Para os donos do iPhone que ainda não entraram na onda do WhatsApp, saiba que esse é o momento certo para ter o serviço, pois agora o serviço de mensagens instantâneas, que antes era pago, agora é gratuito na App Store. Ainda não se sabe por quanto tempo esta “promoção” irá durar, por isso é bom correr para poder aproveitá-la.

Antes, para poder fazer o download do WhatsApp para iOS era cobrado S$ 0,99, aproximadamente R$ 2,20, mas para os usuários da plataforma Android o serviço já era gratuito. O serviço de mensagens instantâneas foi liberado gratuitamente para o iOs no último 20.

Até o momento, a empresa não veio a público para falar sobre o assunto, nenhuma informação para esclarecer se a decisão de liberar o aplicativo gratuitamente para a plataforma da Apple é definitiva ou se é apenas por tempo limitado. Em todo caso, o motivo que levou a companhia a liberar o aplicativo para o sistema iOS de forma gratuita é simplesmente porque o mercado de mensageiros instantâneos para celulares está crescendo cada vez mais.

Um grande exemplo disso é o Facebook que recentemente liberou o login de seu mensageiro para os usuários que não possuem conta em sua rede social, bastando apenas do número do celular para ter acesso ao serviço.

Por Felipe Santos Bonfim


Que tal mandar uma mensagem privada e logo depois do envio fazer ela desaparecer automaticamente? Essa é a ideia do aplicativo "Wickr", de uso gratuito e que promete manter a privacidade dos usuários do iPhone.

A ideia do "Wickr" é bastante simples: permitir que o usuário envie conteúdo multimídia, mensagens de texto ou imagens e programe quanto tempo depois a mensagem será “destruída”, ou melhor, deletada. O recurso pode ser programado para apagar a mensagem algumas horas depois ou ainda para ser destruída assim que a outra pessoa ler o conteúdo.

O aplicativo também é bastante fácil de usar. Depois de fazer o download, o usuário só precisa fazer o registro (sendo que não é exigida uma conta de e-mail) e, em seguida, há proteção do login por uma hash, para evitar que o próprio aplicativo tenha acesso ao login ou senha. A descrição do Wickr também especifica que os metadados dos conteúdos multimídia são totalmente removidos. Além disso, a comunicação entre quem enviou e recebeu a mensagem é criptografada.

O uso do "Wickr" é gratuito, mas existem alguns poucos recursos do aplicativo que exigem pagamento. A ferramenta já está disponível na Apple Store.

Fonte: Apple Store

Por Matheus Camargo


A Apple tornou oficial esta semana uma medida que está sendo tomada desde o final do mês de março e que muitos desenvolvedores já estavam percebendo. A grande maioria dos aplicativos que estão sendo lançados, tanto para o iPhone quanto para o iPad, que acessam as UDIDs (sequências alfanuméricas de 40 dígitos usadas como identificadoras de cada dispositivo) dos smartphones estavam sendo excluídas ou rejeitas da App Store.

O grande objetivo da medida da Apple é combater os aplicativos maliciosos que estavam sendo lançados apenas para coletar informações pessoais dos usuários. Um relatório foi lançado no ano passado e apontava que mais da metade dos aplicativos mais baixados na AppStore acessavam estas informações dos usuários. A maioria dos desenvolvedores usava este sistema para coletar informações sobre o comportamento e também sobre a utilização dos aplicativos pelos usuários.

Além disso, a Apple também está sofrendo ações na justiça porque estaria transmitindo os dados dos usuários dos smartphones a diversas agências de publicidade e propaganda. Mas apesar desta iniciativa, os desenvolvedores já estão encontrando outras formas de conseguir as informações pessoais dos usuários.


Muitas pessoas nem imaginam que podem turbinar seu smartphone com novos e sensacionais aplicativos do mesmo modo que se faz com um carro modelo básico. Verdade que os usuários do iPhone têm uma loja exclusiva para baixar seus programas, cujo ícone já vem por padrão no aparelho, mas os demais não ficam atrás.

A diferença entre os usuários da Apple e os das outras empresas é que para encontrar novos programas é preciso dar uma olhadinha pela internet em busca de sites que os ofereçam para download do mesmo modo que a Apple Store faz.

Para esses uma das melhores opções é o HandAngGo um site americano onde você encontra milhares de aplicativos, separados por categoria, modelo do smartphone, tipo de licença, etc. Nesse site há programas para todo tipo de aparelho, inclusive para o iPhone; a maioria, gratuitos. Ou, se preferir, pode pagar entre 0,99 cents e 4,99 dólares cada. A escolha é sua.

Por Maximiliano da Rosa





CONTINUE NAVEGANDO: