Versão lançada é uma atualização cumulativa da versão anterior.

A Microsoft lançou recentemente uma versão atualizada do OS Windows 10 Mobile. Chamada de 10586.29, a empresa explicou que a nova edição do sistema operacional para smartphones é na verdade uma “atualização cumulativa” da versão anterior, a 10586. Criativos, não?!

A versão veio como uma surpresa para os usuários, no início da noite da última sexta-feira, e antes de entrarmos em detalhes sobre o que mudou, é bom lembrar que a empresa já anunciou que os seus dois novos modelos de smartphones, o Lumia 950 e o Lumia 950 XL, já virão de fábrica com a nova versão instalada assim que forem lançados, provavelmente na próxima semana, nos Estados Unidos.

Então, o que o modelo “29” tem de diferença do anterior, afinal? A Microsoft informou que melhorou o desempenho de seu novo aplicativo para navegação na internet, o Edge, que irá eventualmente substituir o Internet Explorer.

Seguindo em frente, a nova versão do sistema promete auxiliar os usuários a atualizarem seus smartphones com mais facilidade, com uma funcionalidade que a Microsoft nomeou simplesmente de “aplicativo de compatibilidade para o Silverlight do Windows Phone 8.1”. Um nome bastante extenso para uma funcionalidade que poucos vão saber o que é ou quando é utilizada, da mesma forma que poucos devem se lembrar do Silverlight.

A atualização não traz muitas mudanças nem recursos novos ao sistema operacional, mas no mesmo anúncio da atualização, a Microsoft prometeu, ainda nas últimas semanas deste ano e durante o próximo ano, continuar atualizando o Windows 10 Mobile, se baseando, principalmente, nos feedbacks dos usuários que comprarem os novos modelos de smartphones e também daqueles com modelos mais antigos que atualizarem seus aparelhos através do Windows Update.

Resta esperar para ver o desempenho do novo Sistema Operacional, bem como se o novo navegador será mais eficiente que o Internet Explorer (difícil não ser), e torcer para os usuários darem feedbacks construtivos para a Microsoft, pedindo, por exemplo, a possibilidade de alterar manualmente o IP do aparelho em redes Wi-Fi corporativas.

Por Felipe Foureaux Freitas

Windows 10

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: