Objetivo é diminuir o preço dos aparelhos para torna-los mais acessíveis.

Os “telefones inteligentes” ou smartphones, já representam no Brasil o principal meio de acesso à web, segundo dados do IBGE.

São cerca de 168 milhões desses aparelhos de telefonia móvel, de acordo com uma pesquisa feita pela FGV ( Faculdade Getúlio Vargas).

A pesquisa concluiu também que a previsão é de que até o final de 2018 sejam cerca de 236 milhões desses equipamentos nas mãos de crianças, jovens e adultos, totalizando 1,6 aparelhos com tecnologia para conexão com a internet (tablets, PCs, smartphones, iphones, entre outros) por pessoa.

Com base nesses números e com o intuito de popularizar ainda mais o acesso à internet entre pessoas menos favorecidas, o Governo Federal, através do Programa Nacional de Banda Larga, concederá isenções fiscais (relativas ao cofins, pis/pasep, entre outros tributos) para fins de desoneração de smartphones vendidos no comércio varejista brasileiro, com o objetivo de torná-los mais baratos e acessíveis.

Porém, alguns requisitos devem ser respeitados para que haja essa desoneração: os smartphones não poderão custar mais que R$ 1.500,00, deverão ser produzidos em território brasileiro; além de trazer em sua estrutura aplicativos nacionais.

Além disso, essa isenção será restrita a alguns modelos e marcas, pois deverão corresponder às determinações de ordens técnicas, relativas à telefonia e comunicação, de acordo com o artigo.2 do decreto 5.602/2005 e também do artigo 2 da portaria do Ministério das Comunicações nº 87/2013.

Lembrando, porém, que essa determinação de que os smartphones contenham aplicativos nacionais só é válida para aparelhos postos no mercado a partir de 10/10/2013. Os lançados anteriormente estão livres dessa obrigação.

Esse plano de desoneração dos smartphones é proposto em um momento de críticas em relação ao Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), que até então não vem conseguindo, por si só, a tão sonhada inclusão digital no país, que deveria ser, senão concluída, pelos menos intensificada em 2014; o que não aconteceu, entre outras coisas, devido ao fato de que tais planos vinculados ao programa ficam “ocultos” entre os demais planos de telefonia das operadoras, por não serem economicamente viáveis, o que significa dizer que interfeririam em seus lucros.

Além disso, a tímida adesão das operadoras à proposta do governo de que ofereçam tecnologia de banda larga por não mais que R$ 35 reais, a quase extinção da utilização da banda larga fixa, entre outros fatores, vêm dificultando o sucesso do programa, que irá depender de esforços conjuntos entre operadoras e governo, para que o projeto possa surtir o efeito esperado, que é o de incluir o Brasil na rota da modernização digital e, em contrapartida, atender às necessidades comerciais das operadoras.

Vivaldo Pereira da Silva


Empresa planeja lançar um celular próprio para concorrer o iPhone.

Durante um bom tempo as pessoas têm se perguntado quando a Google irá começar a desenvolver um smartphone próprio. A resposta é que isso poderá acontecer até o final de 2016. Segundo o site do The Telegraph, há rumores de que a empresa estaria desenvolvendo um aparelho com sistema Android para ser concorrente direto da Apple.

A Google é conhecida pela sua alta tecnologia em softwares para a internet, o que a tornou uma gigante, sendo respeitada e líder nesse meio. Aos poucos, nos últimos anos, ela tem buscado se estabelecer em outros setores, utilizando de diferentes parcerias.

Novo smartphone seriam parte da Estratégia

Esse novo passo seria uma tentativa de firmar seu domínio no mercado de softwares móveis. A companhia estaria pensando que a variedade de empresas utilizando o sistema Android fragmentaria seus serviços. Essa seria, assim, uma forma de garantir a manutenção de seu próprio buscador e a Google Play Store.

Vale lembrar que o Android é atualmente o sistema mais utilizado nos aparelhos mais vendidos no mundo, enquanto a Apple ainda possui o maior lucro no mercado de aparelhos top de linha.

Manutenção de Parcerias

Mesmo com o lançamento do smartphone próprio, a Google continuará desenvolvendo outros aparelhos em parceria com marcas, como a LG, Huawei e HTC. Neste caso, ela estaria inclusive planejando a construção do sucessor do Nexus 6P, o qual deve ser lançado ainda neste ano no exterior.

O Nexus 6P não foi disponibilizado para vendas no Brasil, mesmo tendo sido homologado pela Anatel, mas é um exemplo bem sucedido lá fora. Criado em parceria com a Huawei, tem como um dos seus atrativos o sistema Android puro e especificações notáveis. Seu preço varia entre US$ 499 e US$ 649. Dessa forma, para quem deseja comprá-lo fora do país terá que considerar a alta do dólar e preparar o bolso.

Por outro lado, a Google pode enfrentar alguns problemas em solo europeu. A Comissão Europeia, em abril, acusou a companhia de abuso de monopólio e se aproveitar do sucesso do Android para promover seus próprios serviços.

Apesar desses rumores, a Google até o momento não se posicionou quanto a esses assuntos. Então resta a todos nós aguardar as novidades.

Camilla Silva


Aparelho é direcionado para o público que gosta de selfies e ainda não possui previsão de lançamento no Brasil.

Passando por um momento de transição, após a compra definitiva da Motorola, uma das mais conhecidas do mundo, a Lenovo continua ganhando espaço (e dinheiro) no mercado, lançando cada vez mais smartphones de entrada, intermediários e high-end. E após anunciar o seu novo smartphone de entrada, o Lemon 3, o novo lançamento da marca se trata do Lenovo K5 Note.

O smartphone é intermediário, com um visual que lembra de certa forma os dos smartphones da já quase ''falecida'' Motorola. O aparelho conta com uma tela de 5,5 Polegadas Full HD, sendo mais um a entrar no mercado dos ''phablets''.

Embora se trate de um modelo intermediário, a Lenovo investiu em um leitor de impressões digitais, já comum a certo tempo nos smartphones high-ends de praticamente todas as marcas, assim como havia feito com o Vibe A7010, no ano passado.

Além da tela chamativa, o novo smartphone da Lenovo chega ao mercado contando com o chipset MediaTek Helio P10 64-bit octa-core de 1.8GHz , 2GB de RAM, placa gráfica Mali-T860, bateria de 3.500mAh com sistema para carregamento rápido, 16GB de memória interna (expansível via cartão microSD), câmera principal de 8 Megapixels e frontal de 13 Megapixels, além do Android 5.1 Lollipop.

O que chama a atenção de imediato no dispositivo é sua câmera frontal, com mais pixels que a traseira, mostrando o objetivo da empresa chinesa com o smartphone: O público jovem e suas selfies. A bateria do smartphone, por se tratar de um modelo intermediário, também não decepciona, embora não seja muito, mas os usuários podem passar horas e horas a fio navegando pela WEB, o que é compensado com o sistema de carregamento rápido presente no aparelho.

O chipset com clock máximo em 1,8 GHz também está dentro do padrão dos smartphones intermediários e sua memória RAM é um pouco inferior a modelos parecidos, com 3GB ou no mínimo 2,5GB.

O smartphone foi lançado nas cores dourado e prata. Embora ainda não haja previsão de lançamento, tanto no Brasil como em outros mercados, o preço praticado na China, na conversão para o real, é de cerca de R$ 683, desconsiderando os altos impostos que ainda elevarão o preço do dispositivo no mercado nacional.

Por Isis Genari.


Aparelho possui ótimo hardware e duas telas touchscreen. Empresa deverá iniciar as vendas na Ásia e depois expandir para os demais países.

A Samsung anunciou de modo oficial o seu novo smartphone. Porém, o dispositivo não será como os atuais que a empresa está lançando no mercado. O aparelho será no modelo flip com sistema operacional Android.

Com o nome de W2016, o telefone terá as suas vendas feitas inicialmente somente no Japão e outras localidades do mercado asiático. Ainda não há informações se o smartphone de flip da Samsung vai chegar em mercados como o Brasileiro.

O nome original do mesmo era de Galaxy Golden 3, mas a companhia optou por deixar a sua denominação como W2016. Para um aparelho de flip, o hardware será algo que dificilmente se vê em um modelo como este.

O dispositivo contará com dois displays de 3,9 polegadas e uma boa resolução HD de 1280 x 768 pixels. O seu processador será um Exynos 7420 de oito núcleos e uma velocidade máxima de 2,1 GHz. A memória RAM do W2016 fica em 3 GB e o armazenamento interno será de 64 GB.

Um ponto interessante é que a câmera do celular terá o mesmo sensor do Galaxy S6. A sua câmera principal fica com 16 megapixels e a frontal com 5 megapixels. O aparelho será produzido em metal e vidro. Ele terá as vendas com as opções de cores cinza e dourado.

O sistema será o Android 5.1 Lollipop com a interface usada na linha Galaxy, a TouchWiz. Em termos da bateria, o W2016 terá uma de 2.000 mAh. A autonomia do smartphone deverá ser de apenas um dia sem ter a necessidade de uma recarga.

Ainda não se tem detalhes sobre o preço do W2016. Porém, o dispositivo será um Galaxy S6 com duas telas e no modelo flip. Você pode não saber, mas ainda há muitas pessoas que gostam de fazer o uso de celulares flip e o mercado não apresenta bons modelos.

Será que o W2016 pode ter sucesso e chegar a outros países como o Brasil?


Segundo rumores, novo smartphone da Samsung poderá dobrar para caber no bolso.

A tecnologia de telas curvas ou dobráveis já existe há algum tempo. Em feiras de tecnologia, por exemplo, a Samsung já mostrou protótipos de telas dobráveis, no entanto, não passavam de algo demonstrativo. Mesmo assim, ainda não há nenhum dispositivo com esta tecnologia para os consumidores finais. Mas parece que finalmente a empresa sul-coreana está tentando implementar a tecnologia em um produto.  

Rumores indicam que a Samsung pode apresentar um smartphone capaz de tela grande capaz de dobrar para caber no bolso. Esse produto seria apresentado em janeiro de 2016. A informação sobre o lançamento no início do ano vem do blog SamMobile, especializado em produtos da Samsung.   

De acordo com os rumores levantados no site, uma fonte chinesa que está ligada diretamente à produção revelou que o smartphone de tela dobrável contaria com excelentes configurações. Ele teria 3 GB de memória RAM, bateria não removível e um slot para expansão da memória via cartão microSD. A Samsung estaria trabalhando em dois modelos, um com processador Qualcomm Snapdragon 820 e outro com Snapdragon 620.   

Os detalhes sobre o aparelho acabam aí, no entanto, fontes também indicam que ele não tem nada a ver com a próxima geração da linha Galaxy, o Galaxy S7. Especulações afirmam que o modelo seria apresentado possivelmente na CES, que acontece no mês de janeiro. Já o Galaxy S7 seria lançado apenas na Mobile World Congress (MWC), no mês de março.   

Esta pode ser uma ótima maneira da Samsung tentar inovar, visto que o mercado de smartphones está saturado em quase todo mundo. No entanto, apesar do otimismo em um modelo dobrável, é provável que a Samsung restrinja o produto apenas para a Coreia do Sul, como já feito pela companhia com outros modelos experimentais.   

Há um vídeo conceitual que mostra como um smartphone poderia se transformar em um tablet utilizando a tecnologia de tela dobrável. Por enquanto, o que temos é apenas uma especulação. Teremos que aguardar até a CES 2016 para ver se os rumores são verdadeiros.

Por William Nascimento

Celular com tela dobrável da Samsung

Foto: Divulgação


A companhia de segurança Sikur, do grupo Ciberbras, divulgou recentemente o celular inteligente criptografado brasileiro pioneiro, que será disponibilizado para companhias e setor público no segundo semestre e para consumidores no próximo ano.

O produto será disponibilizado oficialmente na Mobile World Congress (MWC), evento de telecomunicações que ocorre em Barcelona. A perspectiva é que o Granitephone, produzido com tecnologia nacional, de acordo com a companhia, terá o valor médio US$ 800.

A Sikur produz desde o último ano sistemas de criptografia que podem ser instalados em dispositivos iOS, da Apple, ou Android, do Google, da mesma forma como em tablets e PCs. A empresa produziu dois modelos próprios de celular, onde um deles já foi homologado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

De acordo com a Sikur, a criptografia do Granitephone está baseada somente no momento que existe interação com outro telefone da companhia, e os dados armazenados na nuvem ficam em 24 datacenters ao redor do mundo.

O dispositivo está presente no algoritmo de criptografia RSA de 2.048 bits, uma das mais complicadas para quebra. O modelo GT1 é direcionado para a área de defesa e primeiro escalão de governos, completamente codificado, com sistema operacional Android. Neste dispositivo, não há possibilidade de instalação de aplicativos não autorizados pela empresa.

O GT2, por sua vez, também será disponibilizado em Barcelona e tem como objetivo os clientes corporativos, possibilitando que o usuário entre e saia da área criptografada. Com isto, o usuário tem a possibilidade de separar a área segura da não segura, sendo capaz de baixar os aplicativos que desejar.

O Granitephone irá disputar com o Blackphone, um dispositivo também criptografado disponibilizado no último ano.

A Sikur foi iniciada em 2009 por ex-executivos do setor financeiro de Curitiba (PR), tendo transferida sua sede para Miami (EUA). A empresa também possui escritórios em Emirados Árabes, México, Colômbia e Chile.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


O telefone celular deixou de ser um objeto de luxo nos últimos anos e se tornou um aparelho que consegue resolver a maior parte dos nossos problemas durante o dia-a-dia, pois, através de uma ligação, podemos resolver assuntos que demorariam um tempo enorme para serem realizados.

Outro termo que não pode ser esquecido é a famosa Internet, pois quem nunca utilizou os seus serviços para baixar um arquivo, uma música, ler um email ou até mesmo acessar o seu perfil em uma das redes sociais espalhados por aí, como Facebook, Twitter, LinkedIn, Tumblr, Instagram, Youtube e tantas outras?

Juntando o celular com a Internet, temos uma combinação perfeita, pois, principalmente para os mais jovens, o acesso dessa forma fica bem mais fácil.

Conforme dados da Mobile Marketing Association (MMA) essa combinação é um sucesso tão grande que 36% dos entrevistados no Brasil fazem a opção de acessar a Internet pelo seu aparelho de celular.

Por incrível que pareça, essa pesquisa não se refere ao acesso da Internet no celular quando estamos longe de casa, pelo contrário, esse levantamento se refere a acessar a Internet no celular justamente quando estamos em casa.

Outros meios também foram analisados e, com isso, descobrimos ainda que o notebook teve 32%, o desktop 25% e o tablet apenas 6% de acessos.

O que indica esses resultados?

Provavelmente pelo fato da correria durante todo o dia e também à noite, o celular virou um companheiro ideal para a maioria dos brasileiros e também para cidadãos de outras nacionalidades poderem ler os seus emails e realizarem outras infinitas tarefas de uma forma mais rápida e prática.

Outro ponto que não podemos esquecer é o fato que as empresas Vivo, TIM, Claro, OI, Nextel e demais outras apresentam vários pacotes interessantes que combinam minutos e velocidades que visam manter antigos clientes e também conquistar novos clientes.

Segundo essa mesma pesquisa 51,4 milhões de brasileiros utilizam os smartphones para acessar a Internet e, dessa fatia, 81% utiliza o aparelho para se conectar em uma das redes sociais descritas no começo desse texto.

Com isso, podemos notar que a Internet acessível via celular no Brasil vai ser uma das formas mais presentes ainda nos próximos anos.

Por Fernanda de Godoi

Foto: divulgação


A tecnologia vem passando por muitas mudanças nas últimas décadas. Dessa forma, coisas que pareciam ficção científica e só poderiam ser reais nos cinemas estão se tornando reais em nosso cotidiano. Recentemente, um projeto intitulado Cicret Bracelet ganhou uma campanha que visava arrecadar fundos através do Indiegogo. O grande objetivo deste projeto é nada menos que a projeção da tela de um smartphone no antebraço. É justamente isso que os desenvolvedores do Cicret Bracelet almejam.

Para os criadores do Cicret Bracelet, o dia em que as pessoas irão acessar o seu smartphone através de seu antebraço está cada vez mais próximo. O bracelete foi classificado como wearable e seu principal destaque é a projeção da tela touchscreen na pele humana. Vale ressaltar que o bracelete deve estar disponível no mercado mundial muito em breve, é o que garantem os criadores do projeto.

A projeção da tela do smartphone na pele humana é feita através do projetor Pico. O bracelete também possui, ao todo, oito sensores que são responsáveis por detectar, bem como obedecer aos comandos exercidos pelo usuário. Com isso, será possível ter acesso às funções de seu smartphone do jeito que o usuário desejar, haja vista não ser necessário ter o smartphone em mãos para que a projeção seja realizada.

O bracelete dispõe de processador próprio, armazenamento interno, respostas e alertas por vibração além das conexões Wi-Fi e Bluetooth. Ainda não foram divulgadas informações oficiais em relação à bateria e seu tempo de duração.

A campanha realizada no Indiegogo já foi fechada. Logo em seguida o preço sugerido do aparelho foi divulgado: US$ 400. Porém, com as mudanças que devem ser feitas no aparelho, é esperado que esse valor aumente um pouco mais e chegue a um valor entre US$ 600 e US$ 700.

Apesar de muitas informações ainda não serem divulgadas e o bracelete dispor de um preço relativamente alto, a expectativa é bastante grande, haja vista ser uma inovação que reflete a atual era tecnológica.

Por Bruno Henrique

Cicret Bracelet

Cicret Bracelet

Cicret Bracelet

Cicret Bracelet

Fotos: Divulgação


Uma nova versão do aplicativo gratuito Google Translate foi disponibilizada para os usuários e deve ajudar muito turistas de todo mundo. Com o update agora é possível transformar qualquer smartphone em um tradutor instantâneo.

O app dá a cada usuário a possibilidade de traduzir textos em centenas de idiomas. A nova versão permite que o usuário aponte o smartphone para qualquer cartaz, cardápio, receitas ou qualquer outro texto escrito em francês, italiano, alemão, português, espanhol ou russo para obter sua tradução em inglês. Segundo afirmou a equipe do Google Translate em um blog especializado sobre o assunto, "tornamos possível traduzir de forma instantânea um texto usando a câmera de seus smartphones, desta maneira é mais fácil, por exemplo, se orientar na zona rural italiana ou decidir o que quer comer em um cardápio em Barcelona".  

O aplicativo opera agora com o sistema Word Lens, que foi adquirido pelo Google ano passado quando comprou o Quest Visual, empresa fundada pelo programador Otavio Good. Tal sistema utiliza o modo de vídeo das câmeras dos smartphones para poder escanear as cenas, identificar o texto e depois projetá-lo como se estivesse escrito em inglês.   "É muito prático quando você olha o cardápio do restaurante, pode apontar (com o telefone) para o prato que deseja pedir", disse Good.  

Outro fator interessante é que o sistema funciona mesmo sem acesso à internet. O novo app também oferece aos usuários um modo de conversação que utiliza comandos de voz e o armazenamento na nuvem do Google para traduzir diálogo entre duas pessoas que falam idiomas diferentes. Para que esta função seja utilizada é preciso de conexão com a internet para que o app possa se conectar com a nuvem do Google.  

É esperado que a nova versão do Google Translate ajude não somente turistas, mas também professores, alunos, equipes médicas, policiais e outros setores com responsabilidades importantes em manter a ordem da sociedade. Certamente o aplicativo terá um uso em grande escala em plataformas culturais e no aprendizado de idiomas.


Um smartphone com bateria monstro foi lançado pela Leagoo. O Lead 7 possui especificações interessantes e um excelente custo-benefício.

Uma das principais estratégias de algumas empresas de aparelhos mobile é oferecer um produto intermediário com uma característica que se destaque dos concorrentes por um preço mais acessível. Já que a bateria está entre as principais reclamações entre os usuários, nada mais interessante do que lançar um smartphone com bateria muito superior aos produtos das grandes marcas, por um preço muito abaixo do mercado.

Essa estratégia é mais comum ainda em empresas menores, como a Leagoo. E o Lead 7 cumpre bem o papel de trazer um aparelho bem barato e que chama a atenção. O gadget, que pode durar por dias sem precisar recarregar, vem com um processador quad-core 1,3 GHz, provavelmente um MediaTek. A memória RAM é de 1GB e o armazenamento interno é de 8GB, com possibilidade para expansão por cartão MicroSD.

A tela é de 5 polegadas com resolução HD 720p. A câmera traseira também é uma boa surpresa, fabricada pela Sony e contando com 13 megapixels. A frontal é de 8 megapixels.

E, como não poderíamos deixar de mencionar, a bateria excepcional é de 4.500 mAh. O que resta é aguardar os famosos testes de desempenho para sabermos se o hardware colabora na autonomia.

O aparelho mede 144 x 71.6 x 8.9 mm e tem o peso de 160 g. O sisema é o Android KitKat 4.4, inclusive com interface em português brasileiro, as bandas 3G oferecem suporte a algumas de nossas operadoras e pode ser adquirido um carregador com o nosso padrão de tomadas. Será que a empresa está de olho em nosso mercado?

Não fosse pelos impostos brasileiros, seria uma excelente alternativa, mas talvez, mesmo assim, alguns possam se interessar em arriscar a importação. Em algumas lojas ele pode ser encontrado por US$ 125,99 (equivalente a R$ 333 na cotação atual, sem os impostos).

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação


A LG acaba de lançar um smartphone um pouco diferente dos outros vendidos no mercado. O celular G Flex 2 tem uma tela bastante curvada: 5,5 polegadas, um hardware de última geração e uma traseira que se autorregenera. O aparelho foi apresentado na feira de tecnologia mais famosa do mundo, a CES 2015, que acontece em Las Vegas, nos Estados Unidos.

O celular, a primeira vista, não parece fazer muito sentido do por que ele ser tão curvado. Contudo, com o G Flex 2 em mãos é possível perceber que a LG construiu um aparelho para que se encaixe perfeitamente a curva do rosto, assim como faz os telefones antigos.

A empresa já tinha lançado ano passado um celular que se regenera sozinho, ou seja, os riscos e arranhões que o aparelho vai ganhando ao longo do tempo simplesmente desaparecem ao longo do tempo, sempre se mostrando com um visual de novo. A traseira do telefone parece um plástico brilhoso, assim como foi no LG G2. As opções de cores são o cinza e o vermelho.

As configurações do novo G Flex 2 também surpreendem. O processador é um Qualcomm, o Snapdragon 801 que pode ser de 2 ou 3 GB de RAM e de 16 ou 32 GB de espaço interno que pode aumentar com um cartão microSD. A câmera fotográfica vem com 13 megapixels e atua de forma muito veloz a cada clique por conta do foco a laser embutido nela.

Sobre o hardware, a LG também acertou: o G Flex 2 vem com o mais novo lançamento do Android 5.0, o Lollipop. A única parte negativa do celular é que as mudanças visuais do sistema não aparecem por causa da personalização da LG.

O ruim também é que o celular foi lançado na feira, mas não tem previsão nenhuma para chegar nas prateleiras brasileiras, nem mesmo uma média de quanto o brinquedo vai custar. E, mesmo que para o G Flex 2 a tela curvada tenha dado certo, essa não será, provavelmente, uma tendência do ano.

Por Carolina Costa

LG G Flex 2

LG G Flex 2

Fotos: Divulgação


A CES 2015, um dos maiores eventos de tecnologia do mundo, acontecerá em janeiro de 2015, e já se especula bastante sobre as novidades tecnológicas que estão por vir.

A Consumer Electronics Show (CES) acontecerá em Las Vegas, Estados Unidos. Inovações em tablets, computadores, robôs, carros e TVs, por exemplo, são comumente esperadas para esse aguardado evento anual. Grandes nomes de fabricantes já confirmaram presença, para a CES 2015: SamsungLGSony e HTC.

São diversos os rumores sobre as novidades para 2015, entre eles, o lançamento de novos smartwatches. A LG, provavelmente, irá apresentar uma versão mais atualizada do  LG G Assista R, e também, possivelmente, já deve estar trabalhando em um novo G Assista variante, que contenha bateria e display flexíveis.  

A empresa acredita que a vida da bateria é um quesito importante a ser estudado, e que esse será um “campo de batalha” para os smartwatches, em 2015.

A Lenovo vai apresentar seu primeiro Smartwatch na CES 2015, e promete um dispositivo de alta qualidade. A Apple também tem lançamento de smartwatch previsto para o início de 2015, podendo ou não ser visto na CES, mas com destaque esperado, dentre os lançamentos da categoria.

Em relação à Sony, as maiores expectativas apontam para o lançamento do Xperia Z4, que possivelmente virá com uma gama de funcionalidades, como, por exemplo, o sensor de imagem CMOS, o qual rastreia objetos mesmo em movimentos rápidos. A fabricante deve manter as outras especificações do modelo anterior (setembro 2014).

Foto: divulgação

O Z4 pode chegar ao Brasil em menos de dois meses, após o lançamento anual, como aconteceu com o modelo anterior, lançado esse ano. Já é esperado também o anúncio de uma versão maior do Xperia Z4, o Xperia Z4 Ultra, com 5,9 polegadas, 0,5 a mais que o Z4.

A Samsung provavelmente trará novas versões em notebooks, câmeras e dos tablets Galaxy Tab Pro e Note Pro, além de sua nova linha de TV com tecnologia 4K.

No campo mobile, a LG apresentará a segunda geração do LG G Flex, possivelmente um pouco menor que o original, mas com tela de resolução maior. O LG G4 talvez apareça no evento, e deve possuir tela com resolução QHD, processador 64-bit e ter 3 ou 4 GB de RAM.

São muitos os rumores e expectativas sobre as inovações tecnológicas da CES 2015, que lançará tendências para o próximo ano, e será realizado em breve, entre os dias 6 e 9 de janeiro.

Por Helem Franco


O smartphone F60 Dual D392 vem preparado para a conexão 4G, porém, também aceita a atual 3G, que ainda é disponível na maioria das cidades brasileiras. Além disso, tem capacidade de armazenamento interno de 4GB e suporte para cartão de memória, podendo ser expandido até 32 GB. Vem equipado com o processador Quad Core 1.2 GHz, que permite uma boa experiência ao usuário, sem aquelas famosas travadinhas.

Quanto à câmera, vem equipado com uma frontal de 1.3 Megapixels e a traseira de 5 Megapixels, que é uma boa resolução para aparelhos smartphones. Como recursos, o smartphone F60 Dual D392 dispõe de flash, zoom de 4x, captura de vídeo no formato Full HD, além de temporizador e outros recursos.

O sistema operacional utilizado é o Android™ 4.4, KitKat®, que é uma versão que traz alterações nos recursos de conteúdos visuais do sistema, entretanto, é inegável a grande opção de aplicativos disponíveis para esse sistema, com boa parcela desses apps gratuitos.

O aparelho utiliza o novo modelo de micro chip, tendo entrada para 2, pois é dual chip, fato este que torna o smartphone atraente, pois, assim, pode-se ter outras opções de utilização de operadoras, o que traz benefícios econômicos. Tem tela LCD de 4,5 polegadas, com touchscreen.

Quanto à conectividade, ele oferece opção de acesso a rede WiFi. Suporte a micro USB, saída para plug de áudio e bluethoth.

O aparelho se destaca pela boa composição técnica e, sobretudo, por ser um dual chip com suporte a 4G. Certamente, é um excelente smartphone para um usuário que não queira investir muito, mas, no entanto, não abre mão de ter em mãos bons recursos para utilização cotidiana.

O smartphone LG F60 Dual se destaca por ser uma opção um pouco mais simples, e mais em conta, de smartphone dual chip com internet 4G.

Para maiores informações, acessem: http://www.lge.com/br/celulares/lg-D392-f60.

Por Thiago José Fernandes

Foto: divulgação


Quem nunca ouviu falar que o uso excessivo de aparelhos celulares pode prejudicar a saúde e até provocar câncer? Essa é uma afirmação que ouvimos muitos declararem com toda a convicção do mundo, não é? Muitas vezes como argumento para que deixemos de usar os celulares por muito tempo. Bem, ao que tudo indica, agora terão que usar outros motivos para isso.

Toda essa história teve origem nos estudos feitos desde os anos 1970, que sugeriram que os campos eletromagnéticos emitidos pelos celulares podem afetar o corpo humano e causar infertilidade e leucemia em crianças.

Assim, a notícia correu pelo mundo através de agentes de saúde e, em algum tempo, todos ouviram falar que o uso prolongado de celulares era prejudicial à saúde. A Agência para Pesquisa do Câncer até mesmo catalogou os campos de baixa frequência como “possivelmente carcinogênicos”, o que também colocou outras tecnologias que utilizam esses campos na mira das agências de saúde.

Porém, segundo novos estudos recentes, isso agora pode se tornar motivo de risos, tais como as crendices populares de épocas mais remotas. Um novo estudo da Universidade de Manchester foi divulgado pelo Journal of the Royal Society Interface, mostrando que tais campos magnéticos não afetam nossa saúde.

Mas qual era a explicação para que o câncer fosse causado pelos campos eletromagêticos, ou que a saúde seria prejudicada de alguma forma?

A lógica era que os campos poderiam destruir as proteínas do nosso corpo, o que desencadearia processos no organismo. Porém, o recente estudo afirma através de testes que as proteínas não são afetadas.

A pesquisa teve foco principalmente nas reações das chamadas flavoproteínas. Elas atuam no controle do sistema nervoso e na reparação de DNA. Porém, ainda é cedo para afirmar categoricamente qualquer conclusão, já que foi exatamente este o erro no passado, e não queremos repeti-lo.

Os testes continuarão sendo feitos e divulgados, e estaremos atentos às notícias.

Por Daniel Cavalcante

Foto: Antônio Cruz


O modelo Positivo S480 ocupa a primeira posição entre os smartphones fabricados pela Positivo. Na sua composição, a empresa possibilitou algumas melhorias, como a correção de componentes de dentro do aparelho, consideração do Android “quase puro”, além de ter uma boa relação de custo-benefício.

Entretanto, ele possui concorrentes como o Moto G e o recente Zenfone 5, que possibilitam ótimas funcionalidades a um custo pequeno.

O smartphone da Positivo possui boa aparência, mas não tem muitas características diferenciadoras em seu visual. Apesar de dele possui um visor de 4,5 polegadas, ele não tem uma largura grande. Este fator é devido, em parte, a aspectos semelhantes ao iPhone 5 e iPhone 5S.

A empresa Positivo resolveu deixar o smartphone comprido e diminuir as laterais. Ao apalpar o aparelho, a sensação é agradável, apesar de considerar que ele pode ter uma altura superior ao necessário. O ponto favorável é que ele é atrativo para ser segurado com apenas uma mão.

Um aspecto desfavorável do modelo é a utilização das partes laterais. Em um segmento onde a expectativa é a utilização de cada canto para ser aproveitado com visores grandes em crescimento, a empresa cometeu um vacilo. Na parte da frente do aparelho, existem duas faixas grandes subutilizadas na parte superior e inferior.

Há uma razão para a parte inferior, onde foi neste local que o desenvolvedor inseriu os botões de capacidade, com sensibilidade em toque, no lugar de coloca-los no visor diretamente, onde parte dos concorrentes utilizam.

A tampa da parte de trás do dispositivo pode ser retirada, e existem três cores para escolha, que são uma tampa em preto fosco, além de duas metalizadas, sendo uma prata e outra bordô. A conexão das tampas é boa, entretanto, a pessoa que o utiliza não sente estar levando um smartphone com corpo único, como é possível no Moto G.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


Com as diversas inovações no mercado de smartphones, a cada dia que passa as empresas desses produtos precisam lançar novidades para continuarem competitivas. A exemplo disso, a Huawei lançou um phablet (combinação de tablet com telefone) com duas câmeras traseiras, o 6 Plus.

A ideia é disponibilizar para os usuários um aparelho que seja capaz de tirar fotos com qualidade muito maior do que as outras opções no mercado. Os dois sensores possuem resolução de 8 megapixels, com pixels de 1,98 microns.

O foco da dupla câmera está em melhorar as fotografias em ambientes com baixa luminosidade. Além disso, pelo fato dos sensores estarem dispostos horizontalmente em linha, é possível criar um efeito de terceira dimensão ao mover o aparelho durante a captura.

Além disso, ainda é possível trabalhar no foco de uma forma diferenciada, mesmo após a foto ter sido tirada.

Além do ponto alto que é a câmera, o aparelho possui uma tela bem grande, de 5,5 polegadas, que é o diferencial dos phablets, com resolução Full HD. O processador é o Huawei Kirin 925, octa core, de 1,8 GHz cada.

A memória RAM do dispositivo é de 3 GB, enquanto que a memória de armazenamento é disponibilizada em duas opções: 16 GB ou 32 GB. Porém, isso deve ser levado em conta no momento da compra, pois se o usuário não tiver necessidade de sua memória ser interna, ele pode comprar o de 16 GB e expandir o espaço de armazenamento com cartão Micro SD.

Além da dupla câmera traseira, o 6 Plus também possui dois sensores de foto na parte frontal, totalizando então 4 câmeras em um único aparelho. O sistema operacional que virá de fábrica nesse phablet é o Android 4.4.4 KitKat.

O Huawei 6 Plus ainda está restrito ao mercado chinês, porém ainda é cedo para dizer se ele será disponibilizado em outras regiões do mundo, inclusive no Brasil. São disponibilizadas duas opções de cores para o aparelho e estas saem por preços diferentes.

O aparelho de cor prata custa a partir de US$ 320, enquanto que a versão dourada está disponível a partir de US$ 400.

Por Rannier Ferreira Mendes

Huawei 6 Plus

Huawei 6 Plus

Fotos: Divulgação

 


A empresa chinesa Xiaomi vai abrir fábricas no Brasil. É o que diz a matéria da Bloomberg, e a notícia interessa muito aos bolsos dos brasileiros.

Em pouco tempo, o solo tupiniquim será um campo de batalha mais acirrada na disputa pelo mercado de dispositivos mobile. A razão disso é que a fabricante Xiaomi pretende abrir plantas por aqui, o que, sem dúvida alguma, acarretará em preços menores.

Ainda que inicialmente a Índia e Indonésia recebam uma certa atenção da empresa, por serem mercados importantes para a Xiaomi, o Brasil será o primeiro país a receber uma fábrica para produzir os smartphones. Além do Brasil, a Xiaomi pretende entrar na Russia, Tailandia, Mexico e Turquia.

"Você não pode vender um produto no Brasil que não seja fabricado localmente porque iria custar um valor extraordinariamente caro", diz o brasileiro Hugo Barra, que é um dos líderes da Xiaomi, referindo-se aos altos valores de impostos para importação no Brasil.

Com isso, os aparelhos da fabricante chinesa, que traça sua estratégia para crescer cada vez mais no mercado, chegarão às lojas brasileiras com rapidez e preços mais acessíveis, sem os valores de importação inclusos.

A Xiaomi atingiu a posição de terceira maior fabricante de smartphones do mundo, adotando a estratégia de lançar produtos de boa qualidade a baixo custo.

E falando em baixo custo, alguns rumores falam sobre um futuro lançamento da Xiaomi que já chama a atenção: um tablet que custará 100 dólares.

O tablet, que está sendo chamado de The Mi, teria a tela de 9,2 polegadas. Contaria com um processador Snapdragon 410 Quad Core rodando a 1,2GHz, além de uma placa gráfica Adreno 306, 1GB de memória RAM e o espaço interno seria de 8GB, com possibilidade de expansão via microSD.

Além da pouca memória RAM, um ponto fraco seria a tela de apenas 720 x 1280 e densidade de 159 pixels.

De qualquer forma, será uma boa opção de tablet de entrada.

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação


O Samsung Galaxy K Zoom é um smartphone diferenciado dos demais disponíveis no mercado, já que é uma verdadeira fusão de um telefone com uma máquina fotográfica digital.

O modelo conta com uma câmera que possui zoom óptico, ou seja, ao ser acionada, ela desliza a lente, assim como uma máquina digital, para poder aproximar as imagens e trabalhar melhor nas fotos.

Além disso, o K Zoom possui um hardware bastante potente, o que permite que ele compita com aparelhos tops de linha de outras marcas.

Um conceito de celular híbrido com câmera digital já foi apresentado pela Nokia há algum tempo, o Lumia 1020, que possui uma resolução incrível de 41 MP, o que é normalmente encontrado em câmeras profissionais, porém ele não possui tanta potência no zoom óptico como o Galaxy K Zoom.

Dentre suas especificações, o aparelho possui:

– Exynos 5260 Cortex A7 / Cortex A15, de 1.4 GHz 6 Core;

– GPU Mali-T624;

– 2 GB de memória RAM;

– 8 GB de memória de armazenamento, expansível até 64 GB utilizando cartões Micro SD;

– Dimensões de 137,5 x 70,8 x 16,6 mm;

– Peso de 200 gramas;

– Tela de 4,8 polegadas, com resolução de 720 x 1280 pixels, densidade de pixels de 306 ppi, tipo Super AMOLED e protegida por Gorilla Glass 3;

– Câmera principal de 20,7 MP, com resolução de 5248 x 3936 pixels, sensor de 1/2.3 ", com Aperture Size de F 6.3, zoom ótico de 10x, flash LED/Xenon e gravação de vídeos em Full HD;

– Câmera frontal de 2 MP (para selfies e videoconferências);

– Rede LTE 4G;

– Sistema operacional Android 4.4.2 KitKat.

O aparelho pode ser encontrado nas lojas a partir de R$ 1.319. Uma queixa comum dos usuários que deve ser levada em consideração antes da compra é o peso do aparelho e sua espessura. Porém, isso é resultado de sua potente câmera que precisa ser alocada no smartphone, ou seja, não é possível colocar lentes com zoom óptico em um aparelho e ainda deixá-lo fino e leve.

Por Rannier Ferreira Mendes

Samsung Galaxy K Zoom

Samsung Galaxy K Zoom

Samsung Galaxy K Zoom

Fotos: Divulgação


Quais as principais diferenças entre a internet 3G e 4G? Comecemos pelo nome das redes: a que significa esse G? O que significa o número que aparece antes? Muito fácil: trata-se das gerações às quais pertencem as redes.

A primeira geração, 1G, foi a dos telefones analógicos; 2G a dos digitais. As seguintes gerações são a 3G, a mais utilizada agora, e 4G, a que está começando a ser implementada.

A velocidade é, com certeza, o principal diferencial oferecido (prometido) pela nova rede. A melhor forma para ter uma ideia da diferença entre ambos os tipos de redes é ver com exemplos práticos.

Por exemplo, queremos baixar em nosso celular um jogo de 20MB, qual seria a diferença? A média de download em 4G seria de 25 segundos, perante os 3 minutos que demoraria em uma rede 3G.

E se o vídeo que você quer estiver em alta definição? Aqui as coisas ficam ainda mais sérias: a 4G leva 30 segundos para carregá-lo, mas em uma rede 3G demorará entre 1,5 minuto. E sim, a conexão irá cair e as operadoras não podem simplesmente dizer que oferecem conexão 4G. 

Para uma operadora poder anunciar que dispõe de uma rede 4G, é necessário que os equipamentos que estejam usando o sistema atinjam velocidades de conexão entre 100 Mbps (em alta mobilidade) e 1 Gbps (em curto alcance da antena).

Os valores das tarifas serão também maiores para acessarmos as redes 4G. E outra coisa, as operadoras que oferecerem esse serviço deverão oferecer um mínimo aceitável de velocidade, que foi estipulado em 1mbs. As redes 3G de qualidade dificilmente operam perto disso.

Então, com o mínimo exigido de 1mbs para as redes 4G, o serviço já tende a melhorar muito. Em média, as operadoras anunciam velocidades em torno de 5 Mbps como o esperado de suas redes 4G.

Vamos aguardar 2015 quando novas redes entrarão em funcionamento para ver se tudo o que foi prometido será mesmo cumprido nas redes 4G. Os Smartphones agradecem.

Por Luciana Viturino

Foto: divulgação


O mundo tecnológico passou por grandes mudanças ao longo das últimas décadas, dessa forma, novas tecnologias foram surgindo. Um ótimo exemplo disso é o smartphone, aparelho de celular extremamente avançado e com uma praticidade enorme. Dentre as vantagens do smartphone, não podemos deixar de ressaltar a grande quantidade de ferramentas e programas que podemos instalar no mesmo. Assim, manter a interatividade com seus familiares e amigos é possível a qualquer momento.

Como o mercado tecnológico é extremamente concorrido e os usuários sempre estão em busca de novidades, as marcas acabam sempre lançando novos modelos visando agradar ainda mais os seus clientes. A Motorola, por exemplo, lançou recentemente uma nova versão do Moto G, que promete fazer bastante sucesso no mercado mundial. Confira mais detalhes sobre este aparelho na continuação desta matéria.

O Moto G 2014 vem recheado de novidades em sua mais nova atualização. Um detalhe muito importante é justamente quanto a tela de 5 polegadas acompanhada de resolução HD. Através dessa tela você poderá tirar excelentes fotos e selfies com seus amigos, bem como poderá gravar vídeos em alta resolução. Além disso, o aparelho ainda conta com câmera traseira de 8 megapixels com gravação HD e uma câmera frontal de 2 MP.

Uma das principais atrações desta versão do Moto G é justamente quanto a parte de software do aparelho. Um ótimo exemplo disso é o seu sistema operacional, pois o mesmo possui o Android 4.4.4, o famoso KitKat que é um dos sistemas operacionais, para aparelhos portáteis, mais famosos e potentes da atualidade.

A parte de hardware do Moto G também não deixa a desejar e dentre os destaques está o seu processador, trata-se do Snapdragon 400 quad-core de 1,4 GHz. O smartphone também conta com 1 GB de memória RAM e armazenamento interno de 8 GB ou 16 GB, sendo que essa versão possui suporte para cartão de memória de até 32 GB.

Se você gostou das informações aqui destacadas, saiba que o Moto G á se encontra à venda nas melhores lojas do país. O preço sugerido do smartphone é de R$ 699 na versão com um único chip e R$ 799 para a versão dual-chip com TV Digital.

Por Bruno Henrique

Novo Moto G

Novo Moto G

Fotos: Divulgação


O smartphone é um dos aparelhos portáteis mais famosos da atualidade, esse celular extremamente avançado caiu nas graças da população mundial devido a sua praticidade e quantidade de tarefas que podemos realizar através de um único aparelho. Por esses e outros motivos várias empresas atuam na fabricação e comercialização de smartphone como, por exemplo, o Grupo LG que é uma empresa sul-coreana de grande prestígio em todo o mundo.

Para aqueles que são fãs da linha de smartphone da LG e estão em busca de novidades para o ano de 2014, saibam que a sul-coreana já lançou o novo LG G3 Stylus. Caso ainda não saiba, esse smartphone é uma versão mais simplificada do top de linha da LG de mesmo nome. Para conferir as novidades, bem como preço e demais informações sobre o lançamento basta continuar lendo esta matéria.

Como já foi citado acima o G3 Stylus é uma versão simplificada do top de linha da LG, porém, isso não significa que o aparelho não possui boas configurações. Um exemplo disso é justamente a tela de 5,5 polegadas que foi criada pensando justamente naqueles que não resistem a uma boa foto. Vale destacar que a tela de 5,5 polegadas é acompanhada de resolução 960 x 540 pixels, além disso, você ainda encontra neste smartphone câmera de 13 megapixels e câmera frontal de 1,3 MP.

Quando o assunto é software o G3 Stylus não fica para trás, haja vista o sistema operacional Android 4.4.2. Esse que também é conhecido como KitKat é um dos melhores sistemas operacionais do mercado.

Outro grande destaque fica por conta da parte de hardware desse aparelho. O processador é o quad-core Media Tek de 1,3 GHz. O aparelho possui nada menos que 1 GB de memória RAM disponível e 8 GB de memória interna, que tem opção de expansão via cartão de memória para até 32 GB. As conectividades 3G, Wi-Fi e Bluetooth também fazem parte das configurações do aparelho.

O smartphone aqui destacado já pode ser encontrado nas melhores lojas do país e seu preço sugerido é de R$ 1.199.

Por Bruno Henrique

LG G3 Stylus

LG G3 Stylus

Fotos: Divulgação


Pensando no conforto dos clientes e nas adaptações e melhoria dos novos smartphones, a Apple inovou no novo iPhone 6. O novo aparelho dobra com facilidade ao ser colocado no bolso. É isso mesmo! Um smartphone que dobra levemente, como um papel, ao ser colocado no bolso. Uma novidade que pode inspirar os novos aparelhos smartphone pelo mundo.

A novidade não é a única, o iPhone 6 é o aparelho mais fino que a Apple já criou, é o que garante o caráter flexivo do material. O lançamento do smartphone ocorreu nos Estados Unidos e mais 9 países. A tela do telefone é de 4,7 polegadas, um tamanho considerado grande para as gerações passadas do fabricante.

Os consumidores podem ficar tranquilos, pois os usuários afirmam na internet que ao ser dobrado o aparelho não causa nenhum dano à tela, mesmo ao se sentar com o aparelho no bolso de trás. Outros usuários afirmam também que o aparelho dobra no bolso em atividades rotineiras como uma caminhada ou com a simples manipulação do celular com as mãos. Um desses usuários publicou um vídeo no YouTube mostrando como é simples dobrar o aparelho com as mãos e sem quebrar a tela.

O engenheiro Jeremy Irons confirma a característica polêmica do novo smartphone. Jeremy disse ao site “Gizmodo” que o novo iPhone foi muito bem construído e que a base traseira, que é construída em alumínio, é o que mantém a integridade da estrutura do aparelho, o que proporciona a maleabilidade do aparelho, pois o metal é maleável. O engenheiro revela ainda que existem mais duas características que proporcionam essa característica: o tamanho maior e a estrutura fina do novo iPhone, por isso ele dobra com facilidade e sem deixar que haja qualquer dano estrutural.

Contudo, a Apple ainda não se manifestou sobre essa característica polêmica e não informou se irá substituir os aparelhos que sofreram algum dano. Usando o bom senso é de se esperar que uma má utilização ou uma força desproporcional pode causar danos ao aparelho.

Por André César

iPhone 6

iPhone 6

Fotos: Divulgação


A cada época as tendências são quem ditam a moda. E com o público jovem não seria diferente. Este, inclusive, está cada vez mais exigente e ciente dos produtos que querem levar pra casa. Como a tecnologia é uma das coisas que mais agradam crianças e adolescentes, as empresas, é claro, não poderiam deixar passar batido para investirem neste perfil.

Sempre antenados ao que acontece no mundo, os "teens" adoram tirar suas fotos, postar nas redes sociais, interagir com os amigos e realizar atividades rotineiras de seu dia a dia. E, pensando nisso, a LG entrou nesse universo e promete mexer com a cabeça dos mais novos.

Foi anunciado, pela gigante, que serão lançados na IFA, uma das maiores feiras de tecnologia do mundo, que acontece na Alemanha, em setembro, os smartphones econômicos L Fino e L Bello, com o intuito de agradar o público jovem.

O diferencial do aparelho se encontrará em seus recursos diferenciados nas câmeras, atingindo certeiramente os amantes das tão famosas "selfies".

L Fino:

Android 4.4.2 (Kit Kat); 

– Terá tela de 4,5 polegas (800 x 480 pixels); 

– Processador quad-core de 1,2 GHz;

1 GB de RAM;

4 GB de memória;

– Câmera de 8 megapixels na traseira;

– Câmera VGA na parte frontal;

– Bateria de 1.900 mAh.

Os modelos serão vendidos nas cores: preto, branco, dourado, vermelho e verde, medindo 127,5 x 67,9 x 11,9mm.

L Bello:

Android 4.4.2 (Kit Kat);

– Display de 5 polegadas (854 x 480 pixels);

1GB de RAM;

8 GB de memória interna;

– Processador quad-core de 1,3 GHz;

– Bateria de 2.540 mAh;

– Câmera traseira com 8 megapixels;

– Câmera frontal com 1 megapixel.

Estes estarão disponíveis em preto, branco e dourado. E suas medidas apresentam números maiores que as do L Fino, ficando em 138,2 x 70,6 x 10,7mm.

Os dois dispositivos possuem tecnologia 3G, Knock Code para segurança e compatibilidade para case QuickCircle, o que possibilita acesso às funções básicas do aparelho, mesmo quando ele estiver fechado.

Para as "selfies" está disponível uma luz na câmera frontal que facilita o registro. 

Por enquanto, a informação é de que os celulares serão vendidos inicialmente na Ásia, América Latina e Europa. Os valores serão informados no IFA.

Por Juliana Alves de Souza

Foto: divulgação


Depois do sucesso do lançamento do Galaxy S5, uma versão com dois chips de seu smartphone top de linha, e o mais aguardado de 2014, a Samsung anunciou o lançamento do seu novo modelo de aparelho celular também considerado top de linha: o Galaxy Alpha.

Embora apresente um design familiar, ele se diferencia e se destaca pela adoção de um acabamento feito em metal, o que corrige algo que muitos consumidores consideram um dos principais problemas da linha Galaxy S, onde a traseiro e o acabamento são de plástico.

Chamado de “a evolução do design Galaxy”, o smartphone tem aparência Premium, mas não possui exatamente um hardware top de linha. Com uma tela Super AMOLED de 4,7 polegadas (resolução 1280×720 pixels), o gadget possui um processador octa-core (Quad 1,8 GHz + Quad 1,3 GHz) e 2 GB de memória RAM.

Com somente 6,7 milímetros de espessura, o smartphone é um dos produtos da linha Galaxy mais finos já produzidos até o momento. Assim como acontece no Galaxy S5, o Alpha vai apresentar recursos como scanner de impressão digital, S Health, Modo Privado e o modo de economia de energia que desliga recursos não essenciais ao sistema.

O gadget também apresenta compatibilidade completa com os acessórios Samsung Gear Fit, Gear Live e Gear 2. Embora a informação ainda não tenha sido confirmada pela fabricante, registros indicam a existência de ao menos cinco variações do Galaxy Alpha: SM-G850A, SM-G850H, SM-G850M, SM-G850T e SM-G850F — entre elas, só se sabe que a última vai contar com suporte à tecnologia LTE Cat. 6, que garante grandes velocidades de conexão.

Apesar da falta de informações concretas, é praticamente certo que ao menos um dos modelos vai apresentar um processador Exynos e 64 GB de memória interna.

Visualmente, pelas fotos de divulgação, ele terá quatro cores: azul, cinza, branco e preto. Segundo a Samsung, o produto deve começar a chegar às lojas em algum momento de setembro deste ano, com lançamento confirmado para mais de 150 países. Segundo informações, a novidade deve chegar ao Brasil pelo preço sugerido de R$ 2.399.

Por Michelle de Oliveira

Samsung Galaxy Alpha

Foto: Divulgação


O smartphone Galaxy Core Plus lançado pela Samsung destaca-se pelos seus recursos e design. Ele é ideal para quem procura por um celular prático e convencional para o dia a dia. Uma de suas principais vantagens é que ele suporta dois chips, ou seja, o usuário não precisa carregar dois celulares, podendo usar ambos os números no mesmo aparelho, o que representa mais comodidade e facilidade.

Os aplicativos podem ser acessados com velocidade e rapidez, porque o Galaxy Core Plus conta com processador Dual Core 1.2 GHZ e tela de 4.3 polegadas. Assim, a pessoa pode visualizar os e-mails, jogar seus games favoritos em alta velocidade, visualizar filmes, entre outros recursos criativos que podem ser acessados no smartphone.

O Galaxy Core Plus tem um design compacto e premium. É um aparelho leve, que pode ser carregado facilmente por todos os lugares e cabe com facilidade nas bolsas, bolsos, mochilas, entre outros tipos de compartimentos.

Além disso, este smartphone da Samsung tem funções muito criativas e diferentes! Por exemplo, o seu celular já tocou fora de hora? Para deixar o Galaxy Core Plus no silencioso basta virar ele. Prático e simples. Dessa forma, na próxima reunião de trabalho, congresso ou na faculdade, basta virar o seu smartphone que ele já fica no silencioso. Além disso, o celular também tem sensor de gestos.

Para quem gosta de tirar fotos e registrar todos os momentos engraçados ao lado dos amigos, o smartphone da Samsung acompanha câmera de 5.0 MP com flash. Assim, o usuário pode tirar fotos com muita qualidade, nitidez e perfeição, ou seja, focando cada detalhe.

Além disso, a pessoa pode fazer vídeos usando a câmera frontal e, se quiser ter imagens mais criativas, pode aproveitar dos aplicativos de fotos e colocar som, fazer fotos contínuas e também usar o modo Best Photo.

Assim, o Galaxy Core Plus é um aparelho convencional e que conta com os principais recursos para tornar o dia a dia mais prático.

Por Babi

Foto: divulgação


A fabricante chinesa de celulares THL, acaba de anunciar uma novidade de interesse de muitos consumidores asiáticos, mas também do mundo inteiro; Um novo modelo de smartphone chamado THL 5000 que surge no mercado com uma bateria de 5000mAh – (mAh é a abreviatura padrão para miliampere-hora, usada para identificar a transferência de carga elétrica por meio de uma corrente estável de um ampere ao longo de uma hora), o que representa um dos maiores níveis do mercado atualmente.

O fabricante informa que a bateria é capaz de oferecer maior autonomia, flexibilidade e tranquilidade aos seus consumidores, já que não é mais necessário ficar observando a quantidade de bateria que ainda resta no aparelho celular, uma prática normal dos atuais consumidores do mercado de telefonia móvel, já que até o momento, nenhum fabricante disponibiliza uma bateria de longa duração, seja nos aparelhos mais sofisticados, ou nos mais simples.

A promessa é de que essa bateria seja capaz de oferecer mil horas do celular ligado em stand-by, ou seja, mil horas de bateria sem utilizar o aparelho; 47 horas de ligação; 11 horas de navegação por Wi-FI, 125 horas de reprodução de músicas e 11,6 horas de reprodução de vídeos.

O aparelho virá com o sistema operacional Android 4.2 Jelly Bean; tela de 5 polegadas, câmera de 13 megapixels, conectividade: 3g, Wi-fi e Bluetooth, 32 GB de memória de armazenamento, 2 GB de memoria RAM, e com uma espessura de 0,89 centímetros.

Infelizmente, ainda não existe previsão de quando essa nova tecnologia chegará no mercado ocidental, aparantemente a empresa está querendo concorrer com as grandes marcas do mercado interno da china, como por exemplo a ZTE e LENOVO.

O preço do aparelho na China será de US$ 299,00, o equivalente a R$ 598,00, ainda espera-se para saber se o produto chegará ao Brasil.

Por Igor Lima

Foto: divulgação


De tempos em tempos, as fabricantes de produtos tecnológicos apresentam ao mercado novos modelos, aparelhos e acessórios para todos os gostos. Para atender a demanda de procura por tais objetos, essas companhias investem alto nas necessidades de seus clientes e disputam, além de número de vendas, a preferência do público.

O mercado de tablets está em crescimento, porém uma nova categoria do produto parece ter entrado de vez no gosto popular. O foblet, que é a junção de um smartphone com tablet, diferencia-se por apresentar tamanho pouco maior que um tablet comum e acaba sendo a preferência dos usuários que costumam fazer anotações e que gostem de uma visualização mais ampla.

Por enquanto não há nada confirmado:

Recentemente, a Samsung deixou escapar informações sobre o Galaxy Note 4, que ainda não tem previsão de lançamento. De acordo com a empresa, a informação é de que o top de linha virá com tela Quad HD, resolução de 2560×1440 pixels, padrão QHD, para modelo SM-N910A, sendo essa resolução quatro vezes superior ao HD convencional em quantidade de pixels.

Ainda há muitas especulações sobre o dispositivo, mas de acordo com informações vazadas, o aparelho já está sendo testado, devido a sua catalogação no site de importações da índia, Zauba. Outra novidade é a possibilidade de sua tela ser curva, mas o dado ainda não foi revelado e segue sob segredo. O vice-presidente da divisão móvel, da Samsung, Lee Younghee disse que esse é um assunto bastante conversado com os engenheiros da fabricante, mas não afirmou nada, de fato.

Previsão de lançamento em setembro:

É esperado que o lançamento do Galaxy Note 4 aconteça em setembro, na IFA, em Berlim, um dos maiores eventos de tecnologia do mundo.

Até lá, vale a pena esperar e conferir mais novidades até a sua chegada por aqui.

A linha Galaxy é uma das mais procuradas e apresenta modelos de tablets, smartphones e celulares de diversos modelos. Com sistema operacional Android, a linha conta com um bom desempenho dos dispositivos. Aliás, é devido a ela que a Samsung é hoje a líder no ranking de maiores fabricantes. 

Por Juliana Alves de Souza

Samsung Galaxy Note 4

Foto: Divulgação


O primeiro smartphone fabricado pela Amazon, o Fire Phone, tem como intenção principal aumentar a interatividade do usuário com o aparelho. Para proporcionar esta sensação, o aparelho conta com a tecnologia FireFly, que permite a identificação de diversos objetos de interesse do usuário e facilitar a compra dos mesmos por meio de redirecionamento direto para a loja da Amazon nos casos em que o produto desejado esteja disponível na Store.

De acordo com o CEO da Amazon, Jeff Bezos, o FireFly é capaz de reconhecer mais de 100 milhões de objetos, necessitando de poucos segundos para realizar pesquisa no banco de dados e retornar com o resultado para o usuário. Para conseguir realizar a pesquisa o aparelho usa o botão exclusivo de ativação do FireFly que fica localizado na lateral do aparelho.

A ativação do FireFly pode ser feita mesmo como aparelho bloqueado. O usuário aponta a câmera do Fire Phone para o objeto que deseja identificar e aguarda alguns segundos ate que o FireFly faça a busca nos bancos de dados da Amazon que conta com uma base de mais de 70 milhões de produtos devidamente cadastrados.

Entre estes produtos estão: objetos domésticos, livros, DVDs, CDs  e jogos para vídeo games, além de episodio de series e filmes.

Por meio do FireFly o usuário também consegue ter mais interatividade com anúncios de revistas, números de telefones, endereços de emails e outras informações.

Visando a melhoria da tecnologia, a Amazon já tornou disponível o Kit de desenvolvimento do FireFly que permite a desenvolvedores trabalharem na personalização dos apps, criando ações próprias, usando os banco de dados de acordo com as necessidades de cada usuário.

Em um primeiro olhar, o FireFly não apresenta nenhuma inovação, pois se olharmos para o mercado, já existem alguns aplicativos que desempenham o mesmo papel, sendo estes, até mesmo mais desenvolvidos que a tecnologida da Amazon, mas o grande diferencial apontado pela Amazon, é a possibilidade de realização de compras de forma rápida e em um ambiente seguro.

Por Jaime Pargan

Foto: divulgação


Sabe aquela coisa chata de estar na rua, em uma fila ou aguardando um amigo e enquanto isso você fica freneticamente mexendo em seu celular bisbilhotando as redes sociais para fazer o tempo passar, mas aí de repente seu celular descarrega a bateria e te deixa a ver navios?

Acredito que isso já tenha acontecido em algum momento com todos nós e é mesmo uma situação chata, pois dá a sensação de que estamos com pés e mãos atados sem saber o que está acontecendo ao nosso redor.

Pois é, a Microsoft, entretanto, parece ser a empresa a se esmerar em resolver esse nosso pequeno-grande problema criando baterias que durariam uma semana. Isso já era visto antigamente em aparelhos celulares, quando a onda dos aplicativos e o acesso à internet ainda não havia tomado conta dos nossos dispositivos móveis. Hoje em dia damos pulos de alegria e fazermos a maior propaganda quando nossos smartphones sobrevivem a um dia inteiro sem precisar ir para o carregador.

Segundo a Microsoft, entretanto, essa deficiência na durabilidade das baterias tem como culpado em boa parte, os fabricantes de aparelhos que não trabalham no desenvolvimento de hardware e softwares que consigam gerir de forma eficaz o consumo de bateria de nossos aparelhos.

Em virtude de seu posicionamento quanto a esse fato, a Microsoft também anunciou que está trabalhando para desenvolver seu primeiro aparelho que terá capacidade de duração de bateria por cerca de uma semana. Para isso a empresa usaria um sistema chamado de E-Loupe que seria responsável por um rastreamento do aparelho, a fim de identificar algum app que por ventura estivesse usando bateria de forma desordeira e trabalharia na diminuição deste gasto de energia.

Outra proposta da empresa seria também a troca de uma bateria grande, por duas baterias menores. Sendo que uma delas trabalharia na maior geração de corrente que seria ativa quando fosse demandada maior necessidade de consumo, como no caso de o usuário utilizar o celular para jogos, por exemplo. Já a outra bateria atuaria nos momentos em que o aparelho demandasse menor corrente, a exemplo de quando o telefone está inativo.

A empresa ainda está em fase de pesquisa sobre qual seria a alternativa mais viável, mas já podemos esperar que novidades surjam por aí.

Por Jaime Pargan

Bateria de celulares

Foto: Divulgação


De acordo com produção realizada pela Motorola, o Moto E é considerado um dos melhores smartphones que implica um valor acessível aos consumidores já feito. No Brasil, os interessados poderão adquiri-lo por R$ 529,00. Integrando essa faixa de preço o produto se torna visado.

Apresenta tela maior designada por 4,3 polegadas, o seu processamento é constituído com um dual-core e a câmera corresponde a 5 megapixels, número expressivamente maior que os demais existentes no mercado, que estão pareados a concorrência.

O evento para o lançamento do smartphone Moto E foi realizado em São Paulo, e a empresa propiciou aos consumidores com clareza a sua tática. A Motorola optou pela produção do celular em questão, com a estratégia de motivar aqueles que não se satisfizeram com outro interligado a marcas concorrentes, ou que ainda não obtiveram condições para comprar algum modelo existente no mercado.

Concernente às pessoas que conseguiram adquirir um telefone celular, um grande número designado a 70% possui um feature phone (celular tradicional), que não estabelece uma conexão contínua com a internet, sem acessos a vídeos, redes sociais, aplicativos, entre outros. Foi realizada uma estatística onde houve a comprovação de que 2,1 bilhões de pessoas no mundo nunca tiveram um telefone móvel.

O intuito da companhia é ganhar cada vez mais consumidores, e o produto em contexto foi criado principalmente na tentativa de buscar uma quantidade significativa de compradores para a marca. A construção do objeto foi realizada para que pessoas sem condições reais para usufruir de um celular, tenham a chance de conseguirem incluir em seu cotidiano o uso frequente de uma das maiores ferramentas de trabalho atualmente.

Dois aspectos que foram considerados para exclusão na montagem do smartphone foram a câmera traseira que não inclui flash e não existe em sua composição câmera frontal. Porém, a Motorola afirma que mesmo sem alguns equipamentos que são considerados por outros como essenciais, o telefone propicia um desempenho de alta qualidade.

Por Lorena de Oliveira

Moto E

Foto: Divulgação


Que o futuro está perto, todos nos já percebemos, mas mesmo assim não cansamos de nos admirarmos com os lançamentos que a cada dia o mundo tecnológico dos celulares e smathphones preparam para todos nós. Agora, em um futuro não muito distante, ou melhor, em um futuro de apenas um ano, nós podemos fazer chamadas de vídeos via holograma.

Os hologramas serão imagens 3D projetadas no ar mesmo. Isso será a nossa realidade já no ano que vem. A novidade vem ao mercado graças a uma fabricante de chips que está desenvolvendo a tecnologia necessária para que os smathphones possam começar a receber a novidade já em 2015.

Claro que não serão todos os celulares e smathphones, mas os primeiros já chegaram com tudo no ano que vem. Confira agora como deve funcionar essa novidade.

A fabricante mencionada é a empresa Ostendo. Ela está desenvolvendo direto em projetos minúsculos que são capazes de formar imagem essa novidade. Será uma resolução de até cinco mil pixels por polegada. Isso é considerado o suficiente para poder projetar a imagem de qualquer pessoa com total nitidez.

O Wall Street Jounal foi à primeira mídia a ver uma demonstração dessa nova tecnologia. Segundo eles o holograma irá conseguir transmitir os movimentos das pessoas que fazem a chamada com total estabilidade.

Mas, como a tecnologia ainda não está finalizada, o produto precisa hoje de seis chips com os tais projetores para consegui ter um controle maior da cor, brilho e o ângulo de visão de raios de luz individuais, em uma região de um milhão de pixels.

O desafio agora é fazer tudo isso caber em apenas um chip, mas mesmo assim a primeira versão deve vir ao conhecimento de todos já no ano que vem. A fabricante Ostendo afirma que o chip estreante será capaz de produzir hologramas em 2D, em qualquer superfície, contato apenas com a ajuda da mão do usuário.

Assim quanto conseguirem lançar o projeto 3D, o próximo passo ser conseguir incluir os microprojetos em todos os tipos de dispositivos que tenham tela, como TV’s, mesas e smartwatches, e assim expandir a ideia inicial. 

Por Douglas Lima dos Anjos

Foto: divulgação


Hodiernamente, é muito comum encontrarmos pessoas que não se adaptam a um mundo sem tecnologia. Isso se dá devido ao aumento nos últimos anos e avanço dos aparelhos tecnológicos. Desta forma, vamos abordar neste artigo algumas novidades do novo HTC One M8.

O aparelho inovou nas cores e oferecerá mais três nas próximas versões, quais sejam: vermelho, o qual tem aparecido em alguns lugares; novo flagship da fabricante taiwanesa HTC que virá nos tons azul e rosa. Até agora podemos totalizar seis cores disponíveis ao cliente. Além disso, as próximas versões virão ainda mais baratas e com preços super atrativos para o consumidor.

O tom azul do HTC One é muito bonito, porém não é tão incomum devido ao novo gadget da mesma marca e com nomes parecidos, pouco comuns nos smartphones. Todavia, a principal característica ficará com o celular na cor rosa, uma vez que não é tão comum entre smartphones, excluindo o Huawi Ascend P6, o qual veio para o Brasil em tom rosa claro.

Com isso, a HTC não passou mais informações e nem revelou em quais mercados as novas cores serão enviadas. Ressalte-se que, o vermelho é uma cor exclusiva da operadora americana Verizon.

No Brasil, provavelmente não haverá os smartphones, haja vista ter deixado de vendê-los há um tempo. Caso se interesse pelo aparelho, o melhor a se fazer é importar o produto e arcar com os custos da falta de garantia, pois não há possibilidade de a HTC trazê-los ao País.

Entretanto, é importante salientar que o aparelho é um excelente produto e aqueles que adquirirem certamente não irão se arrepender, pois tem vários aplicativos e alta durabilidade.

É comum nos dias de hoje encontrarmos pessoas que possuem mais de um aparelho com chips de diversas operadoras. Isso proporciona a vantagem de ter algumas promoções no próprio celular, além de poder se conectar com os amigos em diversos lugares do mundo sem falhas no sistema.

Por Luciana Viturino

Foto: divulgação


Que tal um smartphone moderno, inteligente e muito sofisticado? O Moto X versão Luna é assim. Um dos principais diferenciais deste aparelho é o acabamento em madeira, que é totalmente personalizado. Assim, o celular alia tecnologia e beleza, para oferecer a você os melhores recursos e facilidades.

Que tal usar o inteligente Moto X para tirar foto? Para isso, você só precisa agitá-lo. Ou seja, está curtindo uma festa com os seus amigos e quer tirar àquela foto inesquecível? É só agitar o seu Moto X e pronto! Fácil demais, não acha?

Que tal falar com seu celular e ele te responder, sem que você tenha que tocá-lo? Gostou da ideia? O Moto X possui um inteligente sistema que reconhece a sua voz e você consegue comandá-lo, sem precisar encostar no aparelho.

As suas informações principais e tudo o que você precisa saber ficam organizadas de forma discreta na tela principal do aparelho. Assim, você não precisa desbloquear o seu celular, por exemplo, para ver se chegou alguma mensagem ou alguma informação importante. Além disso, você não precisar ficar “preso” ao aparelho 100% do dia. Prático demais, não acha?

Mas, se você quiser ter informações mais detalhadas sobre algum assunto importante, também é bem simples: basta tocar no ícone de notificações e os detalhes do que você quer saber vão aparecer na tela principal do seu Moto X, na tela ou no radapé. Além disso, é só arrastar o ícone para dispensar a notificação se achar melhor e conveniente. Assim, o Moto X facilita e otimiza as suas tarefas no dia a dia.

O sistema Android do aparelho conta com os recursos do Google para você aproveitar e fazer o que quiser como acessar os aplicativos, jogar, traçar rotas e caminhos por meio do Google Play entre outros.

Desta forma, o Moto X é o celular inteligente da Motorola. Gostou de conhecer as funções do aparelho? 

Por Babi

Foto: divulgação


O smartphone Xperia Z2 da Sony é considerado pelo público como um dos aparelhos com  Android disponíveis atualmente com melhor desempenho, isso em virtude do excelente desempenho global, design, e uma câmera  capaz de tirar fotos fantásticas.

Comumente os aparelhos da linha Xperia da Sony costumam receber destaques emblemáticos que contam com o hardware. Podemos afirmar isso quando nos lembramos do Xperia Z1 que oferece excelente desempenho e uma aparência elegante. Infelizmente a câmera do Z1 deixou a desejar quando comparado a outros smartphones.

O Xperia Z2 lançado cerca de seis meses após o Z1, possui o hardware da câmera idêntico e ligeiras melhorias sob a carcaça. A tela Z2 também é maior, e ostenta um ecrã IPS, juntamente com o processador mais recente, o Snapdragon 801 e 3GB de RAM.

Assim como o Z1, o Z2 é um dos melhores telefones no mercado atualmente, ainda nesta comparação com o Z1, podemos afirmar que não ocorreram mudanças óbvias das adotadas no modelo anterior.

Ao lado do Z2, uma única aba cobre a porta do micro USB, o Z1 possuir duas abas separadas. No lado direito do Z2 há outra aba que cobre o compartimento do micro SD, juntamente com um botão de energia, interruptor de volume. O botão da câmera puxado para cima ativa a câmera, mesmo o dispositivo estando no modo de suspensão. Além disso, é possível ativar a tela do Z2 com toque duplo no ecrã, devendo esse recurso ser ativado previamente.

Finalmente há um alto-falante para reprodução estéreo. Muito parecido com o Xperia Z1, o Z2 apresenta uma carcaça de alumínio cobrindo um ecrã desenvolvido em vidro temperado, que compõem os painéis frontais e traseiros. Se Sony irá retirar o protetor de tela e a fita inquebrável que eram as mesmas encontradas no Z1 e foram capazes de causar arranhões e manchas bem aparentes, além de ter comprometido a visualização da tela, dependerá do feedback dos usuários.

Por Jaime Pargan

SONY XPERIA Z2

Foto: Divulgação


Google lançou recentemente o seu mais novo smartphone de marca própria. Quase tudo que tem no Nexus 5 é top de linha, desde o seu processador Snapdragon de 800 até sua tela Full HD e claro, conta também com a versão mais recente do Android 4.4 KitKat (agora atualizado para 4.4.2)

Android 4.4 KitKat é um sistema operacional impressionante, que só traz na sua bagagem um melhor desempenho e mais recursos.

O aparelho não é barato. O seu preço se iguala aos de seus concorrentes. Seu design é simples, possui cantos arredondados e sua parte traseira é feita em borracha, agradável de segurar. Você não vê mesma classe presente no Samsung Galaxy S4, que usa material brilhante. Nem o metal e vidro que tão um toque elegante no Sony Xperia Z1 ou o metal presente no HTC One, mas o design do smartphone é elegante o suficiente para se igualar com os seus concorrentes.

O Nexus 5 possui uma tela de 5 polegadas com resolução de 1920 x1080 (resolução que aparentemente está se se tornando o padrão para smartphones high-end). Não foram encontradas falhas no painel IPS. 

Suas cores são agraveis de olhar, o texto é nitido, e a superfície da tela sensível possui uma leve resistência ao toque. Comparando com outros smartphones que possuem telas melhores, como por exemplo o  Nokia Lumia 925 com seu painel de AMOLED, o Nexus 5 tem menor contraste e suas cores são de menor saturação, mas também nada se compara a telas desta qualidade.

Seu processador é quad-core, e trabalha a 2.2GHz, esse smartphone leva a sério quando a questão é o desempenho ágil. O Nexus 5 completou o benchmark (teste para avaliar o desempenho e performance relativa de um objeto) o SunSpider e JavaScript responderam  em  apenas 706ms, mais rápido até que o Sony Xperia Z1. 

Com tais valores de referência, não é nenhuma surpresa que o Nexus 5 rode o Androi 4.4 perfeitamente. Folheando através dos menus, abrindo aplicativos e navegando entre as páginas sem muita hesitação ou travamento.

Por Jaime Pargan

Foto: divulgação


O Motorola XT621 Ferrari é um celular diferente que se destaca, principalmente, pelo design imponente e diferenciado. O aparelho conta com contrastes de cores distintas e o logo da Ferrari, que faz o diferencial. Além disso, o celular conta com recursos e aplicativos que facilitam e organizam o dia a dia pessoal.

Dentre alguns recursos que fazem parte do Motorola XT621 destacam-se a memória RAM 1 GB, a memória interna de 1GB e a memória expansível que cabe até 32 GB. Assim, o usuário vai poder armazenar músicas, filmes, jogos e vários aplicativos, sem ficar se preocupando em ter que apagar um arquivo para caber outro.

Devido ao processador 1.2 GHZ o usuário vai poder navegar na internet, ouvir música e acessar as funções do aparelho com facilidade e agilidade, ou seja, sem correr o risco de um aplicativo travar, por exemplo.

As festas, passeios e baladas com os amigos vão poder ser registrados devido à presença da câmera de 5MB, que está situada na parte traseira do aparelho. Outra novidade da Motorola, é que a câmera acompanha flash LED que faz vídeo em HD. Ou seja, além de fotografar, o usuário vai poder filmar os melhores momentos com nitidez.

Para ficar por dentro das últimas novidades e conectar a internet a qualquer momento do dia, o Motorola XT621 Ferrari conta com conectividade por meio de Wi-Fi e, além disso, possui roteador Wi-Fi, em que o usuário pode compartilhar a conexão da internet com até cinco dispositivos.

O sistema operacional deste aparelho da Motorola é o Android 4.0, em que o usuário vai poder acessar vários aplicativos e recursos diferenciados. Além disso, o Motorola XT 621 conta com uma boa capacidade de bateria, porque ela possui utilização combinada de até 24 horas, sendo 1860 mAh.

Este aparelho da Motorola é leve, fino e pesa, aproximadamente, 135 g e tem o display de 4.0. O Motorola XT621 ainda contempla fibra de Kevlar na tampa traseira da bateria, que deixa o aparelho mais resistente e durável. 

Por Babi

Motorola XT621 Ferrari

Foto: Divulgação


Existem smartphones  que não precisam de apresentações. O Acer Liquid S2, no entanto, não é um deles, e até agora parece que o dispositivo premier phablet da empresa de Taiwan não tem conseguido deslanchar no mercado. Mas isso não deve desanimá-lo de analisar o S2 Liquid quando estiver à procura de um phablet em algum momento no futuro próximo.

Os itens que acompanham o aparelho na caixa são:

  • Carregador de parede;
  • MicroUSB para carregador USB;
  • Fones de ouvido.

Tal como acontece com qualquer outro phablet de respeito lá fora, a primeira coisa que atrai a atenção do consumidor em relação ao design  é o tamanho do dispositivo. O Acer Liquid S2 é gigante, mesmo para os padrões phablet, e é um dos maiores de 6 inchers lá fora. O que é ainda maior, em 8,15 onças (231 g).  Não conseguimos encontrar um smartphone mais pesado nesta classe. O volume rocker  e botão de energia são ambos conservadores quanto a quantidade de feedback fornecidos. 

O  aspecto mais importante, que seriam as teclas de navegação capacitivas, não ajudam em nada – eles são empurrados na parte inferior do dispositivo. Tudo isso se traduz em  pobreza de praticidade. Deixando o tamanho e conforto de lado, o S2 Liquid é na verdade um dispositivo atraente, especialmente com a variante vermelha que temos em mãos. O design de moda, no entanto, é diminuído pelas inúmeras abas, portos e enfeites de estilo. A parte da frente – o seu olhar típico Android – é separado pela assinatura ‘’fone Acer’’  e uma grade de cor vermelha. Na parte de trás, nós instintivamente focamos o módulo da câmera bastante singular, com flash quad – uma característica distintiva da S2.

 Abaixo fica o logotipo da Acer, magistralmente gravado no próprio reservatório de plástico, seguido por um pronunciado crachá Dolby Digital Plus. A Acer também colocou uma dupla de alto-falantes do lado esquerdo do dispositivo, que deve  proporcionar uma experiência de áudio estéreo adequada, agregando qualidade e valor ao áudio produzido pelo dispositivo.

Por Jaime Pargan

Acer Liquid S2

Foto: Divulgação


Um dos aparelhos mais utilizados da atualidade é o famoso smartphone, que desde o seu lançamento vem sendo comercializado em todo o mundo através das diversas marcas de fabricação e seus respectivos modelos. Entre tais aparelhos temos duas opções: os modelos top de linha com configurações extremamente avançadas e capazes de realizar tarefas de um computador bem potente, e temos as versões mais simples, que mesmo assim também possuem ótimas configurações de fábrica.

Se você gosta de um bom smartphone e não abre mão do uso diário desse aparelho de grande sucesso então a dica é comprar um da marca Samsung, uma das mais conhecidas em todo o mundo e que possui uma grande quantidade de smartphones a disposição de seus clientes.

Um dos aparelhos de maior sucesso da marca é o Galaxy S4, um poderoso top de linha que possibilita o usuário realizar vários tipos de tarefas através dos mais diversos comandos. Uma versão mais simples dessa linha foi lançada e trata-se do Galaxy S4 Mini Duos, mais simples e com menor preço, mas que também promete fazer bastante sucesso.

Como foi citado acima, o Galaxy S4 Mini Duos, é uma versão um pouco mais modesta em relação ao modelo top de linha da Samsung. O aparelho dispõe de dual-chip, tela Super AMOLED de 4,3 polegadas com resolução de 960×540 pixels, sistema operacional Android 4.2.2, processador dual-core de 1,7 GHz e muito mais.

Além do que foi citado acima é bom saber que o Galaxy S4 Mini Duos ainda vem equipado com: 1,5 GB de memória RAM, 8 GB de armazenamento interno com opção para expansão de até 64 GB através de cartão de memória, bateria de 1900 mAh, câmera traseira de 8 megapixels com gravação Full HD e frontal de 1,9 MP, conectividades Wi-Fi, Infravermelho, 3G e Bluettoth.

Caso esteja interessado em adquirir o aparelho saiba que o mesmo já se encontra disponível no mercado brasileiro e você pode encontrá-lo a partir de R$ 1.049,90.

Por Bruno Henrique

Samsung Galaxy S4 Mini Duos

Foto: Divulgação


Quando tratamos de smartphones cada vez mais finos, uma questão básica vem à mente: ”Qual será mesmo o objetivo disso?”. Muita gente até gosta, mas basta uma olhada mais atenta para perceber que a coisa não é tão boa quanto parece. Com os dispositivos cada vez mais com uma aparência de faca de cozinha, certos aspectos importantes acabam ficando de lado. Um exemplo disso é o pouco espaço para uma bateria com capacidade maior e o comprometimento da resistência mecânica do aparelho.

Mas deixando esses “detalhes de lado”, as empresas do setor parecem estar longe de abandonar essa área, um exemplo disso é a Huawei, que lançou o Ascend P6.

O aparelho até um tempo atrás era tido com um dos mais finos no mercado com seus 6,18 milímetros. A título de curiosidade, se compararmos esse modelo com o iPhone 5S, o último ia parecer ser meio “gordinho” perto do Ascend P6.

E falando do iPhone 5S, o Huawei Ascend P6 tem algumas semelhanças com ele. Na verdade ele parece muito com o iPhone 4/4S, pois este é bem fino e possui uma tela maior. A tela do aparelho possui 4,7 polegadas e tem resolução de 720×1280. Além disso, tem ainda a tecnologia LCD e IPS, que possibilita o melhoramento dos ângulos de visão.

Quem acompanha o setor de lançamento de smartphones, já deve ter percebido que há uma tendência de se lançar aparelhos que integrem um chip Qualcomm, que corresponde atualmente a quase 90% dos modelos mais avançados. Alguns poucos contam com o Tegra 4 da NVIDIA. No caso do Ascend P6, a Huawei decidiu ir por outro caminho e tratou de projetar seu próprio chip batizado de K3V2, algo bem ao estilo da Apple.

O chip foi fabricado pela HiSilicon. É um quad-core que roda a 1,5 GHz e conta com núcleos baseados no Cortex A9. Para a memória RAM são 2 GB de 32 bits em dual-channel. A GPU tem 16 núcleos de processamento.

De acordo com empresa, o foco é o baixo consumo de energia, otimização interna e eficiência por clock.

O Huawei Acend P6 está sendo colocado à venda pelo preço médio de R$ 1.400. O ruim é que o dispositivo não tem 4G e também NFC, mas nesse caso o preço deveria subir.

Em suma pode-se destacar como vantagens desse aparelho o bom desempenho para qualquer tipo de tarefa, uma bateria com autonomia acima da média e atualização garantida pela fabricante para a versão 4.4 do Android (KitKat).

Por Denisson Soares


Galaxy Trend Lite Duos traz tonalidade preta e branca que corresponde de forma direta ao público unissex e não faz distinção de estilo entre homens e mulheres. Conta com o sistema Android, conhecido por parte da crítica por ser o melhor do mundo quando o assunto é smartphone.

O processador de 1ghz tem velocidade em nível médio. De modo positivo, de acordo com parte das opiniões do público consumidor registrada nos fóruns de notícias, o aparelho tem a capacidade para sustentar dois chips, o que ajuda no sentido de ter mais do que uma operadora e por consequência possibilita maiores chances de economia nas ligações telefônicas.

A tela tem tamanho de quatro polegadas, valor que pode ser considerado pequeno ao levar em conta outras produções presentes no mercado. Porém, a perspectiva pode ser positiva, visto que o preço do aparelho é barato quando se compara com o valor da média no mercado entre os principais smartphones que estão à venda. A empresa garante que usuários possuem experiência de qualidade ao produzir ou visualizar vídeos, fotografias e páginas da web.

O sistema Android 4.2 conta com visual trabalhado no sentido de melhorar a qualidade das funcionalidades, desde os acessos simples até aos avançados. De acordo com a Samsung, o aparelho possibilita que usuários tenham navegação não apenas suave como também rápida. O smartphone trabalha com tecnologia 3G. A interface funciona no sentido de até mesmo usuários sem experiência conseguirem acessar recursos com linha avançada.

Não se pode ignorar o fato de que a marca japonesa indica a possibilidade de usuários poderem trabalhar com o aparelho o dia inteiro sem a necessidade de recarregar de forma constante. Ou seja, representa celular inteligente ideal para fazer trabalhos com confiança.

Leia mais informações ao clicar aqui e acessar o site oficial da Samsung.

Por Renato Duarte Plantier

Samsung Galaxy Trend Lite Duos

Foto: Divulgação

 


Hoje em dia ter um smartphone é algo simplesmente normal, isso mesmo, além de ser um aparelho bastante fácil de ser usado, prático e muito popular ainda possui preço acessível o que faz do mesmo um grande sucesso no mercado brasileiro. Vale ressaltar que são várias as marcas multinacionais que atuam no Brasil, dessa forma, o consumidor brasileiro encontra uma variedade enorme de smartphones à sua disposição.

Uma das marcas de maior sucesso e respeito no Brasil é a Nokia, que por sinal também fabrica excelentes smartphones. Se você está em busca de um aparelho extremamente moderno, com boas configurações, design arrojado, qualidade e resistência então a dica é mesmo adquirir um smartphone da Nokia.

Para aqueles que estão em busca de um bom lançamento a dica fica por conta do Nokia Lumia 1520. Este dispõe de muitos destaques, é o primeiro modelo da Nokia equipado com uma tela de 6 polegadas e ainda dispõe de resolução Full HD, dessa forma, é um dos melhores em sua categoria e um top de linha. O modelo ainda possui o excelente sistema Windows Phone 8.

As configurações do Nokia Lumia 1520 chamam bastante a atenção daqueles que sempre optam por aparelho poderoso e que rode facilmente. O Lumia 1520 dispõe de processador Quad-Core Qualcomm Snapdragon 800 de nada menos que 2,3 GHz, 2 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento interno que pode ser expandido para 64 GB com auxílio do cartão microSD além de câmera de 20 megapixels. A bateria do Lumia 1520 é muito potente, visando rodar todas as configurações e não perder a carga rapidamente, sendo uma bateria de 3.400 mAh.

Para quem está interessado em adquirir o lançamento da Nokia, saiba que o mesmo já se encontra no mercado brasileiro através de lojas físicas, shoppings e principalmente as lojas virtuais. O preço inicial sugerido do smartphone é de R$ 2.500,00.

Por Bruno Henrique

Nokia Lumia 1520

Foto: Divulgação


Por enquanto a informação que temos é de que a Nintendo, empresa japonesa dedicada a fabricação de videogames, informou que o desenvolvimento de jogos para outras plataformas, incluindo smartphones e tablets, não estão em sua lista de planos.

Porém com o aumento significativo da importância dos dispositivos móveis, a companhia japonesa já havia mencionado há algum tempo atrás, que poderia começar a usar os smartphones e tablets de forma que conseguisse atrair a atenção para seus jogos e vídeo-games.

Nessa semana, uma informação bem interessante começou a ser veiculada depois que um jornal de grande influência em território japonês chamado “Nikkei”, informou sobre a possível jornada de games da Nintendo em smartphones e tablets.

A publicação diz que o pretexto para a Nintendo voltar atrás em suas decisões, foi a possibilidade de lançar jogos com funcionalidades reduzidas, para que o público em geral possa ter conhecimento do apelo de seus jogos em um curto período de tempo. Dessa forma, grande parte dos usuários podem se sentir interessados nos jogos da companhia e muito provavelmente acabarem comprando os jogos e consequentemente, os vídeo games da empresa.

Ainda de acordo com a publicação do Nikkei, a informação será divulgada oficialmente pela Nintendo em uma conferência na próxima quinta-feira, dia 30 de janeiro, onde a empresa também irá discutir sobre outros planos futuros.

O jornal japonês revelou também o possível aplicativo móvel que abrirá possibilidades para o usuário adquirir os jogos da Nintendo através de um toque em seus dispositivos móveis.

Todas as informações citadas ainda não foi confirmada pela Nintendo, portanto neste momento os dados divulgados podem ser tratadas ainda como rumores. Porém é importante divulgar que não faz muito tempo desde que o presidente da companhia japonesa comentou o seguinte: “Devemos fazer um esforço e aproveitar a existência dos dispositivos móveis atuais.”

Muitas especulações rondam a internet, mas no momento, nada é concreto, por isso precisamos aguardar até que haja outro pronunciamento.


O celular e/ou smartphone, sem dúvida são algumas das ferramentas pessoais mais úteis que podemos considerar na atualidade. Com esses dispositivos, podemos acessar emails, rede sociais, trocar mensagem de voz, quase que em tempo real, entre outros benefícios que alguns modelos e certos aplicativos possam representar.

Mas, muitas vezes os nossos amigos são esquecidos quanto aos seus carregamentos, ou utilizados até o último sinal de bateria disponível para utilização. Geralmente os games são o motivo maior de um descarregamento rápido da bateria.

Utilizar o recursos GPS e Wi Fi também estão entre os motivos que muitas vezes nos leva a fica na mão quando mais precisamos de uma bateria bem carregada. Ao carregar, também é necessário deixar que a carga se complete até o final, para que não possa comprometer a real durabilidade do principal acessório de qualquer dispositivo.

A porcentagem ideal para se manter a carga é na faixa de 50% e sempre. É recomendado deixar a bateria zerar uma vez por mês apenas, porém, não todas as vezes em que a mesma for carregada. Os caregadores atuais são  inteligentes e bloqueiam a transmissão excessiva de energia, em caso de superaquecimento decorrente do carregamento constante da bateria, e muitos fabricantes sugerem que os carregadores sejam retirados da tomada antes de completar os 100% total.

O calor é um dos maiores inimigos das baterias de lítio e mante-las resfriadas é uma ótima ação para garantir maior qualidade e tempo de vida. Mesmo que o dispositivo esteja em stand by, o calor pode alterar  o seu desempenho, caso seja dominada por calor excessivo.

Mesmo não sendo possível manter o dispositivo em locais frescos o tempo todo, existem algumas maneiras nas quais, se praticadas, reduzem esses riscos de aquecimento fora do normal. Por fim, o carregamento sem fio também foi apontado como um dos causadores da dispersão excessiva de calor.

Por Luciana Ávila

Foto: divulgação


Em primeira mão no mercado mobile da Samsung, a empresa resolveu divulgar oficialmente informações sobre o seu maior lançamento em tecnologia móvel, o smartphone Galaxy S5.

O vice-presidente da área de tecnologia móvel da Samsung, Lee Young Hee, esclareceu em uma entrevista com o Bloomberg na CES 2014 alguns tópicos em que havia apenas os rumores. O novo smartphone top de linha da Samsung será lançado no cronograma tradicional da série, entre os meses de março e abril. Isso leva aos vários rumores sobre o aparelho ainda no início do ano.  

“Nós temos lançado nosso primeiro top de linha sempre na primeira metade do ano, entre março e abril, e nós ainda estamos mirando o lançamento para esse período”, declarou Lee Young Hee.  

Durante a entrevista, Lee admitiu que os usuários dos produtos da Samsung ficaram um pouco decepcionados com o design do modelo, que teve poucas mudanças comparado com o Galaxy S3. Por isso, ele explicou que a companhia está voltando a fabricação de aparelhos com design básico. Então, podemos esperar um smartphone com design mais simples, mais básico, pobre em detalhes.

Consideramos o fato da Samsung se importar com a receptividade dos produtos mais caros, a possibilidade de inserir um leitor de íris continua de pé. “Muita gente é fanática pela tecnologia de reconhecimento de íris. Nós estamos estudando essa possibilidade”, comentou.  

Com a informação de que a Samsung está voltando ao básico, vamos pensar que esse "básico" pode ser, também, referente à interface de navegação. Foi cogitada a possibilidade de um novo TouchWiz que pode acompanhar o lançamento.  

Existem rumores sobre a série “F” do Galaxy S5. Essa linha do modelo é conhecida por ter aparelhos de design mais chamativo e com qualidade superior aos modelos tradicionais, com isso, pensamos que essa versão do S5 virá com "corpo de metal", não em todo o aparelho, pois terá partes em plástico.

Lee não falou sobre as especificações técnicas do novo Galaxy S5, podemos acreditar que o modelo terá tela com resolução de 2560×1440 de 5 polegadas, câmera traseira de 16 MP ISOCELL, CPU de 64 bits e 4 GB de memória RAM (são apenas boatos, nada foi confirmado pela empresa).

Por André Barbosa

Samsung Galaxy S5

Foto: Divulgação


Os smartphones estão cada vez mais comuns e já fazem parte do cotidiano de muitos brasileiros, que estão usando os aparelhos mais modernos para atividades que vão muito além de efetuar e receber ligações. Segundo dados da consultora IDC, os celulares vendidos no Brasil entre julho e setembro são em sua maioria smartphones, correspondendo a 10,4 milhões dos 17,9 milhões de celulares comercializados no período. Desse total, 90% são equipados com sistema operacional Android, o mais usado em todo o mundo.

Em relação ao mesmo período do ano passado, o crescimento foi de 147%. Já em relação ao segundo trimestre de 2013, o aumento foi de 20%. Enquanto isso, as vendas dos celulares mais básicos tiveram uma redução drástica nas vendas, totalizando 33% de queda em relação a 2012 e 5% se comparado ao segundo trimestre de 2012. Um dos fatores que contribuiu para a popularização dos modelos foi a redução nos impostos para os aparelhos fabricados aqui.

O interesse dos brasileiros também foi um fator determinante no crescimento das vendas, apesar dos valores pesarem mais no bolso dos brasileiros do que em outros países. Quem possui um modelo mais básico migrou para um smartphone e quem possui um modelo de entrada já mudou ou pensa em mudar para um smartphone com mais recursos e com configurações mais atraentes. Sem contar que os acessórios e produtos para os celulares inteligentes também estão caindo no gosto dos brasileiros.

No mundo, os números também surpreendem. Somente no terceiro semestre, as vendas de smartphones chegaram a marca de 468 milhões de unidades, o que representa um aumento de 39% em relação ao mesmo período do ano passado. Em relação ao trimestre passado, o aumento foi de 9%. Segundo o IDC, a expectativa é que sejam comercializados mais de 1 bilhão de aparelho só no ano de 2013 em todo mundo. 

Por Robson Quirino de Moraes


Já faz alguns meses que os primeiros rumores sobre o próximo modelo de smartphone top de linha da Samsung começaram a surgir. A maioria dos boatos sugere que a empresa anuncie os lançamentos no mês de janeiro de 2014. Oficialmente nenhuma data foi confirmada, mas recentemente novas informações surgiram apontando que o novo modelo de celular da Samsung deverá contar com mudanças significativas em relação ao design e ao display. As informações são do site TechRadar.

Em um evento destinado para analistas realizado na Coréia do Sul, a companhia anunciou que tem projetos em andamento para lançar já no ano de 2014 as primeiras telas AMOLED de smartphones com resolução de 560 ppi (pixels por polegada) e também de modelos de 2.560×1.440 de resolução. Outro site, o AndroidBeat, veiculou a informação de que Samsung também tem planos para produzir displays com resolução em Ultra HD, o famoso 4K. Entretanto, estes últimos modelos deverão começar a surgir apenas em 2015.

Pelo sim ou pelo não caso a empresa sul coreana torne realidade esses rumores eles representarão um salto enorme em relação ao Galaxy S4. Isso porque esse dispositivo conta com 441 ppi e uma resolução de 1.920×1. 080 pixels. À título de curiosidade, se fizermos comparações com os dispositivos da principal concorrente a diferença se torna ainda maior. O iPhone da Apple que conta com uma tela LCD tem apenas 326ppi e 640x 1.136 de resolução. Em termos mais técnicos. Um modelo de 560 ppi teria cerca de 230 pixels por polegada a mais que o dispositivo da Apple.

E para quem acha que a Samsung planeja parar por aí a coisa vai bem mais além. Há a previsão de acordo com a Bloomberg que o Galaxy S5 deverá ser equipado com um visor com capacidade de ampliação para os lados. Ao contrário do Galaxy S4, novo modelo de smartphone poderá perder a sua moldura lateral o que conseqüentemente permitiria que display envolvesse todo o corpo do aparelho nas bordas direita e esquerda. De quebra ainda haveria o aumento do espaço para navegação e exibição dos conteúdos disponíveis.

Essas mudanças em relação aos displays a serem realizadas pela Samsung seria um caminho adotado pela empresa com objetivo de bater de frente com os novos produtos previstos para serem anunciados pela Apple no ano que vem. Entre os planos da empresa da Maçã estão iPhone com telas relativamente maiores e também flexíveis.

Denisson Soares

Samsung tela de 560ppi em 2014

Foto: Divulgação


A marca coreana Samsung já anunciou semana passada que lançará o seu celular com tela curva. Agora, quem está prestes a declarar algo sobre o seu lançamento é a LG. Enquanto isso não acontece, o site The Verge foi um dos que conseguiu expor as imagens da novidade da marca, que seria o G Flex. Além das fotos, o site também confirmou que o lançamento acontecerá em breve, baseando-se em informações dadas por fontes ligadas à companhia.

Tudo indica que o aparelho será revelado no mês que vem, depois da apresentação do Nexus 5. Os rumores também dizem que ele terá um display de 6 polegadas, um pouco maior do que o esperado. Ele virá para concorrer diretamente com o já divulgado, Galaxy Round da sul-coreana Samsung.

LG G Flex

Foto: Divulgação

Apesar da tela curva, ele terá um diferencial do seu adversário. Enquanto o Galaxy possui uma inclinação da esquerda para a direita, no G Flex, ela será de cima para baixo.

Ainda não há especificações técnicas divulgadas. Mas, até o momento, a novidade está dando o que falar na web, tanto que entrou para os assuntos mais comentados do Twitter no mundo. Quem divulgou essas informações, além do The Verge, foram os sites Android Central e Engadget. 

Por Jaime Pargan


A geração multi-toque, como é conhecida, veio para modificar completamente a forma como as fabricantes projetam e desenvolvem seus produtos. Há dez anos atrás, os jovens estavam começando a conhecer um pouco mais sobre mídias sociais e a internet não era da forma como a conhecemos hoje. Os celulares pesavam meio quilo e funcionavam muito bem somente para realizar ligações. Os aparelhos top de linha daquela época permitiam jogar tetris e snake e tinham até um teclado legalzinho. No entanto, isso tudo mudou e até mesmo a utilização de botões atualmente é algo obsoleto, a não ser que eles tenham um leitor biométrico altamente sensível.

Em um estudo recente realizado, adolescentes americanos foram questionados se abandonariam seus smartphones high-tech por um carro. Incrivelmente, 65% dos estudantes disseram que não, o que mostra a importância e o valor que o dispositivo tem para esse público em especial. Somente para termos de comparação, nos anos 80 e 90, se um jovem americano tivesse o seu próprio carro, ele era considerado mais “cool” entre os colegas.

Assim como a geração passada, essa nova turma também serve como um reflexo do futuro dos aparelhos eletrônicos. As mídias sociais são as grandes responsáveis pelo sucesso dos smartphones, já que além de serem bonitinhos, eles também são sinais de status entre os amigos, assim como os carros de antigamente. Sabendo disso, as empresas apostam em aparelhos cada vez mais simples por fora e altamente funcionais. Além disso, jamais deixam de consultar os jovens de hoje, que são a principal engrenagem que dita as regras dessa indústria.

Ebenézer Carvalho


Ubunto Edge Que a Canonical estava pretendendo criar o seu melhor smartphone já tinha ficado claro, visto que a empresa estava tentando arrecadar na internet fundos para a realização do projeto. Ela tinha que conseguir US$ 32 milhões para começar o desenvolvimento do aparelho.

Sendo assim, conseguiu tirar as ideias do papel e transformou-as em um protótipo do dispositivo Ubuntu Edge.

O protótipo foi apresentado na XDA DevCon 2013, que é um evento voltado às novidades que os desenvolvedores produzem na cidade de Miami, nos Estados Unidos.

Segundo imagens publicadas, a parte dianteira será muito elegante, com linhas definidas e visual diferenciado.

De acordo com os dados liberados pela empresa, o novo smartphone da companhia, caso consiga arrecadar a soma dos milhões acima citados, virá equipado com uma tela de 4,7 polegadas, e uma carcaça toda de alumínio.

Atualmente a quantia conseguida para a realização do projeto apenas ultrapassa a marca de US$ 10 milhões, menos de um terço do necessário.

Está acabando o tempo para as doações, faltando menos de uma semana, ou seja, provavelmente o projeto não conseguirá ultrapassar a linha do protótipo.

Por Melina Menezes


Samsung Hennessy SCH-W789Ao que tudo indica a Samsung quer novamente investir em aparelhos celulares de modelos anteriores, como os de flip.

Depois que surgiram imagens de um suposto Galaxy com flip, apareceu mais um novo modelo flip da Samsung, o Hennessy SCH-W789.

O novo aparelho possui display duplo (um interno e um externo) touchscreen e tem poderosas configurações. Possui o sistema operacional do Google, o Android versão 4.1, e vem equipado com um CPU (processador) de 1,2 GHz, e uma bela memória RAM de 1 GB, mais uma câmera de 5 megapixels.  

Além de uma poderosa configuração, o Samsung tem duas telas de 3,3 polegadas e resolução 480 x 320 pixels, uma tela dentro do flip e a outra fora (como modelos mais antigos, porém maiores e com touchscreen), o que permite o seu uso tanto aberto quanto fechado.  

Os rumores dizem até sobre uma versão “Luxury Gold” do aparelho, o que indica que o modelo pode se tratar de um celular voltado para um público consumidor com mais dinheiro para gastar.  

Por enquanto, como sempre, não há nenhuma confirmação oficial da Samsung do Brasil, mas vale a pena esperar por ótimos aparelhos da marca.

Por André Barbosa


Changhong Z9 Mais uma empresa chinesa promete agradar e surpreender os consumidores com os seus smartphones. A Changhong pretende lançar um smartphone Android com apenas 8,99 mm de espessura, equipado com uma bateria superpotente com 5.000 mAh. Para se ter uma ideia o Razr Maxx HD, modelo que está no mercado brasileiro e que tem a maior autonomia de bateria, possui 3.300 mAh e o iPhone 5 apenas 1.440 mAh.

O smartphone foi batizado de Changhong Z9 e de acordo com a companhia chinesa de telefonia móvel, MTK, ele possui botões tradicionais como o Home, Multitasking e Back do Android, além de ter um design composto por linhas retas que dá um ar bem elegante ao aparelho. O dispositivo ainda virá equipado com processador Quad-Core com baixo consumo energético, memória RAM de 1 GB, tela de 5,5 polegadas com resolução 720 pixels e uma câmera de 8 megapixels.

Os consumidores receberam o Z9 com Android 4.2 já instalado de fábrica, com uma autonomia de energia nunca vista antes em um produto deste tipo.

Ainda não se sabe se o modelo chegará aos demais mercados ou se será uma exclusividade da China.

Por Felipe Santos Bonfim


Moto XNa quinta-feira, dia 1º de agosto, a Motorola lançou, nos Estados Unidos da América, mais precisamente em Nova York, seu mais novo smartphone, o Moto X, o primeiro lançado pela empresa com a "cara" Google, depois da compra da fábrica de telefones móveis desta pela quantia de 12,5 bilhões de dólares.

O processador do Moto X é o Qualcomm Snapdragon S4 e além disto tem uma bateria que suporta até 13 horas de ligação telefônica direta, possui uma memória de 2 GB de RAM e armazenamento interno de 16 GB ou 32 GB.

A tela do smartphone é de 4,7 polegadas e possui poder de captação fotográfica em 10 megapixels, e ainda é implementado com a inovada tecnologia 4G. Uma das variantes do aparelho é a opção de compra customizada, fazendo com que o comprador possa escolher a cor, textura e inúmeros outros detalhes, chegando a totalizar aproximadamente 2 mil combinações.

Depois de feita a compra, com a escolha da combinação customizada, a promessa da Motorola é de entregar o "smart" em até 4 dias. A expectativa da empresa é que até o final de agosto todos os países da América Latina recebam em grande estoque o produto, e seja vendido pela quantia de US$ 199.

Por Vinicius Cunha


Motorola Razr Ultra - Nova linhaO site Evleaks, famoso por revelar grandes lançamentos, informou que a Motorola deverá anunciar em agosto novos integrantes da linha Razr. O modelo top de linha, Razr Ultra, fará parte dos lançamentos e chegará para substituir o Razr HD, com processador Snapdragon de 1,7 GHz e uma câmera com 10 megapixels, provavelmente com o mesmo sensor do futuro Motorola X, o Clear Pixel, uma tecnologia da Kodak.

O Razr Ultra ainda contará com tela Super Amoled HD de 4,7 polegadas com Gorilla Glass 2, bateria de 2.500 mAh e, ao contrário da linha atual, possuirá o corpo todo revestido com kevlar. Ainda de acordo com o site Evleaks, o smartphone contará com bateria de 4.000 mAh, maior do que a presente no modelo atual que possui 3.300 mAh.

Outro modelo revelado, foi o sucessor do Razr i, que ainda não possui seu nome revelado, mas deverá trazer processador Intel atualizado e assim como o Ultra também será revestido com kevlar.

Segundo informações os novos aparelhos da Motorola sairão de fábrica com a versão nova do Google Now, presente também no futuro Android 4.3. Até o momento, a companhia não se pronunciou a respeito do vazamento das informações.

Por Felipe Santos Bonfim


LG Optimus G ProO Optimus G Pro ficou mais parecido com seu concorrente, o Galaxy S4. A LG lançou uma atualização para seu top de linha, que disponibiliza novos recursos bem semelhantes aos que a Samsung implantou no S4. Com o update os usuários poderão fazer fotos com as duas câmeras simultaneamente e ainda pausar vídeos apenas com os movimentos dos olhos.

O novo recurso foi batizado de Dual Camera e faz complemento ao Dual Recording, que faz filmes com as duas câmeras ao mesmo tempo. As imagens da câmera da frente aparecem em um quadro pequeno dentro das que foram capturadas com a câmera traseira.

A função de pausa dos vídeos se chama Smart Video é muito parecida com o Smart Pause, presente no Galaxy S4. Sua funcionalidade é muito simples, quando o usuário estiver assistindo um vídeo e parar de olhar para a tela do smartphone, automaticamente a reprodução do filme é pausada e para voltar basta olhar novamente para a tela do aparelho.

A atualização também inclui emoticons coloridos para enviar nas mensagens de texto e a luz de LED, que fica em volta do botão home, ganhará novas opções de customização de cores.

Por Felipe Santos Bonfim


Aquos Phone Zeta SH-06E será lançado no JapãoA operadora do Japão, NTT DoCoMo, revelou recentemente sua nova linha de aparelhos para o verão. Entre os aparelhos muitos chamam atenção, mas o smartphone Aquos Phone Zeta SH-06E é o que mais promete fazer sucesso no mercado oriental.

Com características potentes, como resolução Full HD e um processador Quad-Core, o lançamento da empresa chega para ser um bom concorrente para as marcas que dominam essa parte do mercado.

Com um display de 4,8 polegadas e resolução de 1080p (Full HD) e um processador Quad-Core Snapdragon 600 de 1,7 Ghz, o novo smartphone promete imagens com ótimas qualidades, além de um processamento muito rápido. Também conta com uma câmera na parte de trás de 13,1 megapixels e uma frontal de 2,1 megapixels. Além disso, o aparelho vem com a tecnologia NFC, conectividade Wi-Fi integrada e receptor de TV e chega disponível em 3 cores: azul, vermelha e branca.

O aparelho chega aos consumidores do Japão no dia 24 deste mês, porém o preço ainda não foi divulgado.

É muito improvável que o novo smartphone fabricado pela Sharp chegue até nós, principalmente pelo histórico da empresa.

Por Henrique Nicolau


Pantech Vega IronPróximo ao final do mês de abril, a empresa coreana Pantech fez o lançamento do seu mais novo smartphone: o Vega Iron.

O novo gadget foi lançado para competir pelo mercado de smartphones top de linha junto dos principais Androids do mercado mundial.

A principal característica do Vega Iron é que seu display tem bordas laterais medindo somente 2,4 milímetros, o que faz com que o aparelho tenha seu display melhor aproveitado. Com isso, a fabricante pôde aproveitar aproximadamente 75,5% do display – ficando atrás apenas do Sony Xperia ZL que tem aproveitamento de 75,8%.

O Vega Iron possui tela de 5 polegadas, sistema operacional Android 4.1 (com atualização para o 4.2 já prevista), processador de quatro núcleos com 1.7 GHz no modelo Snapdragon 600, memória RAM de 2 GB, câmera na parte de trás com 13 MP, capacidade de armazenamento interno de 32 GB (com suporte para microSD de até 1 TB), bateria com 2150 mAh, Bluetooth, 3G e 4G.

A princípio o Vega Iron foi lançado somente na Coreia do Sul e não há previsão para o seu lançamento mundial, apesar de ele ter ótimas configurações que competem facilmente com o Galaxy S4 e com o Optimus G Pro – ambos lançados mundialmente.

Por Guilherme Marcon


Zopo C2O preconceito em relação a celulares chineses não é sem fundamento, o mercado é bombardeado a todo tempo por uma infinidade de celulares que se quer são homologados pelas agências reguladoras por aqui e apesar do preço muito baixo não oferecem um produto de qualidade ao consumidor apesar das promessas de multifunções.

Esse cenário parece estar mudando, e alguns modelos vindos da China apresentam um bom hardware e chegam para brigar em pé de igualdade com celulares de marcas mais conceituadas. Esse é o caso do Zopo C2, smartphone Full HD com configurações bastante interessantes.

O modelo em questão apresenta tela de 5 polegadas com alta resolação e câmera traseira com 13 megapixels (a câmera dianteira é de 5MP). A capacidade do processador é de 1,2Ghz, com 1GB de memória RAM. Para armazenamento são 4GB expansíveis através de cartão microSD. A bateria é de 2.000 mAh e o design é bastante agradável.

O sistema operacional é similar ao Android e é preciso esperar para ver se o Aliyun OS irá emplacar. O preço anunciado na China é de US$ 250 (cerca de R$ 500), ou seja, muito barato em relação aos concorrentes com esta configuração.

Não é provável que o aparelho seja vendido aqui no país, provavelmente só sendo importado poderemos encontrá-lo, no entanto pode significar o fim da péssima fama dos celulares "Made in China".

Por Bruno Hardt


Novos rumores surgiram sobre o possível lançamento do iPhone 5S no mercado mundial este ano.

De acordo com o jornal The Wall Street Journal, a próxima geração do smartphone da Apple – que deve ter sua produção finalizada até junho de 2013 – será bastante parecido com o iPhone 5 em questão de design e também em questão de tamanho de tela e formato.

Além disso, mesmo que tenha a “cara” do iPhone 5, o 5S provavelmente terá um processador mais potente e uma câmera na parte de trás mais evoluída. O nome dado para o novo chip de processamento nos boatos é A7, seguindo a sequência do atual A6. Já a câmera deve ser um modelo com 13 MP com sensor fabricado pela Sony.

Apesar de o Wall Street Journal afirmar que o novo gadget da Maçã será bem parecido com o seu antecessor, outras informações que começaram a circular na internet é que o iPhone 5S será disponibilizado, também, em várias opções de cores tal qual a Apple fez com o iPod Touch de 5ª Geração.

E também, outra característica apontada pelo WSJ é que o iPhone 5S terá uma tela de 4 polegadas revestida de um material diferente do atual, sem entrar em especificações sobre qual material seria esse.

Por fim, o jornal reiterou que a Maçã está desenvolvendo uma versão mais barata do iPhone e que esta seria lançada no mercado no segundo semestre deste ano.

Por Guilherme Marcon


No último ano, a Samsung se tornou a empresa com o maior número de lançamentos em smartphone em todo o mundo. O atual destaque da fabricante, o Galaxy Mega 6.3, já vem dando o que falar, antes mesmo de chegar às lojas.

A tela do smartphone possui duas medidas diversificadas: 6.3” e 5.8”. Desta forma, ele alcança as medidas do iPad, tablet da Apple, tornando-se assim o maior smartphone já fabricado pela Samsung.

Suas características também são imbatíveis: câmera frontal com 1.9 megapixels, câmera traseira de 8 megapixels, sistema Android 4.2 e resolução de tela de 1.280×720 pixels.

O smartphone chegará às lojas da Europa no próximo mês, e custará aproximadamente R$ 1.550,00. Entretanto, ainda não existe data definida para o lançamento do aparelho em terras brasileiras.

Quem busca um smartphone que ofereça, além das funções de telefone, todas as funções e dimensões de um tablet, o Samsung Mega é o aparelho ideal. Por outro lado, quem pretende comprar um tablet que, simultaneamente, ofereça as funções de um smartphone, também será beneficiado com o lançamento.

Celular, tablet, Android 4.2 e tela de 6.3”: certamente o Samsung Mega causará euforia entre os “Androiders”.

Por Tatiane de Andrade Matos


Há poucos dias, parece que algumas características do sucessor do top de linha da Samsung, o Galaxy S4, vazaram na internet.

Os dados foram obtidos em uma suposta lista de lançamentos que a fabricante sul-coreana fará no ano de 2013 e o primeiro aparelho pode ser o Galaxy S4. De acordo com a lista, o primeiro aparelho – que foi nomeado de GT-B9150 – terá display com resolução Full HD e o revolucionário processador Exynos 5.

O processador Exynos 5 foi apresentado pela Samsung durante a CES 2013, que aconteceu em janeiro, e chamou muita atenção devido aos seus oito núcleos, porém não foi exibido em uso junto de nenhum gadget. Com isso, a expectativa de que seja o S4 o “recebedor” deste processador aumentou bastante, e como é evidente que a sul-coreana investe cada vez mais no seu smartphone top de linha, a probabilidade disto acontecer é muito grande.

Entretanto, o aparelho que apareceu no topo da lista de novidades da fabricante para 2013 possuía um processador Exynos de apenas dois núcleos, o que acabou deixando uma dúvida se será o S4 mesmo ou apenas um novo modelo da linha Note – o Galaxy Note 3.

Mesmo com as informações divulgadas, nada foi confirmado pela Samsung. Só nos resta aguardar algum lançamento durante o Mobile World Congress que começa no dia 25 de fevereiro.

Por Guilherme Marcon


Surgiram novos rumores sobre o lançamento do novo smartphone da ZTE, o Grand S. Se as informações forem confirmadas, ele pode aparecer na CES 2013, que começou no dia 8 de janeiro em Las Vegas.

Diversos lançamentos de smartphones com resolução em 1080p acontecerão durante a CES 2013, e parece que a ZTE deseja ganhar bastante destaque no evento. Os rumores são de que o novo smartphone terá tela de cinco polegadas e resolução Full HD (1080p), além de que será o gadget dessa categoria mais fino do mundo. Entretanto, nada foi divulgado oficialmente pela fabricante para comprovar essa afirmação.

Mesmo que grande parte dos consumidores se preocupe com a duração da bateria, a espessura dos aparelhos também é muito levada em conta na hora de se comprar um novo smartphone. E parece que é nisso que a ZTE irá apostar, apesar de que nada foi comentado ainda sobre a bateria que virá no novo celular.

Ainda, não foram divulgadas informações sobre a disponibilização do ZTE Grand S no mercado, seja a data ou qual país o receberá primeiro. Portanto, ainda não se sabe nada sobre um possível lançamento no Brasil.

Por Guilherme Marcon


A ascensão da Samsung no mercado de eletrônicos está cada vez maior e atendendo a esta demanda a Samsung informou que pretende entregar no ano de 2013 aproximadamente 510 milhões de celulares no mercado mundial.

De acordo com o site CNET, deste total de aparelhos 120 milhões seriam de telefones comuns – conhecidos como feature phones – e 390 milhões seriam de smartphones.

Além disso, a Samsung informou que pretende aumentar seus aparelhos que possuem dispositivos compatíveis com o Windows 8 e com a tecnologia LTE para usar conexão na rede 4G.

Por Ana Camila Neves Morais


A RIM – empresa fabricante dos smartphones Blackberry – divulgou os resultados de seu faturamento durante o terceiro trimestre de 2012.

Segundo a organização, houve uma redução nas vendas das unidades de seus produtos com um total de 6,9 milhões de aparelhos Blackberry comercializados e um montante bem reduzido de somente 255.000 tablets Blackberry PlayBook.

A receita da RIM ficou em 2,7 bilhões de dólares – que representou uma redução de 5% em relação ao trimestre anterior – e um lucro de 14 milhões de dólares em suas ações.

De acordo com a empresa, estas quedas se devem à espera dos consumidores para comprar aparelhos equipados com o novo sistema operacional Blackberry 10 que será lançado em janeiro de 2013.

Este novo sistema já está passando por testes de aceitação em mais de 150 operadoras de telefonia no mundo.

Por Ana Camila Neves Morais


Aconteceu o esperado: a Samsung revelou que irá lançar mais um smartphone da já famosa e desejada linha Galaxy. O mais novo aparelho da empresa coreana irá se chamar Grand, e nas suas especificações técnicas se mostrou muito modesto se comparado aos poderosos e conhecidos Galaxy Note 2 e Galaxy S3.

O Samsung Galaxy Grand vem equipado com o novíssimo sistema operacional Android Jelly Bean 4.1.2, tela de 5 polegadas, resolução máxima de 800 x 480 pixels, processador dual core de 1,2 GHz, 1 GB de memória RAM, câmera traseira de 8 megapixels com flash, outra câmera frontal de 2 megapixels e capacidade de armazenamento interna de 8GB, podendo ser ampliada até 32GB com o uso de um cartão de memória.

Além disso, a empresa divulgou que o aparelho será vendido em duas versões, com entrada para um chip e outro modelo com a possibilidade de se usar dois chips de operadoras.  

A empresa ainda não revelou o valor e a data de lançamento do seu novo aparelho, mas esse segredo deve ser desvendado no evento CES 2013, que acontece em janeiro de 2013.

 

Por Bruno Mathiuzzo


Lançado no dia 13 de novembro o Nexus 4 é o novíssimo smartphone da família Nexus. Essa linha de smartphones é desenvolvida com uma grande participação do Google, e promete brigar frente a frente com os gigantes Galaxy S3 e iPhone 5 neste Natal. Como já fez em seu lançamento, os aparelhos vendidos na loja online do Google (Google Play) se esgotaram em minutos.  

Prometendo ser o rei do Android (sistema operacional), o novo Nexus, desta vez produzido pela famosa LG, vem equipado com o útil e versátil Android 4.2 Jelly Bean, processador Quad Core Cortex-A15 de 1.5 GHz, memória RAM 2GB, memória de armazenamento de 16GB ou 8GB, tela touch com 4,7 polegadas e 768 x 1280 pixels, câmera HD com 8 megapixels e flash LED.  

O Nexus 4 chegou ao mercado norte-americano com o valor de US$ 299 na versão 8GB e US$ 349 na versão 16GB. Preço interessante e muito abaixo dos praticados pelos concorrentes.

Caso esteja procurando um smartphone com sistema operacional Android, não deixe de conferir o novo Nexus 4.

Por Bruno Mathiuzzo


Depois de acontecer o lançamento do Lumia 620, novos rumores sobre um smartphone ainda mais barato da linha Lumia surgiram. Conforme os boatos, a finlandesa vai lançar um dispositivo mais barato que os aparelhos chamados de “linha baixa”.

O nome do novo aparelho seria Lumia 505 e ele contará com recursos bastante limitados – tendo em vista seu preço baixo – e sistema operacional Windows Phone 7.8. Ele será lançado no nicho de mercado dos aparelhos de mais baixo custo, para pessoas que não têm tanto poder aquisitivo, e competirá com os líderes que rodam sistema operacional Android.

Como é evidente, a parte de hardware do suposto Lumia 505 será bastante inferior, apesar de contar com uma câmera de 8 MP na parte traseira, pois algumas das características especuladas são processador de um núcleo com 800 MHz, tela com 3.5 polegadas em resolução WVGA e 256 MB de memória RAM, para rodar o sistema operacional normalmente.

Ainda não há informações sobre data oficial de lançamento ou valores, mas o aparelho deverá ser exclusivo para o México e a expectativa é que seja lançado no ano que vem. Entretanto, como é um aparelho de baixo custo é provável que ele seja lançado em outros países emergentes, como: China, Brasil, Rússia e Índia, que compõem o BRIC.

Por Guilherme Marcon


Na última quarta-feira, 5 de dezembro, a Nokia revelou um novo smartphone que fará parte de sua linha de dispositivos que contam com o Windows Phone 8 como plataforma.

O aparelho, batizado de Lumia 620, possui 6 cores disponíveis e é um smartphone de baixo custo.

A fabricante informou que o Lumia 620 chegará à Ásia no começo do ano que vem, custando US$ 249, aproximadamente R$ 500.

O smartphone possui tela ClearBlack LCD de 3 polegadas, câmera de 5 megapixels com LED, dois processadores Krait,  memória RAM de 215 MB e memória para armazenamento de dados de 8 GB.

O novo modelo não apresenta conexão 4G, o que é bem normal por se tratar de um aparelho intermediário, mas possui suporte para as redes 2G, 3G, HSDPA e Wi-Fi. Os usuários podem escolher o smartphone nas cores verde limão, magenta, amarelo, branco, preto, ciano ou laranja.

A companhia informou que o aparelho chegará à Ásia em janeiro do ano que vem, depois será lançado no Oriente Médio e na Europa e só chegará ao Brasil no 1º trimestre de 2013.

Por se tratar de um modelo da linha Lumia com Windows Phone, o aparelho tem acesso a vários conteúdos exclusivos da Nokia, como por exemplo, o Drive e o Rigton Maker.

O objetivo da companhia é fazer o Lumia 620 concorrer com o HTC Windows Phone 8S, que também de trata de um aparelho econômico com Windows Phone 8.

Por Felipe Santos Bonfim


Em uma busca constante para aumentar a sua participação no mercado de informática, a Firefox lançou uma versão “light” de seu navegador para internet.

Esta versão é específica para smartphones com o sistema operacional Android e tem como grande novidade a possibilidade de ser usado em aparelhos mais simples e modestos com relação a tecnologias.

Com a nova interface, é possível utilizar o Mozilla em aparelhos com processadores ARM v6 de 800 MHZ e memória RAM de 512 MB.

A partir destas alterações será possível usar o navegador em aparelhos como o LG Optimus Q, o Samsung Galaxy Ace e o Motorola Fire XT.

Fonte: Android Central

Por Ana Camila Neves Morais


O Pentágono, departamento de defesa dos Estados Unidos, manteve a sua decisão e continua usando como smartphone o BlackBerry da empresa RIM.

Segundo o órgão, a escolha por este tipo de aparelho se deveu à sua maior segurança e praticidade quando em comparação com outros modelos como o Android e o iPhone.

Além disso, o BlackBerry tem a possibilidade de aumentar a memória de armazenamento de dados que não está disponível em alguns tipos de smartphones como os da Apple.

Por Ana Camila Neves Morais


A Nokia continua as suas inovações e apresentou o seu novo smartphone: o Asha 311 que tem um formaro elegante além da tecnologia Gorila Glass que evita arranhões no aparelho.

Outras características deste modelo são a tela em touchscreen com 3 polegadas, entradas para USB, suporte multitouch para jogos no celular, memória RAM de 140 MB, redes com conexão 3G e Wi-Fi. Além disso, o Nokia Asha 311 possui um cartão microSG com capacidade de 2 GB, detector de luz ambiente, filtro de polarização e sensor de proximidade.

Fonte: Letsgodigital.org

Com relação às tecnologias, este smartphone possui o sistema operacional Nokia Série 40, tem uma câmera com 3,2 megapixels de resolução além de permitir a visualização de vídeos por streaming.

Para aqueles que desejam ter um Nokia Asha 311 ele já pode ser adquirido com valores a partir de R$399,00 em lojas especializadas em eletrônicos.

Por Ana Camila Neves Morais


Mais um recorde no mundo da tecnologia foi quebrado na China, pois o smartphone Vivo X1 alcançou o posto de telefone mais fino do mundo.

O Vivo X1 foi lançado no dia 21 de novembro de 2012 possuindo 6,55 milímetros de espessura, sistema operacional Android 4.1 Jelly Bean, tela com 4,7 polegadas, câmera com resolução de 8 megapixels, processador do tipo duial-core e 1 GB de memória RAM para armazenamento.

Fonte: GSMinsider.com

 

O novo smartphone mais fino do mundo já está à venda na China com valores de aproximadamente R$800,00, mas não tem previsão do seu lançamento em outros países.

Por Ana Camila Neves Morais


Mais uma atualização está chegando no mundo da tecnologia, pois a Microsoft anunciou que irá realizar um aprimoramento no Windows Phone 8.

Segundo o site The Verge, o update do Qindows Phone 8 – com o nome de Apollo Plus – irá adicionar diversos recursos como aprimoramentos no Wi-Fi, suporte a VPN e correções de bugs no sistema operacional móvel da empresa.

Esta atualização em tão pouco tempo depois do seu lançamento – o Windows Phone 8 foi apresentado há cerca de 2 meses – é motivado pela não inserção antes de sua liberação para o mercado de recursos no sistema operacional.

Além das melhorias mostradas, o update Apollo Plus permitirá que atualizações sejam feitas diretamente do aparelho móvel, um melhor sistema de áudio além de melhorias no desempenho das suas conexões a internet.

O Apollo Plus deve ser apresentado de forma oficial pela Microsoft em Fevereiro de 2013 durante a MWC que é um grande evento do ramo de tecnologia.

Fonte: The Verge

Por Ana Camila Neves Morais


A Lenovo está lançando mais um modelo interessante no mercado de celulares e smartphones e a novidade da vez é o IdeaPhone P770.

Este smartphone da marca chinesa possui 11,7 milímetros de espessura, tela com 4,5 polegadas qHD, armazenamento de 4 GB, câmera com 5 megapixels e processador Dual-Core com 1,2 GHz.

Mas a grande novidade deste aparelho é a sua bateria com 3.500 mAh que fornece ao celular uma autonomia para recarga de até 29 horas além de vir equipado com o Android 4.1 Jelly Bean.

O IdeaPhone P770 já está à venda na China por aproximadamente R$600,00, mas ainda não possui data prevista para estar disponível no restante do mundo.

Fonte: Engadget

Por Ana Camila Neves Morais


Os brasileiros que possuem o smartphone Samsung Galaxy S III já podem realizar a atualização do seu sistema operacional para a versão 4.1.1 Jelly Bean do Android.

Este aparelho foi lançado no Brasil com a versão 4.0.4 ice Cream Sandwich e com o novo Android os usuários deste smartphone possuem novas possibilidades de interface além de uma melhoria no desempenho de seu celular.

Fonte: Apps do Android

 

Para fazer esta atualização basta ir em seu smartphone no item ‘Configurações”, depois em “Sobre o Aparelho”  e por último em “Atualização.

Fonte: Olhar Digital

Por Ana Camila Neves Morais


A Kantar World Panel divulgou dados de sua última pesquisa sobre o mercado de smartphones nos Estados Unidos na qual a empresa Apple superou, pela primeira vez, as vendas do Android que pertence ao Google.

Neste levantamento foi identificada uma queda do Android nos Estados Unidos que agora corresponde a 46,7% do mercado contra 48,1% de vendas para produtos da Apple.

Este crescimento da Apple nos Estados Unidos ocorreu com o impulso dado pelo lançamento do iPhone 5, mas não se repetiu nos mercados europeus onde o Android é responsável por 64% das vendas e a Apple possui apenas 21% dos smartphones comercializados.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


Há algum tempo surgiram informações sobre um novo smartphone da Sony chamado de Yuga. Este aparelho teve recentemente algumas informações vazadas de suas configurações.

Nas informações que vazaram consta tela com 5 polegadas, memória RAM de 2 GB, resolução de 1080p Full HD, câmera na parte de trás com 12 MP e processador com 1.5 GHz de quatro núcleos. Além disso, o sistema operacional seria o Android Ice Cream Sandwich e o dispositivo seria considerado um phoblet, devido ao tamanho do seu display, fazendo concorrência direta com o Samsung Galaxy Note 2. Se realmente as configurações forem confirmadas, o Sony Yuga será um dos celulares inteligentes mais potentes do mercado.

O número de série do gadget seria C660X, entretanto a própria Sony não comentou nenhum rumor e não deu indícios de data e local de lançamento. Mesmo assim, a expectativa em torno do aparelho é bastante grande, tendo em vista que a Sony vem decaindo até no seu país de origem, o que vem prejudicando muito a empresa no mercado e diminuindo drasticamente a sua fatia de mercado. Sendo assim, com certeza a companhia vem buscando alternativas para se reerguer e competir com um celular famoso da Samsung seria uma boa opção.

Por Guilherme Marcon


Na tentativa de recuperar a fatia de mercado perdida, a Nokia começou a lançar novos aparelhos celulares de baixo custo, como já fazia com frequência.

Entretanto, agora a finlandesa resolveu lançar um novo dispositivo para as pessoas que desejam ter um smartphone, mas não possuem condições de ter um aparelho deste tipo. O celular lançado é o Nokia 109, que tem preço sugerido de só US$ 42, nos Estados Unidos, o que equivaleria a R$ 85 no Brasil (sem taxas e impostos).

O 109 conta com compatibilidade com 2G e apps de redes sociais, como o eBuddy, Facebook e Twitter, já integrados à plataforma. O sistema operacional é o S40 e o aparelho ainda possui tela com 1.8 polegada, entrada para cartão microSD com até 32 GB de capacidade, resolução de 128 x 160 pixels, Nokia Express como navegador de internet e não possui conexão Wi-Fi, entrada USB, câmera e compatibilidade com Bluetooth. Mesmo com as limitações, o Nokia 109 é capaz de trocar e-mails há qualquer momento, sintonizar emissoras de rádio FM e tocar músicas em MP3.

O novo celular veio com a promessa de já estar à venda ainda neste mês de novembro, na China. As chances de o dispositivo dar as caras no mercado brasileiro são muito grandes.

Por Guilherme Marcon


No início deste mês de setembro, o site BGR divulgou informações de que a Microsoft de fato está desenvolvendo um smartphone próprio para utilizar com o seu Windows Phone. Porém, na época nada foi confirmado.

Entretanto, surgiu na internet um suposto relatório que aponta que a Microsoft entrará mesmo no mercado de smartphones. Conforme as informações do jornal Wall Street Journal, há uma equipe da empresa envolvida no desenvolvimento do aparelho. Só que tudo indica que o smartphone não está mais em fase de desenvolvimento e sim em fase de testes com fabricantes asiáticas, além de fornecedores locais.

Já conforme o site BGR, a Microsoft não está testando o novo aparelho somente na Ásia e sim em diversos locais dos Estados Unidos, por pessoas dentro da Microsoft e também pessoas de fora.

Mesmo com as informações, a própria Microsoft não confirmou nenhuma informação sobre o desenvolvimento e teste do seu smartphone próprio. Além disso, a única especificação que foi “descoberta” é que o aparelho terá display com tamanho que pode ser de 4 ou 5 polegadas, que seria próximo ao tamanho de tela dos aparelhos com WP8 da Samsung, Nokia e HTC.

Por Guilherme Marcon


Segundo informações do DigiTimes, portal taiwanês especializado em tecnologia, a Apple já estaria com planos para o início da comercialização do sucessor do iPhone 5, que já bateu recordes de venda em 2012.

De acordo com o site, “a empresa está em processo de homologação com os fornecedores das peças para o novo aparelho, o iPhone 5S”. A Apple pretende iniciar a produção em dezembro, sendo que o lote inicial deve apresentar aproximadamente 50 mil e 100 mil unidades. Para o ano que vem, o plano da companhia é começar a vender o aparelho no 1º trimestre, lançando-o no mercado brasileiro durante o outono.

Outro portal, o Commercial Times, site chinês especializado no setor, afirmou que seria a resolução dos problemas encontrados na versão anterior, que teve grande índice de insatisfação apesar das altas vendagens. Isso ocorreu devido aos arranhões e defeitos apresentados nos primeiros lotes do iPhone 5. A Apple, para sanar esta situação, aumentou o controle de qualidade.

Para o iPhone 5S, a empresa planeja uma leve alteração no desenho com o objetivo de facilitar a fabricação do aparelho. Com isso, a empresa pretende apagar as recordações ruins que os compradores tiveram com o iPhone 5 e apresenta mais uma opção no disputado segmento dos smartphones.

Por Marcelo Araújo


Recentemente, vazaram informações sobre um novo smartphone que a Sony está supostamente desenvolvendo. A divulgação foi feita pelo site Rbmen por meio de uma fotografia do novo aparelho.

Conforme as informações, o smartphone possui o nome de C650X e o apelido de Odin. Este aparelho, se confirmado, será o primeiro da Sony a ter uma tela com tecnologia Full HD. Além disso, o Xperia Odin teria processador de quatro núcleos Snapdragon com 1.5 GHz, tela de 5 polegadas, memória RAM de 2 GB e resolução de 441 ppi.

Junto da divulgação do Xperia Odin, surgiu um boato de que a Sony lançará também um novo foblet, com o nome de C660X ou Xperia Yuga. Este aparelho também teria tela Full HD, porém com 6 polegadas, mesmo processador e mesma memória RAM do Odin e resolução de 367 ppi.

Se as especificações forem confirmadas, o Yuga pode ser superior ao Galaxy Note 2, principalmente porque este possui tela de 5.5 polegadas com resolução de 267 ppi.

Segundo a divulgação do Rbmen, os dois aparelhos rodarão com Android Jelly Bean e serão apresentados durante a CES 2013, que acontecerá em janeiro de 2013.

Por Guilherme Marcon


O furacão Sandy trouxe muitos transtornos a diversos segmentos, como à economia e também à tecnologia. Muitos eventos de lançamentos foram adiados por conta da tempestade. O Google foi uma das empresas que cancelou um evento que lançaria alguns produtos: um smartphone, um novo Android e tablets

Um fato curioso acabou por revelar um dos lançamentos. Nos Estados Unidos, uma pessoa encontrou em um bar um smartphone diferente, em que tudo indica que seria o Nexus 4, ainda não lançado. O aparelho foi entregue à polícia. Este fato mostrou detalhes do produto, entre eles, de que é de fabricação da LG. As vendas terão início no dia 13 de novembro nos Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha e Japão.

O smartphone Nexus 4 vem em duas versões, de 8 GB e 16 GB, tendo uma diferença considerável de preço entre os dois. O sistema operacional será o Android Jelly Bean, uma nova versão de alta tecnologia, entre elas uma que permite tirar fotos em formato de 360 graus através da câmera do aparelho.

O tabletNexus 10 é outro lançamento do Google que vem com inúmeras funcionalidades, como a possibilidade de criar diferentes perfis de usuários para o mesmo aparelho. 

Os preços dos lançamentos, ainda em moeda estrangeira, serão de US$ 99 para o Nexus 4 de 8 GB e US$ 349 para o de 16 GB. Já, o tablet Nexus 10, também em duas versões, de 16 GB, custará US$ 399 e o de 32 GB, terá o preço de US$ 499.  

Veja um vídeo dos lançamentos:

Por Monique Mota


Para quem gosta de ótima tela e uma excelente qualidade sonora, o Lumia 900 da Nokia, veio para matar sua vontade de luz e som.

Com tela de 4,3 polegadas, o dispositivo traz uma nova sensação ao se navegar ou fazer uso de conteúdo multimídia no celular, amplidão e precisão fazem do aparelho uma ótima pedida aos aficionados por conteúdo. Tendo um processador single-core de 1,4 GHz, 512 de memória RAM, câmera de 8 megapixels e 16 GB de memória interna, a empresa adicionou mais luminosidade à sua tela, o que proporciona uma ótima visibilidade mesmo à luz do dia e para fechar o pacote que tem a grande tela como principal atrativo, o celular possui uma bateria, que de acordo com a Nokia, suporta até 7 horas usando apps, jogos e com a rede sem fio ativada.

Lembrando a quem adquirir o aparelho que o OS nativo é o Windows Phone na versão 7.5 e ligado a isso a ideia de que se está “nadando contra a maré”.

O que temos a advertir sobre o modelo descrito é relativo apenas a atualização do smartphone, o Lumia 900 não será atualizado para o Windows Phone 8, só restando esperar por uma possível atualização para a versão 7.8, se for lançada.

Resta ao leitor decidir o que deseja.

Por A.V.S


Recentemente surgiram informações de que a Apple estaria planejando lançar uma nova versão do seu iPhone 4, aproveitando que todas as atenções estão voltadas ao iPhone 5 e um possível iPad Mini.

O rumor surgiu a partir de um aplicativo para desenvolvedores que utilizam o iOS como plataforma, pois na lista de dispositivos consta um smartphone 4 de versão 3.2 que está em testes pela Apple. Conforme especulado, esse aparelho seria superior ao iPhone 4, porém inferior ao iPhone 4S.

Com base nos últimos lançamentos da Apple, as opções para atualização do iPhone 4 são várias, como processador A5, conexão 4G, alteração na banda para funcionamento na China e até uma combinação entre GSM e CDMA.

Além disso, conforme o site 9To5Mac, a Apple está altamente interessada em entrar no mercado chinês, o que dá força para a possível versão do iPhone 4 com alteração de banda. Este smartphone pode ter sido o “escolhido” para chegar à China por ter um custo muito mais baixo que o iPhone 5 e o 4S.

Entretanto, uma versão chamada de 3.2 já apareceu em 2010 junto da versão final 3.3 do iPhone 4. Sendo assim, pode ser que o aparelho misterioso seja uma versão antiga que está sendo alterada.

Por Guilherme Marcon


O Motorola Razr i, apresentado em setembro pela companhia, finalmente chegou ao Brasil. O modelo foi lançado na última quinta-feira, 4 de outubro, e é o único smartphone no Brasil que conta com processador da Intel.

O celular conta com as mesmas configurações de hardware da versão britânica, que possui tela de 4,3 polegadas com tecnologia AMOLED e resolução de 540×960 pixels,  carcaça revestida com fibra Kevlar, sistema operacional Android 4.0, processador Intel de 2 GHz, memória RAM de 1GB e armazenamento interno de 8 GB.

Além disso, o Razr i ainda conta com câmera traseira de 8 megapixels e outra frontal de 1,3 megapixels, e vem equipado com conexão Bluetooth, 3G e Wi-Fi.

As especificações do smartphone não são lá essas coisas, pois ele está bem atrás dos tops de linha presentes no mercado. Porém, a ideia da Motorola não é que ele seja um concorrente do iPhone 5 ou do Galaxys S III, mas sim que ele seja um smartphone intermediário com boa performance e valor justo.

O preço sugerido do Motorola Razr i é de 1.299 reais e ele já está disponível no mercado brasileiro, disputando com o Sony Xperia P e com o Galaxy S II.

Por Felipe Santos Bonfim


Já imaginou ter um smartphone com sistema Windows? Pois é, para aqueles que não largam seus celulares nem quando estão conversando com os amigos, eis a possível novidade.

Há rumores que de a Microsoft poderá lançar um smartphone com Windows Phone 8. Os boatos surgiram depois de uma reportagem feita pelo site The Verge. Mas, o modelo deverá ser lançado apenas em 2013.

Segundo a reportagem, a ideia de ter um celular aconteceria depois do lançamento do tablet Surface, que está previsto para o final de outubro deste ano.

O novo tablet será uma espécie de teste que a empresa realizará para saber qual a real necessidade de lançar no mercado um smartphone da marca.

Conhecida por ter os melhores sistemas, lançar um smartphone não seria má ideia, afinal o nome da empresa ganha peso na hora de escolher um aparelho e pode cair no gosto da população que está cada vez mais alienada ao mundo dos aplicativos oferecidos por estes aparelhos.

Para o lançamento do Surface a empresa já fez parcerias com as empresas de telefonia dos Estados Unidos, visando oferecer o tablet com desconto junto aos planos de dados. 

Por Dayane Garcia


Depois de muitos boatos sobre o possível lançamento de um smartphone da HTC com sistema operacional Windows Phone 8, finalmente foi feito um anúncio oficial pela fabricante. A empresa apresentou seu novo HTC 8X em um evento para a imprensa.

O aparelho contemplou diversas das características propostas pelos rumores, incluindo a tela com 4.3 polegadas e resolução de 1280 x 720 pixels. Outra novidade que os boatos já haviam especulado é a presença do software Beats, direcionado para quem ouve música no smartphone com muita frequência.

O HTC 8X é bastante semelhante ao HTC One X, que até o momento é o principal dispositivo da companhia. Em comparação ao recém-anunciado Nokia Lumia 920, o HTC 8X é mais leve, pois pesa apenas 130 gramas, em comparação as 184 gramas do aparelho da finlandesa.

O novo aparelho com WP8 da HTC conta com processador Snapdragon S4 da Qualcomm com dois núcleos e 1.5 GHz, 1 GB de memória RAM, compatibilidade com 3G, 4G, Wi-Fi e Bluetooth, entrada USB, câmera na parte de trás com 8 MP capaz de gravar vídeos em 1080p, câmera na parte da frente com 2.1 MP com a mesma capacidade de gravação de vídeos, bateria de 1800 mAh e será vendido em três opções de cores: azul, vermelho e preto.

Por Guilherme Marcon


A ZTE decidiu investir nos processadores da Intel para equipar seus celulares inteligentes e apresentou o novo Grand X IN. O smartphone traz uma tela de 4,3 polegadas com resolução de 960×540 pixels, plataforma móvel do Google, o Android em sua versão 4.0 e processador Intel Atom com 1,6 GHz.

Além de contar com um excelente processador, a ZTE manteve o padrão da Linha Grand X, incluindo um hardware bem atraente, como: memória  RAM de 1 GB, duas opções de armazenamento interno, 4 ou 16 GB, ambas podendo ser expandidas com um cartão microSD de até 32 GB, câmera frontal de 0,3 megapixels, para realização de vídeochamadas, e outra traseira com sensor de 8 megapixels.

O lado bom é que o preço do Grand X IN deverá ser bem competitivo comparado com os aparelhos top de linha de fabricantes como HTC, LG e Samsung. Até o momento a companhia não revelou qual será a data de lançamento mundial do aparelho, mas a promessa é que ele chegue ao mercado europeu ainda neste mês. O preço pelo qual o smartphone será vendido também não foi revelado.

Por Felipe Santos Bonfim


Uma rede coreana chamada Asia Today relatou que a LG está desenvolvendo um novo smartphone, cujo codinome é Optimus G. O aparelho promete aquecer o mercado e aumentar a disputa entre as concorrentes.

Segundo a rede, o Optimus G contará com tela de 4,7 polegadas com resolução de 1080 pixels Full HD, processador quad-core, memória RAM de 2 GB e câmera de 13 megapixels. Além disso, o smartphone virá equipado com Android 4.0, uma nova interface chamada Optimus UI 3.0 e conexões Wi-Fi, 3G e 4G.

Caso a LG realmente lance um aparelho com estas configurações, ele será um dos mais avançados do mercado e irá competir em pé de igualdade com o Galaxy S III da Samsung. 

Alguns especialistas acreditam que a fabricante irá apresentar o novo modelo durante a IFA 2012, que acontecerá em Berlim, no dia 31 de agosto. Caso a companhia confirme que esta será a data de lançamento do smartphone, o Optimus G chegará em um ótimo momento, tendo em vista que as fabricantes estão prestes a anunciar seus lançamentos, como por exemplo,  a Apple que pretende lançar o iPhone 5, o Xperia GX que a Sony irá lançar, o Galaxy Note 2 da Samsung e a Nokia que irá apresentar sua linha de smartphones com Windows Phone 8.

Por Felipe Santos Bonfim


A Gradiente andava sumida do mercado, pois há muito tempo a empresa não lançava nenhum aparelho novo, mas recentemente a companhia anunciou que iria entrar no mercado de smartphones e que pretendia investir pesado para isso. Junto com o anúncio de sua entrada neste segmento a fabricante aproveitou para revelar seu primeiro smartphone, o Neo Dual Touch, que conta com uma TV digital analógica. Agora a Gradiente resolveu anunciar mais um novo modelo, o Neo One.

O smartphone traz tecnologia de terceira geração e está disponível em duas cores, branca ou preta. O Neo One possui tela touchscreen de 3,7 polegadas, suporte para dois chips Sim, sistema operacional Android, cartão de memória de 2 GB, MP3 player, câmera de 5 megapixels, conexão Wi-Fi e Bluetooth.

O Neo One, sem dúvida, é uma ótima opção para quem precisa ter informação sempre à mão. Com ele é possível acessar as redes sociais, e-mails e ainda ter acesso a Gradiente Apps, que conta com mais de 30 mil aplicativos, tanto pagos quanto gratuitos.

Além de possuir configurações bastante interessantes o novo smartphone da Gradiente também possui um ótimo preço, apenas R$ 899.

Por Felipe Santos Bonfim


A LG vem se destacando no mercado nacional e internacional, graças ao lançamento de vários produtos de ótima qualidade e que contam com altíssima tecnologia. Recentemente, a companhia anunciou que o LG Optimus VU, que já se encontra disponível para compra no Japão e na Coreia do Sul, chegará aos demais países.

Segundo a LG, agora, o aparelho será lançado em diversos países e a previsão é que ele seja lançado no inicio de setembro. O modelo deverá chegar ao restante dos países da Ásia, em toda a Europa, no Oriente Médio, na América Latina e na África. Até o momento, a companhia não informou o valor sugerido para o aparelho, nem qual será sua data exata de lançamento.

O LG Optimus VU conta com excelentes configurações de hardware, o que comprova a qualidade da companhia. O smartphone traz processador Tegra 3 quad-core, tela de 5 polegadas com resolução de 768×1024 pixels e 32 GB para armazenamento de dados.

O sistema operacional escolhido pela fabricante para rodar neste modelo é o Android 4.0. Além disso, o smartphone ainda conta com duas câmeras, uma traseira com resolução de 8 megapixels e uma frontal com 1,3 megapixels.

Por Felipe Santos Bonfim


Conforme informações divulgadas pelo site SlashGear, a Motorola pode estar planejando que seja lançado no mercado mais um novo smartphone ainda este ano. A “previsão” indica que a empresa lançará no mês de outubro o seu novo Motorola Droid Razr HD.

O smartphone deverá vir com câmera traseira com 13 megapixels de resolução, tela com resolução de 720p, conectividade com 4G (LTE) e 3G, processador de 1.5 GHz Snapdragon S4 dual-core, além da mesma bateria de 3.399 mAh utilizada no Razr Maxx, para garantir ótima autonomia para o celular.

Outros rumores apontam que o smartphone rodará o Android 4.0 Ice Cream Sandwich, mas como será lançado apenas em outubro poderá, na verdade, vir com a versão 4.1 Jelly Bean. Além disso, algumas imagens que vazaram na internet mostram que o novo Motorola utilizará o design Kevlar, tal qual o seu irmão Droid Razr.

Muitos sites na internet vêm divulgando que a Motorola participará da IFA 2012, que inicia em 31 de agosto, em Berlim. Supostamente nesse evento é que será anunciado o novo Motorola Droid Razr HD, quando serão reveladas, enfim, as especificações de hardware do aparelho.

Por Guilherme Marcon


De acordo com o pronunciamento oficial do CEO da Nokia, Stephen Elop, um novo smartphone com sistema operacional Windows Phone 8 será lançado muito em breve. Com essa promessa, a expectativa do lançamento de um novo aparelho, antes da Apple anunciar seu novo iPhone, cresceu bastante.

É fato que a Nokia vem tentando se reerguer no mercado abandonando o seu Symbian e lançando aparelhos com o sistema operacional móvel da Microsoft e assim anunciou que fará um evento nos dias 5 e 6 de setembro, mais ou menos uma semana antes do evento marcado pela Apple, que acontecerá no dia 12 de setembro, onde provavelmente será lançado o iPhone 5.

Ainda não foi revelado o que será anunciado no evento Nokia World, mas há muita especulação afirmando que mais de um smartphone com Windows Phone 8 será apresentado no encontro. O CEO não divulgou datas específicas para o lançamento de novos aparelhos, porém disse que ao menos um novo aparelho deve ser anunciado em pouco tempo. E também, Elop afirmou que na batalha entre iOS, Android e Windows Phone, de fato a Nokia lutará com a Microsoft.

A fabricante finlandesa teve um prejuízo de 1.53 milhões de euros no segundo trimestre deste ano, pois vendeu apenas 4 milhões de smartphones com WP, marca muito inferior aos 26 milhões de iPhones vendidos por parte da Apple e aos 50 milhões de aparelhos (no geral) vendidos pela Samsung.

Por Guilherme Marcon


Na última terça-feira, 31 de julho, a Samsung revelou que está se preparando para lançar o Galaxy S Duos, um smartphone com sistema operacional Android, tela com 4 polegadas e suporte para dois chips simultâneos. Com este projeto, a fabricante sul-coreana pretende lançar uma categoria top de linha do setor de dual-chip.

O smartphone contará com o novo design padrão da Samsung, o mesmo adotado pelo Galaxy S III, que possui as cores branco e azul, com excelente acabamento. O Galaxy S vem equipado com processador single-core com 1 GHz, memória RAM de 512 MB, capacidade interna de 4 GB, tela WVGA Super AMOLED de 4 polegadas com resolução de 800×480 e uma câmera traseira com 5 megapixels de resolução. Além disso, o smartphone ainda possui suporte para microSD, conexão 3G de alta velocidade, Wi-Fi, GPS, Bluetooth, sensor de movimento, plataforma Android Ice Cream Sandwich, interface Touchwiz UX Nature – o mesmo presente no Galaxy S III – e câmera frontal VGA.

Até o momento, a previsão de lançamento do Galaxy S Duos é para o final de agosto, porém nenhuma informação sobre seu preço foi revelada ainda.

Por Guilherme Marcon


A empresa Microsoft pretende lançar um smartphone próprio com o sistema operacional Windows Phone 8. Esta é uma notícia que vazou pela internet e que a própria Microsoft não desmentiu, porém também não negou.

O objetivo seria impulsionar as vendas dos produtos Windows, principalmente o Windows Phone 8, um sistema operacional para celulares.

Os rumores, porém, não confirmam se a plataforma será apenas para ser usada para a marca Microsoft, como uma plataforma de referência para desenvolvedores, ou se realmente pretendem lançar o produto para consumidores. Contudo, um porta-voz da empresa afirma que acredita nos desenvolvedores de hardware  e que junto com eles estão reunindo esforços para lançar o Windows Phone 8 ainda neste ano.

A Microsoft até agora só mantém 2% do mercado mundial que atualmente é dominado pela Apple, na questão de iPhones e smartphones. Também outro concorrente é o Android, do Google, usado na maioria das marcas de smartphones.

Outra novidade da Microsoft para o segundo semestre é um tablet com teclado físico, o Surface.

A empresa pretende descobrir como pode ganhar dinheiro com os softwares para dispositivos móveis, sem precisar cobrar muito alto para licenças.

A previsão para o lançamento do smartphone com Windows Phone 8 é para o segundo semestre de 2012.

Por Monique Mota


O Galaxy S III, produzido pela Samsung, chamou bastante atenção devido ao seu hardware ser bastante potente, além, é claro, dos recursos exclusivos do Android 4.0. Porém o novo smartphone gerou algumas desconfianças devido a presença da tela PenTile, que apresentou defeitos em celulares mais antigos. Em resposta, a Samsung explicou que o motivo de ter escolhido a tecnologia, foi porque ela garante qualidade na definição da imagem por um tempo muito maior.

Os displays tradicionais utilizam pixels com esquema RGB e pensando nisso a fabricante sul-coreana resolveu implantar no Galaxy S III o PenTile, pois esta tecnologia utiliza somente dois grandes subpixels para a formação de cores. Com menos subpixels, a resolução da tela é muito maior e ainda diminui o consumo de energia. O único problema é que essa tecnologia passou por alguns problemas no passado, pois em casos específicos aparecia, de uma hora para outra, uma tela azul ao redor dos caracteres, além de cores incorretas. Ainda, o gerente de marketing da Samsung América, Philipe Berne, afirmou que o problema não irá acontecer na tela HD do novo smartphone.

De acordo com a Samsung, o Galaxy S III foi desenvolvido levando em consideração que os donos ficarão com o aparelho por no mínimo 18 meses e o PenTile irá manter a mesma qualidade de imagem de quando o aparelho foi adquirido.

Por Guilherme Marcon


O Samsung Galaxy S III foi muito esperado e houve muita expectativa com o seu lançamento, mas após ter suas características reveladas, algumas delas deixaram a desejar, sendo que a principal foi a ausência da nova tela Super AMOLED HD Plus.

Porém, de acordo com o site SamMobile, a Samsung desenvolveu um protótipo de smartphone utilizando o Tizen como sistema operacional e a Super AMOLED HD Plus no display. Esse aparelho é o protótipo Fraser, cujo código é GT-i9500, e funciona a partir dessa nova tela AMOLED, de forma que ela provavelmente aposentará a PenTile (muito utilizada pela Samsung em seus aparelhos), pois é extremamente superior em questão de resolução e durabilidade.

Os maiores empecilhos para que essa nova tecnologia para os displays seja implantada são seu custo, que é muito alto, e a sua produção, que é muito difícil, tendo em vista que é uma tecnologia muito evoluída e diferenciada. Além disso, por ser uma variante Plus, a sua fabricação não seria tão acessível à produção em massa.

Mas a verdade é que esse protótipo pode ser tanto um aparelho que está sendo testado para ser lançado, quanto uma forma de testar a nova tecnologia de display, ou então apenas um meio para atrair investimentos para o sistema operacional de código aberto Tizen.

Por Guilherme Marcon


O novo smartphone Galaxy, mais uma aposta da Samsung, está previsto para ser revelado na próxima semana, em uma campanha publicitária voltada às Olimpíadas de Londres. O aparelho eletrônico vem com uma novidade: contará com um processador de 4 núcleos, o The Exynos 4 Quad, criado a partir do modelo de tecnologia Cortex A9, da britânica ARM.

De acordo com a Samsung Electronics, este processador é capaz de permitir realizar mais tarefas em um menor período de tempo, como por exemplo, a atualização de aplicativos, a navegação na internet, a visualização de um vídeo via streaming e o funcionamento do antivírus, tudo sendo utilizado ao mesmo tempo.

Para a companhia sul-coreana, maior fabricante do mundo em processadores de aparelhos móveis, trata-se de mais um benefício, tomando como exemplo as crescentes vendas do iPhone e do iPad, da Apple, e de sua própria linha Galaxy, composta de smartphones e tablets.

Dessa forma, visando o atual mercado tecnológico, a Samsung Electronics está buscando oferecer o processador também para outras fabricantes além da Apple, como Nokia, HTC e Motorola, tentando fazer com que haja um aumento na base de clientes da empresa.

Por Anne A. Matioli Dias


Recentemente, a HTC anunciou que desistiu de desenvolver um smartphone com grande capacidade de bateria, que iria competir com o RAZR Maxx da Motorola. Essa decisão se concretizou com a afirmação do vice-presidente da companhia de que o objetivo atual é produzir aparelhos cada vez mais finos, e se fosse produzido um aparelho com bateria de 3300 mAh ou mais, ele teria uma espessura muito grande.

Sendo assim, a ideia é deixar os aparelhos da HTC mais finos, ainda menores do que o recente One X, que possui apenas 8,9 mm de espessura (0,4 mm mais fino que a última versão do iPhone). E agora, todos os esforços da fabricante estão voltados para a produção de um aparelho que chegue aos seis milímetros de espessura, uma marca nunca alcançada por fabricante algum de Android. A dificuldade está em desenvolver um aparelho com tecnologias superiores, como 4G, de pouca espessura, pois as tecnologias mais avançadas exigem um número maior de componentes.

A primeira etapa para diminuir a espessura dos aparelhos, conforme a HTC, é reduzir a capacidade das baterias, para que elas sejam mais finas, ou então desenvolver novas tecnologias para que as baterias sejam mais compactas.

Portanto, agora o que os consumidores podem esperar dos futuros aparelhos da HTC é que serão dispositivos que não poderão ficar um longo período longe da tomada, a menos que a empresa resolva desenvolver uma nova tecnologia para baterias.

Por Guilherme Marcon


A publicidade do Genesis SK-S150 já engrandece bastante o smartphone, pois afirma que ele é um aparelho que supera as expectativas dos consumidores. Mas somente conhecendo as configurações do aparelho é que se pode chegar à conclusão se ele realmente é tudo o que a publicidade anuncia. Para tal, o site TecMundo fez uma análise do aparelho e divulgou o resultado.

O Genesis SK-S150 vem com sistema operacional Android 2.3 e processador Qualcomm Snapdragon de 1.2 GHz, sendo esta a característica que mais chama a atenção no aparelho, pois o torna capaz de suportar a maior parte dos aplicativos disponíveis na Google Play.

Já quanto ao tamanho da tela, as quatro polegadas do smartphone atendem às necessidades da maioria dos consumidores, ficando no padrão de mercado. Além disso, uma vantagem ao comprar o Genesis em questão é o fato de ele vir com cabo miniUSB, carregador de tomada, carregador avulso para a bateria e uma película protetora para a tela.

Porém, alguns aspectos deixaram a desejar, como o fato de que foram feitas alterações no Android para que em certos momentos ele fique parecido com o iOS, tornando-o uma espécie de sistema operacional híbrido Google-Apple que acaba travando em diversos momentos. Além disso, o design do aparelho é pouco anatômico e a tela touchscreen não possui função multitoque.

Para finalizar, a câmera frontal possui apenas 0.3 megapixel e a traseira 5 megapixels, e apesar desta estar em um nível médio, o seu ajuste de contraste é pouco efetivo.

Por Guilherme Marcon


Que o Samsung Galaxy S III é um dos smartphones mais esperados do ano não restam mais dúvidas, e os consumidores estão realmente curiosos para saber as novidades que a Samsung preparou para a nova versão do seu super smartphone.

Segundo as informações publicadas no site coreano DDaily, o Galaxy S III virá com um grande diferencial que é o recurso  de recarga de bateria sem fio. A tecnologia funciona por indução eletromagnética, e isso tornaria o aparelho o primeiro Android a apresentar esta característica.

Mais precisamente, o sistema de recarga sem fio funciona por pulsos magnéticos, que são transferidos das bobinas do carregador para as bobinas do aparelho e a partir daí os pulsos são condensados em energia e alimentam a bateria do smartphone.

Segundo o DDaily, a Samsung ainda não decidiu se o carregador será vendido  com o Galaxy S III ou o se o usuário irá comprar separadamente. O lado ruim disso é que esta tecnologia ainda possui um alto custo, e isso até explicaria o fato da Samsung estar receosa quanto a vendê-lo junto com o smartphone.

Por Guilherme Marcon





CONTINUE NAVEGANDO: