Modelo entra na gama de celulares intermediários no Brasil, apresentando muita resistência como diferencial em relação às outras fabricantes.

A LG apresentou ao Brasil a sua cartada no mercado de celulares intermediários: O K12 Plus traz como grande destaque a sua certificação militar, apostando na resistência como diferencial em relação às outras fabricantes. Outro ponto ressaltado durante a apresentação é a inteligência artificial na câmera que pela primeira vez chega ao setor de celulares de gama média.

Conhecendo o visual apresentado, ele se difere dos demais: enquanto a concorrência adota o tradicional recorte ou entalhe, por aqui a LG tratou de polir as coisas: o painel adota ainda o padrão antigo, com mais bordas abrindo mão de seguir a tendência escolhida pelo mercado. Esta pode ser entendida como uma resposta, já que uma parcela considerável do público não gosta do entalhe presente nos concorrentes da mesma faixa de preço e desempenho. No mercado nacional, talvez seja uma das únicas opções já que a fabricação de telas com recorte se tornou o padrão da indústria.

Por falar em tela é importante mencionar seu tamanho: são 5,7 polegadas que adota o padrão 18:9, porém sem apresentar o já presente entalhe. Apesar da tecnologia ser o IPS LCD que apresenta bons ângulos de visão mesmo em condições de luz alta como a visão no sol por exemplo, o grande erro é a resolução: O HD Plus nesta faixa de preço fica ofuscada pelos seus concorrentes: apesar de não adotar o entalhe, a resolução considerada baixa neste painel pode apresentar a aparição de pequenos pontos de pixels. O ponto bacana é que os sensores e a câmera ficam nos locais onde todos nós estamos acostumados.

A parte traseira aparenta uma construção firme, porém o material utilizado por aqui se assemelha bastante ao plástico, com uma leve textura em metal que deixa o celular elegante e com aspecto de um dispositivo sério. O logo da LG se encontra presente na parte inferior traseira, com local para o sensor de digitais e a lente com apenas uma câmera e sensor flash. Novamente vemos uma guinada diferente da LG em seu novo intermediário: apenas uma câmera presente que de acordo com a fabricante, traz recursos interessantes, adotando a inteligência artificial. O foco rápido automático é uma boa novidade que migrou dos celulares mais caros para o baratinho, mas nem tão baratinho assim LG K12 Plus. Para a LG talvez mais sensores não significam melhores fotos: algo similar ao que a Apple trouxe no iPhone XR: Uma lente que pode ser mais rápida que duas. Na parte frontal já comentamos a ausência do recorte, posicionando a câmera no local onde todos nós conhecemos: e ela possui 8MP concebida juntamente com um flash LED.

Analisando a lateral do aparelho, algo chama a atenção: um botão exclusivo para o assistente da Google. A opção da LG para juntar este aos botões de volume, botão de energia e as gavetas de cartões já que a parte traseira não é removível mostra recursos dos seus celulares mais caros chegando também para aqueles que não podem pagar muito para possuir a experiência da marca.

Outro ponto fora da curva em comparação a outros celulares é a escolha pelo processador da Mediatek, indo na contramão do Snapdragon ou Exynos. O Mediatek Helio P20 de 12 nm é um excelente chipset, batendo de frente com as opções da Qualcomm. De desempenho intermediário, possui oito núcleos podendo chegar até a 2 GHz de clock em situações onde o celular demanda maior desempenho. A linha K da LG basicamente sempre escolheu esta fabricante para os seus processadores.

Aliado ao processador temos 3GB de memória RAM com 32 GB de armazenamento e expansão para até 2TB com o uso de cartões de memória. A bateria de 3.000 Mah tem a missão de afastar o usuário da tomada o tempo todo. Como extra, o som do celular possui tecnologia DTS, trazendo um equilíbrio maior de graves e agudos.

No Brasil é possível encontrar o modelo em varejistas online e físicos. Na internet até o fechamento da matéria podemos encontrar o modelo nas cores azul e preta por preços abaixo de 1.100 reais.

Por Leandrinho de Souza

LG K12 Plus

LG K12 Plus


Confira aqui todas as informações sobre o novo Xiaomi Mi 9 2019.

A empresa Xiaomi Mi 9 anunciou no último dia 20 o seu novo lançamento, que se trata do Xiaomi Mi 9. Esse smartphone traz a proposta de mostrar a seus usuários que será a melhor opção de compra, avaliando o custo benefício do mesmo. A proposta da empresa foi criar um aparelho altamente moderno e completo, com um valor justo. Dessa forma, as chances de ele ser um sucesso de vendas são enormes. Veja agora as principais informações desse aparelho.

Smartphone com tela gigante

Esse smartphone possui um grande diferencial que é o tamanho de sua tela. Ela conta com 6.39 polegadas e tem resolução de 1080×2340 pixels, sua tela é Super AMOLED FHD, o que garante uma visão moderna e limpa. Esse aparelho é indicado para pessoas que gostam de assistir vídeos, filmes e acessar as redes sociais com maior comodidade.

Ótimo processador

O processador do Xiaomi Mi 9 é bem moderno. E por essa razão, essa smartphone se transforma em uma máquina nas mãos dos usuários. Pois esse aparelho é capaz de rodar diversos programas e apps sem nenhum problema e o aparelho continua leve e sem qualquer problema. Na versão do novo aparelho da Xiaomi Mi 9 ele pode ter até 2.8 GHz.

Sistema operacional bem moderno

O sistema operacional desse aparelho é o Android 9.0 Pie MIUI 10, que é considerado um dos mais modernos da atualidade. Com ele o consumidor consegue deixar as funções do smartphones mais modernas e organizadas. Além de ter opções que outros smartphones da concorrência não oferecem.

Bateria de 3.300 mAh

Outro diferencial desse smartphone é sua bateria de 3.300 mAh. Com ela o usuário pode ficar tranquilo em relação a duração da carga. A bateria pode durar o dia todo, mesmo usando várias funções. Esse é um dos fatores que tornam esse smartphone ainda mais interessante.

Câmera de 48 MP

Quero dar destaque a câmera principal desse smartphone. Pois a potência dessa câmera é de última geração e conta com 48 MP. Por isso esse smartphone é indicado para quem quer tirar fotos profissionais e com resolução Top de linha. Essa câmera conta também com o sistema de foco a laser, que faz a captura das imagens no momento certo e com ótima imagem. Esse é sem dúvida um dos detalhes mais interessantes desse aparelho.

Câmera de selfie com 10 MP

A câmera de Selfie também tem uma ótima imagem e ajuda a fazer muitas fotos perfeitas para colocar nas redes sociais. As imagens das duas câmeras ficam perfeitas independente da iluminação e ambiente e isso é um ponto positivo desse aparelho.

Memória interna de 168 GB

A memória interna do Xiaomi Mi 9 tem muito espaço interno, e isso valoriza ainda mais a ótima reputação desse aparelho. Muitos consumidores de smartphones estão em busca de opções que oferecem bastante espaço interno. Pois facilita ter espaço para guardar muitas informações como: Fotos, vídeos, músicas, arquivos, documentos, entre outros.

Gravação de vídeo com ótima resolução

Para quem gosta de gravar vídeos em alta resolução e com cara profissional, vai gostar muito da qualidade da gravação da câmera desse aparelho. Com ela você pode fazer gravações profissionais sem risco algum. E por isso esse aparelho é indicado para quem precisa trabalhar com celular.

Falando do valor do aparelho

O Xiaomi Mi 9 pode ser encontrado com seu melhor preço no site do Aliexpress. Nesse site é possível comprar esse smartphone por R$2.261,00. Esse é um valor médio esperado por quem entende de smartphones. É um ótimo custo benefício para quem deseja ter um aparelho de excelente qualidade e com muitas funções que facilitam no dia a dia de qualquer pessoa.

Essas são as principais informações do Xiaomi Mi 9!

Escrito por Cristiane Amaral


O aparelho é a grande aposta da marca, pois ele tem uma ficha técnica impressionante e conta com uma nova tecnologia capaz de surpreender qualquer pessoa.

A LG é uma das maiores representantes do setor eletrônico no mundo. A empresa de origem sul-coreana há alguns anos a exemplo de outros grupos passou a investir no mercado mobile. E hoje, pode-se afirmar que ela está entre as principais instituições desse mercado. Uma vez que seus produtos são distribuídos para a grande maioria dos países. E para continuar se destacando no mundo da telefonia móvel, a LG acaba de lançar o LG G8. O aparelho é a grande aposta da marca, pois ele tem uma ficha técnica impressionante e conta com uma nova tecnologia capaz de surpreender qualquer pessoa. Confira as principais particularidades desse telefone.

Sobre a aparência do LG G8 e a também sobre o recurso incrível que esse celular apresenta

Atualmente, podemos dizer que as marcas criaram uma padronização sobre a aparência dos telefones. Isso acontece mais precisamente na parte da frente do aparelho. E com o LG G8 esse fato não foi diferente. Isso pode ser comprovado, primeiramente, pela tela com um tamanho generoso. Esse telefone tem uma tela de 6,1 polegadas. Nele também foi excluído qualquer tipo de botão frontal. Além disso, nele também foram inseridas as já conhecidas extremidades mais curvadas. E a disposição de botões está nas laterais do celular. Tudo isso vem sendo utilizado pelas empresas fabricantes de smartphones. O que elas tendem a variar são as cores. No caso da tonalidade, o G8 vai poder ser encontrado em vermelho, branco, azul, preto e prata.

Se no design tem-se uma linha de pensamento, a LG deixou para inovar em outro quesito. O grupo sul-coreano resolveu adotar uma tecnologia impressionante para destravar o aparelho. Essa função funciona da seguinte forma: o dono do aparelho estende a mão sobre a tela, e o smartphone com a ajuda de um infravermelho e também da câmera posicionada na tela, o telefone realiza uma leitura da corrente sanguínea e das veias para destravar o aparelho. Esse reconhecimento é o que equivale a uma senha desenhada ou digitada. Nesse smartphone também estão inclusos as funções de reconhecimento de rosto e de digital.

Informações acerca da memória e outros dados técnicos sobre esse celular

Esse celular também agrada quanto ao poder de armazenamento. Uma vez que, inicialmente, ele tem uma memória de 128 GB. Com a ajuda de um cartão, o poder de armazenamento passa para 512 GB. A memória RAM é de 6 GB. Como esse telefone é o mais recente da marca, a LG disponibilizou a versão mais atual do Android, o “Android 9 Pie”. A bateria é de 3.500 mAh, o que confere uma duração grande do aparelho no dia a dia. Além disso, ele pode ser recarregado sem o uso de fios, a partir da tecnologia de carregamento via wireless. Já sobre o processador, neste smartphone foi instalado o “Snapdragon Qualcomm 855”. O aparelho permite a utilização de dois chips de forma simultânea.

A respeito das câmeras colocadas no LG G8

De acordo com algumas informações divulgadas, esse telefone vai contar com duas versões em relação ao sistema fotográfico. Um modelo vai ter três câmeras traseiras e uma frontal. Já a outra terá duas câmeras na parte de trás e uma na parte da frente. A primeira versão teria câmeras com 12, 12 e 16 megapixels. E a frontal com 8 megapixels. Já o segundo protótipo não se sabe ao certo se seria uma combinação de 12 e 12 megapixels ou 12 e 16 megapixels. Sabe-se que a câmera de selfie seria mantida o número de megapixels. Além disso, a câmera tem recursos como: foco automático, estabilizador, flash, dentre outros. Os vídeos gravados vão contar com a tecnologia 4k.

Sobre a chegada do G8 no mercado nacional

O LG G8 foi apresentado no final do mês de fevereiro deste ano, na cidade de Barcelona, durante mais uma edição do “Mobile World Congress”. As informações que se tem até agora, é que o modelo deve chegar ao mercado internacional inicialmente e depois ao Brasil. Não se tem uma data definida para o LG G8 ser vendido em território nacional. Com isso, não se pode ainda falar a respeito do valor desse smartphone. Para mais informações acesse: https://www.lg.com/br.

Por Isabela Castro

LG G8


Modelo conta com hardware potente e preço salgado.

Depois de uma espera de cerca de 6 meses, a Samsung lançou com polpa e alta expectatividade de um público ávido por novidades, aquilo que considera um novo marco na era dos smartphones, seu telefone dobrável: o Galaxy Fold.

O público presente no último dia 20 de Fevereiro na cidade de San Francisco, nos Estados Unidos, arregalou os olhos na apresentação do primeiro telefone com este incrível recurso, as impressões iniciais pareciam ótimas até à imprensa perceber que não podia testar o aparelho.

Qual seria o motivo desta negativa por parte da Samsung? Será que estamos presenciando um modelo ainda pré-série? Ou ainda existe algo a ser revisado, testado e principalmente aprimorado até sua data, já anunciada, de lançamento para às vendas efetivas ao consumidor final?

Recursos bacanas, mas preço salgado

Esta é a impressão inicial que o Galaxy Fold passou, a Samsung caprichou nos detalhes internos, alocou uma boa quantidade de câmeras com boas resoluções para fotos (no total são seis), incluiu uma ótima bateria de 4380mAh, incorporou tecnologias de ponta tanto na tela externa como na interna, com ótimas resoluções e inovou na aparência e uso das duas telas conjugadas.

O App Continuity garante o espelho da imagem da tela menor para a tela maior, a Samsung fez questão de demonstrar a preocupação do Google (responsável pelo sistema operacional Android) em aprimorar este recurso para o seu aparelho.

Fora isto, à tela interna e a maior, de 7,3 polegadas, permite o uso de três aplicativos simultâneos, mesmo que muitos usuários “torçam” o nariz para um recurso como este, à ideia é ótima para aplicação futura do smartphone em trabalhos que demandam uma quantidade maior de informações.

O treino e a verdadeira utilidade de todos estes recursos devem vir com o tempo, o Galaxy Fold também não possibilita a visualização e manuseio das informações no formato livro, quer dizer parcialmente fechado, a Samsung deve estar pensando em dois fatores quando estipulou isto: segurança e melhor aproveitamento da tela.

Porém tudo tem seu preço (literalmente escrevendo), anunciar um telefone que deve significar no mínimo um novo nicho promissor de mercado vai custar aos interessados quase assombrosos US$ 2 mil dólares, mesmo tendo todo este diferencial, é um custo inicial ainda muito alto.

Está tudo muito bom! Está tudo muito bem! Mas e o peso e a espessura?

Pois é! Até então não temos está informação, porque não houve o detalhamento desta parte na apresentação da Samsung, só temos uma noção pelo tamanho da tela maior de 7,3 polegadas, o restante das informações será preciso aguardar (ansiosamente) o início de suas vendas no próximo dia 26 e Abril.

Até lá, nossas especulações indicam um aparelho não muito fino e obviamente não muito leve, o mistério já comentado anteriormente da Samsung não liberar versões de testes para a imprensa especializada aumenta muito está possível constatação.

Existe uma especulação que ele pode ter uma espessura igual seus irmãos menores, em torno de 7,8mm como o Galaxy S10 possui. Se de fato for nesta média, o Galaxy Fold terá totalmente fechado algo em torno de 15,6mm, um número impensável nos dias atuais especialmente pela variedade de smartphones finos que invadem nosso mercado no dia a dia.

Então teremos um tijolão?

É difícil responder está pergunta sem ouvir às críticas da imprensa especializada, quando tiver um contato efetivo com o aparelho e a opinião de quem realmente usa e está disposto a investir seu dinheiro nele: os consumidores.

Faltam pouco mais de dois meses para constatarmos todas estas suposições e nós já começamos nossa contagem regressiva.

Autor: Carlos B.


Novo modelo da Xiaomi está próximo de ser oficialmente apresentado ao público.

Uma das maiores companhias chinesas no ramo de eletrônicos está prestes a fazer estrear novo modelo de smartphone.

Trata-se do Xiaomi Mi 9, que está a poucos dias de ser oficialmente apresentado ao público consumidor. Analisando os rumores sobre o aparelho, especialistas perceberam que muitos dos dados previamente lançados ao público se tornaram mais concretos, desde o início das especulações entre os sites.

Há poucos dias foi divulgada uma nova “renderização” deste dispositivo exibindo algumas significativas alterações sobre o design das câmeras da parte traseira, com relação aos dados anteriormente divulgados.

Conforme o que foi explicado, o render compartilhado por meio do Ben Geskin, no seu Twitter, esta combinação de 3 câmeras embutidas na traseira desta smartphone não consiste em dispositivos dispostos de modo separado, como foi apresentado anteriormente, sendo, naquele caso, duas conectadas e munidas da função de flash em luz LED.

Naquela versão a terceira lente estava em posição isolada, um pouco mais abaixo, numa configuração muito similar à que foi utilizada pela empresa Huawei em seu dispositivo P20 Pro.

Entre os especialistas que compartilharam dados vazados, um deles conseguiu publicar imagens reais, baseadas no último render, e no qual as câmeras traseiras estão perfeitamente alinhas e conectadas, em linha vertical, estando a função flash posicionada um pouco mais abaixo das câmeras.

Muitas das fotos exibem os possíveis protótipos deste novo dispositivo, e deixam evidente que este poderá ser o caminho optado pelos líderes da Xiaomi, com relação aos seus flagships.

Sobre as especificações, os especialistas apostam nas seguintes:

Sua tela poderá ser de 6,4 polegadas, apresentando uma resolução FHD+, além da tecnologia Super AMOLED; provavelmente estará munido de Processador Snapdragon 855; equipado com GPU Adreno 640; serão 6 GB de memória RAM e mais128 GB de capacidade de armazenamento interno; as já divulgadas três câmeras traseiras; munido de um sensor principal de lente padrão com 48 MP; equipado com um sensor secundário de 12 MP e mais um sensor 3D TOF; a sua câmera frontal será única e de 24 MP; a sua bateria será de 3.500 mAh de capacidade, com carregamento rápido de até 27W; o NFC; provavelmente estará munido de Android 9.0 Pie com interface MIUI 10 e suas medidas serão em torno de 155 x 75 x 7.6 mm.

Ainda de acordo com os rumores, os especialistas indicam que a companhia Xiaomi está prestes a promover mais dois eventos para o final do mês de fevereiro, dos quais um a ser realizado no dia 20, no qual será apresentado ao púbico o modelo Mi 9.

O outro evento está agendado para o dia 24, ao longo da MWC 2019, em que serão apresentados outros dispositivos da mesma marca.

Uma empresa de grande porte, como a Xiaomi, certamente promove eventos em que os modelos de smartphones apresentados estão entre de maior potencial competitivo. A Xiaomi está entre as maiores e melhores nesse ramo, conquistando consumidores em todo o mundo, a cada ano.

Ainda assim, os especialistas explicam que esta primeira data agendada pode não ser confirmada e sim alterada, ao longo dos próximos dias, levando em conta que esta será a mesma data do anúncio da nova série Galaxy S10, produzido pela companhia Samsung, portanto, é necessária muita paciência e atenção para as próxima notícias, manter-se antenado, de modo a saber o que a gigante companhia chinesa está planejando para os dias vindouros.

Vale a pena conferir.

Por Paulo Henrique dos Santos

Xiaomi Mi 9


Rumores indicam que o clássico modelo Motorola V3 será relançado ainda em 2019, contando agora com a tecnologia da tela dobrável.

Não é novidade para ninguém que atualmente vivemos uma onda de produtos nostálgicos. As produtoras de cinema e de jogos eletrônicos já entraram nessa onda há alguns anos através de relançamento de clássicos amados pelo público. Parece que agora é a vez dos celulares, já que boatos apontam para o relançamento do querido V3 da Motorola.

O V3

O celular é conhecido nos Estados Unidos da América como Motorola Razr, o aparelho foi um grande sucesso nos anos 2000. Os dados comprovam o tamanho da popularidade, já que o V3 vendeu mais de 130 milhões de unidades por todo o mundo. O celular, com o seu formato de flip, era considerado fino, elegante e moderno para a época, mas foi perdendo espaço com a chegada de dispositivos com sistemas mais modernos, como o iPhone.

A evolução dos smartphones parecia que ia jogar os famosos celulares flip no esquecimento. Porém, o desenvolvimento de novas tecnologias tem possibilitado a volta de celulares no estilo do V3, como as telas flexíveis. A tecnologia ainda está se iniciando, mas já é possível sonhar com o retorno de vários dos clássicos do início dos anos 2000 ao mercado.

O novo V3

Ao que tudo indica a Motorola saiu na frente e deve relançar o clássico Motorola V3 ainda em 2019, contando agora com a tecnologia da tela dobrável. O preço será salgado, na casa dos US$ 1.500 (cerca de R$ 5.580), o que leva alguns a chamarem o novo celular de o “V3 de luxo”. Segundo fontes ouvidas pelo jornal americano Wall Street Journal, a Lenovo, que comprou a Motorola Mobility em 2014, deverá anunciar, durante a feira de celulares de Barcelona (MWC), o novo produto em fevereiro. Pelo menos essa é a expectativa.

É possível encontrar alguns projetos sobre o conceito do novo V3, mas ainda não existe um oficial. Um desses mostra um dispositivo quadrado, mas depois de aberto, se parece com um smartphone normal. Então em vez do tradicional teclado físico temos uma tela sensível ao toque. O design desse novo dispositivo teria uma proporção de tela de 19:8, uma câmera frontal e demais sensores quando aberto. Quando fechado o celular irá contar com uma segunda tela, como o original, que funcionaria para mostrar ícones de notificações, o horário, e outras informações. A câmera traseira contaria com uma lente única, leitor de impressão digital ficaria na metade inferior do celular. O projeto não dá informação sobre o botão para ligar e desligar e os botões de volume do novo V3. Pode ser então que o aparelho apareça sem botões físicos.

Não sabemos ainda se esse será o desenho do V3, mas o que sem tem certeza é que ele contará com uma tela flexível que possibilite o abrir e o fechar do aparelho. É nesse ponto que se justifica o alto valor do produto, já que a tecnologia é cara. Outro ponto problemático é a espessura mínima que o desenho futurista do original tinha, se a Motorola quiser manter essa espessura terá que pensar muito bem onde e como vai colocar a bateria.

A questão é que será preciso inovar para lançar um produto retrô e inovar tem seu preço. Apesar disso, parece que a Motorola está bem interessada em ser uma das primeiras fabricantes de celular a apostar nesta tendência retrô. O que já chamou a atenção de outras fabricantes, já que segundos rumores a LG, Samsung, Xiaomi e Oppo também estão pensando em relançamento de seus clássicos nos próximos meses. Tudo indica que estamos vendo nascer um novo mercado de nicho nostálgico nos celulares. Tudo ainda é muito incerto, não se sabe onde será comercializado o novo V3 e nem se ele será lançado no Brasil.

Por Gabriel Bem

Motorola V3


A grande novidade da família Galaxy traz uma ficha técnica muito interessante, com novidades e mudanças.

As grandes empresas costumam seguir a tendência de apresentar suas novidades no primeiro semestre, independentemente do mercado. Essa estratégia é uma forma de fazer com que o consumidor já adquira um produto e fique com ele até o final do ano. Um tipo de setor que costuma seguir essa ideia é o de telefonia móvel. Você pode reparar que nesse primeiro período de 2019 vão surgir diferentes aparelhos de diversas marcas. Dentre eles, está um merece sua atenção: o Samsung Galaxy S10. A grande novidade da família Galaxy traz uma ficha técnica muito interessante. Conheça agora um pouco mais sobre esse smartphone.

A respeito da tela, design e outras informações do Samsung Galaxy S10

Antes de apresentar as informações sobre a aparência desse celular é importante frisar que esse modelo é o último lançamento da linha Galaxy da Samsung juntamente com mais dois aparelhos: S10+ e S10. A empresa sul-coreana costuma colocar no mercado três variações de um mesmo smartphone, obviamente, com diferenciações na ficha técnica de cada um.

No caso do S10, segundo alguns rumores, pois o modelo ainda não foi apresentado de fato, conta com uma tela de 6,1 polegadas. Esse número pode variar. Um ponto que chama atenção é que a tela vai cobrir ainda mais a superfície do aparelho, deixando ainda mais difícil conseguir separar os limites laterais do aparelho. O único detalhe colocado na tela é na parte superior, no canto, que é a câmera frontal. Ela não vai ficar mais posicionada no centro do aparelho como em outros modelos. Os botões que ficam nas laterais também parecem terem sofrido um ajuste. Eles estão menos salientes. Como se fossem pequenos relevos. Isso confere um ar ainda mais moderno ao Galaxy S10. Outros rumores apontam que a empresa deve oferecer o modelo em cores mais variadas, saindo do tradicional preto e prata.

Sobre o sistema operacional, processador, memória e mais dados do Galaxy S10

Como se trata de um aparelho extremamente moderno o sistema operacional também precisa ser um dos mais atualizados, este telefone deve ter como software o Android 9.0 (Pie). Sobre o processador existe uma grande expectativa que a empresa utilize o Snapdragon 855. Sabe-se que o modelo terá uma versão com 128 GB, mas alguns sites apontam que a Samsung pode variar e também oferecer no mercado modelos com até 512 GB. Já a memória RAM também pode sofrer uma variação entre 06 ou 08 GB.

Hoje em dia é difícil um aparelho celular não ter uma proteção especial contra diferentes eventualidades. O Galaxy S10 foi envolvido com o “Corning Gorilla Glass 6”. Outro ponto que merece ser apresentado é sobre a bateria, provavelmente ela será de 3.100 mAh. Por fim, a Samsung apresenta mais uma grande novidade nesse aparelho: o sensor de reconhecimento digital na tela. Nos modelos mais antigos, esse sensor se encontra na parte de trás do telefone.

Sobre as câmeras disponíveis no S10 da Samsung

Se você deseja um telefone com um sistema fotográfico poderoso, o Samsung Galaxy S10 é o telefone certo para atender todas as suas expectativas. A empresa quis aumentar a capacidade das câmeras que oferece e neste smartphone deve está presente, no mínimo, uma câmera dupla na parte da frente e uma câmera traseira que ainda não foi especificado com quantas câmeras terá ao certo. Mas, existem rumores que todas tenham acima de 10 megapixels. Com um número desses já dá para imaginar a alta qualidade que as imagens vão ser produzidas. Além disso, vale a pena destacar que a Samsung sempre incrementa o seu programa de edição de fotos. A qualidade dos vídeos também deve ser de 4k. Todas essas informações serão de fato confirmadas no lançamento do aparelho.

A respeito do lançamento mundial, nacional e sobre o preço

Algumas informações dão conta que o modelo vai ser apresentado em um evento organizado pela marca no final do mês de fevereiro. O evento vai acontecer na cidade americana de São Francisco. A expectativa é que após esse lançamento especial, o modelo chegue aos demais mercados da Samsung ao redor do mundo e isso inclui o Brasil. Sobre o preço, o aparelho deve chegar ao mercado nacional custando acima de R$ 3.000,00, segundo alguns rumores. Para mais informações acesse: https://www.samsung.com/br.

Por Isabela Castro

Samsung Galaxy S10


O aparelho terá traseira em vidro, segundo os rumores. Na parte frontal, destaca-se um dispositivo com poucas bordas, aumentando o aproveitamento da tela infinita.

Mais um ano chegando, e a Samsung prepara o lançamento de mais uma versão do seu top de linha. O Galaxy S10 ainda não é realidade, mas os rumores apresentados mostram que a gigante sul-coreana busca produzir o melhor smartphone e o mais incrível já apresentado.

Construção

Começando por sua construção: o aparelho terá traseira em vidro, segundo os rumores. Na parte frontal, destaca-se um dispositivo com poucas bordas, aumentando o aproveitamento da "tela infinita". Este display não contará com o onipresente "notch", que a Apple vem usando em seus iPhones, por exemplo. Na traseira, o vidro deve estar presente, facilitando o carregamento sem fio, deixando o Galaxy S10 Plus incrivelmente bonito e elegante.

O aproveitamento da tela deve ser maior no S10 Plus do que no iPhone XS por conta da ausência do "notch", que vem também sendo adotado por outras fabricantes. Este aproveitamento do display deve ser o maior entre toda a Linha Galaxy, já que estes displays poderão ter fabricação em massa, sendo encontrados primeiramente no S10 Plus.

Specs

Os rumores apontam grandes melhorias de desempenho e armazenamento. No Galaxy S10 Plus, a Samsung poderá equipar este "pequeno monstro", com 12 GB de memória RAM e até 1 TB de armazenamento interno. Esta é, basicamente, uma das especificações mais poderosas já vistas em um smartphone. Este também deve ser o primeiro aparelho da Samsung a suportar os novos padrões de conectividade, mais conhecido como 5G, uma evolução considerável do 4G e que atualmente recebe testes em diversos países, sendo comercialmente adotado em poucos anos.

Processamento e desempenho

Assim como em edições anteriores, o S10 Plus virá embarcado com um processador de fabricação própria da Samsung, o Exynos 9820, com fabricação de 9 nanômetros. Segundo rumores baseados nos resultados do Antutu (famoso app de benchmark), a pontuação chegada por este processador, supera os 300 mil pontos. A conclusão veio após capturas de tela serem compartilhadas no Twitter, mostrando os testes deste processador, em um aparelho com 6 GB de RAM e 128 Gb de storage.

Versões

Outro forte rumor aponta que o S10 Plus terá três variantes. Esta foi obtida através de certificação dos órgãos russos. A primeira é de um aparelho com suporte a dois chips de operadora, algo bastante comum no mercado. Ela deve seguir a tendência, possibilitando o uso das duas operadoras simultaneamente, aproveitando bem o recurso para dois mensageiros, presente no software modificado pela Samsung.

A segunda e terceira variantes serão os aparelhos com o processador Exynos, de fabricação da própria Samsung, e outra com processador Snapdragon.

Outros rumores

Na série de rumores sobre o aparelho, o consumidor poderá optar por um gama mais tradicional de cores: preto, branco, amarelo e verde, sendo estas duas últimas, novidades entre o top de linha. Apesar que estes não serão os nomes oficiais para estas cores, algo típico de diversas outras empresas, que preferem renomear suas opções de cores com nomes impactantes e diferentes.

Outro recurso que deve passar por mudança é o sensor biométrico. Por aqui, ele não será removido, porém, não haverá mais um botão, e sim a biometria sendo aplicada diretamente sobre a tela, possibilitando, assim, que o display reconheça a digital apenas cadastrada. Para quem precisa de mais segurança, o desbloqueio por íris também permanecerá.

A versão S10 Plus deverá contar com 4.000 mAh para suportar o tamanho do display, entre outros recursos, contando com carregamento rápido, assim como seus irmãos anteriores. Especula-se que a apresentação acontecerá no primeiro trimestre de 2019, com lançamento ainda sem data definida. Este é o momento em que a Samsung apresenta sua principal linha, que, ao lado do Galaxy Note, ditam as tendências do mundo Android para os aparelhos de gama superior.

Por Leandrinho de Souza

Samsung Galaxy S10 - rumores





CONTINUE NAVEGANDO: