Saiba como proteger seu dispositivo Android de aplicativos maliciosos.

A Google Play Store disponibiliza diariamente centenas de aplicativos para dispositivos Android e iOS.

Segundo estatísticas feitas no final de 2018, seu acervo contava com mais de 2,1 milhão de aplicativos.

Opções é o que não faltam na Play Store, há aplicativos para todos os gostos e idades, além disso, todos os dias sempre tem algo interessante para baixar, o que desperta ainda mais o interesse do usuário.

Contudo, neste paraíso dos aplicativos, também se escondem softwares maliciosos, desenvolvidos por hackers, com o objetivo de coletar informações do usuário.

Segurança

Esses programas são capazes de abrir portas de entrada no seu dispositivo, por onde alguém mal intencionado, poderia coletar todo o tipo de informação do aparelho.

Imagine uma pessoa que guarda informações sigilosas no smartphone, como por exemplo: a senha do cartão de crédito, o número da conta bancária ou os dados pessoais.

Uma forma de se proteger desse tipo de software malicioso é optar por aplicativos populares.

Observe a data de lançamento do app e o número de downloads.

Aplicativos recém-lançados e com número pequeno de downloads têm uma grande chance de conter bugs, ou seja, defeitos presentes no software.

Esses defeitos são perfeitamente capazes de camuflar vírus, e o bug ou travamento do aplicativo, nada mais é do que uma tentativa de invasão no sistema Android, o que acaba por provocar o congelamento de tela, exibindo a mensagem de que o aplicativo parou.

A Google Play Store costuma recomendar aos usuários aplicativos que têm um maior destaque em sua loja, o que dá mais confiabilidade na hora de fazer o download.

A loja conta ainda com o Google Play Protect, que verifica todos os aplicativos antes de disponibiliza-los para os usuários, realizando diversos testes de segurança.

Os desenvolvedores que violarem as suas políticas são suspensos.

A Google faz o que é possível para evitar aplicativos ruins, mas mesmo assim, caberá a você decidir se instalará ou não um app suspeito.

Aplicativos mais antigos favorecem a presença de comentários e são uteis na avaliação de um software.

Na área de reviews, os usuários costumam postar suas opiniões sobre o app, apontando as qualidades e defeitos do mesmo.

O índice de ranqueamento do aplicativo é uma ótima referência para analisar a confiabilidade do software, geralmente ele é expresso em números, e uma nota boa ficará acima de 3,9 de aprovação, todavia fique atento com notas abaixo desse valor.

Desconfie de aplicativos que requerem acesso à agenda telefônica sem qualquer motivo ou de editores fotográficos que solicitam automaticamente o envio e recebimento de SMS por você.

Em caso de suspeita, desinstale-o imediatamente, e se possível, denuncie o mesmo na loja de aplicativos.

Instale um antivírus leve em seu smartphone, pois a maioria costuma devorar muitos recursos do sistema.

Faça varreduras periódicas em seu aparelho a cada dois dias, por exemplo.

Normalmente, os antivírus consomem muita memória RAM do aparelho, pois ficam rodando no plano de fundo, e no caso de um modelo mais modesto, a tendência é de que ele fique bem mais lento.

Portanto, o antivírus é uma recomendação indicada para aparelhos mais potentes.

Utilize apenas as lojas oficiais para a realização de downloads.

Evite lojas não oficiais, pois as mesmas são famosas por possuírem repositórios de apps com malware.

Se necessitar baixar um app em formato APK, utilize a ferramenta Metadefender para fazer uma varredura inicial no arquivo antes de instalar.

Evite fazer processo de root em seu aparelho, pois isso tornará o sistema mais vulnerável ao ataque de um cyber-criminoso.

É importante salientar, que a Google Play tem muito a oferecer quando o assunto é aplicativos, porém nem todos esses softwares são bem intencionados, e caberá ao usuário final usar o bom senso na hora da instalação.

Por Defilho

Google Play


Agora no Google Play é possível colocar créditos na sua conta por meio do sistema de recarga.

O Google Play lançou uma novidade inédita e bastante acessível. Agora será possível colocar créditos na sua conta por meio do sistema de recarga. O processo funciona de forma idêntica ao utilizado na compra de créditos dos celulares pré-pagos.

As vendas de smartphones no Brasil cresceram consideravelmente nos últimos anos. Esse fator deu aos brasileiros o segundo lugar em número de downloads de aplicativos e games no Google Play, perdendo apenas para os americanos.

Mesmo com esse cenário, muitos brasileiros, principalmente os mais jovens não dispõem de cartão de crédito ou vale-presentes para efetuarem compras no Google Play. Isso levou a empresa a desenvolver a estratégia de recarga no Brasil tendo em vista a tentativa de alcançar esse público.

O Gerente de Parcerias de Varejo – Cristiano Andrade – explicou que a nomenclatura que está sendo utilizada na divulgação é a mesma dos celulares para que o entendimento do público ocorra de forma facilitada e natural.

A opção de recarga já está disponível desde a semana passa, mas a divulgação em massa começou apenas agora. A contagem de estabelecimentos comerciais que oferecem o serviço já alcançou a casa dos 250 mil e inclui pequenos comércios, casas lotéricas, bancas de jornais e mini mercados. De acordo com a empresa, a intenção é conseguir aumentar esse número em mais 50 mil até o começo de dezembro.

Os valores disponíveis para recarga variam de R$15,00 a R$100,00. O funcionamento do processo é bastante simples, os usuários deverão informar aos atendentes dos estabelecimentos que desejam realizar uma recarga do Google Play. Feito o pagamento, o sistema irá gerar um código que poderá ser digitado no campo “resgatar” da plataforma para efetuar a compra de aplicativos, filmes, livros, revistas ou qualquer tipo de conteúdo pago.

O Brasil é o primeiro país do mundo que recebeu essa possibilidade, vários fatores contribuíram para a escolha do Google. A grande extensão territorial do país foi um deles, os vale-presentes não são comuns em locais mais afastados, pois costumam ser mais acessíveis em grandes centros urbanos. A porcentagem elevada de consumidores que utilizam celulares pré-pagos – 76%, segundo a Anatel, também contribuiu para a inserção da nova estratégia. 

Por Beatriz 

Google Play Recarga


Atualização do aplicativo traz diversas novidades e foca em estações de rádio.

O Google vem tentando correr atrás das concorrentes no streaming de músicas e lançou uma atualização para o seu aplicativo, o Google Play Music que chega com diversas novidades. Ele está disponível nos smartphones com o sistema operacional Android, que é do próprio Google e também no iOS que é da Apple.

De acordo com o chancelog emitido pela desenvolvedora (na Google Play), o foco dessas novidades são as estações de rádio. Isto porque, os usuários podem usufruir do serviço de voz dizendo o que está fazendo, sentindo ou querendo ouvir. Com essas informações, o aplicativo sugere a melhor estação de rádio do momento. Outra novidade são as estações de rádio baseadas em músicas, artistas ou álbuns.

Também desembarca ao aplicativo a opção para buscar estações de rádio com base tanto no humor, quanto na atividade do usuário incluindo gêneros e décadas, por exemplo. Agora, o Google possibilita a visualização das mais tocadas e também dos lançamentos, seguindo sempre a base de gêneros favoritos de quem está usando o serviço.

Para quem assina o serviço, tem a opção de ouvir sem limites, criar estações de rádios personalizadas a partir de qualquer música e receber recomendações personalizadas com base em gêneros musicais. Segundo o Google, o acervo conta com 50 mil músicas que podem ser acessadas em qualquer lugar e ainda de forma offline através dos favoritos.

Vale lembrar que com a chegada da Apple Music ao Android, o Google suportará podcasts de forma nativa sendo apenas necessário a empresa fechar as parcerias com os estúdios. A decisão deve acirrar ainda mais esse concorrido mercado que colabora drasticamente para a redução da pirataria no setor musical. Mesmo com a pressão dos grandes estúdios contra quem compartilha aplicativos mp3 piratas, os serviços de streaming oferecem serviços em conta e de qualidade, com acervos cada vez maiores e mais completos com mais liberdade a quem usufrui dos benefícios.

Por Leandro de Souza

Google Play Music

Foto: Divulgação


Na semana passada a Google anunciou uma atualização do Google Maps para plataforma Android. O update permite escolher um transporte público (como ônibus, trem ou metrô) e adicionar informações ao aplicativo, para que ele forneça o itinerário do transporte escolhido.

A companhia fez o mapeamento de mais de um milhão de paradas de transporte público de todo o mundo (em cerca de 500 cidades) e agora será possível visualizar na tela do smartphone todos os horários dos transportes, as rotas e as paradas próximas. Além disso, a atualização permite que o usuário acesse seus mapas favoritos e customizados no computador. 

Todos os usuários poderão saber pelo aplicativo se vale a pena esperar pelo transporte escolhido ou se é melhor optar por outro. O novo Google Maps para Android também informa quais são as estações e pontos mais próximos do usuário.

Para quem se interessou pelo novo serviço da Google, basta acessar o Google Play e fazer o download da ferramenta.

Por Felipe Santos Bonfim


Após os inúmeros rumores, finalmente o Instagram foi disponibilizado para Android. Agora, os usuários do sistema operacional do Google também poderão usufruir do app de fotografia mais famoso do mundo.

O lançamento oficial para o Android foi feito no dia 03 de abril, sendo que o aplicativo já passou a ser disponibilizado na Google Play, loja virtual Android. Se o app já fez um sucesso gigantesco com o iOS, agora sendo lançado para o sistema do Google só tende a aumentar exponencialmente a fama.

O aplicativo já foi baixado por mais de 27 milhões de usuários Apple e foi eleito “o aplicativo do ano” em 2011, devido o seu tamanho sucesso. Após o anúncio durante a SWSX, em março, a expectativa em torno do programa para o Android se tornou muito intensa.

Não foram feitas muitas mudanças no programa na versão para o Android, com relação à versão do iPhone. Para manter a “tradição” do aplicativo, o funcionamento, os filtros e o layout foram mantidos, o que vai proporcionar uma experiência praticamente igual entre os usuários do iOS e do Android. E o sucesso pode ser garantido, pois só na versão brasileira da Google Play o Instagram para Android já foi baixado milhares de vezes pelos usuários.

Por Guilherme Marcon


Parece que o Google está fazendo um verdadeiro pente fino nos aplicativos que estão sendo oferecidos no Google Play.

Diversos aplicativos estão sendo banidos da loja depois que usuários reclamaram de haver conteúdo impróprio e ofensivo. Entre estes aplicativos, estava o Reddit Is Fun.

A principal funcionalidade deste aplicativo era reproduzir as publicações do serviço de microblog Reddit. Mas o que muitos usuários começaram a perceber e reclamar é que o aplicativo estava enviando spam e também conteúdo sexual para praticamente todo o banco de dados de usuários.

Para quem não conhece, o Reddit é um serviço que também é conhecido nos Estados Unidos como Social News, ou seja, ele é uma rede de compartilhamento de informações e de notícias. Muitas pessoas que publicam e são colaboradores de sites e blogs divulgam suas publicações neste tipo de site, mas não existe um controle muito eficiente do que é publicado nesta ferramenta.

Um dos diretores responsáveis pelo Reddit disse que este aplicativo não era oficial.





CONTINUE NAVEGANDO: