A grande novidade da família Galaxy traz uma ficha técnica muito interessante, com novidades e mudanças.

As grandes empresas costumam seguir a tendência de apresentar suas novidades no primeiro semestre, independentemente do mercado. Essa estratégia é uma forma de fazer com que o consumidor já adquira um produto e fique com ele até o final do ano. Um tipo de setor que costuma seguir essa ideia é o de telefonia móvel. Você pode reparar que nesse primeiro período de 2019 vão surgir diferentes aparelhos de diversas marcas. Dentre eles, está um merece sua atenção: o Samsung Galaxy S10. A grande novidade da família Galaxy traz uma ficha técnica muito interessante. Conheça agora um pouco mais sobre esse smartphone.

A respeito da tela, design e outras informações do Samsung Galaxy S10

Antes de apresentar as informações sobre a aparência desse celular é importante frisar que esse modelo é o último lançamento da linha Galaxy da Samsung juntamente com mais dois aparelhos: S10+ e S10. A empresa sul-coreana costuma colocar no mercado três variações de um mesmo smartphone, obviamente, com diferenciações na ficha técnica de cada um.

No caso do S10, segundo alguns rumores, pois o modelo ainda não foi apresentado de fato, conta com uma tela de 6,1 polegadas. Esse número pode variar. Um ponto que chama atenção é que a tela vai cobrir ainda mais a superfície do aparelho, deixando ainda mais difícil conseguir separar os limites laterais do aparelho. O único detalhe colocado na tela é na parte superior, no canto, que é a câmera frontal. Ela não vai ficar mais posicionada no centro do aparelho como em outros modelos. Os botões que ficam nas laterais também parecem terem sofrido um ajuste. Eles estão menos salientes. Como se fossem pequenos relevos. Isso confere um ar ainda mais moderno ao Galaxy S10. Outros rumores apontam que a empresa deve oferecer o modelo em cores mais variadas, saindo do tradicional preto e prata.

Sobre o sistema operacional, processador, memória e mais dados do Galaxy S10

Como se trata de um aparelho extremamente moderno o sistema operacional também precisa ser um dos mais atualizados, este telefone deve ter como software o Android 9.0 (Pie). Sobre o processador existe uma grande expectativa que a empresa utilize o Snapdragon 855. Sabe-se que o modelo terá uma versão com 128 GB, mas alguns sites apontam que a Samsung pode variar e também oferecer no mercado modelos com até 512 GB. Já a memória RAM também pode sofrer uma variação entre 06 ou 08 GB.

Hoje em dia é difícil um aparelho celular não ter uma proteção especial contra diferentes eventualidades. O Galaxy S10 foi envolvido com o “Corning Gorilla Glass 6”. Outro ponto que merece ser apresentado é sobre a bateria, provavelmente ela será de 3.100 mAh. Por fim, a Samsung apresenta mais uma grande novidade nesse aparelho: o sensor de reconhecimento digital na tela. Nos modelos mais antigos, esse sensor se encontra na parte de trás do telefone.

Sobre as câmeras disponíveis no S10 da Samsung

Se você deseja um telefone com um sistema fotográfico poderoso, o Samsung Galaxy S10 é o telefone certo para atender todas as suas expectativas. A empresa quis aumentar a capacidade das câmeras que oferece e neste smartphone deve está presente, no mínimo, uma câmera dupla na parte da frente e uma câmera traseira que ainda não foi especificado com quantas câmeras terá ao certo. Mas, existem rumores que todas tenham acima de 10 megapixels. Com um número desses já dá para imaginar a alta qualidade que as imagens vão ser produzidas. Além disso, vale a pena destacar que a Samsung sempre incrementa o seu programa de edição de fotos. A qualidade dos vídeos também deve ser de 4k. Todas essas informações serão de fato confirmadas no lançamento do aparelho.

A respeito do lançamento mundial, nacional e sobre o preço

Algumas informações dão conta que o modelo vai ser apresentado em um evento organizado pela marca no final do mês de fevereiro. O evento vai acontecer na cidade americana de São Francisco. A expectativa é que após esse lançamento especial, o modelo chegue aos demais mercados da Samsung ao redor do mundo e isso inclui o Brasil. Sobre o preço, o aparelho deve chegar ao mercado nacional custando acima de R$ 3.000,00, segundo alguns rumores. Para mais informações acesse: https://www.samsung.com/br.

Por Isabela Castro

Samsung Galaxy S10


O aparelho terá traseira em vidro, segundo os rumores. Na parte frontal, destaca-se um dispositivo com poucas bordas, aumentando o aproveitamento da tela infinita.

Mais um ano chegando, e a Samsung prepara o lançamento de mais uma versão do seu top de linha. O Galaxy S10 ainda não é realidade, mas os rumores apresentados mostram que a gigante sul-coreana busca produzir o melhor smartphone e o mais incrível já apresentado.

Construção

Começando por sua construção: o aparelho terá traseira em vidro, segundo os rumores. Na parte frontal, destaca-se um dispositivo com poucas bordas, aumentando o aproveitamento da "tela infinita". Este display não contará com o onipresente "notch", que a Apple vem usando em seus iPhones, por exemplo. Na traseira, o vidro deve estar presente, facilitando o carregamento sem fio, deixando o Galaxy S10 Plus incrivelmente bonito e elegante.

O aproveitamento da tela deve ser maior no S10 Plus do que no iPhone XS por conta da ausência do "notch", que vem também sendo adotado por outras fabricantes. Este aproveitamento do display deve ser o maior entre toda a Linha Galaxy, já que estes displays poderão ter fabricação em massa, sendo encontrados primeiramente no S10 Plus.

Specs

Os rumores apontam grandes melhorias de desempenho e armazenamento. No Galaxy S10 Plus, a Samsung poderá equipar este "pequeno monstro", com 12 GB de memória RAM e até 1 TB de armazenamento interno. Esta é, basicamente, uma das especificações mais poderosas já vistas em um smartphone. Este também deve ser o primeiro aparelho da Samsung a suportar os novos padrões de conectividade, mais conhecido como 5G, uma evolução considerável do 4G e que atualmente recebe testes em diversos países, sendo comercialmente adotado em poucos anos.

Processamento e desempenho

Assim como em edições anteriores, o S10 Plus virá embarcado com um processador de fabricação própria da Samsung, o Exynos 9820, com fabricação de 9 nanômetros. Segundo rumores baseados nos resultados do Antutu (famoso app de benchmark), a pontuação chegada por este processador, supera os 300 mil pontos. A conclusão veio após capturas de tela serem compartilhadas no Twitter, mostrando os testes deste processador, em um aparelho com 6 GB de RAM e 128 Gb de storage.

Versões

Outro forte rumor aponta que o S10 Plus terá três variantes. Esta foi obtida através de certificação dos órgãos russos. A primeira é de um aparelho com suporte a dois chips de operadora, algo bastante comum no mercado. Ela deve seguir a tendência, possibilitando o uso das duas operadoras simultaneamente, aproveitando bem o recurso para dois mensageiros, presente no software modificado pela Samsung.

A segunda e terceira variantes serão os aparelhos com o processador Exynos, de fabricação da própria Samsung, e outra com processador Snapdragon.

Outros rumores

Na série de rumores sobre o aparelho, o consumidor poderá optar por um gama mais tradicional de cores: preto, branco, amarelo e verde, sendo estas duas últimas, novidades entre o top de linha. Apesar que estes não serão os nomes oficiais para estas cores, algo típico de diversas outras empresas, que preferem renomear suas opções de cores com nomes impactantes e diferentes.

Outro recurso que deve passar por mudança é o sensor biométrico. Por aqui, ele não será removido, porém, não haverá mais um botão, e sim a biometria sendo aplicada diretamente sobre a tela, possibilitando, assim, que o display reconheça a digital apenas cadastrada. Para quem precisa de mais segurança, o desbloqueio por íris também permanecerá.

A versão S10 Plus deverá contar com 4.000 mAh para suportar o tamanho do display, entre outros recursos, contando com carregamento rápido, assim como seus irmãos anteriores. Especula-se que a apresentação acontecerá no primeiro trimestre de 2019, com lançamento ainda sem data definida. Este é o momento em que a Samsung apresenta sua principal linha, que, ao lado do Galaxy Note, ditam as tendências do mundo Android para os aparelhos de gama superior.

Por Leandrinho de Souza

Samsung Galaxy S10 - rumores


A Samsung pretende lançar, em seu novo Galaxy S10, as baterias de Grafeno, que terão um potencial de superar em até 45% o desempenho em relação às atuais, produzidas em íons de lítio.

Na atualidade todo lançamento de um novo aparelho celular, sobretudo quando está munido de novidades, se torna um evento de grande relevância e interesse do público consumidor em geral. Trata-se, entre outros, do novo modelo da companhia Samsung, o Galaxy S10 aparelhado de nova especificação.

Assim, depois de anos em cima de testes, a empresa Samsung pode estar aproximando-se cada vez mais de poder garantir um lançamento comercial que contará com uma qualidade a mais: as chamadas baterias de Grafeno. Esta informação havia sido revelada por meio de fontes da própria indústria, embora ainda não exista confirmação de que esta grande novidade deva preencher em primeiro lugar o modelo Galaxy S10 ou o modelo Galaxy Note 10.

Entretanto, de qualquer maneira, assim que a estreia de cada um deles se consumar no mercado, as ditas baterias fabricadas em Grafeno terão um potencial de superar em até 45% o desempenho em relação às atuais, produzidas em íons de lítio. Junto a essa novidade, chega a notícia de que as novas baterias funcionam por meio de carregamento em modo acelerado.

Alguns especialistas do site Tudo Celular procederam com alguns testes, dos quais se pode extrair o seguinte exemplo:

Dado que um tipo de bateria de íons de lítio precisa operar durante cerca de uma hora para terminar completamente carregada, as alternativas de baterias produzidas em Grafeno têm grande potencial de atingir um surpreendente nível de incríveis 12 minutos para abastecimento.

Portanto, este tipo de tecnologia, inédito, pode garantir maior eficiência, ou praticidade, na vida cotidiana do usuário que precisa fazer uso constante do celular, sobretudo e sua profissão.

Existe outro ponto de destaque (de maior vantagem em todos os sentidos) para o fato de que as baterias produzidas em Grafeno tendem a demorar muito mais no processo de deterioração, dado que a produção desse tipo de dispositivo eletrônico ainda é, relativamente, um tanto cara. Mesmo assim, no caso de a companhia Samsung começar a explorar este tipo de material comercialmente, haverá, certamente, grande tendência de que o valor dos aparelhos diminua ao longo dos anos vindouros.

Mas, tal como foi noticiado pelo próprio site especializado, Tudo Celular, até o presente momento, apesar de todas as publicações internacionais que estão repercutindo de algum modo sobre este assunto de grande interesse comercial, a organização da Samsung não publicou nenhuma nota que indique um posicionamento oficial sobre a tecnologia que se avizinha.

Deste modo, será necessário que todos os consumidores, especialistas e comerciantes, revendedoras, entre outros, permaneçam pacientes para as próximas manifestações da companhia. De qualquer modo, a gigante empresa sul-coreana está entre as grandes pesquisadoras no uso do Grafeno como componente de eficiente vantagem, na produção de aparelhos celulares.

Diante dessas notícias e na expectativa do que ainda está por vir, no caso desta empresa decidir, por meio de seus líderes, utilizar o material indicado, no ano de 2019, esse poderá constituir um dos maiores e melhores avanços em todo o mercado de produção de smartphones. Porém, o caso é ainda mais positivamente assombroso, dado que a companhia anunciou, também, que os seus engenheiros estão trabalhando em cima de planos, no sentido de fazer aumentar o tamanho das baterias para os seus aparelhos, promovendo um avanço significativo em sua potência, consistindo esse pequeno passo um verdadeiro salto de qualidade, de modo a garantir uma sublimação, um aperfeiçoamento a mais sobre a autonomia do aparelho para apresentar um produto mais eficiente ao usuário.

As tecnologias, na medida em que evoluem e necessitam de menor quantidade de matéria-prima para funcionarem, vão se tornando mais baratas e, por conseguinte, mas acessíveis a todos.

Por Paulo Henrique dos Santos

Samsung Galaxy S10

Samsung Galaxy S10





CONTINUE NAVEGANDO: