Um aparelho que está fazendo bastante sucesso em arrecadações por meio do Kickstarter é o Kraftwerk. Para quem ainda não o conhece, saiba que este é um carregador portátil que possui como principal fonte de energia o gás. O equipamento já arrecadou ao todo US$ 1 milhão. Esse carregador portátil possui capacidade para recarregar iPhones e câmeras GoPro.

Uma das grandes vantagens desse aparelho é justamente a sua praticidade. Além disso, é importante destacar que o carregador consegue recarregar o iPhone por nada menos que 11 vezes. E caso o suprimento de gás do carregador acabe, não se preocupe, pois é possível recarregar em apenas três segundos. O mesmo é movido a gás tradicional como, por exemplo, o que é usado em isqueiros. O aparelho conta com refil infinito de bateria e dispõe de independência de semanas, como informa os seus desenvolvedores.

Uma das principais vantagens desse aparelho é quanto ao fato de o mesmo não necessitar de contato com fonte de energia elétrica. O aparelho conta com uma célula de combustível diferenciada. Segundo os desenvolvedores, essa célula é bastante eficiente, pequena, robusta e fácil de ser usada.

O carregador funciona de uma forma um tanto simples, pois de forma geral o que acontece em seu interior é a transformação de gás em eletricidade. Para utilizar o aparelho basta inserir gás através do tanque integrado. Sempre que precisar utilizar o aparelho o gás irá automaticamente para a célula e será transformado. O usuário deverá fazer a conexão entre carregador e aparelho através do plug USB.

Os primeiros doadores tiveram acesso ao Kraftwerk por US$ 79. Porém, o carregador sofreu alguns aumentos de preços, custando atualmente cerca de US$ 139. Vale ressaltar que a compra é uma espécie de pré-venda, pois os que efetuaram a compra na primeira remessa irão receber seu aparelho em dezembro de 2015. Compras efetuadas posteriormente serão entregues em fevereiro de 2016.

O processo de produção terá o seu início em março de 2015. Os testes oficiais deverão ser realizados em agosto de 2015 e o primeiro protótipo deve ser feito em novembro.

Por Bruno Henrique

Kraftwerk

Kraftwerk

Kraftwerk

Fotos: Divulgação


De alguns tempos para cá as tecnologias que envolvem a criação e fabricação de notebooks, ultrabooks, tablets e smartphones têm evoluído de uma maneira surpreendente. É bem certo que muitas vezes os resultados são verdadeiros fiascos tecnológicos. Entretanto, mesmo com tanta tecnologia à disposição um ponto pequeno, mas muito importe, ainda tem um probleminha: os carregadores continuam sendo a parte chata com sua falta de praticidade, tamanhos pouco discretos, e claro, muito desajeitado.

Porém, esse ponto ao que parece pode estar com os dias contados. Foi exatamente pelos problemas com os carregadores que teve início o projeto Dart. Lançado recentemente no dia 14 de abril, no Kickstarter. O tal projeto como já podem imaginar também é um carregador. Mas o diferencial é que além de pequeno, é discreto e bastante leve. A questão fundamental é que o projeto em questão ainda está na etapa (dura etapa por sinal) de arrecadação de dinheiro para que a startup possa ter início e desenvolver o dispositivo para comercialização.

De acordo com as informações divulgadas o Dart tem a potencialidade de fornecer 65 watt de potência. O dispositivo funciona por meio da very high frequency ou, em português, conversão de energia de alta frequência.

Além de poder carregar a maior parte dos computadores que estão no mercado, até porque possui compatibilidade com esses aparelhos quase que universal, o Dart também traz incluído uma porta USB de 2,1 Amp/10,5 watts que, claro, também carrega celulares.

O mais interessante do dispositivo é que não é preciso carregar o computador e depois o celular ou vice-versa. O Dart permite que o usuário carregue os dois ao mesmo tempo.

Com tudo isso não é nem preciso dizer que o Dart é bem-vindo. Mas como dissemos antes, o projeto ainda está em fase de arrecadação de verbas. Entretanto e felizmente, talvez por se apresentar muito promissor o projeto já conseguiu passar a cifra dos US$ 200 mil que eram necessários para que o projeto fosse adiante.

As pessoas que conseguiram investir no projeto ainda em sua fase inicial conseguirão o produto por apenas US$ 79 assim que o primeiro lote sair. Já no segundo lote o preço sobe para US$ 89. No mês de novembro deste ano, data prevista para o lançamento do Dart, ele sairá por US$ 119. O aumento vai ser ainda maior para os usuários da Apple, devido ao dispositivo magnetizado. Neste caso o preço pula para US$ 199.

Por Denisson Soares

Dart

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: