Modelo sofreu mudanças interessantes, como a fusão do botão Home ao corpo do aparelho, que além de esteticamente mais bonito é, também, mais prático tecnologicamente.

Os aparelhos iPhones estão entre os mais cobiçados e consumidos na atualidade, devido à quantidade de funções de que dispõem e de sua CPU, que faz desses celulares, em realidade, pequenos computadores. Neste texto será avaliado de maneira mais completa o iPhone 7.

O design exterior, ou seja, na sua aparência, o iPhone 7 foi mantido em seus traços originais que estão com ele desde o ano de 2014. A carcaça continua sendo fabricada em metal em todo o seu entorno. A parte de vidro é frontal, apenas na tela. A versão 7 tem 7.1 mm de espessura e apenas 138g de peso. Portanto, trata-se de um aparelho de mesma espessura que o anterior 6S, porém, com 5g a menos de massa.

As linhas de antena estão bem mais discretas que no modelo passado, tornando-se mais ajustadas ao corpo do celular. Aperfeiçoamento de engenharia que se expandiu para a estética do iPhone. Neste novo modelo foi abolido o conector de 3.5 mm para fones de ouvido, sendo este é um conector padrão utilizável em diversos dispositivos e com mais de cem anos de existência. A companhia Apple decidiu alterar seus padrões em certos atributos do aparelho, o que nem sempre é bem recebido pelo consumidor que já está há anos em uma zona de conforto, utilizando um dispositivo que funciona muito bem.

A entrada USB tem uma desvantagem em relação à entrada anterior, ela facilmente desconecta quando se enrosca em algo, o que não ocorria com o velho conector cilíndrico. É preciso muito cuidado para não quebrar o cabinho, que é muito frágil e sem o qual não é possível carregar o celular.

Uma alteração que veio para melhorar foi a fusão do botão Home ao corpo do aparelho, que além de esteticamente mais bonito é, também, mais prático tecnologicamente falando. Basta um leve toque que o botão é acionado.

Este iPhone é resistente à água, conforme os testes realizados na Apple, entretanto, embora o tempo máximo seja de 30 minutos em um metro de fundura na água doce, isso não significa que o usuário deva utilizá-lo em baixo de água, como em uma piscina, por exemplo. Ele é resistente a acidentes com água, um copo que vira sobre ele, ou se o mesmo é derrubado na pia ou no vaso sanitário.

Em termos de CPU, a Apple sempre mantém em sigilo a velocidade dos dispositivos por ela desenvolvidos, apenas anunciando que um aparelho novo é sempre 40% mais veloz que a geração anterior. O sistema de Wi-Fi é o a – b – g – n – ac, Dual Band; Bluetooth v4.2; GPS – GLONASS; 4G LTE; o seu NFC funciona apenas para o Apple Play; possui leitor biométrico; o armazenamento interno chega a 32 – 128 – 256 de GB, que são as três opções disponíveis.

Em relação ao display, este aparelho está munido de uma tela IPS – LCD de 4.7 polegadas; reproduz imagens em 750 X 1334 Pixels de resolução, com 326 PPI de densidade.

Possui leitor com reconhecimento de digital. A visualização da tela foi aperfeiçoada em relação aos reflexos de luzes, como a do Sol, por exemplo, com uma tela mais precisa, em cores reais e bons contrastes que permitem visualizar vídeos e imagens, cujas cores se impõem sobre os reflexos.

Os alto-falantes são estéreos e estão posicionados tanto na parte de baixo, quanto na de cima, ao lado da saída do som para as ligações. Assim, a qualidade dos sons, tanto em música quanto em vozes está bem melhor, sem vibrações e chiados, que ocorriam no 6S.

A câmera traseira está munida de 12 MP com abertura F – 1.8 e detecção de fase OIS de estabilização ótica; as gravações chegam a 4K e captura simultânea de fotos de até 8 MP; a câmera frontal está munida de 7 MP com abertura de F – 2.2.

A bateria agora esta com capacidade de 1960 mAh de por hora, portanto, é uma bateria que chega a durar até dez horas, sem precisar ser recarregada.

O preço deste iPhone 7 pode chegar a 649 dólares na versão 32GB; a versão de 128 GB chega a 749 dólares e a versão de 256 GB está por 849 dólares, que são diferenças pequenas, no caso da moeda estadunidense.

Por Paulo Henrique dos Santos

iPhone 7


Novo iPhone deverá chegar ao mercado com opções com pelo menos 32 GB de armazenamento. Samsung e LG já estão adotando a mesma medida.

Um dos grandes questionamentos de muitos apaixonados pelo famoso iPhone é porque a versão de entrada do smartphone possui uma capacidade de armazenamento tão baixa, devido ao fato de que, atualmente, os usuários desses modelos de telefone o utilizam para baixar diversos tipos de vídeos oriundos dos mais diversos aplicativos. Como este era um clamor e um questionamento de muitos usuários, alguns especialistas da área de tecnologia já estão arriscando em dizer que o novo iPhone 7, que está previsto para chegar ao mercado possivelmente no mês de setembro deste ano, chegaria ao mercado com a versão de entrada com armazenamento mínimo de 32 GB.

Atualmente todos os modelos iPhone disponíveis no mercado, tais como o iPhone 6, o iPhone 6 Plus, o iPhone 6S, o iPhone 6S Plus e o iPhone SE, são comercializados com opções de armazenamento que variam de 16 GB até 64 GB. Somente os modelos 6S e 6S Plus possuem a opção de armazenamento de 128 GB. Essa questão de aumentar a capacidade de armazenamento da versão de entrada do smartphone da Apple é um fato que irá agradar muitos usuários, uma vez que, de modo diverso do que ocorre com os tradicionais smartphones que utilizam o Android, a Apple não disponibiliza, nos seus aparelhos, aquelas entradas destinadas a cartões externos de memória. Um detalhe que muitos consumidores que possuem estes smartphones acabam reclamando é que muitas vezes as próprias atualizações disponibilizadas pelas empresas acabam ocupando boa parte do armazenamento disponível.

E o fato de aposentar a versão com armazenamento de 16 GB, caso a Apple adote essa medida, não será exclusividade da empresa da maçã não, haja vista que as suas principais concorrentes, tais como a coreana  Samsung  e a LG, já adotaram essa medida, sendo que a Samsung lançou o Galaxy S7 e o Galaxy S7 Edge com capacidade mínima de armazenamento de 32 GB, outro que irá estrear justamente neste mês de junho e já chegará ao mercado adotando essa medida será o aguardado LG G5.

O certo é que a extinção dos smartphones com capacidade de armazenamento de 16 GB já é uma realidade e ainda mais com a poderosa Apple seguindo essa tendência, todas as demais empresas do ramo também irão seguir o mesmo caminho.

Por Adriano Oliveira





CONTINUE NAVEGANDO: