Modelo é um aparelho intermediário, mas possui boa configuração.

Foi lançado recentemente no mercado brasileiro o Xperia X, um smartphone intermediário com características de um top de linha. Apesar de ser um aparelho intermediário, o Xperia X possui boa configuração, o que faz dele um concorrente direto de aparelhos como, por exemplo, Galaxy S7, iPhone 6S e LG G5 SE. Seu preço sugerido é de R$ 3.799.

Um dos principais destaques desse aparelho é, sem sombra de dúvidas, o seu design. O mesmo é disponibilizado nas cores rose, grafite e branco. O seu design é bastante elegante e lembra bastante os demais aparelhos da Xperia, entre eles o top de linha Xperia Z5, por exemplo. Seu acabamento em metal na parte traseira, visando mais resistência contra quedas, é quase imperceptível, pois não parece ser um metal convencional.

Para um celular considerado intermediário, é importante destacar que o Xperia X possui um desempenho muito bom. A memória RAM é de 3 GB e seu sistema operacional é o conhecido Android 6.0.1 (Marshmallow), o sistema operacional mais recente do Google e que já vem instalado de fábrica em todos os celulares da linha X. Completando as configurações de hardware, o Xperia X traz o processador intermediário Snapdragon 650 com dois núcleos de 1,8 GHz e quatro de 1,4 GHz.

A tela desse aparelho é uma LCD IPS de 5 polegadas com resolução Full HD, 1920 x 1080 pixels. Um detalhe bastante interessante é a tecnologia Triluminos, que consegue aumentar a paleta de cores tornando-as mais vivas, mesmo sem supersaturação.

Apesar de possuir apenas 2.620 mAh, saiba que a bateria do Xperia X é bastante resistente. A mesma é capaz de suportar até mesmo dois dias de uso contínuos. Toda essa resistência é resultado da tecnologia Qnovo de carregamento adaptativo. A Sony destaca que tal recurso faz com que a corrente de carregamento seja monitorada de forma constante, dessa forma, a mesma é ajustadas o que possibilita a maximização do ciclo de vida da bateria.

E se você curte tirar boas fotos, saiba que o Xperia X conta com câmera traseira de 23 MP que além de oferecer grande qualidade nas suas fotos ainda filma em Full HD e possui lente grande-angular de 24 mm. A câmera frontal possui sensor Exmor RS de 13 MP e se destaca pelas excelentes fotos em locais mais escuros.

Por Bruno Henrique

Sony Xperia X

Foto: Divulgação


Nova operadora irá focar nos jovens da Classe C.

A informação é basicamente a seguinte: Até o final de 2016 o Brasil deverá contar com uma nova operadora de telefonia móvel. O nome da novidade é Veek. Ela em síntese é uma empresa que está planejando entrar no mercado e focar em um público específico: o jovem de classe C. Segundo o que se tem até o momento a operadora que atuará como virtual irá trabalhar apenas vendendo planos pré-pagos, ao menos inicialmente. A aposta da empresa vai ser nas tarifas mais simples e baratas do que as praticadas pelas concorrentes.

A expectativa, voltando a ressaltar, é que tudo já esteja em pleno funcionamento até o final do ano.

A proposta apresentada pela empresa se resume a uma única palavra: Simplicidade. Ela quer ser bem objetiva em sua atuação apresentando apenas uma única tarifa para cada minuto em voz. E isso sem considerar a natureza da ligação feita. Ou seja, tanto faz se para telefone fixo, móvel, chamadas de longa distância ou locais. A mesma coisa será aplicada para o caso do envio de SMS. Além disso, não está previsto serviços com valores a serem adicionados, os conhecidos SVAs.

Alberto Blanco, em uma entrevista concedida para Mobile Time afirma que não gosta do fato de a Veek ser chamada de operadora. E sim de uma comunicação móvel, algo mais para o serviço de conectividade.

Como dito antes serão comercializados apenas planos pré-pagos. O controle relativo ao consumo bem como o atendimento caso o usuário necessitar será todo feito dentro do app móvel que estará disponível tanto para o Android quanto para o iOS.

Até o momento não há nenhuma informação oficial sobre os valores que deverão ser cobrados pelas tarifas. Mas, nas palavras do criador da Veek, elas deverão ser bem mais baratas do que as usadas pelas operadoras tradicionais. Ele explica que isso será possível porque a estrutura da Veek é bem mais “enxuta” o que proporciona menores custos adicionais para a operação.

No mais a Veek ainda disponibilizará uma calculadora para os usuários para que os mesmos possam efetuar comparações de preços. Para isso basta que a pessoa informe quanto foi que consumiu em minutos, megas e mensagens de texto no último mês. Na sequência será mostrado ao usuário o quanto ele gastaria se estivesse usando a Veek.

O executivo estima que conseguirá uma média em termos de receita de R$40 ao mês.

Por Denisson Soares

Veek


Se o Whatsapp não cooperar com as investigações a respeito do caso do PCC, o aplicativo voltará a ser bloqueado no país.

Desde 2011, o estado parece cada vez mais preocupado em interferir no chamado ''mundo virtual'', como no caso da polêmica lei SOPA. Hoje, o que vemos são órgãos estatais tentando bloquear aplicativos ou quebrar a segurança de smartphones graças a casos criminais nos quais as empresas se recusaram a cooperar com os órgãos. Um exemplo é o caso do Whatsapp, que foi bloqueado no ano passado no Brasil pelo fato da empresa não ter cooperado com as investigações sobre um caso que envolve o PCC.

Agora, a situação pode voltar a acontecer, segundo o próprio delegado que ordenou o bloqueio do Whatsapp por 48h no Brasil no ano passado, Fabiano Barbeiro, que em entrevista a Rádio Câmara, disse que se o Whatsapp não cooperar com as investigações a respeito do caso do PCC, o aplicativo voltará a ser bloqueado no país.

O caso vem se arrastando desde Julho passado, para poder quebrar o sigilo do aplicativo e ter acesso a mensagens que envolvam o caso do PCC. O Whatsapp não está disposto a quebrar um código que é criptografado segundo a empresa, o que acaba por tornar impossível a quebra desses dados por parte da empresa para o Ministério Público.

Por outro lado, segundo o delegado Barbeiro, o que realmente interfere na questão são interesses comerciais da empresa no Brasil e que os representantes do aplicativo no Brasil, poderão acabar indo presos como aconteceu recentemente com o vice-presidente do Facebook na América Latina. Além disso, ele não acredita na versão do Whatsapp sobre a criptografia, já que segundo ele, o fato do usuário receber uma mensagem e a mesma ficar guardada para ser lida posteriormente, mostra que o aplicativo mensageiro possui algum dispositivo para armazenamento dessas informações em rede.

O vice-presidente do Facebook na América Latina acabou sendo preso por um motivo semelhante e a rede social também pode acabar saindo do ar pelo mesmo motivo. Vale lembrar que o Facebook é o dono do Whatsapp.

O caso não envolve apenas o Brasil. Nos EUA, a Apple é quem sofre com os pedidos do FBI para também colaborar nas investigações, pedindo para a empresa hackear seu próprio dispositivo móvel, o iPhone.

Por João Trajano

 

Whatsapp bloqueado


Serviço de pagamento móvel da Samsung estará disponível no Brasil ainda neste ano, porém, data oficial de lançamento ainda não foi revelada.

No dia 05/01, a Samsung anunciou durante a feira Consumer Electronics Show (CES) 2016, que está sendo realizada em Las Vegas, a chegada do Samsung Pay no território tupiniquim.

O Samsung Pay é o serviço de pagamento móvel da Samsung, e estará disponível no Brasil ainda em 2016, segundo a empresa. O serviço deve chegar ao Brasil, caso não ocorra nenhum problema, nas próximas semanas, assim como no Reino Unido, China, Austrália e Singapura, que também não tinham o serviço e agora poderão desfrutar de suas funcionalidades.

Entretanto, a empresa ainda não revelou a data oficial de lançamento nesses países, podendo ocorrer tanto, realmente nas próximas semanas, como nos próximos meses. A Samsung também ainda não revelou quais marcas de Cartão de Crédito, serão aceitas no serviço. Porém, é provável que as marcas mais consagradas do mercado estejam presentes no serviço sem maiores imbróglios.

O lançamento do Samsung Pay no Brasil, já era aguardado e esperado desde o lançamento do Galaxy S6 Edge Plus junto do Galaxy Note 5, já que na época, a empresa sul-coreana já havia falado sobre o interesse em trazer o serviço para o país o mais rápido possível.

Atualmente, apenas os modelos mais avançados e recentes da empresa, possuem o serviço. Como o Note 5, S6, S6 Edge, S6 Edge Plus e S6 Active. Esse último, ainda não se encontra à venda nos varejistas do Brasil. Ainda não há uma perspectiva do serviço chegar também aos smartphones mais simples ou, ao menos, intermediários da Samsung, não havendo qualquer menção a isso, durante a feira.

Com o lançamento do Samsung Pay no Brasil, a sul-coreana sai na frente da sua maior concorrente, Apple, que também possui um serviço de pagamento móvel semelhante, mas ainda não trouxe o serviço para o Brasil. Não há qualquer previsão de que isso aconteça em breve, deixando o iPhone, em desvantagem em relação à linha de smartphones tops da Samsung.

Por Isis Genari

Samsung Pay

Foto: Divulgação


Modelo será fabricado no Brasil e custará R$ 1.299.

A fabricante chinesa Lenovo lançou sua primeira linha de smartphone no mercado brasileiro. Já disponível no mercado da China, o aparelho chegará ao país com especificações intermediárias e com preço acessível para os que querem trocar de aparelho.

O Vibe A7010 será fabricado em território brasileiro e custará R$ 1.299. Ainda não há qualquer previsão de que esteja disponível no mercado brasileiro.   

O primeiro smartphone da marca Lenovo no Brasil contará com uma configuração bastante interessante para sua faixa de preço. Ele conta com uma tela de 5,5 polegadas com resolução Full HD e tecnologia IPS. Além disso, ele virá com suporte à conectividade 4G e Dual-SIM. Seu processador é um MT6752 de 64 bits Octa-Core, aliado a 2 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento interno. O Vibe A7010 suporta cartão MicroSD de até 128 GB.   

A câmera principal do smartphone possui 13 megapixels e a frontal 5 megapixels, suficiente para selfies de qualidade. O software da câmera possui algumas funções bastante interessantes como controle gestual e funções para melhorar as fotografias faciais. A bateria do Vibe A7010 possui 3.300 mAh e é suficiente para aguentar um dia de uso. Há também um leitor de impressões digitais, algo bastante raro em um smartphone desta faixa de preço.   

Algo que chamou a atenção foi o sistema de som do aparelho. Ele possui três microfones para eliminar ruídos e um codec Wolfson, que proporciona melhor qualidade de áudio em conversas. Além disso, o smartphone possui um sistema de som Dolby Atmos. O Vibe A7010 possui dois alto-falantes.  

O design do aparelho também é atraente, até mesmo para os mais exigentes. Ele possui uma traseira curvada, removível e de plástico. De fábrica, o Vibe A7010 sairá com o Android Lollipop (5.1), com algumas modificações de interface da Lenovo. Apesar das customizações no sistema, ele roda bastante fluído e sem engasgos. Agora, o que resta é aguardarmos pela disponibilidade do aparelho no mercado brasileiro o mais breve possível.

Por William Nascimento

Lenovo Vibe A7010

Lenovo Vibe A7010

Fotos: Divulgação


Empresa pretende conquistar o mercado brasileiro e ficar entre as 5 maiores marcas vendedoras de smartphones no País.

Apesar de estar comercializando seus smartphones há pouco mais de 10 meses, a Asus já conseguiu vender mais de 800 mil aparelhos e está empolgada com os resultados. Agora, a meta da empresa é ficar entre as 5 maiores marcas vendedoras de smartphones no Brasil, só que isso não será nada fácil, pois apesar de ser um mercado muito próspero, é também bastante concorrido e por grandes marcas.

Mas a Asus está disposta a encarar esta briga e na última quinta-feira (20) lançou no mercado brasileiro seus novos smartphones, os modelos da família ZenFone 2, com preços que variam de R$ 899,00 a R$ 1.999,00.

Por enquanto, a companhia taiwanesa está na 7ª posição, atrás das seguintes marcas:
Samsung, Apple, LG, Sony, Motorola e Nokia, que são as 5 maiores atualmente. Estas empresas fizeram um acordo para que não seja revelada qual a participação de cada uma no mercado de smartphones, por isso não é possível saber qual ocupa a primeira posição no ranking, mas uma certeza é que estas empresas respondem hoje, por 95% das vendas de smartphones aqui no Brasil.

A Asus quer conseguir uma fatia deste mercado, de forma especial da Motorola, empresa que ao lançar o Moto G conseguiu se tornar a empresa com o aparelho mais vendido do mercado.

Jerry Shen, presidente-executivo da Asus, informou que uma das metas da empresa para conseguir uma fatia maior deste mercado é lançar modelos top de linha, aparelhos que contam com tecnologia de ponta e que são mais resistentes.

Shen, indiretamente, criticou os aparelhos da Motorola, ao dizer que são smartphones bons, mas que os smartphones da Asus precisam ser excelentes.

Em relação à nova linha da Asus, o carro-chefe é o ZenFone 2 que conta com processador Intel e 4GB de memória, com o preço de R$ 1.299,00. A empresa responsável pela montagem dos smartphones da Asus aqui no Brasil é a Foxconn, porém, todos os componentes deverão ser importados, pois a Asus quer garantir uma melhor qualidade para seus smartphones.

Com o dólar custando quase R$ 3,50 não vai ser fácil para a Asus, importar as peças e, ainda assim, conseguir vender smartphones com preços mais em conta, mas a empresa promete investir em planejamento logístico e aposta nos subsídios chineses para as compras dos componentes, para conseguir manter o preço reduzido.

Por Russel

Asus ZenFone 2

Asus ZenFone 2

Fotos: Divulgação


Maio de 2015 registrou queda de 16% nas vendas de smartphones no Brasil. Previsões indicam que no trimestre a queda chegue a 12% ou mais.

Desde que os smartphones chegaram ao mercado brasileiro, foram apontados como o principal produto de consumo para os próximos anos e a previsão veio se confirmando ano após ano, com os novos lançamentos chegando ao mercado e os consumidores comprando os aparelhos, garantindo vendas acima da média, em comparação a outros itens, mas pela primeira vez no Brasil, a venda de smartphones apresentou baixa entre os meses de abril e a redução nas vendas para o segundo trimestre do ano pode chegar a 12%.

E a queda na venda dos smartphones não era esperada para o período de abril e maio, pois foi um período que contou com muitas novidades no setor, como o Galaxy S6, o LG G4 e até os novos modelos da Xiaomi que chega ao país trazendo seus aparelhos com valores bem abaixo do mercado. Mas nem isso foi capaz de impedir a queda nas vendas destes aparelhos que estão presentes no dia a dia de milhões de brasileiros.

No mês de abril, a queda nas vendas de smartphone no Brasil ainda foi pequena, ficando em apenas 1%, mas no mês de maio a queda nas vendas chegou a 16% surpreendendo até os mais pessimistas, pois os smartphones continuavam tendo uma boa procura, mesmo diante da crise que o país atravessa. Esta foi a primeira vez que a venda de smartphones no Brasil teve uma queda.

As vendas de smartphone no mês de abril chegaram a 4,86 milhões e em maio despencou para 3,89 milhões, de acordo com pesquisa feita pela IDC, empresa de consultoria que é especializada em tecnologia. A IDC previu que a queda para o trimestre chegue a 12% ou até mais.

A última previsão feita tinha informado um crescimento na venda dos smartphones em uma média de 5%, já que os meses de maio e junho são ótimos para o comércio, devido ao Dia das Mães e o Dia dos Namorados, mas nem estas datas foram capazes de impulsionar a venda dos aparelhos inteligentes.

Ainda de acordo com a IDC, o resultado esperado e a baixa venda confirmada são devido ao momento de crise que o Brasil atravessa. A alta do dólar foi alto fator que favoreceu a queda das vendas de smartphone. E com estes novos números, a IDC já está revendo os números de sua previsão para as vendas neste ano de 2015, que deverá ficar bem abaixo do que tinha sido previsto.

Por Russel

Venda de smartphones


De 2005 a 2013 a quantidade de pessoas com celular cresceu 131,4%.

Que a tecnologia está mais acessível à maioria da população, isso é visível. Mas em termos de números, você sabe o quanto a população brasileira está com mais recursos tecnológicos? O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), através do seu suplemento de Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2013, fez um levantamento sobre as Tecnologias de Informação e Comunicação.

Na época da pesquisa (2013), apenas um quarto da população brasileira não tinha um aparelho celular. Isso equivale a 24,8% das pessoas. Pode parecer muito ainda, pela quantidade de pessoas que vemos nas ruas utilizando um celular. Mas esse número cresceu muito nos últimos oito anos anteriores à pesquisa. Essa quantidade cresceu 131,4% de 2005 para 2013, representando um total de 73,9 milhões de pessoas a mais com um celular. Se comparado a outro período, 2008, esse número é de 49,4%, totalizando 43 milhões de pessoas.

De acordo com a pesquisa, os números com maior variação foram apresentados nos estados do Tocantins, Paraíba, Bahia, Piauí e Roraima. Por região, a que mais apresentou número com novos adeptos do celular foi o Norte, seguido pelo Nordeste.

As mulheres dominam entre as pessoas que mais têm celular, com 75,9%. Entre os homens, esse número era de 74,4% em 2013. Isso em termos nacionais, pois nas regiões Sul e Sudeste, os homens ainda são o maior número entre os usuários de celular.

A pesquisa ainda revelou que entre as faixas etárias também aumentou a aquisição de um aparelho, sendo apresentada a maior variação entre jovens de 25 a 29 anos.

Obviamente, esses números variaram até este ano de 2015, e possivelmente apresentaram um aumento ainda maior entre as pessoas que possuem aparelho celular. A chegada de novas tecnologias, novas necessidades e facilidade de pagamento que algumas lojas oferecem, fazem aumentar a oferta e procura de aparelhos em todas as faixas de valores.

Por Felipe Villares

Celular

Foto: Divulgação


Relógio inteligente poderá custar entre R$ 1.799,00 e R$ 98 mil no Brasil.

No dia 10 de abril deste ano o Apple Watch, um relógio inteligente, teve sua pré-venda e, o estoque acabou em pouco tempo após ele ter sido oferecido no site da Apple.

O Apple Watch é um relógio diferenciado de todos que você já viu. Ele é prático e, por ficar no pulso, é possível acrescentar um componente físico às notificações e alertas. Também possui um app específico para sua saúde, mostrando a evolução e, ainda, motiva a realizar mais exercícios.

Segundo informações da MacMagazine, aqui no Brasil a data estimada de lançamento é julho, porém, ainda não há uma data específica. O que se imagina é que acontecerá em alguma sexta-feira do mês, já que a Apple tem tradição em lançar qualquer produto nos finais de semana.

O gadget deverá custar entre R$ 1.799,00 e R$ 98 mil e, de acordo com uma tabela feita pelo site TecMundo, o cálculo feito para chegar a esse valor levou em conta alguns impostos, como 8,875% do imposto de Nova York, mais 6,38% de IOF e, ainda, a cotação do dólar, que está em R$ 3,06. Por isso, quem se interessar pelo aparelho, deverá preparar o bolso para desembolsar o dinheiro necessário.

Apple:

A Apple é uma multinacional americana com sede em Cupertino, na Califórnia, Estados Unidos. Fundada no dia 1º de abril de 1976, teve como mentores Steve Jobs e Steve Wozniak e, durante 30 anos foi chamada de Apple Computer, Inc.

Dentre os produtos mais conhecidos da empresa estão iPod, Macintosh, iLife, iWork, Aperture, Final Cut Studio, iPhone, iPad e, agora o mais recente Apple Watch. O sistema operacional desenvolvido pela Apple é o iOS, Mac OS X, iTunes, e também o navegador Safari.

Em 2010 a multinacional operava em dez países e 301 lojas de varejo, além de ter uma loja online que vende os produtos criados pela mesma. Já em 2011 passou a ser considerada uma das maiores do mundo e a mais valiosa do planeta.

Por Andréa Corneli Ortis

Apple Watch

Apple Watch

Fotos: Divulgação


A ASUS é uma conhecida marca presente no mercado de tecnologia brasileiro, responsável pela produção de peças para computadores. O público conhece a qualidade e confiabilidade de seus produtos, mas agora a marca se lança em outro segmento e lançará no Brasil a primeira linha de smartphones em nosso país.

O anúncio foi realizado pela ASUS na tarde desta quarta-feira (15). A marca denominou os aparelhos de “Zenfone”, que chegam com uma variação no tamanho da tela de 6 e 5 polegadas e todos equipados com processadores Intel Atom (mais conhecido por equipar Netbooks). O valor dos aparelhos será lançado com valores a partir de R$ 499,00.

Os smartphones foram apresentados neste ano na CES, durante o mês de janeiro nos Estados Unidos, cidade de Las Vegas. No Brasil, o modelo mais simples é o Zenfone 5, que conta  com as seguintes configurações: memória RAM de 2 GB, 8 GB ou 16 GB de memória interna, slot para extensão de memória através de cartão micros de até 64 GB, tela IPS de 5 polegadas (resolução de 1280 X 720 pixels), câmera traseira de 8 megapixels, bateria de 2110 mAh, Android 4.3, podendo ser atualizado para o 4.4.2. Além das características descritas o aparelho conta com um processador Intel Atom dual-core (dois núcleos) com clock de 1.2 GHz ou 1.6 GHz.

A carcaça do aparelho é feita em plástico áspero e fosco e o seu design lembra alguns modelos de Tablet da marca, como a linha Padfone de smartphones e tablets. O aparelho já conta com um ponto positivo: o Sistema Operacional Android, o mais popular entre os usuários de smartphones. Ressalta-se que o modelo já proporciona uma atualização do Sistema Operacional.

A previsão é que o modelo seja vendido a partir de R$ 699,00 em nosso país, um valor razoável e compatível com outros Smartphones de configuração similar. Apesar de nova no mercado de Smartphones, a ASUS já é conhecida por sua qualidade, o que pode ser um fator positivo para a consolidação do novo segmento no Brasil.

Por André César

Asus Zenfone 5

Asus Zenfone 5

Foto: Divulgação


Muitas empresas não esperaram o final do ano para anunciarem suas novidades, como a Nokia que já disponibilizou no mercado sua nova linha de smartphones, com preços mais em conta e configuração robusta.

Ao todo, serão 3 novos smartphones comercializados no mercado nacional: será o Lumia nas versões 730, 735 e 830.

Os modelos chegam para competirem no mercado de "intermediários", onde estão os smartphones com hardware de média capacidade, ou seja, não são top de linha, mas atendem a boa parte dos usuários. Inclusive o Lumia 735 e o 830 são compatíveis com a nova tecnologia 4G LTE.

As versões 730 e 735 são quase que idênticos, porém, o 730 suporta 2 chips e o 735 é compatível com a conexão 4G. No restante, eles são idênticos, contando com 1GB de memória RAM e 8GB de memória interna, mas têm opção para cartões micro SD de até 128GB.

A tela de 4,7" dos aparelhos conta com tecnologia AMOLED, oferecendo resolução de 1280x720px, cerca de 312px por polegada. A tela deste dois modelos também contam com filtros da tecnologia ClearBlack e proteção Gorilla Glass 3.

A câmera traseira é de 6,7mp, gravando em qualidade Full HD e a câmera dianteira é de 5mp e também filma em Full HD.

Possuem GPS com A-GPS e Glonass, Bluetooth 4.0 e o sistema operacional é o Windows Phone 8.1.

O Lumia 830 conta com uma configuração semelhante aos outros dois modelos, sendo que uma das diferenças está no tamanho da tela, que no 830 é maior, sendo de 5" com resolução de 1280x720px.
O processador é o Qualcomm Snapdragom 400 quad-core de 1,2 GHz, memória RAM de 1GB e memória interna de 16 GB com opção de cartão microSD de até 128GB, câmera traseira de 10mp e câmera dianteira de 0,9mp, Bluetooth 4.0, estabilização ótica de imagem e também roda o Windows Phone 8.1.

Confira os preços dos modelos:

– Lumia 730: R$ 700,00;

– Lumia 735: R$ 900,00;

– Lumia 830: R$ 1.200,00.

Por Russel

Nokia Lumia 730

Nokia Lumia 735

Nokia Lumia 830

Fotos: Divulgação


Com os novos aparelhos surgindo no mercado dos eletrônicos, como o iPhone 6, por exemplo, outro mercado que também cresce rapidamente é o de revenda de aparelhos eletrônicos usados, principalmente smartphones e tablets. Plataformas recebem e avaliam os produtos, e caso queiram comercializar, os compram para revender. 

Apesar desse mercado ser novo para os brasileiros, já vem crescendo há algum tempo no exterior, principalmente no Reino Unido, e tem se expandindo para países como o Brasil, que vêm mostrando um grande aumento nas comercialização de aparelhos (35,6 milhões em 2013), e onde é observado também um intervalo curto de tempo nas compras de um aparelho para o outro (16 meses, em média), para cada consumidor, segundo os últimos dados do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor. 

Esses números representam um aumento de 123% em relação ao ano anterior, e com a perspectiva para o futuro próximo, esse tipo de alternativa de revenda só tende a crescer também, pois além de gerar lucro ao usuário que deseja comprar um aparelho novo, também cria a possibilidade de pessoas terem acesso a aparelhos por um preço menor do que um aparelho novo no mercado. Ou seja, é bom para ambas as partes.

No Reino Unido esse tipo de comercialização é alta, chegando a trazer de volta para o mercado cerca de 50% de celulares usados (22 milhões de aparelhos). E o sócio-fundador de uma nova plataforma brasileira, a startup curitibana "ziggo", Guilherme Macedo, diz que se somente 1% dos aparelhos celulares, smartphones e tablets no Brasil voltarem para o mercado na revenda isso já daria um número consideravelmente alto.

"Se somente 1% dos aparelhos voltarem ao comércio pelas plataformas como a ziggo, isso corresponde a mais de 300 mil aparelhos", projeta Guilherme Macedo.

Macedo acredita que com a troca frequente de aparelhos realizada pelos consumidores, eles terão com esse serviço mais uma maneira de se desfazer de seus aparelhos antigos e ainda conseguindo gerar uma renda que poderá, inclusive, ajudar na aquisição de uma ferramenta eletrônica nova e mais moderna.

Por João de Azeredo Gameiro Alvares Calvet

Smartphones usados

Foto: Divulgação


O relançamento do mensageiro instantâneo ICQ foi marcado por números exorbitantes. Isso se deve ao fato de que em apenas uma semana o aplicativo obteve mais de um milhão de downloads somente no Brasil. Isso sem contar os usuários antigos que recuperaram suas antigas contas.

O ICQ veio para ficar, isso é fato. Há uma semana o aplicativo estava em primeiro lugar na loja de aplicativos do iPhone. Nenhum dado sobre quantidade de downloads foi fornecido pelo Google, dono da loja de aplicativos do Android, porém, ele afirma que o número é quase duas vezes superior à quantidade do iOS, tudo isso segundo o site G1.

Outro fator que ajudou a popularizar o aplicativo no país são os famosos adesivos. Trazendo uma proposta diferente aos famosos emoticons dos mensageiros atuais, eles dão mais charme e trazem um visual mais moderno ao seu smartphone. Segundo o site G1, o coração brasileiro (adesivo criado especialmente para nós brasileiros) ficou entre os 20 mais baixados no país.

Em época de Copa do Mundo a tendência desse aplicativo crescer é enorme. Pois o aplicativo traz recursos interessantes de troca de mensagens, e videoconferência. Tudo para agradar ao público tão exigente que é o brasileiro.

O programa ainda traz uma interface amigável capaz de beneficiar a comunicação, foco do programa. O recurso de envio de mensagens (SMS) gratuitas é um show a parte. Exporte todos os seus contatos da agenda para o programa e experimente por você mesmo o poder do ICQ.

Novidades:

Em um mundo onde estamos tão saturados por diversos mensageiros, o ICQ surge para inovar e agradar tanto aqueles usuários da velha guarda quanto os mais novos. O sistema de troca de arquivos é até então inédito e possui diversas utilidades, seja para fins pessoais como comerciais.

A popularidade do aplicativo não é atoa, tudo é novo e reformulado. O aplicativo está disponível para iOS, Android, Windows Phone, Black Berry e PC.

Por Felipe Henrique de Souza

ICQ

Foto: Divulgação


A Apple pode usar o nome iPhone no Brasil sem pagar nenhuma quantia a Gradiente, que atualmente detém o nome e não entrou em acordo com a empresa de Steve Jobs. O Tribunal Regional Federal do Rio de Janeiro foi favorável à Apple no processo em que a empresa americana briga contra a brasileira Gradiente e o Instituto Nacional de Proteção Intelectual (Inpi).

Essa já é a segunda instância do julgamento e nela os desembargadores decidiram que a Apple tem o direito de usar o nome iPhone em seus aparelhos. O nome que pertence a Gradiente foi solicitado em 2000, contudo devido a entraves só foi realmente cedido em 2008, um ano após a Apple lançar o aparelho mundialmente. A argumentação do Inpi é que a legislação brasileira, as empresas, patentes e nomes são protegidos internacionalmente, contudo ela prevê a concessão do registro às empresas que entram com pedido primeiro.

Depois da decisão do Inpi, a Apple abriu processo na justiça contra o instituto e a Gradiente e acabou vencendo, entretanto a empresa brasileira recorreu. Agora com a decisão, a companhia pode até recorrer novamente, contudo não é certo que tenha vitória em relação a gigante americana. Outra disputa referente ao nome iPhone foi com a rede Cisco, que também havia registrado a marca em 2000, entretanto os termos do acordo não foram informados.

Já no México, a companhia iFone, empresa que oferece serviços na área de tecnologia entrou com ação no órgão responsável pela defesa da propriedade intelectual decidiu, já que registrou o nome em 2003.

Desde seu lançamento em 2007, a Apple se envolveu em uma gama de disputas judiciais em todo mundo, principalmente com a rival Samsung. Nos Estados Unidos, por exemplo, as duas travaram uma série de lutas, que acabou com a vitória da Apple. Já em alguns países da Europa, ambas foram impedidas de entrarem com novas ações, com o risco de serem multadas em valores exorbitantes. 

Por Robson Quirino de Moraes

Apple x Gradiente

Foto: Divulgação


O Brasil ainda não é um mercado que recebe todos os lançamentos que algumas localidades do mundo pode usufruir, como, por exemplo, os tablets Surface, que acabam sendo comercializados em mercados às vezes um pouco insignificante na nossa visão. Isso faz o nosso país ter poucos tablets com o Windows 8, contribuindo para a enxurrada de tablets com o sistema Android e também com as boas vendas de iPads. Mas a Nokia parece que viu o Brasil com carinho.

Lançado lá fora ainda em 2013, o Lumia 2520 é o primeiro tablet da Nokia (agora sob a tutela Microsoft). O dispositivo tem configurações respeitáveis (principalmente para o mercado corporativo), encabeçando a lista, um Snapdragon 800 de 2,2 ghz, ainda vem com 32 GB de espaço em disco (expansível com cartões microSD), tela IPS de 10,1 polegadas Full HD com Gorila Glass e também uma bateria de 8.000 mAH. Câmera frontal de 2mp e traseira com 6,7 garante ótimas imagens aos usuários.

O Windows empregado no tablet é o 8 RTM. Como é uma versão voltada para tablets, é meio que impossível rodar aplicativos x86 comuns. Essa limitação é mais um calcanhar de Aquiles do que algo benéfico, pois a store do Windows 8 parece ainda não ser tão atraente para desenvolvedores de apps consagrados na concorrência. Uma bela novidade é que este tablet é o primeiro dispositivo com esta versão do sistema a desembarcar por aqui, e não a x86 que existe nos tablets do varejo nacional.

O preço parece não agradar. Como é lançamento e talvez o fato de ser o primeiro tablet da companhia, você pode encontrar no varejo por R$ 2.599,00. Um teclado que vem junto opcionalmente custa mais R$ 499,00, colocando-o numa faixa de preço um pouco elevada. O bom é que teremos Here Maps e também o pacote Office completinho.

Por Leandro de Souza

Nokia Lumia 2520

Foto: Divulgação


O brasileiro está mais exigente quanto ao serviço das prestadoras e busca sempre uma alternativa quando a qualidade não é tão boa quanto o esperado. Uma pesquisa feita pela fabricante de peças e aplicativos de infraestrutura da Nokia em 11 países, incluindo o Brasil, mostrou que nós estamos mais propensos a trocar de prestadora. Ao todo, mais de 12 mil usuários foram entrevistados nos 11 países, dos quais 1,98 mil foram brasileiros que usam smartphone ou tablet.

Dentre os dados levantados no estudo está a demanda de clientes, dos quais 67% do total mudaram de operadora nos últimos cinco anos. Além disso, 48% dos entrevistados estão dispostos a trocar de operadora nos próximo 12 meses, o que representa um valor acima da média mundial, que é de 40% e superior a países como Estados Unidos e Rússia, cujo percentual é de 27%.  Segundo a pesquisa, 63% dos brasileiros entrevistados fazem uso de banda larga móvel em seus smartphones, dentro ou fora de casa e que deste total 82% são de aparelho pré–pagos.

O principal motivo que leva os brasileiros a trocarem de prestadora é a má qualidade dos serviços, o que representa um total de 41%, um número inferior a países como Espanha, Estados Unidos e Itália, cujo percentual é de 29%. Cobranças indevidas são relevantes para 33% dos entrevistados brasileiros, que não veem problema em se desvincular de uma prestadora que realiza cobranças abusivas. Vale ressaltar que após a privatização da Telebrás as empresas brigam por clientes, mas agora terão de brigar com novas armas e uma delas é a qualidade nos serviços prestados.

A pesquisa apontou ainda que o número de usuários conhecidos como heavy users tem aumento. Eles são usuários que possuem conhecimentos mais avançados quanto à tecnologia que estão usando várias funções disponíveis nos gadgets, como acesso a redes sociais, navegação na internet, pagamentos e consulta de saldo pelo aparelho, além do uso de aplicativos de realidade aumentada. 

Por Robson Quirino de Moraes


Segundo o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), é possível acelerar a universalização dos serviços de 3G e 4G para a população. O projeto da agência prevê o acesso banda larga para diversas cidades em etapas. A primeira refere-se à tecnologia 3G, que tem meta de ser implementada até 2017, enquanto a 4G até 2019. Afirmou ainda que serão feitos estudos para que o prazo seja encurtado em 1 ou 2 anos para a tecnologia 3G e em 1 ano para a tecnologia 4G. O que representa um avanço para a tecnologia banda larga no Brasil.

Atualmente, o projeto encontra-se sendo elaborado para a realização de um leilão. As prestadoras que vencerem terão de implementar uma rede de fibra ótica e atender as especificações da Anatel.

A agência também quer diminui o número de orelhões e trocar por pontos de Wi-Fi para dar acesso à internet. As prestadoras devem baixar os custos da infraestrutura, pois a frequência de 700 megahertz terá um custo bem acessível. Há mais de 1 milhão de orelhões que estão sendo cada vez menos usados por conta do avanço da telefonia móvel.

A implementação faz parte das negociações para concessões das companhias que serão renovadas nos próximos anos. Em 2014 haverá consulta pública e vale a pena opinar quanto à ação das operadoras.

Por Robson Quirino de Moraes


Asha 501 no BrasilO Brasil recebeu o Nokia Asha 501, modelo que conta com design moderno, tela sensível ao toque e tecnologia dual-chip. Esse poderá ser o modelo top de linha da série de smartphones de entrada da Nokia.

O aparelho foi lançado nos Estados Unidos em junho e chegou somente agora ao mercado nacional. O Asha 501 conta com memória interna de 128 MB com suporte para cartão de memória de até 32 GB, tela de 3 polegadas com resolução de 240 x 320 pixels, memória RAM de 64 MB e sistema operacional Nokia Asha 1.0.

O grande atrativo do modelo são os softwares inclusos nele, pois ele conta com aplicativos bem populares já instalados, como por exemplo, o Twitter e o Facebook, além de contar com jogos famosos, como Real Football 2013 e Little Big City. O celular ainda conta com o Fastlane, um aplicativo multitarefas inteligente que planeja a agenda de compromissos dos usuários.

O modelo já está disponível para compra nas principais lojas do Brasil por R$ 329. Sem dúvidas ele é uma ótima opção para os usuários que querem um celular bom e simples.

Por Felipe Santos Bonfim


Muitos consumidores ficam na dúvida na hora de comprar aparelhos que já vêm com o suporte às redes 4G, principalmente de onde já está disponível esse tipo de tecnologia.

O G1 recentemente realizou testes, principalmente nas sedes da Copa das Confederações para saber como anda o funcionamento do 4G aqui no Brasil, veja agora alguns detalhes sobre os testes e onde a rede se encontra mais acessível:

– Em nossa capital federal, Brasília a internet 4G se mostrou até 9 vezes mais rápida que a 3G. Porém, a utilização total e sem problemas está centrada apenas no estádio. Segundo o teste no aeroporto internacional JK a rede ainda encontra alguns problemas.

– Belo Horizonte por sua vez, está um pouco atrasada em relação a essa tecnologia, apenas no Mineirão o uso é satisfatório.

– Em Fortaleza, o melhor local para se usar o 4G, é o aeroporto da cidade, com uma navegação muito boa.

– Salvador possui uma das melhores e mais amplas coberturas, com 4G em vários pontos turísticos, porém em seu estádio, ainda nada foi implantado.

Em São Paulo o 4G não foi testado pelo site, porém, a maioria da cobertura 4G do país está centrada na capital paulistana, o que pode ser uma grande vantagem para quem adquirir aparelhos com a tecnologia na cidade.

Por Henrique Nicolau


Samsung Galaxy S4O Samsung Galaxy S4 foi lançado no dia 16 de abril em Nova York, e durante o evento, a fabricante sul-coreana anunciou que seu lançamento no Brasil está previsto para o dia 30 de abril.

Para os usuários mais ávidos por novidades, é uma notícia animadora.

O novo smartphone chegará no Brasil em dois modelos: o 3G com 16 GB, custando R$ 2.399; e o 4G, também chamado de LTE, por R$ 2.499. Ainda não foi informado sobre os valores em particular para os modelos pré-pagos.

Entre as novidades do aparelho, estão o Smart Pause, em que o Galaxy pausa um vídeo caso os olhos do usuário não estejam voltados para a tela, e o Smart Scroll, em que o próprio smartphone desce uma página na web ou texto quando percebe que os olhos do usuário chegaram ao fim do texto. Além disso, ainda será possível realizar todas as funções no aparelho sem tocá-lo: com o air touch, o usuário realiza os comandos com os dedos próximos ao aparelho, sem necessariamente tocá-lo.

Confira as informações técnicas do novo Galaxy S4:

– Tela de 5 polegadas;

– Display Full HD;

– Memória de 16/32/64 GB expansível;

– Memória RAM de 2 GB;

– Processador Quad-Core de 1.8 GHz, ou Octa-Core de 1.6 Ghz;

– Android Jelly Bean ou iOS;

– Câmera de 13 MP;

– Peso de 130 gramas.

Por Willian Gonçalves


A LG informou que o modelo Optimus G Pro chegará ao Brasil nos próximos meses.

O modelo da marca sul-coreana terá lançamento oficial dentro de dois ou três meses e não tem valor definido, porém vale a pena torcer que o modelo tenha o subsídio que reduzirá impostos, como o Confins e o IPI. Assim o modelo se tornará mais acessível a maior parcela da população.

O LG Optimus G Pro não deixa a desejar. Ele possui um processador potente, o Quad-Core de 1,5 Ghz Snapdragon, o qual tem ótimo desempenho para rodar jogos pesados com gráficos com grande definição, sem que haja maior consumo de energia. Tudo isso com uma memória interna de 32 GB.

O modelo apresenta várias funções, dentre elas a Qslide, que permite que usuário utilize mais de um aplicativo ao mesmo tempo. A câmera possui resolução de 13 MP com flash, ideal para quem vai fazer fotos com boa nitidez e gravar vídeos com qualidade Full HD de alta resolução.

A tela do LG Optimus G Pro tem 4,7” com tecnologia True HD IPS+ com resolução de 1280 x 786 pixels, que apresenta ótima fidelidade de cor. O modelo tem uma espessura de 8,5 mm e um design sofisticado, o acabamento de polarização de maior resistência.

LG Optimus G Pro no Brasil

Por Robson Quirino de Moraes


Tão aguardado pelos amantes da marca filandesa, o Lumia 720 é um modelo de smartphone equipado com Windows Phone 8, da Microsoft.

O Lumia 720 é um modelo intermediário que apresenta ótimas funções e não deixa devendo a muitos smartphones disponíveis no mercado.

Com hardware superior ao seu antecessor, o Nokia Lumia 720 possui um processador de dois núcleos com 1 Ghz de velocidade, 512 MB de memória RAM e 8GB de memória interna, que é expansível até 64 GB. A tela de 4.3 polegadas apresenta tecnologia Clear Black, que melhora a visibilidade em diversos ambientes, sejam com muita ou pouca luz. O modelo ainda apresenta uma câmera traseira de 6.7 MP e uma dianteira de 1.3 MP, ambas com diversas possibilidades e alta resolução.

As demais características do Lumia 720 também não deixam a desejar. Ele possui conexão Bluetooth 3.0, 3G e NFC, além de GPS embutido com serviços de Mapas da Nokia, o Nokia Here.

O modelo está disponível nas cores preto ou branco.

O modelo da Nokia entrará no aquecido mercado brasileiro já com o subsídio de impostos, o que tornará o modelo mais barato e competitivo. Como o governo decidiu reduzir os impostos, como o Confins e IPI, assim o Nokia Lumia 720 terá um valor que gira em torno de R$ 900,00.

Lumia 720 da Nokia

Por Robson Quirino de Moraes


O Facebook Home acaba de desembarcar em terras tupiniquins (oficialmente), mas para um número limitado de aparelhos, tão limitado que daria para contá-los nos dedos de uma mão.

Oficialmente, é aceito no HTC One X, HTC One X+, Galaxy SIII e Galaxy Note 2 (mas como HTC não são vendidos no Brasil, a lista fica mais reduzida).

O Facebook promete lançar em breve o app para HTC One e Galaxy S4 que começa a ser vendido na semana que vem por aqui, por R$ 2.499 no modelo com 4G. Por enquanto, o app estará disponível para um número bem limitado de pessoas.

A novidade foi apresentada no dia 4 de abril como uma nova tela inicial para celulares Android. Vale ressaltar que ainda não há previsão de uma versão para iOS, mas de acordo com a Bloomberg o Facebook está negociando com a Apple. Enquanto isso, uma atualização para o Facebook Messenger no iOS foi liberada, que disponibiliza o recurso de Chat Heads.

O app pode ser baixado no Google Play

Por Atila Felipe


O Brasil se prepara para a chegada da quarta geração de telefonia móvel (4G), que foi uma das exigências para a realização da Copa das Confederações.

Segundo os dados levantados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), existem apenas 11 modelos no país que são compatíveis com a nova tecnologia, contra 370 aptos para o 3G de alto desempenho. Mas, companhias como a LG, Sony Mobile, Samsung e BlackBerry se adiantam e anunciam o lançamento de novos aparelhos com suporte 4G nos próximos meses.

Com dois dispositivos da quarta geração já homologados pela Anatel no Brasil, a LG lançará ainda nas próximas semanas o Optimus G, produzido no Brasil. Também é previsto a estreia de mais dois ou três modelos compatíveis com a nova tecnologia.

A Sony Mobile, por sua vez, tem o Xperia ZQ em fase de pré-venda e programa a chegada de mais um aparelho.

A maior fabricante de smartphones do mundo, Samsung, possui quatro modelos já homologados e promete que no segundo semestre do ano ainda mais dispositivos serão lançados.

Por último, a BlackBerry pretende colocar no mercado mais dois aparelhos 4G além dos divulgados  Z10 e Q1.

Por Davi Pizelli


O Brasil recebeu na última segunda-feira, 8 de abril, o Lumia 520 da Nokia.

O modelo baratinho da companhia finlandesa chegou ao país custando apenas R$ 599 e já ganhou bastante destaque entre os aparelhos com sistema Android que possuem a mesma faixa de preço por oferecer uma completa experiência com o Windows Phone.

O Lumia 520 possui tela de quatro polegadas que conta com a mesma tecnologia do top de linha Lumia 920, com a qual se pode mexer na tela sensível ao toque do smarphone mesmo usando luvas. Por outro lado, a resolução do aparelho ainda deixa um pouco a desejar, pois possui apenas 800 x 480 pixels.

O smartphone ainda conta com processador dual-core Snapdragon de 1 GHz, câmera de 5 megapixels, memória RAM de 512 MB e armazenamento interno de 8 GB, que pode ser expandido através de um cartão microSD de até 64 GB.

O Lumia 520 sai de fábrica com vários aplicativos nativos da fabricante que ajudam na utilização do sistema, como, por exemplo, os da série HERE, um serviço de localização GPS e navegação que não precisam de conexão com a internet para funcionar.

Inicialmente, o smartphone estará disponível apenas nas lojas da Nokia nas cores branca e preta.

Por Felipe Santos Bonfim


Demorou, mas finalmente o smartphone Nexus 4 será lançado no Brasil. A Google disse que o smartphone pode ser apresentado ao público em um evento na próxima quarta-feira (27/03).  

A publicação será feita na sede oficial da Google em São Paulo (SP) e tem presença confirmada de Hugo Barra, um brasileiro que está na vice-presidência da divisão Android da empresa.

Ainda é um mistério o dia em que o Nexus 4 chegará às lojas brasileiras, o preço também é um segredo mantido pela empresa.  

Para termos uma ideia, nos Estados Unidos, o Nexus 4 com 8 GB de armazenamento interno de dados, é comercializado a US$ 299 através do site Google Play. O Nexus 4 com 16 GB é vendido por US$ 349. Os valores são subsidiados pela Google.  

Na Europa, mesmo sem nenhum desconto, pode-se encontrar o aparelho por preços que superam os 500 euros.

Se esta mesma situação acontecer aqui, teremos que colocar a mão no bolso para conseguir adquirir o smartphone.

Por André Barbosa


Para quem não sabe, 4G representa a quarta geração de internet da telefonia móvel. É bastante similar a nossa já conhecida tecnologia 3G, com o diferencial de que é totalmente baseada em IP o que para o usuário na prática representa uma velocidade que vai de 100Mbps em movimento e até 5Gbps em repouso. O 3G ainda domina esse mercado, mais será por pouco tempo, segundo estimativas recentemente divulgadas.

Essa sonhada velocidade, muito superior aquela que os usuários estão acostumados, ainda é privilégio de pouquíssimas regiões no país, e uma série de entraves técnicos e burocráticos típicos do Brasil tem tornado essa expansão muito lenta. O fato de ela possibilitar grande aumento de cobertura com um investimento muito menor e a iminência da Copa do Mundo de futebol no Brasil fez com que uma série de esforços fosse direcionada para expansão desta rede. 

No mundo todo estima-se que esse ano o tráfego de dados através da tecnologia 4G subirá 207%. No Brasil, até o final deste ano, todas as cidades que servirão de sede para jogos da Copa do Mundo de 2014 terão essa cobertura.

Por Bruno Hardt


O mais novo smartphone da Nokia a chegar no Brasil é o Asha 205. O aparelho roda com sistema operacional Nokia OS S40 Asha e tem funcionalidade dual-chip, além de preço baixo.

O novo celular da finlandesa realmente agradou o público brasileiro, pois esgotou os estoques da loja online da Nokia em poucos dias, tendo em vista que seu lançamento foi no dia 1º de fevereiro. O dispositivo possui teclado QWERT físico e é altamente interativo com as mídias sociais, principalmente com o Facebook – tanto que um de seus principais destaques é um botão exclusivo para a rede social.

O gadget tem display de 2.4 polegadas, câmera traseira VGA, resolução de tela de 240 x 320 pixels, além de funcionar com dois chips simultâneos e ter o sistema Easy Swap para que o usuário troque de chip com muita facilidade – e sem precisar desligar o aparelho.

Mesmo que não seja compatível com 3G e Wi-Fi, o novo Asha 205 possui conectividade Bluetooth, podendo utilizar o Nokia Slam para compartilhar vídeos, fotos e músicas. E para incrementar o aparelho, a Nokia disponibilizou aplicativos pré-instalados, como eBuddy – que engloba o MSN, Yahoo! Messenger, chat do Facebook e Google Talk em um só programa – e 40 jogos gratuitos da EA games.

O novo Asha 205 pode ser comprado pelo valor de apenas R$ 230 nas três cores principais: branco, preto e rosa.

Por Guilherme Marcon


A Samsung divulgou nesta semana que irá aumentar a família de seu tablets Galaxy Note.

Desta vez a novidade vai ficar por conta do Samsung Galaxy Note 7 que vai possuir uma tela com 7 polegadas e equipado com Super Amoled HD.

Fonte: Linkatual

 

Segundo o site Sammobile o novo Galaxy Note 7 terá processador Exynos Quad-core 1,6 GHz que está presente no Galaxy Note 2 além de possuir o sistema operacional Android 4.1.2 Jelly Bean.

Este novo produto da Samsung parece estar em fase de testes e deve ter maiores detalhes revelados bem como seus preços durante as feiras de tecnologia MWC e CES que acontecem no início de 2013.

Por Ana Camila Neves Morais


A TIM confirmou nesta quinta-feira, dia 27 de dezembro de 2012, que apresentou períodos de instabilidade em sua rede de telefonia em alguns pontos espalhados pelo país.

De acordo com a assessoria de imprensa da operadora, os problemas foram para realizar chamadas e na conexão à internet ocasionados por falha na rede de transmissão e que já foram solucionados.

As instabilidades aconteceram no litoral do Paraná, na região metropolitana de São Paulo e em alguns pontos no interior de Minas Gerais.

Por Ana Camila Neves Morais


As novidades do gigante de buscas Google não param e a notícia do momento é o lançamento no Brasil do Painel do Conhecimento que foi disponibilizado em maio nos Estados Unidos.

Esta opção permite a resposta às perguntas mais comuns em buscas feitas pelo Google na internet e fornece além da listagens tradicionais de links encontrados outras informações relevantes sobre o assunto desejado.

Fonte: IDGNow

 

Desta forma é possível navegar no painel do conhecimento apenas clicando nos temas apresentados, sendo que o mesmo já possui mais de 500 milhões de itens cadastrados

O lançamento do Painel do Conhecimento aconteceu, ao mesmo tempo no Brasil, Rússia, França, Itália, Alemanha, Japão e Espanha.

Por Ana Camila Neves Morais


O mercado da telefonia móvel vive momentos de alegria com o crescimento obtido por meio dos smartphones, mas obteve uma notícia não muito interessante nesta semana.

Isto porque segundo uma pesquisa divulgada pelo IDC o mercado brasileiro de celulares teve uma redução de 15,3% no terceiro trimestre de 2012 com cerca de 15,3 milhões de unidades vendidas.

Esta situação é ocasionada pela redução constante dos chamados feature phones (telefones tradicionais) que não possuem sistema operacional e funções adicionais.

Esta situação se confirma pelo fato de que no período analisado 11,1 milhões de aparelhos vendidos eram celulares tradicionais e 4,2 milhões foram smartphones com um crescimento de 65% no montante deste último tipo de aparelho móvel.

Os especialistas em tecnologia da informação esperam que até 2014 os smartphones ultrapassem os feature phones no mercado brasileiro devido ao aumento nas opções e diminuição dos preços praticados para este tipo de telefone.

Por Ana Camila Neves Morais


As redes com alta velocidade de conexão estão começando a se familiarizar no Brasil e a primeira a conseguir isto foi a rede 3G.

Segundo pesquisa divulgada pela Huawei houve um aumento no uso deste tipo de rede em cerca de 84,1% com um total de 65,4 milhões de pontos conectados.

Além disso, ocorreu também um aumento de 58% na conversão de celulares com GSM para a rede 3G que está sendo muito impulsionada pelo aumento vertiginoso do número de smartphones no país que usam este tipo de tecnologia.

O próximo passo, agora, será o início da popularização com a rede de conexão de quarta geração que está apenas engatinhando nas terras brasileiras.

Por Ana Camila Neves Morais


Após uma longa espera, o Senado aprovou nesta quinta-feira – dia 13 de dezembro de 2012 – a Lei Geral das Antenas.

A nova norma determina licença automática para instalar a infraestrutura de suporte para operadoras de telefonia se o poder público não se decidir em 60 dias.

Existe também na nova lei a proibição de que antenas e postes para telecomunicações impeçam a circulação de veículos e pedestres nas cidades.

Além disso, o texto prevê o compartilhamento obrigatório de rede e oferece novas regras para a concessão de licenças, instalação e compartilhamento de infraestrutura para redes de telecomunicações no Brasil.

Sobre as licenças, o seu prazo será de dez anos podendo ser prorrogado por períodos iguais; além disso, o compartilhamento da rede será feito de forma não discriminatória e com preços justos tendo como referência o modelo de custos setorial.

Para garantir o seu cumprimento, o governo irá instalar comissões consultivas em cidades com mais de 300 mil habitantes.

O próximo passo será a apreciação do texto da lei pela Câmara dos Deputados e, se aprovado, irá em seguida para sanção presidencial.

Fonte: Valor Online

Por Ana Camila Neves Morais


Nesta quinta-feira – dia 13 de dezembro de 2012 – a Claro apresentou oficialmente o início do serviço de telefonia com a tecnologia 4G.

O lançamento foi feito na cidade de Recife por ser uma das cidades que irão sediar a Copa das Confederações em 2013 e pela grande quantidade de clientes da empresa no local.

A telefonia 4G oferece uma velocidade de conexão até 10 vezes mais rápida do que a 3G e para oferecer este serviço foram instaladas 49 antenas em Recife para a cobertura de 80% da população residente

Ainda segundo a Claro a meta é distribuir o serviço até abril de 2013 para as cidades do Rio de Janeiro, Fortaleza, Brasília, Salvador e Belo Horizonte.

Fonte: Valor Online

Por Ana Camila Neves Morais


O presidente da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) João Rezende informou nesta quarta-feira – dia 12 de dezembro de 2012 – mais um acordo com as empresas de telefonia do país.

Neste compromisso, as operadoras de celulares se comprometeram a destinar mais 3,8 bilhões de reais para melhoria de suas atividades no período de 2012 a 2014 com um valor total de gastos de R$31 bilhões para este triênio.

De acordo com Rezende, estas mudanças ocorreram em virtude das exigências da Anatel de um plano de melhoria da qualidade de serviços e a suspensão de vendas de algumas empresas como a Tim e a Oi.

Apesar do aumento anunciado, a agência reguladora informou que novos acréscimos ainda podem ser feitos já que nem todas as operadoras mostraram seus investimentos revisados que podem ocasionar novas adições de recursos.

Por Ana Camila Neves Morais


O novo Lumia 920 é a grande aposta da Nokia para a disputa acirrada entre os smartphones tops do mercado.

Nesta semana o Lumia 920 foi regularizado e devidamente homologado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e já está autorizado para ser vendido no Brasil.

O novo aparelho da Nokia chega às prateleiras tupiniquins em março de 2013 já com o suporte confirmado para a internet 4G e usa o sistema operacional Windows Phone 8.  

As principais novidades do Lumia 920 são a câmera e o flash na posição horizontal, além de possuir lentes Carl Zeiss e a função PureView, que garante fotos perfeitas mesmo em ambientes com pouca iluminação e sem o uso do flash.  

Um diferencial do Lumia 920 é a sua compatibilidade com acessórios Wireless. Um deles é o carregador sem fio Fatboy DT-901, uma "almofada" capaz de recarregar o aparelho por indução, sem a necessidade alguma de conectar qualquer cabo no aparelho.

Outros modelos de carregadores sem fio também são compatíveis com o novo Lumia 920, são eles: DT-900 e o DT-910.

Outro acessório diferente e muito interessante é o alto-falante portátil JBL PlayUp, que possui a tecnologia NFC. Bastando aproximar o aparelho do speaker para que o smartphone seja reconhecido muito rapidamente e o som passe a ser transmitido via Bluetooth sem nenhum atraso. 

Por Bruno Mathiuzzo


O crescimento da Samsung é impressionante em todo o mundo e atendendo a este aumento nas vendas a empresa informou neste último dia 07 de dezembro de 2012 a abertura de mais quatro lojas da marca no Brasil.

Segundo Paula Costa, diretora de Marketing e Telecomunicações da Samsung Brasil, a primeira loja será inaugurada na cidade de São Paulo no dia 11 de dezembro de 2012. Ainda de acordo com a empresa, as outras três unidades serão abertas até o final de dezembro de 2012.

Além disso, será aberta no Rio de Janeiro a Galaxy Studio, que não vende produtos, mas permite o manuseio de diversos itens oferecidos pela Samsung possibilitando, assim, o treinamento dos novos proprietários de um aparelho da marca.

Por Ana Camila Neves Morais


No dia 07 de novembro de 2012, última sexta-feira, as empresas de telefonia Oi e Vivo fecharam um acordo para o aumento da oferta de serviço de SMS (mensagem de texto) a cobrar para telefones móveis.

Com isso, a Oi aumenta a quantidade de usuários que podem usufruir deste tipo de serviço que conta além da SMS com torpedos, mensagem multimídia e pacote de internet móvel pré-paga para computadores e tablets.

Deste modo, o serviço de SMS a cobrar é agora oferecido pelas empresas Claro, Rim, CTBC e Vivo com uma cobrança de R$0,45 por mensagem enviada.

Fonte: Valor Online

Por Ana Camila Neves Morais


A revista norte-americana Popular Science, referência na área de tecnologia, deu ao Google Now o prêmio de “Inovação do Ano”.

O Google Now consiste em um assistente pessoal, disponível no Android 4.1 Jelly Bean, que oferece informações variadas ao proprietário que são importantes para o dia-a-dia bem como facilita questões relacionadas ao clima, conversão de moedas e outros.

A premiação vem coroar o crescimento deste sistema durante o ano de 2012 sendo argumentado pela Popular Science como o primeiro assistente que consegue de forma efetiva antecipar as necessidades de seu usuário.

Com isso, é esperado que o Google faça mais aprimoramentos no seu assistente e que o seu volume de vendas aumente no ano de 2013.

Fonte: Engadget

Por Ana Camila Neves Morais


Os números de telefones brasileiros ficarão mais extensos. No dia 25 de outubro, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou uma portaria sobre a implantação do 9º digito, que agora atingirá todos os Estados brasileiros.

Desde junho, o dígito nove foi incorporado aos celulares do Estado de São Paulo e até  janeiro de 2014 também será implementado nos números do Rio de Janeiro e também no Espírito Santo. A meta da Agência é que a nova numeração esteja presente até 2016.

O número 9 será adicionado à esquerda do numero atual – atualmente com oito dígitos.
O sistema de nove dígitos foi adotado devido ao enorme crescimento da rede paulistana e de acordo com a Anatel, os números se exauririam por completo em sete meses.

Com a mudança na malha, a Agência acredita em um aumento de demanda  de 90 milhões contra os 44 milhões de números de  telefones celulares de antes. Há também a previsão do aumento principalmente para terminais eletrônicos (televisores inteligentes, além de modems).

Essa medida evitará eventuais ajustes em equipamentos e sistemas estilo PABX, agendas de contratos entre outros, o que acarretaria prejuízos para as empresas e os consumidores.

Por A.V.S

Fonte: Techtudo


Depois de algumas surpresas positivas e outras bem negativas durante a apresentação do novo iPhone 5, os chips compatíveis com o novo aparelho devem chegar ao Brasil ainda em setembro.

O novo smartphone nem chegou ao Brasil e os chips já serão vendidos na média de R$ 10,00.

Com novidades como a tela maior, de 4 polegadas e suporte para conexão 4G, a qual ainda não existe em território brasileiro, o iPhone 5 chegará aos EUA no dia 21 de setembro.

Os fãs esperavam mais da nova geração do aparelho, que não apresentou muitas surpresas aos maníacos pela companhia.

A câmera, por exemplo, não teve nenhuma alteração, mas o aparelho está 18% mais fino e leve, para quem gosta de praticidade. Para os fiéis conhecedores do mundo dos smartphones, o novo iPhone 5 seguiu a mesma linha de aplicativos que já estão à venda no mercado.

Com a tela maior é possível aumentar a lista de aplicativos disponíveis na página principal do smartphone. Os comentários são muitos, tanto de quem conhece do assunto quanto dos curiosos de plantão.

No final, o negócio é esperar para ver o modelo de perto e concluir se as pequenas mudanças foram válidas ou o lançamento deixou a desejar. 

Por Dayane Garcia


De acordo com o Ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, o Governo pretende implantar preços de smartphones a R$ 200,00 até o Natal deste ano.

A medida visa estimular as indústrias brasileiras a trabalhar neste nicho, fabricando modelos nacionais e por consequência, oferecer preços bem mais baratos do que o mercado estrangeiro. 

Os smartphones também estarão inclusos na Lei do Bem, que garante redução dos impostos em produtos de tecnologia inovadores fabricados no Brasil, o que já acontece com os computadores.

As empresas de tecnologia brasileira estão sendo incentivadas a produzir smartphones, algo que não é ainda fabricado em nosso país. O produto virá, então, totalmente livre de impostos e muitas empresas já estão pensando em implantar modernidades em sua produção de celulares inteligentes, como, por exemplo, o sistema Android, o que sai por, aproximadamente, R$ 400,00. Já, os modelos mais simples, que não possuem o sistema operacional, virão com Facebook, Twitter e demais funções, pelo preço de R$ 200,00.

A MP (Medida Provisória) já foi aprovada e encaminhada pelo Congresso a presidente Dilma Rousseff, que a sancionará nas próximas semanas. 

A carga tributária da telefonia no Brasil é bastante alta. Pensa-se em também fazer uma revisão quanto a isso, já que 40% do que pagamos em telefonia é referente a impostos. O governo pretende diminuir, também, esta carga tributária mensal.

Por Monique Mota


Quando a Apple revelou que o iPhone 4S viria com  uma assistente pessoal inteligente, os fãs brasileiros da marca ficaram enlouquecidos, mas se desapontaram quando descobriram que a ferramenta não tem tanta utilidade no Brasil. Agora, a companhia irá lançar a nova versão do seu sistema operacional e ao que parece o iOS 6 trará a assistente atualizada para encontrar lugares no Brasil.

Porém, não se pode esperar, ao menos até o momento, que a ferramenta funcione em português, mas o aplicativo já atende com os locais compilados do próprio serviço de mapas da Apple.

Na realidade, a Siri só funcionava de maneira totalmente satisfatória nos Estados Unidos, pois lá ela usava os serviços do Yelp para poder localizar os lugares que os usuários procuravam. Até os grandes mercados europeus não conseguiam usar a assistente para pesquisar os locais que precisavam.

Além da França e da Alemanha, a Itália, o Brasil e alguns outros países já poderão contar com a função de buscar locais, assim que a nova plataforma da Apple for lançada.

A equipe do Blog do iPhone obteve resultados satisfatórios em testes feitos no Brasil, porém precisaram fazer perguntas em espanhol para conseguir sucesso nas buscas. 

Por Guilherme Marcon


Devido ao grande sucesso dos smartphones atuais, as fabricantes estão lançando diversos produtos com foco nas classes privilegiadas. Um exemplo disso é o LG Prada, que chegou ao Brasil há pouco tempo. O dispositivo é o resultado da parceria entre a LG e a Prada e conta com processador dual-core e Android 2.3.

O novo modelo não é o primeiro celular criado a partir da parceria das duas empresas, porém é o primeiro aparelho com sistema operacional Android. A nova versão foi batizada de LG Prada 3.0.

O produto não chega a ser um top de linha, porém possui especificações bem razoáveis. O smartphone traz uma tela de 4,3 polegadas com resolução de 480×800, câmera de oito megapixels capaz de gravar em 1080 pixels, processador Cortex A9 dual-core de 1 GHz e memória RAM de 1 GB. Tudo isso em um design fino e leve, com apenas 8,5 mm de espessura e pesando somente 138 gramas.

A LG já confirmou que o sistema Android será atualizado para a versão Ice Cream Sandwich, porém nenhuma data para a atualização foi revelada ainda.

Por se tratar de um dispositivo de luxo e carregar o peso de uma marca renomada, o preço cobrado pelo LG Prada 3.0 no Brasil é algo em torno de R$ 1.799, na versão desbloqueada.

Por Guilherme Marcon


As novidades no mercado de celulares e smartphones não param e desta vez a mais nova inovação vem da Motorola, pois a mesma anunciou no final de junho de 2012 o lançamento no Brasil do Razr Maxx – segundo aparelho integrante da família de celulares Razr.

Este novo aparelho já vem equipado com o sistema operacional Android 4.0.4 Ice Cream Sandwich – versão mais recente – além de uma nova bateria com uma capacidade de 3.300 mAh e oferece, assim, uma autonomia ao celular de até 70% mais do que o Samsung Galaxy S III (seu principal concorrente neste segmento de mercado).

Outras características deste novo modelo são a sua tela de 4,3 polegadas com tecnologia Super AMOLED e resolução de 960 x 540 pixels, memória RAM com 1 gigabyte, processador dual-core com 1,2 GHz, câmera traseira com oito megapixels, suporte para uso de GPS e Glonass.

O Motorola Razr Maxx deve chegar ao mercado brasileiro ainda no segundo semestre do ano de 2012, mas seus preços ainda não foram divulgados, sendo que a primeira operadora que irá oferecer o aparelho será a Vivo, pois as negociações com as outras ainda estão em processo.

Portanto, para aqueles que gostam de celulares inovadores, que demoram para ser carregados e com muitas funcionalidades, em pouco tempo estará disponível para compra mais uma boa possibilidade.

Por Ana Camila Neves Morais


Os celulares com entrada para dois chips deixaram de ser novidade faz tempo, mas aparelhos com capacidade para três chips são novidades e com certeza ganham bastante destaque no mercado. E esse é o caso do novo celular lançado esta semana no Brasil pela Motorola, chamado de Motokey 3-Chip. O aparelho é o primeiro desta categoria a ser lançado no nosso país.

O Motokey 3-Chip possui uma aparência bem parecida com a do Motokey EX109 Mini. Enquanto que o hardware é bem simples com câmera de 2 megapixels, cartão de memória com 2 GB,  teclado QWERTY, rádio FM e MP3 player totalmente integrados.

Se por um lado o Motokey 3-Chip deixa a desejar no quesito design e hardware, ele não desaponta os viciados em redes sociais, pois um dos diferenciais do produto é uma tecla exclusiva para acesso rápido ao Facebook.

Segundo o diretor de produtos da Motorola no Brasil, Edson Bortolli, o conceito do produto é facilitar a conexão entre as pessoas. Ele afirma que atualmente ter acesso rápido para falar com as pessoas é uma prioridade e, por ter suporte para 3 chips, o Motokey 3-Chip é uma excelente ferramenta para esta tarefa.

O aparelho começará a ser vendido no começo deste mês, com preço sugerido de R$ 349.

Por Guilherme Marcon


O novo smartphone top da Nokia se chama Lumia 900 e deverá começar a ser vendido no Brasil já no próximo mês de junho. Esta novidade foi avançada pelo gerente sênior de portfólio da empresa na América Latina, Marcelo Gonçalves.

Segundo o executivo, o primeiro dispositivo4G LTE da Nokia, que foi lançado nos Estados Unidos e no Canadá já no início de 2012, deverá chegar ao mercado brasileiro com a versão HSPA+, que também será comercializada na Europa e outros países. Isso acontece porque, na verdade, a tecnologia LTE do Lumia 900 somente funciona em frequência de 700 MHz, que é a faixa escolhida para o 4G nos dois países onde foi lançado primeiramente.

Ainda de acordo com Marcelo Gonçalves, a versão HSPA+ do Lumia 900 irá proporcionar uma excelente experiência para os usuários brasileiros, já que as operadoras estão investindo bastante na atualização das redes 3G e apostando no melhoramento da qualidade desse serviço.

Além disso, este aparelho promete um conjunto de funções de entretenimento e multimídia, além da possibilidade de aderir à internet móvel e de recorrer ao pendrive virtual (a nuvem) da Microsoft.


A Motorola já havia anunciado um novo smartphone no início do ano que teria a possibilidade de sintonizar canais de televisão com sinal digital. Porém, na época do lançamento deste aparelho em outros países, a Motorola não tinha confirmado se o smartphone seria lançado no Brasil. Mas agora se sabe que sim, ele será lançado em terras tupiniquins. O nome do celular que deve chegar por aqui é Motoluxe, o mesmo nome dado em outros países.

Segundo as informações que vazaram até o momento, o celular seria de especificações médias, ou seja, não vai ser um smartphone com grande capacidade técnica. Além disso, o telefone também deve vir com a plataforma Android, apesar de ainda não sabermos qual a versão será instalada no telefone.

Além disso, outras informações técnicas foram divulgadas, como processador de 1 GHz, câmera traseira de 8 megapixels e frontal VGA, tela de 4 polegadas, bateria de 1700 mAh e suporte para cartões microSD.

O celular já está homologado junto a Anatel, ou seja, seu lançamento será em breve, mas a empresa ainda não confirmou a data.


O volume de vendas de smartphones no Brasil dobrou em 2011, sendo que o mercado de telecomunicações como um todo teve crescimento de mais de 13% entre os anos de 2010 e 2011.

Ainda de acordo com a pesquisa a principal influenciadora para esse resultado foi a retração de preços nesses aparelhos de cerca de 21%. Os dados fazem parte de um estudo feito pela empresa Gfk Consumer Choices.

Atualmente os smartphones correspondem a 34% do mercado total de 2011, sendo que em 2010 o percentual apresentado foi de 23%. Esses números mostram uma tendência de substituição dos celulares considerados tradicionais.

Para o gerente de negócios da Gfk, Cláudio Bindo, o nível de penetração dos smartphones entre os usuários de telefonia móvel é muito alto, somente em 2011 cerca de 70 novos aparelhos foram lançados no Brasil, e desses, 43 usavam o sistema operacional Android do Google

Bino também ressaltou o preço como um grande influenciador na compra e venda dos smartphones. Para ele o preço médio oferecido para o consumidor teve uma melhora considerável com a penetração desses novos modelos, pois hoje em dia existem smartphones com diversas linhas de preços.

Os modelos mais sofisticados custam acima de R$ 1.000, porém os produtos mais baratos, na faixa dos R$ 400, foram os responsáveis por trazer novos usuários para o segmento dos smartphones.  

Por Joyce Silva


Dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) mostraram que o Brasil continua crescendo no número de linhas telefônicas móveis. Em todo o país, o mês de fevereiro registrou 247,6 milhões de linhas ativas neste segmento, sendo que a teledensidade ficou em 126,45 acessos para cada 100 habitantes, alta de 0,93%.

O resultado foi considerado positivo e é o mais alto de um mês de fevereiro nos últimos 13 anos. Além disso, o número de novas habilitações também cresceu, com 2,4 milhões de terminais, alta de 0,99% em relação a janeiro deste ano. Por sua vez, os terminais 3G chegaram a 47,2 milhões de acessos.

Somente para efeito de comparação, em 2000 o número de habilitações em fevereiro era de 525.017 linhas. Atualmente, chegou a 2.439.008.

Relacionando-se os estados, os que tiveram maior crescimento foram: Maranhão (2,7%), Acre (1,8%), Rondônia (1,8%), Amapá (1,38%) e Piauí (1,37%). O levantamento também apontou que os acessos por telefones pré-pagos ainda são predominantes em todo o país.

Enquanto o sistema de pagamento antecipado está presente em 81,89% do total de linhas ativas, somando 202,8 milhões, o pós-pago tem apenas 18,11%, ou seja, 44,8 milhões de acessos.

Fonte: Anatel

Por Matheus Camargo


Como a rede 3G é só o que está disponível no Brasil, o segredo das operadoras agora é investir nessa tecnologia até que a 4G chegue ao nosso país, o que esperamos que aconteça rapidamente.

Segundo a agência de notícias Reuters, os terminais disponíveis para internet 3G aumentaram seu número em 4,62% em fevereiro de 2012, sobre o mês de janeiro. Quando comparou-se com o mesmo período do ano de 2011, percebeu-se que o número de acessos chegou ao patamar de 47,2 milhões.

A razão para isso ter acontecido é pelo aumento de investimento na área, principalmente com o aumento da oferta do serviço 3G no Brasil, de acordo com a Anatel.

De janeiro para fevereiro, o número de linhas ativas de celular no nosso país aumentou 0,99%, conquistando a posição de maior quantidade de novas habilitações para o mês de fevereiro nos últimos anos.

Com relação à competição das operadoras, a Vivo se sai melhor nesse serviço com uma participação de 29,85%. A Tim está na segunda colocação com 26,62%. Já a Claro está na terceira colocação com 24,66% e a Oi na quarta posição com 18,56%. Comparando com dados anteriores, houve quedas mínimas para a Vivo, a Tim e a Oi, sendo que a única que teve um pequeno crescimento foi a Claro.

Por Guilherme Marcon


Muita gente acha muito mais prático ter um celular que comporte mais de um chip, os chamados multichips, pois assim pode ter mais de uma operadora ao mesmo tempo e desfrutar dos benefícios delas. Já existe até celular com 3 chips, da LG, o chamado LG Tri Chip A290!

Grupo GfK divulgou uma pesquisa que mostra que de cada 6 aparelhos no Brasil, 1 é multichip. A fatia de mercado dessa classe de celulares aumentou de 2,3% em 2010 para 17% em 2011, é um salto e tanto.

Um dos principais motivos para as pessoas adquirirem esse tipo de aparelho é por querer fugir das tarifas exageradas que uma operadora cobra quando você telefona para um número que é de outra operadora.

Além disso, o crescimento do mercado aconteceu após os altos volumes de vendas de aparelhos ilegais que permitiam o uso de dois chips. Isso, porque as grandes empresas fabricantes de celulares perceberam o crescimento expressivo e trataram de desenvolver celulares com tecnologia melhor e que suportassem mais de um chip. Foi uma aposta certa, e com certeza rendeu muito lucro.

Afinal, quem não quer um celular “de marca”, com boa tecnologia e que tenha mais de um chip?

Por Guilherme Marcon


A tecnologia já existe há anos e foi adotada por várias fabricantes. No entanto, algumas empresas demoraram para colocar no mercado aparelhos dual chip, ou seja, que comportam dois cartões SIM diferentes.

A Motorola, uma das mais tradicionais fabricantes de celulares, começou a comercializar no Brasil o Motorola Fire, primeiro dual chip da companhia.

Com a novidade os usuários do smartphone podem colocar dois chips de companhias telefônicas diferentes no aparelho. Dessa forma é possível fazer mais economia ao realizar chamadas.

Além da vantagem da possibilidade de se colocar dois cartões SIM, o Motorola Fire também tem câmera de 3 megapixels, tela de 2,8 polegadas sensível ao toque e rádio FM. O cartão de memória que acompanha o aparelho tem 2 GB de espaço, mas é possível trocar até por 32 GB. A Motorola garante que em stand by a bateria dura cerca de 260 horas. O sistema operacional do aparelho é o Android 2.3, conhecido como Gingerbread, do Google.

Não foi divulgado oficialmente pela Motorola o preço médio do aparelho nas lojas brasileiras. Na internet o produto pode ser encontrado por cerca de R$ 700.

Por Mozart Artmann


O ano ainda não chegou ao fim e a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) divulgou que neste mês de novembro o Brasil concluiu com 236,08 milhões de acessos a celulares, 19,51% a mais que o mesmo mês no ano passado.

No total, até o momento, foram 38,54 milhões de novas habilitações de telefones móveis.  Já em outubro, 4,45 milhões de novas linhas foram habilitadas, 1,92% a mais.

O país já tem 120,81 celulares para cada 100 habitantes, ou seja, mais celulares que pessoas!

A Anatel ainda divulgou outros dados:

– Até o momento 81,65% dos celulares são pré-pagos e 18,35% pós-pagos;

– Os Estados do Pará e Alagoas conseguiram ultrapassar o número de celulares por habitantes, e somente o Maranhão e o Piauí ainda têm mais pessoas que celulares, no momento. No entanto, a tendência é que os números continuem crescendo e a população também irá adquirir cada vez mais telefones móveis;

– A líder no mercado de celulares continua sendo a VIVO, com 29,6% do mercado, seguido da TIM com 26%, CLARO com 25,1% e por último a OI, com 18,9%.

Por Dorcas Rosicler Nunes

Fonte: Exame


A loja virtual da Apple, a iTunes Store estreou no Brasil esta semana e já promete novidades que vão deixar seus usuários brasileiros muito satisfeitos.

De acordo com o executivo da loja virtual, Oliver Schusser, os consumidores do país vão apreciar as mudanças.

Atualmente para baixar qualquer música ou filme, o usuário tem que pagar em dólares, ou melhor, necessita possuir um cartão de crédito internacional para efetuar a transação. Schusser esclareceu que a partir de 2012, haverá a mudança para cobrança em Real.

A segunda grande notícia é que a empresa vai oferecer Gift Cards (cartões de presentes). Com eles, o usuário poderá presentear amigos, namorado (a), com cartões pré-pagos com créditos a serem gastos na iTunes. E poderão ser adquiridos na própria iTunes, como em grandes mercados.

O acervo de músicas brasileiras também vai aumentar, e quanto à venda de jogos, ainda não foi acertada a data, por causa da proibição da venda de games pelas  leis brasileiras.

Para acessar a iTunes Store brasileira o usuário tem que instalar o programa iTunes 10.5.1, compatível com Macs e Windows, à venda no site da Apple. Há necessidade de um ID da Apple, mas os iPhone, iPad ou iPod  já possuem.  Coloque para executar o software clicando na opção iTunes Store na barra lateral esquerda.

Por Dorcas Rosicler

Fonte: GSMFans


Se a Apple deixou a informação vazar propositalmente ou não, ninguém sabe; o é certo é que finalmente os brasileiros terão um ótimo presente de Natal em 2011.

O iTunes deve lançar sua loja virtual brasileira no próximo dia 8 de dezembro, segundo comentários na mídia. Os brasileiros poderão comprar ou alugar músicas e filmes na loja digital mais badalada do planeta. O preço que será cobrado por aqui ainda não foi divulgado; nos Estados Unidos os preços das músicas variam entre US$ 0,70 até US$ 1,30.

Para o grande lançamento, a Apple buscou acordos com gravadoras de todos os gêneros musicais, e o mais comentado é que conseguiu em seu catálogo logo de cara, o nosso rei Roberto Carlos, que nunca havia permitido liberar seus álbuns para venda online. O cantor da velha guarda se prostrou diante da era contemporânea das músicas na internet.

Há outros cantores que estão na lista dos mais cogitados para baixar, como o brasileiro Michel Teló, que está fazendo muito sucesso em Portugal.

Não será necessário possuir um aparelho da Apple, bastará utilizar um software iTunes (gratuito) e  um cartão de crédito para baixar quantas músicas desejar ouvir.

Por Dorcas Rosicler

Fonte: Veja


O LG Optimus 3D é o primeiro smartphone 3D do país. Ele oferece a experiência completa na tecnologia, já que grava, converte, exibe e compartilha o conteúdo em três dimensões. O aparelho permite que o usuário veja os efeitos sem precisar usar os óculos. Ele possui câmera com lentes duplas e visualização em tela de 4,3 polegadas.

O aparelho possui a plataforma Tri-DUAL, com Dual Core, 1GHz, Dual Channel e Dual Memory e 512 MB RAM para ser usado em aplicativos gráficos, navegação na internet e também na reprodução de conteúdo multimídia. Ainda é possível transferir o conteúdo em 3D do aparelho para outros via HDMI e DLNA ou também por link direto através do YouTube3D.

O LG Optimus 3D está equipado com Android 2.2 e os conteúdos são compatíveis com qualquer eletrônico 3D padrão. Seu display é touchscreen LCD de 4,3 polegadas, câmera de 5 megapixels com lentes duplas e flash e a possibilidade de gravar em duas e três dimensões. O celular vem com um cartão de memória de 4GB e memória interna de 8GB; além de jogos 3D instalados. Seu preço sugerido é de R$ 1.990.

A LG é uma das líderes globais em tecnologia para eletrônicos de consumo, telefonia móvel e eletrodomésticos. A empresa está no Brasil desde 1996 e comercializa aproximadamente 400 itens, desde TVs a lavadoras e micro-ondas.

Por Danielle Vieira


Dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) revelam que após o término de janeiro, o número de assinantes do serviço de telefonia móvel chegou a 205,15 milhões. Estes números confirmam o fato de o país ser um dos maiores mercados do mundo no segmento.

A agência indica que o Serviço Móvel Pessoal (SMP), em janeiro, atingiu 2,2 milhões de novas assinaturas, ao mesmo tempo em que a teledensidade abrangeu 105,74 acessos a cada 100 habitantes. Do total de acessos registrados pela Anatel, 82,32% dos telefones em operação são de origem pré-pagada e o restante, 17,68%, pertencentes à modalidade pós-paga.

O sistema de internet 3G, também conhecida por banda larga móvel, ultrapassou 22,567 milhões de acessos em janeiro.

Os números só tendem a crescer a cada mês. As facilidades para a aquisição de um ou mais aparelhos, alguns deles dual-chip, e o maior acesso das classes sociais menos privilegiadas no sistema de telefonia móvel devem, em breve, fazer o setor adotar novas medidas para ampliar a capacidade de números disponíveis, situação realizada recentemente.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Anatel


Atenção admiradores dos Blackberry: a partir de Novembro deste ano mais um modelo estará à disposição no mercado brasileiro. Trata-se do Blackberry torch 9800, que desbloqueado custará no mercado nacional R$ 2.699, conforme matéria do site Tecnologia IG.

Lançado em Agosto nos Estados Unidos pela RIM (Research in Emotion) este novo modelo tem estilo slider, linhas elegantes e um porte, por seu tamanho, que chama a atenção, e embora seja relativamente grande mantém a elegância neste design. Sua tela é sensível ao toque e possui 3.2 polegadas, câmera de 5 megapixels com flash e conexão com internet através de Wi-Fi ou 3G. Seu sistema operacional é a versão 6 do Blackberry e terá também loja de aplicativos. Como destaque este smartphone trará um navegador próprio para navegar pelas páginas da WEB baseado em tecnologia Webkit, a mesma usada no Chrome.

Na guerra da concorrência pelo mercado o Blackberry torch 9800 é o lance da RIM para concorrer, principalmente com o seu grande rival, o iPhone da Apple e com smartphones que rodam o sistema operacional da Google, o Android.

Por Mauro Câmara


 O novo modelo da Nokia, N8, vem para concorrer com o iPhone 4 da Apple e com o Samsung Galaxy S.

Um novo sistema chamado Symbian 3 estará instalado nos novos modelos de smartphones da Nokia, com tela touchscreen e câmera de 12 megapixels, além dos serviços de GSP e saída HDMI e com um design inovador, a empresa investe pesado no N8 para ter uma participação forte no crescente mercado de celulares inteligentes.

A Nokia já anunciou o valor a ser vendido no Brasil e que está disponível em sua loja virtual desde o início do mês; o novo N8 custa R$1.499.

Para maiores informações acesse o site www.nokia.com.br.

Foto: Boldap

Por Carla Caldeira


A alta venda de celulares é tão gritante no Brasil que a quantidade de aparelhos deverá superar, até o final de 2010, o número de pessoas. Basicamente, os planos pré-pagos são os mais visualizados pela possibilidade de ter uma linha a um custo baixo, diferentemente dos pós-pagos, mais bem vistos pelas empresas e pelos cidadãos com remuneração confortável.

A tendência tem comportado um dado estatístico diferenciado. Entre as nações emergentes, os brasileiros são os que pagam mais caro para utilizar o celular. Levantamento edificado pela Organização das Nações Unidas (ONU) revela que São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo, possuem índices de penetração acima de vários países europeus, inclusive em relação à media constatada nos Estados Unidos.

As despesas da telefonia e da internet brasileira já foram escopos de indagações por parte de entidades internacionais. Mesmo assim, entre 2008 e o ano passado os custos decresceram 25%, não afastando, pois, a constatação de o país comportar um dos celulares mais custosos em todo o planeta.

Dados mais afunilados revelam que o custo absoluto da telefonia móvel é três vezes superior à média das nações emergentes. De acordo com o Estadão, um pacote de 165 minutos de conversação, 174 mensagens eletrônicas, 2,1 MB de dados e um download sai em torno de US$ 120 no Brasil, acima do observado na Nicarágua, Gabão, México, Turquia e Angola, por exemplo.

Por Luiz Felipe T. Erdei


O Brasil é detentor da posição de um dos maiores mercados de celular em todo o mundo, atrás somente de China, Índia, Estados Unidos e Rússia. O setor tem crescido tão amplamente que o portal R7 acredita que o número de acessos no segmento extrapolará o total de cidadãos ainda neste ano, em meados de novembro.

A população brasileira estimada é de 193,2 milhões e o número de celulares deverá chegar em 200 milhões. Apesar dessa constatação, isto não significa que todas as pessoas portam aparelhos móveis. Atualmente é comum, principalmente entre jovens e empresários, um telefone com mais de um chip devido a promoções diferenciadas a partir de operadoras distintas.

Informações relacionadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) indicam que em julho havia 5,4 milhões de terminais de dados com chips de celular, outra característica que tem incitado o crescimento, pois máquinas equipadas com chips de telefones móveis também são contabilizadas.

Eduardo Tude, presidente da consultoria Teleco, admite que o número de acessos deverá continuar em crescimento, porém com receita proveniente das ligações em queda.

Por Luiz Felipe T. Erdei


Após as últimas polêmicas envolvendo o iPhone4, da Apple, por problemas de captação de sinal, o que foi resolvido com a colocação de uma capa protetora no aparelho, o produto deverá receber homologação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) até a próxima sexta-feira, 20 de agosto.

Trata-se da última fase de certificação do aparelho, para que ele possa ser vendido no Brasil, onde se verifica se as questões técnicas estão de acordo com os padrões estabelecidos pela Anatel.

A apresentação oficial do iPhone4 ocorreu no último mês de junho, onde o mesmo teve recorde de vendas nos primeiros dias nos países em que foi comercializado.

Por Elizabeth Preático

Fontes: Band, Veja


A evolução dos aparelhos de celular, que cada vez mais se assemelham aos computadores, parece que agradaram os brasileiros. De acordo com levantamento da Strategy Analytics, SA, houve um aumento de 50 % nas vendas no período de janeiro a março de 2010 em comparação com a 2009. As marcas Apple e Nokia dominam o mercado nesta área.

Este é o maior crescimento no setor em três anos. Ainda de acordo com a SA, 54 milhões de smartphones foram vendidos no trimestre, resultando em 18% do total de celulares existentes no mercado.

Os smartphones são conhecidos como celulares inteligentes, pois agregam diversas funcionalidades de computador, como acesso à Internet, visualização de vídeos e sites, como Twitter e YouTube.

Raphael Ramirez

Fonte: G1


Brasileiro pode até gostar de celular, mas… Por que pagar tão caro por esse serviço?

Segundo a consultoria Bernstein Research, a tarifa de uso de celular no Brasil é a 2ª mais cara do mundo. Só perde para a África do Sul.

Você por acaso sabe quanto custa o minuto de celular na China, por exemplo? Cerca de 3 centavos de dólar. No Brasil, esse valor é de cerca de 24 centavos de dólar. Em média, o custo por ligação em todo o mundo fica na casa dos 5 centavos de dólar. Para que preços tão abusivos?

A justificativa teórica seria uma “taxa de interconexão”, que uma operadora precisa pagar à outra a fim de usar suas redes. Será mesmo? A dúvida fica no ar.





CONTINUE NAVEGANDO: