Xiaomi firmou uma parceria coma empresa Foxconn para fabricar smartphones na Índia. Primeiro modelo desta união já foi lançado por lá: o Redmi 2 Prime.

A Xiaomi tem sido uma das empresas que mais tem conseguido espaço no concorrido espaço de smartphones principalmente, ameaçando até os gigantes do setor, como Apple, Samsung e LG. E a Xiaomi agora anunciou sua união à Foxconn, o que vai possibilitar a produção de novos smartphones na Índia que é um dos melhores mercados para a Xiaomi.

A empresa inclusive já está no Brasil, onde oferece aparelhos com boa configuração por um preço muito abaixo do que é praticado pelos concorrentes. Agora, com a união feita com a Foxconn, a Xiaomi vai disponibilizar no mercado indiano o Redmi 2 Prime, uma aposta da empresa para conquistar os clientes daquela região.

A intenção da Xiaomi não é somente conseguir uma fatia do mercado de smartphones na Índia, mas a empresa também busca cortar custos, pois sabe que para continuar trabalhando com seu plano de preços baixos precisa gastar muito pouco na fabricação dos aparelhos e a união com a Foxconn foi a melhor alternativa.

A Índia é o terceiro maior mercado de smartphones do planeta e toda empresa que quiser ficar entre as maiores, precisa ter seus smartphones sendo comercializados por lá, do contrário, vai ficar de fora de um mercado que não para de crescer.

Bem que a Xiaomi tentou ir sozinha para a Índia, mas não encontrou uma infraestrutura que atendesse suas necessidades. Outro problema encontrado foi em relação aos fornecedores que colocaram uma certa resistência da empresa no mercado indiano. Hoje, muitas empresas locais precisam buscar seus produtos na China e também Taiwan, mas a Xiaomi preferiu fazer uma parceria.

E na última segunda-feira, a linha de montagem localizada em Andhra Pradesh, lançou o primeiro modelo resultante desta união da Xiaomi com a Foxconn, o Redmi 2 Prime.

Desde o mês passado que a Xiaomi está na Índia, um mercado que oferece telefones baratos e repletos de funções, que garantem ótimas vendas. A população, principalmente a mais jovem, tem procurado estes aparelhos, que lhes dão acesso às últimas tecnologias sem precisarem gastar muito. E como a Xiaomi tem exatamente este perfil, de oferecer bons smartphones com preço mais em conta, acredita que vai ter muito sucesso nesta sua nova empreitada. A empresa, porém, preferiu não revelar o investimento feito em sua nova linha de montagem.

Po Russel

Xiaomi Redmi 2 Prime

Xiaomi Redmi 2 Prime

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: