Após ser lançada a última atualização do Firefox OS, 2.6, a Mozilla não dará mais suporte e continuidade ao sistema operacional.

Foi bom, ou nem tanto, enquanto durou. No dia 4 de fevereiro, a Mozilla anunciou oficialmente que irá descontinuar o Firefox OS, tendo sua morte decretada pela empresa. O sistema operacional Mobile deverá receber sua última atualização, 2.6, em breve, e após isso, a empresa não dará mais suporte e continuidade ao sistema, que foi uma tentativa de competir com o Android, o iOS e o Windows.

Não deu certo. Pouquíssimos aparelhos com o sistema operacional foram lançados no mercado e, mesmo esses, acabaram não recebendo atenção alguma, tanto por parte dos usuários, como por parte da mídia que ''boicotou'' os aparelhos.

Um dos motivos do fracasso do OS, além do fato de não ter oferecido uma experiência razoável para seus usuários, é o grande número de dispositivos de entrada lançados com Android, visto que a estratégia da Mozilla para entrar e ganhar espaço no mercado, seria a aposta em um OS mais barato para as fabricantes. Porém, não é apenas a grande quantidade de opções de smartphones de entrada do Android, que acabou por derrubar o projeto da Mozilla.

Recentemente, a Google anunciou o ''Android One'', versão mais simplificada do Android, para smartphones que são fabricados em parceria com a Google e possuem um preço bem abaixo do normal para o mercado, mesmo para dispositivos simples e tem como grande foco, mercados como o da Índia.

Além da forte concorrência do Android, o Firefox OS sofreu até mesmo com o Windows, que por não ser um sistema ainda tão popular e que possa ser devidamente comparado com o iOS e o Android, acaba por ter diversos aparelhos de baixo custo para os usuários.

Porém, a notícia não significa a retirada da Mozilla do mercado Mobile ou de sistemas operacionais Mobiles, visto que, no e-mail enviado à imprensa, segundo o site The Next Web, a Mozilla afirma que vem testando novas formas de inovar no mercado Mobile.

Já a Marketplace, loja de apps do OS, continuará no ar até o dia 29 de março, sendo desativada completamente, após a data.

Vale lembrar que, em dezembro do ano passado, a Mozilla já havia anunciado que a produção de smartphones com seu sistema operacional próprio, estava cancelada.

Por Isis Genari

Firefox OS

Foto: Divulgação


Hoje em dia temos boas opções no mercado de sistemas operacionais mobiles. O iOS e o Windows Phone costumam ser sistemas mais fechados, com seus códigos fontes ou políticas mais restritivas. Isso impede muitas vezes que novas rons ou aplicativos legais sejam lançados.

Já para os lados do Android e do Firefox OS, o cenário muda um pouco. No primeiro temos uma facilidade de instalar aplicativos vindos de terceiros, novas rons, apps inovadores e bacanas entre outros. Já o Firefox OS é mais leve, flexível e menos restritivo. Isso por que aplicativos feitos para o Firefox OS são escritos em HTML5 e podem ser rodados de forma nativa no Android.

Para isso acontecer é preciso apenas a instalação do navegador em qualquer aparelho Android que suporte o mesmo. Para isso, basta acessar a Google Play e instalar o programa. Logo após isso, basta apenas abrir o Firefox, acessar a loja de aplicativos e começar a curtir os novos apps que foram feitos para o Firefox OS, mas que rodam nativamente no Android (e o melhor, podem interagir com o sistema).

Infelizmente são poucos os “exclusivos” por lá. A grande maioria já pode ser encontrada no Android ou em outros sistemas. Como o Android aceita HTML5 nativamente, pode ser esta linguagem a padrão para a programação de muitos deles. Isto por que, não é preciso lançar para o Android estes aplicativos, mas sim, lançar na loja do Firefox e aí sim a permissão da instalação no sistema do robô verde.

O Firefox OS tem um objetivo diferente do Android. Ele é voltado para aparelhos de baixíssimo custo, sendo que muitos deles têm apenas a finalidade de aposentar os aparelhos velhos e usados apenas para ligação, já que esse público-alvo não precisa de algo tão potente, jogando a responsabilidade no simples, mas eficaz Firefox OS. Vale lembrar que aparelhos de 25 dólares estão em cogitação de lançamento pelo Firefox, dando um choque no mercado e mostrando que com configurações baixas, pode atingir um público-alvo simples, assim como o Moto E.

Por Leandro de Souza

Firefox OS

Foto: Divulgação


Telefônica, também denominada Vivo, informou que irá lançar no Brasil dois smartphones  que serão baseados no Firefox OS, sistema operacional do Mozilla de código aberto voltado para mercados emergentes, baseado na linguagem HTML 5.

Já estão sendo desenvolvidos dois aparelhos pela Vivo, são eles: LG Fireweb e Alcatel One Touch Fire, que custarão R$ 450,00 e R$ 200,00, respectivamente. Estes preços podem cair para R$ 100,00 e R$ 30,00, respectivamente, no caso  que os aparelhos sejam atrelados a planos pós-pagos.

LG Fireweb

LG Fireweb 

Foto: Divulgação

O Firefox é considerado como uma experiência do Mozilla em tentar promover smartphones baratos tornando-se uma alternativa viável ao iOS criado pela Apple, e ao Android criado pelo Google.

Segundo informações, o  LG Fireweb chegará com tela de 4 polegadas, câmera de 5 Megapixels, processador de 1 GHz, conexão 3G e armazenamento interno de 4 GB. Já o One Touch Fire vem com display de 3,5 polegadas, câmera de 3,2 Megapixels, processador de 1 GHz, conexão 3G e cartão de memória de 2 GB.

35 destes modelos já foram vendidos no dia 22 de outubro, e agora a Telefônica estima lançar os aparelhos no Peru, no Uruguai e no México para promover campanhas de vendas globais.

A loja de aplicativos do Firefox OS no Brasil já tem 50 aplicativos e o modelo da LG vem com 5 apps nacionais para atender a demanda de isenção fiscal com base na Lei do Bem, que concede incentivos fiscais às empresas que investem em pesquisa e desenvolvimento de inovação tecnológica.

Alcatel One Touch Fire

Alcatel One Touch Fire

Foto: Divulgação

O diretor de operações do Mozilla, Jay Sullivan, declarou estar animado com os lançamentos: “Estamos animados em trazer os primeiros aparelhos com Firefox OS ao Brasil. Muitas pessoas estão migrando do 'feature phone' para o primeiro smartphone".

Basta agora aguardar a propagação dos modelos e esperar que de fato tragam competitividade comercial ao segmento de vendas de aparelhos smartphones.

Por Jaime Pargan


Depois do lançamento de smartphones rodando o sistema operacional Firefox, as dúvidas em torno das reais intenções da Mozilla começaram a surgir.

Há quem diga que o sistema operacional veio com a intenção de competir com os grandes conhecidos como o Android,  OS da Apple e Windows Phone, entretanto isso é rebatido pelo gerente da Mozilla na América Latina, Fábio Magnoni.

Sobre isso Magnoni fala que o sistema operacional da marca não chegou ao mercado com esse objetivo, mas sim com a meta de ajudar os usuários a migrar para a tecnologia dos smartphones. Inclusive, de acordo com o que ele disse, não há interesse de competir por uma fatia no mercado.

Essas informações cedidas por Magnoni foram dadas durante o Fórum Mobile de Apps realizado em São Paulo. Para apoiar a sua afirmação, ele usou como exemplo o fato do ZTE Open ter vendido mais de mil unidades no período de um dia pelo preço individual de US$ 79,99.

Supostamente, esse modelo mais econômico está vindo ao Brasil e especula-se que até final do ano ele chegará ao nosso mercado. Entretanto, não foram divulgados os preços nem os modelos de aparelhos que serão trazidos.

Por Melina Menezes


A Mozilla lançou na última quinta-feira dois aparelhos, o ZTE Open e o One Touch Fire, ambos utilizam o Firefox OS como sistema operacional.

Os brasileiros somente terão acesso aos novos dispositivos lançados pela Fundação Mozilla nos últimos meses deste ano. Quem quiser esperar até essa data para adquirir um smartphone desses, deverá ir até uma loja Vivo mais próxima, visto que será essa operadora que iniciará as vendas dos novos smartphones no Brasil. Antes de chegar em território brasileiro, os aparelhos aparecerão na Venezuela e Colômbia, isso devido a uma parceria firmada entre a Mozilla e a Telefônica.

Os aparelhos que possuem o Firefox OS, usam a própria plataforma web como sistema operacional transformando os celulares comuns em smartphones. Outro diferencial é que ao rodar aplicativos da web, eles não se limitam somente aos aplicativos fechados, isso possibilita que os usuários tenham a união entre os primeiros smartphones produzidos com a tecnologia Web e a inovação que o uso dessa tecnologia trará.

A ideia da Mozilla é prover os consumidores uma experiência mais aberta. A plataforma web do sistema operacional OS é toda feita em HTML 5.

Por Melina Menezes





CONTINUE NAVEGANDO: