O aplicativo Libon promete um feito histórico aos usuários. O Libon recebeu uma nova funcionalidade que promete revolucionar o mercado, pois a nova opção permite que o usuário consiga receber uma chamada mesmo quando a operadora não oferece sinal. O recurso é chamado de "Reach Me" ou "Siga-me" e conta com tecnologia VoIP para conseguir realizar esta proeza! Através da conexão Wi-Fi o recurso utiliza a tecnologia VoIP para garantir que a chamada seja feita, em áreas onde não haja sinal da operadora.

O "Reach Me" foi apresentado na MMC 2015, realizada recentemente em Barcelona e que trouxe muitas novidades para o mercado, como esta, que promete acabar com o problema da falta de sinal, em países como o Brasil onde os usuários estão sempre reclamando que não puderem efetuar ou receber uma ligação devido ao fato do aparelho não conseguir sinal da operadora.

E o usuário ainda conta com outro recurso interessante que é o de direcionar as chamadas recebidas para uma caixa postal. E este serviço funciona em qualquer rede, graças à sua capacidade de adaptar-se às mais diferentes infraestruturas de cada país.

Primeiramente, o "Reach Me" será disponibilizado para o Android e só depois de algum tempo é que os usuários do iOS poderão contar com este importante aplicativo que vai sanar a falta de sinal para milhões de usuários.

A promessa de Dominic Lobo, CEO da empresa responsável pelo aplicativo é que este recurso será disponibilizado gratuitamente, mas isso será feito de país em país e será preciso um determinado período para que o "Reach Me" possa estar disponível mundialmente. Ainda de acordo com Dominic é preciso uma série de ajustes no aplicativo, para que ele funcione bem em cada país, pois cada região conta com uma determinada tecnologia, tem infraestrutura melhor ou pior, então não basta disponibilizar o "Reach Me" é preciso que a empresa tenha feito todos os testes para garantir que, de fato, o usuário poderá contar com as vantagens deste app.

O "Reach Me" vai começar pela Itália e provavelmente irá em seguida para outros países da Europa.

Por Russel

Libon

Foto: Divulgação


Recentemente foi feita uma divulgação oficial de novas regras que devem beneficiar milhares de consumidores brasileiros que hoje possuem planos com operadoras de celular.

De acordo com as novas normas do Regulamento Geral de Direitos do Consumidor dos Serviços de Telecomunicações, um cliente insatisfeito com os serviços que são oferecidos por uma determinada empresa poderá fazer o pedido de cancelamento de contrato com a operadora pela internet sem nenhum tipo de cobrança.

O cancelamento deverá ser solicitado no site da empresa sem a intervenção de um atendente, e saiba que esse novo código prevê que o consumidor tenha mais facilidade para desistir de planos que não estão superando suas expectativas.

A medida visa diminuir o atendimento que é realizado pelas centrais de atendimento, pois nesse meio de comunicação o cliente encontra uma burocracia desnecessária, sem contar que em alguns casos o atendimento não é realizado com qualidade, deixando o consumidor ainda mais nervoso.

Essas novas regras deverão ser disponibilizadas por todas as operadoras de celular a partir do dia 10 de março de 2015.

E além dessa mudança, as empresas deverão disponibilizar espaços que mostram para cada cliente o perfil de consumo, cópia do contrato de serviços, informações de boletos pagos e aqueles que estão em atraso ou a vencer e qual o plano contratado.  O cliente deve ter informações das cobranças dos últimos seis meses, mais o relatório completo os serviços prestados no período.

Quando o cliente questionar uma cobrança, essa empresa deverá dar uma resposta em um prazo máximo de 30 dias.

As gravações de ligações dos clientes deverão ser mantidas por um período mínimo de 90 dias, e elas também devem estar disponíveis para o cliente nesse ambiente eletrônico que deve ser acessado através de login e senha.

Caso a empresa não cumpra uma das regras é necessário realizar uma reclamação oficial através do site da Anatel que é www.anatel.gov.br, ou ligue para o telefone 1331.

Por Yasmin Fernandes Robles

Chips

Foto: Divulgação


É expressivo o número de pessoas que acessam a internet através de seus aparelhos smartphones. De acordo com a Teleco – empresa de consultoria especializada no setor de telecomunicações, o percentual de brasileiros que nos últimos anos passou a utilizar seus celulares para este fim é a cada dia maior.

Pelos dados levantados pela consultoria, observa-se que no ano de 2010 apenas 5% dos proprietários de smartphones utilizaram seus aparelhos para se conectarem na rede. Já em 2011 este número saltou para 17% e em 2012 a quantidade de pessoas que navegaram na internet através de seus celulares chegou a 24%. Em 2013 a quantidade de aparelhos conectados chegou aos 31% e a tendência é que o ano de 2014 apresente um acréscimo significativo destes números, já que apenas no último mês de setembro foram comercializados cerca de 5,9 milhões de smartphones no Brasil.

No entanto, seguindo na contramão deste crescente e rápido aumento do uso de internet nos smartphones, as operadoras de telefonia móvel não estão investindo na mesma velocidade para conseguirem suprir a demanda e as necessidades cada vez maiores de seus usuários.

Para Marcio Patusco, diretor e conselheiro do Clube de Engenharia, as empresas de telefonia hoje não estão preocupadas em melhorar e modernizar sua infraestrutura, mas sim em vender cada vez mais aparelhos celulares. Além disto, mesmo com uma quantidade tão grande de usuários, as operadoras insistem em oferecer aos consumidores pacotes de serviços caros e de baixa qualidade. O diretor afirma ainda que são necessárias punições mais severas às operadoras para que haja uma melhoria na prestação de serviços de dados e sugere como uma delas a proibição de venda de novas linhas até que as normas passem a ser cumpridas.

A Anatel – Agência Nacional de Telecomunicações – realiza um acompanhamento constante da velocidade de transmissão de dados que as operadoras disponibilizam para os consumidores e no último levantamento que aconteceu em setembro passado, constatou-se que em 95% das medições, a TIM foi a empresa que mais vem desrespeitando as normas da agência e está entregando aos usuários menos de 30% da velocidade contratada pelos consumidores. Esta infração foi constatada em 18 estados do país, mas outras empresas também foram pegas nesta aferição: a Oi vem desrespeitando as normas e os clientes em 11 estados e em um estado foi registrada esta mesma infração da Vivo.

Em caso de descumprimentos das normas vigentes do setor, a Anatel poderá abrir um processo administrativo contra as operadoras, podendo aplicar várias penalidades que vão de advertências e multas até a paralisação de alguns serviços prestados. Algumas multas aplicadas podem chegar a R$ 50 milhões por cada infração constatada.

Recentemente a Anatel criou um mecanismo capaz a ajudar os consumidores a fiscalizarem a qualidade e a velocidade da transmissão de dados e de serviços de voz disponibilizados pelas operadoras em cada município. Através deste sistema o consumidor pode comparar os serviços de cada uma das operadoras e escolher a que melhor atende às suas necessidades.

Através do site www.anatel.gov.br você pode acessar o aplicativo e verificar a qualidade dos serviços que as operadoras estão oferecendo para sua cidade. Este aplicativo também pode ser baixado e instalado em aparelhos smartphones.

Por André F.C.

Internet pelo smartphone

Foto: Divulgação


Se você já passou por alguma situação irritante com alguma operadora de serviço de telecomunicações, saiba que a ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações) colocou em vigor algumas normas que visam ao aumento da transparência no relacionamento entre o consumidor e as operadoras de telefonia fixa, móvel e de TV por assinatura.

A partir de desta terça-feira (08/07), se ao ligar para sua operadora de serviços de telecomunicação a ligação cair, a empresa que terá de retornar a ligação e não mais você. Além do mais, a resolução nº 632, de 7 de março, prevê que o cancelamento de qualquer serviço tem que ser feito de forma automática, eliminando a necessidade de se falar com qualquer atendente.

Além disso, todas as promoções das operadoras tem que ser válidas tanto para clientes novos quanto para antigos. O setor é líder de queixas no Procon, sendo as principais queixas a má prestação de serviço e cobrança indevida, justificando as mudanças severas por parte da ANATEL.

O que deveria ser um direito básico do consumidor é ainda reforçado pela resolução 632, que explica que se houve uma má prestação de serviços, o consumidor pode exigir o reestabelecimento das linhas e restituição de valores pagos.

Se o consumidor não estiver satisfeito com as medidas e serviços prestados pela operadora, pode recorrer ao Procon ou formalizar uma queixa na ANATEL, que tomará todas as medidas necessárias para que o consumidor não saia prejudicado pelas empresas de telecomunicação.

O consumidor tem o direito de exigir todas as suas ligações gravadas pelo SAC, e caso se sinta no direito, poderá exigir a reparação dos danos patrimoniais ou mesmo morais. A ANATEL realmente acertou nessas medidas e o consumidor pode se sentir mais tranquilo para contratar ou cancelar serviços. Esperamos que um dia, possivelmente muito em breve, as operadoras de telefonia parem de realizar cobranças indevidas e realmente forneçam o que o cliente paga.

Por Felipe Henrique de Souza


A primeira grande competição a acontecer no Brasil será a Copa das Confederações já durante o ano de 2013 e para garantir o seu bom andamento a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) irá realizar uma avaliação completa com relação à rede de conexão 4G no país.

Para isso, o órgão irá avaliar todos os dados relacionados à cobertura e transmissão desta rede e tem como objetivo a cobrança das operadoras de telefonia móvel para melhorar os seus serviços.

Esta avaliação se justifica porque, segundo a Anatel, o serviços de dados no país está muito abaixo do que as determinações legais com a exigência de que 98 em cada 100 conexões devem funcionar.

Além da qualidade na conexão, as empresas de telefonia serão cobradas com relação ao valor das tarifas para interconexão as quais devem chegar a R$0,16 em 2015 e a uma diminuição na cobrança para serviços de roaming nacional e internacional.

Fonte: Agência Brasil

Por Ana Camila Neves Morais


O presidente da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) João Rezende informou nesta quarta-feira – dia 12 de dezembro de 2012 – mais um acordo com as empresas de telefonia do país.

Neste compromisso, as operadoras de celulares se comprometeram a destinar mais 3,8 bilhões de reais para melhoria de suas atividades no período de 2012 a 2014 com um valor total de gastos de R$31 bilhões para este triênio.

De acordo com Rezende, estas mudanças ocorreram em virtude das exigências da Anatel de um plano de melhoria da qualidade de serviços e a suspensão de vendas de algumas empresas como a Tim e a Oi.

Apesar do aumento anunciado, a agência reguladora informou que novos acréscimos ainda podem ser feitos já que nem todas as operadoras mostraram seus investimentos revisados que podem ocasionar novas adições de recursos.

Por Ana Camila Neves Morais


Mais uma novidade tecnológica chega ao mercado para as crianças de todo o Brasil, pois a Maurício de Souza Produções informou o lançamento de quadrinhos da Turma da Mônica no celular.

Esta novidade será possível por meio de MMS (Mensagem multimídia) em uma parceria da empresa de entretenimento com a Movile.

Fonte: Blogamos

Neste primeiro momento, o serviço estará disponível para as operadoras Claro e Vivo com valor de R$0,50 por mensagem que possui uma história com cerca de 10 tirinhas.

Fonte: IDGNOW

Por Ana Camila Neves Morais


Mesmo com a obrigação de desbloqueio de celular por parte das operadoras, às vezes esta tarefa não é fácil, se tornando uma verdadeira maratona. Assim, desbloqueie seu celular sem sair de casa.

Com o programa WorldUnlock Code, é possível, ao digitar *#06#, escolher o fabricante e o modelo de seu aparelho e digitar na sequência o código IMEI do celular bloqueado e você irá receber um código de desbloqueio. De posse desse código, desligue o aparelho, tire o chip. Ligue-o novamente e digite #pw+(número informado pelo programa)+1# ou #pw+(número retornado pelo programa)+7#

Este programa funciona para todas as operadoras.

A Claro oferece a seus clientes a facilidade de desbloqueio por telefone. Para isso, basta ligar de um outro aparelho para o número 1052 e escolher a opção 2. O atendente pedirá o CPF e o número do telefone que se deseja desbloquear, passando em seguida todas as instruções necessárias. O código de desbloqueio será enviado por SMS

Por Lisa


Com o celular de 4 chips, será possível que você atenda ligações de até 4 operadoras, em um mesmo aparelho, graças aos chineses, que criaram um celular que aceita até 4 chips, inovando o atual de 02 chips.

Além de estar com até 4 linhas disponíveis, o celular 4 chips possui atendimento automático para a linha de chamada em espera, com uma voz que conversa para você.

Quando você tiver em ligação e uma segunda linha tocar, o celular 4 chips atenderá a ligação através de frases simples, previamente digitalizadas. A conversa se iniciará com um “Alô. Quem está falando?”. Após ouvir a resposta, seu aparelho transmitirá a mensagem: “Infelizmente estou em uma outra ligação. Posso te ligar em cinco minutos?” De acordo com a resposta, caso seja positiva, a gravação se despede. Em caso negativo, o celular emitirá alguns chiados como uma interferência, e se desligará em seguida.

A chinesa PineApple oferece o MP30 de 4 chips, com câmera de 12MP, suporte para até 25 contas de e-mail, internet wi-fi, A-GPS, teclado QWERTY, tela de 3.5 polegadas, TV analógica, TV digital, TV parabólica, rádio FM e AM, e, dizem, sair de fábrica com 100 filmes piratas na memória. Este aparelho pode ser encontrado no “Mundo Eletrônico Birigui” por R$379,90.

No site “Compre da China”, um MP20 Eyo Foyr Quadrichip QWERTY custa R$299.

Por Lisa


Através da Loja de serviços da Vivo será possível, a partir de Outubro, efetuar compras via SMS.

Será possível através do envio de mensagem para 1515 com a palavra “VIVO” obter serviços disponíveis e pacotes promocionais da operadora, assim como conteúdo de multimídia, entre eles músicas e vídeos, que são os mais requisitados. Uma lista de opções com os serviços disponíveis através desse canal de compra será enviado diretamente ao usuário juntamente com um explicativo de como proceder para obter o que se deseja de maneira simples e rápida.

A Vivo está criando uma tendência inovadora no Brasil, para o comércio de serviços online.

Por Carla Caldeira


Dia 30 de Abril de 2010. Esse era o último para as operadoras de telefonia cumprirem os prazos estabelecidos pela Anatel, e disponibilizar cobertura celular total nas áreas onde atuam. O mesmo vale para a tecnologia 3G, que deveria estar presente em todas as capitais e grandes cidades dos estados, conforme ficou estabelecido em 2007 pelo edital de licitação do serviço.

Além disso, as empresas envolvidas no leilão de três anos atrás também ficariam responsáveis por levar sua rede de celular para quase duas mil cidades brasileiras que não dispunham de nenhum serviço.

A Vivo informou que está presente em todos os municípios brasileiros. Tim e Claro informaram que cumpriram suas metas. A única das quatro grandes que não se manifestou foi a OI.

A Anatel terá dois meses para verificar se tudo foi cumprido. Caso contrário as multas podem chegar a 50 milhões de reais.

Outra meta prevê que a rede 3G alcance todas as cidades com mais de 200 mil habitantes até o ano das Olimpíadas do Rio de Janeiro, 2012.

Por Maximiliano da Rosa

Fone: G1


A partir do dia primeiro de Maio as operadoras de telefonia celular não poderão mandar SMS (mensagens de texto) com propagandas para os novos clientes. A não ser claro, que o cliente autorize. A medida, tomada pela Anatel a pedido do Ministério Público Federal, também é válida para quem se cadastrar para não mais receber mensagens publicitárias.

Outra medida interessante que também entrará em vigor diz respeito às fontes utilizadas nos contratos: elas devem ter tamanhos legíveis, ou seja, no mínimo tamanho 10 ou doze. É o fim das letras miúdas que ninguém consegue enxergar.

As operadoras que descumprirem as novas regras podem ser punidas, e o cliente que se sentir desrespeitado pode até cancelar o contrato, mesmo que tenha assinado um plano de fidelidade. E mais: se quiser há possibilidade de pedir indenização por danos morais.

Oi, Vivo, Claro e Tim afirmaram que já seguem as regras.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: G1





CONTINUE NAVEGANDO: