big Tab, da empresa Nabi.

Mas quem seria beneficiado com uma tela gigante? O foco desse tipo de tecnologia seria o uso profissional. Os profissionais de design, por exemplo, poderiam aproveitar melhor as funcionalidades de uma tela maior. O tablet poderia, ainda, ser usado como um monitor, com altíssima definição de imagem e que possibilitasse comandos de toque.

Mas, é claro, que não só os profissionais se atrairão pela enorme tela do novo modelo. Em uma época em que cada vez mais os computadores vêm perdendo espaço para os tablets, a tendência de telas maiores pode ser um retrato do futuro da tecnologia. Talvez, em alguns anos possamos assistir à substituição completa dos modelos de computadores pessoais, por aparelhos de tablet, com telas maiores e funções melhores para os usuários. 

Por Patrícia Generoso

Tablet gigante da Samsung

Foto: Divulgação


A Xiaomi possui um ideal muito atrativo que gerencia o desenvolvimento de seus produtos. A companhia busca produzir o melhor smartphone disponível pelo menor preço possível. Esta filosofia está tendo grande efeito na Ásia, e através do recente phablet da empresa disponibilizado, esta realidade tem a possibilidade de competir ainda mais com os rivais. O nome do dispositivo lançado é Mi Note e será disponibilizado para venda em duas versões distintas.

O Mi Note padrão poderá ser vendido em 27 janeiro com um preço acima de 2.299 yuan na China, sendo R$ 970 na cotação recente. O Mo Note Pro, por sua vez, é direcionado para um ramo mais potencializado, possuindo configurações para concorrer com dispositivos como Galaxy Note 4, iPhone 6 Plus, Nexus 6, dentre outros modelos. Ele é disponibilizado no mercado no preço de 2.799 yuan, equivalente a R$ 1.181.

Embora os valores entre os dois aparelhos não sejam elevados, principalmente ao considerar os preços convertidos em reais, a estrutura interna dos dois dispositivos é bem variável.

O aparelho Mi Note possui um processador Snapdragon 801 quad-core de 2.5 GHz, memória RAM de 3 GB, GPU Adreno 330, armazenamento interno de 16 GB ou 64 GB, tela de 5,7” Full HD com 1080p, bateria de 3.000 mAh. Sua câmera traseira possui 13 MP f/2.0 com estabilização óptica e flash de duas cores e sua câmera frontal possui 4 MP com pixels de 2 microns.

O modelo Mi Note Pro, por sua vez, possui o processador Snapdragon 810 64-bit octa-core, memória RAM de 4 GB, GPU Adreno 430, armazenamento interno de 64 GB, tela de 5,7” 2K com 2560×1440, bateria de 3.000 mAh, sua câmera traseira possui 13 MP f/2.0 com estabilização óptica e flash com duas cores, e sua câmera frontal possui 4 MP com pixels em 2 microns.

O aparelho padrão iniciará suas vendas em janeiro, enquanto o Mi Note Pro será disponibilizado na Ásia somente em março.

Por Felipe Couto de Oliveira

Xiaomi Mi Note

Xiaomi Mi Note

Fotos: Divulgação


Com as diversas inovações no mercado de smartphones, a cada dia que passa as empresas desses produtos precisam lançar novidades para continuarem competitivas. A exemplo disso, a Huawei lançou um phablet (combinação de tablet com telefone) com duas câmeras traseiras, o 6 Plus.

A ideia é disponibilizar para os usuários um aparelho que seja capaz de tirar fotos com qualidade muito maior do que as outras opções no mercado. Os dois sensores possuem resolução de 8 megapixels, com pixels de 1,98 microns.

O foco da dupla câmera está em melhorar as fotografias em ambientes com baixa luminosidade. Além disso, pelo fato dos sensores estarem dispostos horizontalmente em linha, é possível criar um efeito de terceira dimensão ao mover o aparelho durante a captura.

Além disso, ainda é possível trabalhar no foco de uma forma diferenciada, mesmo após a foto ter sido tirada.

Além do ponto alto que é a câmera, o aparelho possui uma tela bem grande, de 5,5 polegadas, que é o diferencial dos phablets, com resolução Full HD. O processador é o Huawei Kirin 925, octa core, de 1,8 GHz cada.

A memória RAM do dispositivo é de 3 GB, enquanto que a memória de armazenamento é disponibilizada em duas opções: 16 GB ou 32 GB. Porém, isso deve ser levado em conta no momento da compra, pois se o usuário não tiver necessidade de sua memória ser interna, ele pode comprar o de 16 GB e expandir o espaço de armazenamento com cartão Micro SD.

Além da dupla câmera traseira, o 6 Plus também possui dois sensores de foto na parte frontal, totalizando então 4 câmeras em um único aparelho. O sistema operacional que virá de fábrica nesse phablet é o Android 4.4.4 KitKat.

O Huawei 6 Plus ainda está restrito ao mercado chinês, porém ainda é cedo para dizer se ele será disponibilizado em outras regiões do mundo, inclusive no Brasil. São disponibilizadas duas opções de cores para o aparelho e estas saem por preços diferentes.

O aparelho de cor prata custa a partir de US$ 320, enquanto que a versão dourada está disponível a partir de US$ 400.

Por Rannier Ferreira Mendes

Huawei 6 Plus

Huawei 6 Plus

Fotos: Divulgação

 


Famosa por uma extensa fabricação de celulares no Brasil desde a década de 90, a Nokia está totalmente reestruturada e, agora, traz ao mercado seus novos tablets com total tecnologia e um design cada dia mais inovador.

Entre os inúmeros tablets da marca, destaca-se o Nokia Lumia 2520 que possui software Windows 8.1; tela de 10,1’’ com LCD IPS com clear Black.

As fotografias terão um toque especial, pois o Nokia Lumia 2520 conta com câmera principal de 6,7 MP.

A capacidade de armazenamento do tablet está ainda maior. Com incríveis 32 GB, o smartphone pode armazenar fotos, vídeos, jogos e milhares de músicas baixadas gratuitamente da internet.

Navegar pelo aparelho e pela internet, agora, está mais rápido. Com o incrível processador 4 – Core 2.2 GHz suas experiências com o mundo virtual serão mais dinâmicas e velozes a ponto de pensar que não está lidando com um tablet e, sim, com um computador superpotente.

Além das aplicações citadas acima, o tablet conta com uma tela Full HD de alta resolução que, segundo a Nokia, possui a melhor legibilidade em ambientes externos e internos do mercado de tablets.

O aparelho conta, ainda, com um teclado opcional que pode ser adquirido a parte. Além do mais, proporciona uma duração de cinco horas a mais de bateria ao tablet.

As tarefas podem estão mais práticas. Com duas portas USB integradas ao Nokia Lumia 2520 você pode conectar celulares, pen drives, mouses, entre outros. Para isso, o usuário terá que adquirir o pacote Office da Microsoft que conta com o Word, Excel, PowerPoint, Outlook, entre outros.

O tablet, como dito acima é uma das inovações da marca e, a nosso ver, torna-se interessante para estudantes, comerciantes e, até mesmo, empresários.

O tablet chega ao Brasil com um preço médio de R$ 1.999,00 e pode ser adquirido nas principais lojas de eletroeletrônicos do país.

Por Daniel Alves

Nokia Lumia 2520

Nokia Lumia 2520

Nokia Lumia 2520

Fotos: Divulgação


O Google tem um novo lançamento na sua linha de tablets Nexus. A novidade maior não fica por conta da tela de 9 polegadas em si, mas pela fabricante do componente: a HTC. Vista como uma escolha incomum dada a ampla variedade de fornecedores de OEMs (sigla em inglês para fabricante de equipamentos originais) disponíveis.

A fábrica de componentes de Taiwan deixou o mercado de tablets há alguns anos atrás, mas reaparece com um Nexus de 9 polegadas que mais parece uma versão super dimensionada do Nexus 5, embora tenha o exterior bem diferente deste: aço escovado no lugar da carcaça emborrachada do 5.

O Nexus 9 tem um display de 8.9 polegadas, com 2048 x 1440 pixels de resolução (longe do iPad Mini em relação à densidade de pixels), visualização 4:3 (ao contrário do widescreen do Nexus 7), e tem apenas 8 milímetros de espessura – um fio de cabelo mais grosso que o iPad Mini. Reforçado com um chip Nvidia Tegra K1 (192 núcleos, quad-core, 2,3gHz,) e 2GB de RAM, vem em duas opções de armazenamento, 16 e 32GB. A câmera traseira conta com 8 megapixels de resolução, enquanto a câmera frontal tem 1.6.

A pré-venda nos Estados Unidos do Nexus 9 começou na última sexta-feira, 17 de outubro, e os produtos tem previsão de chegar às prateleiras daquele país no próximo dia 3 de novembro. Os preços vão variar de US$ 400 para o modelo de 16GB, US$ 480 o de 32GB e um modelo de 32GB compatível com a rede 4G por US$ 600.

O tablet já vem com a última versão do Android instalada de fábrica, a Lollipop. Com poucas mudanças visuais, o novo sistema operacional continua com a tela inicial nos mesmos moldes, mudando pouca coisa nos aplicativos, como o Chrome, por exemplo, que tem as abas separadas como se fossem apps próprios. O gerenciador de bateria agora conta com previsão de quanto tempo ainda resta de utilização, e é esperado que venha com o novo kernel 3.10, que promete uma boa economia da bateria.

Por Felipe Foureaux Freitas

Nexus 9

Nexus 9

Fotos: Divulgação


Na corrida pela preferência e pelo o numero de vendas, empresas de todos os segmentos travam uma verdadeira batalha. E nesse vale tudo, estratégias e planos são elaborados com o intuito de abocanhar cada vez mais a preferência e o bolso dos consumidores.

Porém, com a mudança dos ventos nos negócios, grandes companhias se atentaram para um fato bem relevante atualmente, o de que o consumidor está atento ao que compra e o que vale na verdade é a qualidade do que se é apresentado.

Desta forma, muitas empresas fazem parcerias unindo elementos de ambas e provam do sabor do sucesso.

A união da Samsung com a concorrente da Amazon:

A gigante Samsung anunciou recentemente o seu mais novo tablet, o Galaxy Tab 4 Nook em parceria com a principal concorrente da Amazon, a Barnes & Noble. O dispositivo é uma união das linhas Galaxy Tab com a Nook, livraria digital. Vale lembrar que esse é o primeiro acordo do tipo feito pela Samsung.

O aparelho tem previsão para chegar às prateleiras em agosto, mas a informação é de que inicialmente virá primeiro aos Estados Unidos. O Galaxy Tab 4 Nook é similar ao Galaxy Tab 4 7.0, porém a diferença é que o lançamento terá um software customizado do Nook que facilitará o acesso às bibliotecas digitais da Barnes & Noble.

A parceria entre as duas empresas proporcionou, segundo o CEO da Barnes & Noble, Michael P. Huseby, um encontro onde ambos possam criar aparelhos customizados com experiência nas particularidades de cada um.

Com isso, ganha as fabricantes, pois agrega consumidores de outras marcas e ganha também o consumidor, que fica com a vantagem de ter em um único produto funções com mais facilidade de serem acessadas.

Ainda não foi informado o valor para comercialização, porém estima se que não seja tão diferente do Galaxy Tab 4 7.0.

Quem disse que concorrente não pode se aliar para alavancar as vendas de seus produtos? Essa parceria fica de exemplo para outras fabricantes identificarem oportunidades e atender uma demanda em ascensão no mercado de tecnologia; consumidores exigentes, que buscam qualidade, acessibilidade e bom preço tudo junto.

Por Juliana Alves de Souza

Samsung Galaxy Tab 4 Nook

Foto: Divulgação


De tempos em tempos, as fabricantes de produtos tecnológicos apresentam ao mercado novos modelos, aparelhos e acessórios para todos os gostos. Para atender a demanda de procura por tais objetos, essas companhias investem alto nas necessidades de seus clientes e disputam, além de número de vendas, a preferência do público.

O mercado de tablets está em crescimento, porém uma nova categoria do produto parece ter entrado de vez no gosto popular. O foblet, que é a junção de um smartphone com tablet, diferencia-se por apresentar tamanho pouco maior que um tablet comum e acaba sendo a preferência dos usuários que costumam fazer anotações e que gostem de uma visualização mais ampla.

Por enquanto não há nada confirmado:

Recentemente, a Samsung deixou escapar informações sobre o Galaxy Note 4, que ainda não tem previsão de lançamento. De acordo com a empresa, a informação é de que o top de linha virá com tela Quad HD, resolução de 2560×1440 pixels, padrão QHD, para modelo SM-N910A, sendo essa resolução quatro vezes superior ao HD convencional em quantidade de pixels.

Ainda há muitas especulações sobre o dispositivo, mas de acordo com informações vazadas, o aparelho já está sendo testado, devido a sua catalogação no site de importações da índia, Zauba. Outra novidade é a possibilidade de sua tela ser curva, mas o dado ainda não foi revelado e segue sob segredo. O vice-presidente da divisão móvel, da Samsung, Lee Younghee disse que esse é um assunto bastante conversado com os engenheiros da fabricante, mas não afirmou nada, de fato.

Previsão de lançamento em setembro:

É esperado que o lançamento do Galaxy Note 4 aconteça em setembro, na IFA, em Berlim, um dos maiores eventos de tecnologia do mundo.

Até lá, vale a pena esperar e conferir mais novidades até a sua chegada por aqui.

A linha Galaxy é uma das mais procuradas e apresenta modelos de tablets, smartphones e celulares de diversos modelos. Com sistema operacional Android, a linha conta com um bom desempenho dos dispositivos. Aliás, é devido a ela que a Samsung é hoje a líder no ranking de maiores fabricantes. 

Por Juliana Alves de Souza

Samsung Galaxy Note 4

Foto: Divulgação


A modernidade sempre esteve associada à compactação da tecnologia, ou seja, quanto menor e com uma tecnologia avançada melhor, essa é a lógica que por muitos anos perdurou no mundo tecnológico e agora volta com tudo.

A Samsung fez o lançamento de uma nova família de tablets, a linha Galaxy Tab S, em Nova York neste mês de junho. No momento a novidade se encontra acessível somente aos americanos e conta com modelos de 8.4 polegadas e 10.5 polegadas em cores variadas em branco e bronze titânio. A ideia da fabricante é lançar versões adicionais ainda este ano com a nova tecnologia 4G se propondo em bater de frente como concorrência direta ao iPad.

A nova linha conta com espessura de 6,6 mm contra 7,5 mm do iPad Air. Outras características bastante empolgantes da nova linha da Samsung é a câmera traseira de 8 MP e a frontal de 2.1 MP, processador octa-core, 3 GB de memória RAM e 16 GB de armazenamento podendo alcançar 128 GB por cartões micro SD. O sistema operacional usado na linha é o Android Kitkat 4.4.

Os entusiastas tecnológicos do Brasil já estão com medo de que os valores de lançamento no país sejam exorbitantes, nos EUA a versão de 8.4 polegadas custa a partir de US$ 399, e a de 10.5, a partir de US$ 499, um preço bastante acessível para todas as classes americanas.

Em geral, os diferenciais básicos que a Samsung coloca para comparação ao iPad é mesmo o tamanho. A empresa aponta a facilidade de manuseio e de locomoção, aliados a uma tecnologia de ponta que não deixa a desejar se comparado à tecnologia do iPad. Destaca-se o peso do aparelho que é bastante leve, pois a versão de 8.4 polegadas pesa somente 283 g e a versão de 10.5 polegadas pesa somente 312 g. Agora é esperar pelo lançamento no Brasil e torcer para que os valores não sejam abusivos.

Por Paulo Victor Bragança

Samsung Galaxy Tab S

Foto: Divulgação


Os produtos tecnológicos estão se desenvolvendo em uma velocidade de tempo, cada vez mais difícil de acompanhar. Todos os anos milhares de aparelhos surgem com funções e ferramentas nunca antes pensadas em existir. Entretanto, não há como negar que esse é um mercado promissor que gera muitos investimentos, lucro e participação na economia mundial.

Atualmente, os campeões de venda são os laptops, tablets e celulares smartphones. E como a concorrência nessa área é grande, o que vale é inovar.

Pensando assim, a taiwanesa Asus lançou recentemente em uma feira tecnológica na Ásia, o seu mais novo projeto chamado Transformer Book V, que poderá apresentar até cinco dispositivos diferentes acoplados em um só. O aparelho, que é composto por três peças têm 12,5 polegadas, 5 polegadas de um teclado e smartphone.

O Transformer Book V e suas funcionalidades:

Não foram reveladas ainda todas as especificações do produto, mas sabe-se que a tela maior funcionará sozinha como um tablet e rodará com o sistema Windows 8.1. Ao ser conectada ao teclado se transforma em laptop. O smartphone pode ser incorporado à tela do tablet através de entrada traseira e roda por sistema Android KitKat 4.4. Desta forma, o display pode ser utilizado também como laptop Android ou tablet.

Dois sistemas operacionais poderão ser acionados ao mesmo tempo, na mesma tela, sendo possível mostrar a interface Android dentro do Windows 8.1, onde o smartphone fica conectado por meio de cabo USB. Desta maneira, a troca de arquivos e documentos entre o smartphone e o Tablet/PC é realizada sem restrições.

A parte Windows do dispositivo rodará com processador Intel Core de quinta geração (não lançado ainda), terá uma SSD de 128 GB com memória interna, bateria de 28.000 mAh e 4 GB de memória RAM. Já o teclado, que não vira com bateria própria, contará com uma HD de 1TB.

Na parte do smartphone, o processador será Intel Atom Moorefield quad-core de 64 bits. Terá 2GB de RAM e armazenamento de 64GB. Além dessas qualidades, virá com câmera traseira de 8MP e uma frontal de 2MP e bateria de 2.500 mAh.

O valor dessa máquina ainda não foi divulgado e nem sua data de lançamento. Cabe aos apaixonados por tecnologia aguardarem mais novidades a respeito.

Por Juliana Alves de Souza

Asus Transformer Book V

Foto: Divulgação


O Brasil ainda não é um mercado que recebe todos os lançamentos que algumas localidades do mundo pode usufruir, como, por exemplo, os tablets Surface, que acabam sendo comercializados em mercados às vezes um pouco insignificante na nossa visão. Isso faz o nosso país ter poucos tablets com o Windows 8, contribuindo para a enxurrada de tablets com o sistema Android e também com as boas vendas de iPads. Mas a Nokia parece que viu o Brasil com carinho.

Lançado lá fora ainda em 2013, o Lumia 2520 é o primeiro tablet da Nokia (agora sob a tutela Microsoft). O dispositivo tem configurações respeitáveis (principalmente para o mercado corporativo), encabeçando a lista, um Snapdragon 800 de 2,2 ghz, ainda vem com 32 GB de espaço em disco (expansível com cartões microSD), tela IPS de 10,1 polegadas Full HD com Gorila Glass e também uma bateria de 8.000 mAH. Câmera frontal de 2mp e traseira com 6,7 garante ótimas imagens aos usuários.

O Windows empregado no tablet é o 8 RTM. Como é uma versão voltada para tablets, é meio que impossível rodar aplicativos x86 comuns. Essa limitação é mais um calcanhar de Aquiles do que algo benéfico, pois a store do Windows 8 parece ainda não ser tão atraente para desenvolvedores de apps consagrados na concorrência. Uma bela novidade é que este tablet é o primeiro dispositivo com esta versão do sistema a desembarcar por aqui, e não a x86 que existe nos tablets do varejo nacional.

O preço parece não agradar. Como é lançamento e talvez o fato de ser o primeiro tablet da companhia, você pode encontrar no varejo por R$ 2.599,00. Um teclado que vem junto opcionalmente custa mais R$ 499,00, colocando-o numa faixa de preço um pouco elevada. O bom é que teremos Here Maps e também o pacote Office completinho.

Por Leandro de Souza

Nokia Lumia 2520

Foto: Divulgação


Depois de ser vendida para a Lenovo, a CCE buscou ampliar sua linha de produtos e é atualmente a maior fabricante de eletrônicos de origem brasileira. Os mais recentes lançamentos da empresa, na linha de dispositivos móveis, são o smartphone Motion Plus SC452TV e o tablet Motion Tab TR72 TV, com uma proposta voltada para a Copa do Mundo. Os dois aparelhos possuem TV digital, ideal para quem gosta de TV e quer estar sempre ligado aos seus programas favoritos. Da tela dos dispositivos é possível assistir programas, séries, filmes e em breve, os eventos esportivos do mundial de futebol. Uma boa opção para quem vai estar longe da TV durante a transmissão dos jogos e não quer perder as partidas mais importantes.

Primeiro o SC452TV, um smartphone com tela de 4,5 polegadas, com processador Dual Core 1,2 GHz, 512MB de RAM. O aparelho vem equipado com Android 4.2, apresentando uma memória interna de 4GB. O lançamento possui capacidade para dois chips, além de conexão Wi-Fi, Bluetooth, rádio FM e ainda vem com um cartão microSD de 4GB.

A câmera traseira é de 5MP e a frontal de 1 MP para videochamadas. Disponível na cor preta, o smartphone possui um acabamento soft-touch, que permite uma aderência maior ao segurá-lo. O preço do lançamento é de R$ 509 (sugerido pelo fabricante).

O tablet Motion.Tab TR72 TV foi desenvolvido pensando nos momento de lazer do usuário, principalmente pela função TV, em que o usuário pode assistir os programas com a tela de alta resolução de 7 polegadas. Também equipado com Android 4.2 Jelly Bean, o modelo possui um processador A20 Dual Core de 1.2 GHz, além de 1GB de RAM, 8GB de memória interna. O aparelho conta com uma câmera traseira de 2MP e uma frontal VGA. A conectividade fica por conta do Wi-Fi. O preço do modelo é de R$ 409 (sugerido pelo fabricante).

Quem quiser saber mais informações a respeito desses e de outros lançamentos, basta acessar o site da empresa, que oferece sempre novidades www.cce.com.br.

Por Robson Quirino de Moraes

CCE Motion Plus SC452TV

Foto: Divulgação


Existem smartphones  que não precisam de apresentações. O Acer Liquid S2, no entanto, não é um deles, e até agora parece que o dispositivo premier phablet da empresa de Taiwan não tem conseguido deslanchar no mercado. Mas isso não deve desanimá-lo de analisar o S2 Liquid quando estiver à procura de um phablet em algum momento no futuro próximo.

Os itens que acompanham o aparelho na caixa são:

  • Carregador de parede;
  • MicroUSB para carregador USB;
  • Fones de ouvido.

Tal como acontece com qualquer outro phablet de respeito lá fora, a primeira coisa que atrai a atenção do consumidor em relação ao design  é o tamanho do dispositivo. O Acer Liquid S2 é gigante, mesmo para os padrões phablet, e é um dos maiores de 6 inchers lá fora. O que é ainda maior, em 8,15 onças (231 g).  Não conseguimos encontrar um smartphone mais pesado nesta classe. O volume rocker  e botão de energia são ambos conservadores quanto a quantidade de feedback fornecidos. 

O  aspecto mais importante, que seriam as teclas de navegação capacitivas, não ajudam em nada – eles são empurrados na parte inferior do dispositivo. Tudo isso se traduz em  pobreza de praticidade. Deixando o tamanho e conforto de lado, o S2 Liquid é na verdade um dispositivo atraente, especialmente com a variante vermelha que temos em mãos. O design de moda, no entanto, é diminuído pelas inúmeras abas, portos e enfeites de estilo. A parte da frente – o seu olhar típico Android – é separado pela assinatura ‘’fone Acer’’  e uma grade de cor vermelha. Na parte de trás, nós instintivamente focamos o módulo da câmera bastante singular, com flash quad – uma característica distintiva da S2.

 Abaixo fica o logotipo da Acer, magistralmente gravado no próprio reservatório de plástico, seguido por um pronunciado crachá Dolby Digital Plus. A Acer também colocou uma dupla de alto-falantes do lado esquerdo do dispositivo, que deve  proporcionar uma experiência de áudio estéreo adequada, agregando qualidade e valor ao áudio produzido pelo dispositivo.

Por Jaime Pargan

Acer Liquid S2

Foto: Divulgação


No último ano, a Samsung se tornou a empresa com o maior número de lançamentos em smartphone em todo o mundo. O atual destaque da fabricante, o Galaxy Mega 6.3, já vem dando o que falar, antes mesmo de chegar às lojas.

A tela do smartphone possui duas medidas diversificadas: 6.3” e 5.8”. Desta forma, ele alcança as medidas do iPad, tablet da Apple, tornando-se assim o maior smartphone já fabricado pela Samsung.

Suas características também são imbatíveis: câmera frontal com 1.9 megapixels, câmera traseira de 8 megapixels, sistema Android 4.2 e resolução de tela de 1.280×720 pixels.

O smartphone chegará às lojas da Europa no próximo mês, e custará aproximadamente R$ 1.550,00. Entretanto, ainda não existe data definida para o lançamento do aparelho em terras brasileiras.

Quem busca um smartphone que ofereça, além das funções de telefone, todas as funções e dimensões de um tablet, o Samsung Mega é o aparelho ideal. Por outro lado, quem pretende comprar um tablet que, simultaneamente, ofereça as funções de um smartphone, também será beneficiado com o lançamento.

Celular, tablet, Android 4.2 e tela de 6.3”: certamente o Samsung Mega causará euforia entre os “Androiders”.

Por Tatiane de Andrade Matos


O Google divulgou nesta semana o seu mais novo produto que consiste em um novo aplicativo para ser usado no iPad.

A novidade é o Quickoffice gratuito para as empresas pagantes de seus serviços no Google Apps.

Com este app será possível a edição e criação de documentos no iPad vindos do Microsoft Office além da possibilidade de armazenar online arquivos e informações por meio do Google Drive.

Este lançamento do Google faz parte da guerra que está sendo travada entre o gigante de buscas e a Microsoft na plataforma de smartphones e tablets.

Para acirrar ainda mais esta competição, rumores continuam circulando na internet sobre uma possível versão do Office para rodar nos sistemas operacionais Android e iOS.

Por Ana Camila Neves Morais


A RIM – empresa fabricante dos smartphones Blackberry – divulgou os resultados de seu faturamento durante o terceiro trimestre de 2012.

Segundo a organização, houve uma redução nas vendas das unidades de seus produtos com um total de 6,9 milhões de aparelhos Blackberry comercializados e um montante bem reduzido de somente 255.000 tablets Blackberry PlayBook.

A receita da RIM ficou em 2,7 bilhões de dólares – que representou uma redução de 5% em relação ao trimestre anterior – e um lucro de 14 milhões de dólares em suas ações.

De acordo com a empresa, estas quedas se devem à espera dos consumidores para comprar aparelhos equipados com o novo sistema operacional Blackberry 10 que será lançado em janeiro de 2013.

Este novo sistema já está passando por testes de aceitação em mais de 150 operadoras de telefonia no mundo.

Por Ana Camila Neves Morais


A Net anunciou nesta semana mais uma novidade que estará chegando para os usuários da empresa.

A notícia do momento é que o seu serviço Now (plataforma de vídeo on-demand) poderá ter seu conteúdo visualizado através de dispositivos como televisões, smartphones e tablets.

Fonte: Loucos pela Net

Para garantir esta ação, a Net está buscando parcerias com operadoras de telefone como a Claro para oferecer a infra-estrutura necessária para este empreendimento.

Por Ana Camila Neves Morais


Nesta sexta-feira iniciaram, oficialmente, as vendas do novo iPad de quarta geração no Brasil.

Este dispositivo está sendo oferecido nas cores preto e branco, com o chip A6X, câmera frontal em HD e um conector Lightning; além disso, existe a possibilidade do uso de rede 4G no iPad que não é disponível no Brasil pela incompatibilidade entre a rede do modelo e da rede implantada no Brasil.

O novo iPad está sendo oferecido na loja da Apple além de revendas autorizadas como a Livraria Saraiva e as Lojas Americanas.

Com relação ao preço, o modelo da Apple pode ser obtido por valores a partir de R$1.750 que consiste em um valor que é R$200 mais elevado do que o oferecido nos Estados Unidos.

Apesar de sua fama, o iPad assim como o iPhone 5 chegaram com pouca pompa e fama no país e o novo iPad Mini não tem previsão de quando poderá ser oferecido por aqui.

Veja a seguir os preços dos diversos modelos do iPad disponíveis no mercado brasileiro:

Apenas Wi-Fi

iPad 16GB com Wi-Fi: 1.750 reais

iPad 32GB com Wi-Fi: 2.000 reais

iPad 64GB com Wi-Fi: 2.250 reais (modelo não disponível em diversas revendas online)

Rede celular (3G)

iPad 16GB com Wi-Fi e 3G: 2.100 reais

iPad 32GB com Wi-Fi e 3G: 2.350 reais

iPad 64GB com Wi-Fi e 3G: 2.500 reais

Por Ana Camila Neves Morais


O furacão Sandy trouxe muitos transtornos a diversos segmentos, como à economia e também à tecnologia. Muitos eventos de lançamentos foram adiados por conta da tempestade. O Google foi uma das empresas que cancelou um evento que lançaria alguns produtos: um smartphone, um novo Android e tablets

Um fato curioso acabou por revelar um dos lançamentos. Nos Estados Unidos, uma pessoa encontrou em um bar um smartphone diferente, em que tudo indica que seria o Nexus 4, ainda não lançado. O aparelho foi entregue à polícia. Este fato mostrou detalhes do produto, entre eles, de que é de fabricação da LG. As vendas terão início no dia 13 de novembro nos Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha e Japão.

O smartphone Nexus 4 vem em duas versões, de 8 GB e 16 GB, tendo uma diferença considerável de preço entre os dois. O sistema operacional será o Android Jelly Bean, uma nova versão de alta tecnologia, entre elas uma que permite tirar fotos em formato de 360 graus através da câmera do aparelho.

O tabletNexus 10 é outro lançamento do Google que vem com inúmeras funcionalidades, como a possibilidade de criar diferentes perfis de usuários para o mesmo aparelho. 

Os preços dos lançamentos, ainda em moeda estrangeira, serão de US$ 99 para o Nexus 4 de 8 GB e US$ 349 para o de 16 GB. Já, o tablet Nexus 10, também em duas versões, de 16 GB, custará US$ 399 e o de 32 GB, terá o preço de US$ 499.  

Veja um vídeo dos lançamentos:

Por Monique Mota


O ramo da informática continua em franca expansão pelo país. A popularização de desktops, notebooks e netbooks passou a exercer influência sobre os preços praticados, situação que deve se estender ainda mais no país quando, definitivamente, o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) entrar em vigor.

A entrada de tablets, tendência em vários países do mundo, passou a contribuir para o decréscimo do valor dos computadores. Entretanto, não basta o consumidor adquirir equipamentos de alta tecnologia e simplesmente utilizá-los sem os devidos cuidados. É preciso, em primeiro lugar, a instalação de um anti-vírus, gratuito ou pago para assegurar bom funcionamento ao produto.

De acordo com Leandro De Bom, especialista de Segurança da Informação da Módulo, o mesmo cuidado voltado aos computadores deve ser encarado em relação aos tablets e smartphones. Como sugestão, indica ao usuário evitar desbloqueios não oficiais, que além de acarretarem perdas de garantia podem propiciar a outra pessoa acesso remoto.

De Bom indica a instalação de softwares confiáveis, oriundos de fontes oficiais como os sites Android Market e iTunes Store. A segurança com esses aplicativos originais também garante integridade no acesso à internet e para chamadas telefônicas.

Outra dica interessante, que deve ser encarada com importância, é a utilização de senha para o bloqueio do teclado. Poucos minutos distante do tablet ou do smartphone dão vazão para pessoas mal intencionadas acessarem dados cruciais.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Assessoria de Imprensa


O mercado anda indeciso depois do lançamento do iPad e da chegada de outros tablets como o Galaxy Tab da Samsung. Prova disso é a possível nova aposta da Acer no mercado dos smartphones. A empresa pretende lançar um celular com 4,8 polegadas, o que poderia ser um celular gigante ou um mini tablet, dependendo do ponto de vista.

O modelo ainda não tem nome nem previsão de lançamento, pois pelo o que parece a Acer só criou um protótipo para assustar a concorrência. O “smartablet” tem saída HDMI, roda Android, Wi-FI, bluetooth, câmera de 3 MP, 3G, chip Snapdragon 1 GHz e 1024×480 de resolução de tela.

Sem preço definido ainda, só é possível dizer que ele não caberá em qualquer bolso, literalmente.

Por Camila Porto de Camargo

Fonte: Info


Até agora a empresa que mais se declarou apta a concorrer com a Apple foi a HP. Até vídeos de demonstração do seu tablet, o Slate, foram divulgados. Mas lançar o produto, que é bom, nada. Enquanto isso, um site mexicano especializado em tecnologia conseguiu uma cópia de um protótipo do produto e fez a seguinte constatação: não há nada de excepcional no Slate.

A tela é maior que a do iPad. Ele tem suporte a Flash. Tudo bem. E o que mais? Bom, o tablet nada mais é que um netbook do qual se eliminou o teclado e o substituiu por uma tela sensível ao toque.

E o que se considerou um erro crucial, e que pode comprometer o futuro do aparelho foi a escolha de ter o Windows 7 como sistema operacional. O que se percebeu com isso foi a longa demora para iniciar o sistema, sintoma de que o Slate pode não ter os melhores requisitos de hardware para rodá-lo. A vantagem de ter o Windows, por outro lado é que já existem milhões de programas prontos para ele.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Notícias de Tecnologia


Os tablets estão na lista dos “queridinhos” do mercado de portáteis. A empresa Google também está planejando lançar o seu. O tablet da Google deve rodar com o sistema Android.

De acordo com o The New York Times, o CEO da Google, Eric Schmidt, deixou escapar a informação em uma festa no início do mês de abril. O início das vendas do novo aparelho da empresa ainda não foi anunciado, mas deve ocorrer em breve, visto que as empresas concorrentes já têm o lançamento dos seus tablets marcado para este ano.

A Nokia, que deve lançar seu tablet em outubro, também está na briga pelo mercado, junto com a Dell, a HP e a Microsoft.

A íntegra da reportagem pode ser conferia no The New York Times

Por Diógenes de Luna





CONTINUE NAVEGANDO: