Aquos Phone Zeta SH-06E será lançado no JapãoA operadora do Japão, NTT DoCoMo, revelou recentemente sua nova linha de aparelhos para o verão. Entre os aparelhos muitos chamam atenção, mas o smartphone Aquos Phone Zeta SH-06E é o que mais promete fazer sucesso no mercado oriental.

Com características potentes, como resolução Full HD e um processador Quad-Core, o lançamento da empresa chega para ser um bom concorrente para as marcas que dominam essa parte do mercado.

Com um display de 4,8 polegadas e resolução de 1080p (Full HD) e um processador Quad-Core Snapdragon 600 de 1,7 Ghz, o novo smartphone promete imagens com ótimas qualidades, além de um processamento muito rápido. Também conta com uma câmera na parte de trás de 13,1 megapixels e uma frontal de 2,1 megapixels. Além disso, o aparelho vem com a tecnologia NFC, conectividade Wi-Fi integrada e receptor de TV e chega disponível em 3 cores: azul, vermelha e branca.

O aparelho chega aos consumidores do Japão no dia 24 deste mês, porém o preço ainda não foi divulgado.

É muito improvável que o novo smartphone fabricado pela Sharp chegue até nós, principalmente pelo histórico da empresa.

Por Henrique Nicolau


Zopo C2O preconceito em relação a celulares chineses não é sem fundamento, o mercado é bombardeado a todo tempo por uma infinidade de celulares que se quer são homologados pelas agências reguladoras por aqui e apesar do preço muito baixo não oferecem um produto de qualidade ao consumidor apesar das promessas de multifunções.

Esse cenário parece estar mudando, e alguns modelos vindos da China apresentam um bom hardware e chegam para brigar em pé de igualdade com celulares de marcas mais conceituadas. Esse é o caso do Zopo C2, smartphone Full HD com configurações bastante interessantes.

O modelo em questão apresenta tela de 5 polegadas com alta resolação e câmera traseira com 13 megapixels (a câmera dianteira é de 5MP). A capacidade do processador é de 1,2Ghz, com 1GB de memória RAM. Para armazenamento são 4GB expansíveis através de cartão microSD. A bateria é de 2.000 mAh e o design é bastante agradável.

O sistema operacional é similar ao Android e é preciso esperar para ver se o Aliyun OS irá emplacar. O preço anunciado na China é de US$ 250 (cerca de R$ 500), ou seja, muito barato em relação aos concorrentes com esta configuração.

Não é provável que o aparelho seja vendido aqui no país, provavelmente só sendo importado poderemos encontrá-lo, no entanto pode significar o fim da péssima fama dos celulares "Made in China".

Por Bruno Hardt





CONTINUE NAVEGANDO: