Confira as características dos modelos Moto C e Moto C Plus.

A linha Moto C poderá ser mais uma importante aposta da Motorola na categoria de smartphones de entrada. Ela é composta pelos modelos Moto C e Moto C Plus. Ambos têm Android 7.0 Nougat, design semelhantes e especificações um pouco mais modestas, porém adequadas para o uso do dia a dia.

Confira suas diferenças e semelhanças:

Moto C

O Moto C tem configuração mais simples entre ambos os smartphones da linha, apresentando tela de 5’’ e câmeras de 5 e 2 megapixels, com flash LED. Sua memória RAM é de 1GB, enquanto o armazenamento interno é de 8GB (expansível para até 32GB com cartão microSD). Tem, ainda, processador Quad-core de 1.1 GHz e bateria de 2.350 mAh.

Com essas especificações, o aparelho consegue atender as necessidades básicas do dia a dia, em funcionalidades como: jogos leves, redes sociais e fotos diversas.

O aparelho já está no mercado internacional há poucos meses, porém ainda não existem previsões para seu lançamento no Brasil.

Ficha técnica do Moto C:

– Dimensões (em milímetros): 145.5×73.6×9.

– Peso: 154g.

– Display: tela de 5’’, com resolução de 480×854 pixels.

– Sistema operacional: Android 7.0 Nougat.

– Processador: Quad-Core (MediaTek) de 1.1 GHz.

– Memória RAM: 1GB

– Armazenamento interno: 8GB, expansível para 32GB (cartão microSD).

– Câmera principal: 5MP, com flash LED.

– Câmera frontal: 2MP, com flash LED.

– Bateria: 2.350 mAh.

– Conectividade: micro USB 2.0, Wi-Fi e Bluetooth.

Moto C Plus

Apresentando configurações um pouco mais avançadas, o Moto C Plus possui também tela de 5’’, mas com resolução HD (1280×720). Já seu par de câmeras é de 8 e 2 megapixels, com flash LED. Assim como o outro aparelho da linha, este tem memória RAM de 1GB e armazenamento interno de 8GB (expansível para até 32GB com cartão microSD). Seu processador é Quad-Core Mediatek MT6737 de 1.3 Ghz e sua bateria, mais longa, é de 4.000 mAh.

O aparelho já está à venda no Brasil, por R$699 no site da Motorola www.motorola.com.br/moto-c-plus/p.

Ficha técnica do Moto C Plus:

– Dimensões (em milímetros): 144×72.9×8.9.

– Peso: 145g.

– Display: 5’’, com resolução HD (1280×720).

– Sistema operacional: Android 7.0 Nougat.

– Processador: Quad-Core MT6737 de 1.3 Ghz.

– Memória RAM: 1GB.

– Armazenamento interno: 8GB, expansível para 32GB (cartão microSD).

– Câmera principal: 8MP, com flash LED.

– Câmera frontal: 2MP, com flash LED.

– Bateria: 4.000 mAh.

– Conectividade: micro USB 2.0, Wi-Fi e Bluetooth.

– Extras: TV digital.

É importante ressaltar que os aparelhos da linha Moto C receberam Android 7.0 Nougat puro. Isso significa que há menos apps ou softwares pré-instalados de fábrica, o que melhora consideravelmente seu desempenho.

Por Camilla Silva

Moto C


Confira as especificações técnicas do Moto M e a sua variação de preços.

O mais recente lançamento da Motorola é o MOTO M. O lançamento oficial do produto aconteceu no final do ano passado e o modelo agradou aos especialistas na área de telefonia. A Motorola investiu em tecnologia de ponta na construção do aparelho, devido, a isso o seu sucesso não foi nada espantoso.

Conheça agora um pouco mais sobre o MOTO M.

O sistema operacional do telefone é o Android. Este sistema é muito simples de mexer, o que facilita a vida dos usuários, tudo é muito bem explicado e facilitado. A tela do MOTO M é outro detalhe que merece a atenção, a tela tem o tamanho de 5,5 polegadas, uma das maiores dimensões do mercado, o que significa que o aparelho tem uma ótima resolução e também é excelente para que os usuários enxerguem com facilidade os conteúdos apresentados no aparelho. Falando ainda da tela, ela foi fabricada com uma proteção extra, o que significa, que em casos de acidentes o celular vai estar ainda mais protegido.

Um outro atrativo deste aparelho é sua memória que tem capacidade para armazenar até 32 GB, o que significa que muitos materiais podem ser armazenados. A câmera do Moto M é muito semelhante às que estão disponíveis nos melhores celulares do mercado, pois, a câmera possui uma resolução de 16 megapixels, o que significa que a câmera faz excelentes fotos como a de câmeras fotográficas. E, além disso, a qualidade dos vídeos gravados no aparelho é de 4k, vídeos com alta qualidade e excelente resolução.

O design do aparelho é considerado um dos mais bonitos do mercado, o celular possui uma aparência moderna e elegante, podendo ser usado por homens e mulheres tranquilamente. A sua espessura, também chama atenção, já que ele é bem fino e tem uma espessura de 7.8 milímetros. A sua conectividade é outro ponto interessante, pois, é muito rápida e permite a troca de conteúdo também de forma muito efetiva. Por fim, ele apresenta também detecção fácil de alto nível, reconhecendo rapidamente o usuário.

O preço do aparelho gira em torno de R$ 800,00 a R$ 1.500,00, um excelente valor para um produto com todos esses benefícios.

Caso você esteja pensando em trocar de aparelho, o Moto M pode ser uma boa pedida.

Por Isabela Castro

Moto M


Modelo tem leitor de impressões digitais e conexão com rede LTE 4G, além de outras diversas funcionalidades.

O celular Moto Z Play é um aparelho anunciado pela Lenovo, a possuidora da marca Motorola na IFA do ano passado por um valor de U$ 499. O dispositivo que faz parte da linha Moto Z desembarcou em território brasileiro no mês de setembro custando R$ 2.199. O celular possui um design modular, além de integração com os Moto Mods nos Estados Unidos ou Moto Snaps, que são acessórios que somam algumas funcionalidades ao smartphone.

O Moto Z Play conta com uma bateria de alto poder de 3.510 mAh, a qual vem com duração de 50h, prometidos pela fabricante, além de possuir uma tecnologia TurboPower para que o carregamento seja feita de forma rápida. As especificações desse modelo contam com display super AMOLED de tamanho 5,5” e resolução 1920 x 1080 pixels, Full HD.

Além das funcionalidades citadas até o momento, a ficha técnica do aparelho ainda traz um leitor de impressões digitais, o que aumenta a praticidade ao utilizar aplicativos e da uma maior segurança, sem contar que ainda há uma conexão com rede LTE 4G, o que faz com que a navegação pela internet fique ainda mais veloz.

O smartphone da Motorola (Lenovo) ainda possui uma câmera na parte de trás com resolução de 16 MP, somado a um autofoco a laser, que também realiza gravações de vídeos em resolução 4K, e na parte da frente um sensor de 5 MP, para tirar selfies.

O seu sistema operacional de fábrica é o Android 6.0.1 Marshmallow e para que o aparelho rode tal sistema, o mesmo foi equipado com um processador Snapdragon 625 octa-core da Qualcomm com uma velocidade de 2 GHz e com 3GB de memória RAM. O dispositivo tem armazenamento interno de 32 GB, sem versão de 16 GB, porém pode ser expandido até 2 TB fazendo uso de cartão microSD.

O modelo foi disponibilizado nas cores prata, preto, ardósia preta, branco e ouro fino.

Ficha Técnica:

Sistema Operacional – Android 6.0

Processador – Snapdragon 625 2GHz

Número de núcleos – 8

Memória RAM – 3GB

GPU – Adreno 506

Dimensões – 156,4 – 76,4 – 6,99 mm

Peso – 165g

Armazenamento – 32GB

Armazenamento expansível – Até 2TB

Bateria – 3.510mAh

Tela – 5.5 polegadas

Resolução – 1080 x 1920

Resolução vídeos – 2160p em 30 fps

Tipo de cartão – Nano SIM

Bluetooth – versão 4.1

Por Filipe Silva

Moto Z Play


Confira alguns smartphones intermediários com ótimo custo benefício.

Você é apaixonado pelo mundo dos smartphones e, para ter um aparelho bom, não se importa em pagar um valor razoável na hora da compra? Pois nós te damos uma lista de modelos de celulares com preços, muitas vezes, superiores a R$ 1 mil. Vamos a eles.

1. Galaxy J7 Metal da Samsung

Com valores que podem chegar a R$ 1.020, o Galaxy J7 da Samsung possui bordas metálicas e tela de 5,5 polegadas. A internet é 4G e o modelo é dual chip. A filmagem é em full HD e a câmera traseira é de 13MP e frontal é de 5MP com flash.

Samsung Galaxy J7 Metal

2. Moto G4 Plus da Motorola

O Moto G4 Plus é a versão mais completa da quarta geração do Moto G. Possui leitor de digitais e um carregamento muito rápido, evitando que fique muito tempo na tomada. As especificações são: tela de 5,5 polegadas em Full HD, processador octa core e 2GB de memória RAM, internet 4G, dual chip, filmagem em Full HD e câmera traseira de 16 MP e frontal de 5MP com flash embutido. O preço médio é de R$ 1.140.

Moto G4 Plus

3. Galaxy A5 da Samsung

Outro modelo intermediário da Samsung é o Galaxy A5, com design extremamente sofisticado remetendo aos modelos top de linha da marca. Com tela de 5,2 polegadas, o processador do mesmo é octa core, possuindo 2G de memória RAM. A internet é 4G e o smartphone possui leitor de digitais. Dual chip, a câmera traseira é de 13MP e a frontal de 5MP. O preço chega a R$ 1.079.

Samsung Galaxy A5

4. Zenfone 3 Max da Asus

Um dos melhores e mais barato da categoria intermediária, o Zenfone 3 Max possui uma bateria excelente, durando em standby até 30 dias. A memória interna é de 16 GB, com possibilidade de expansão para 32GB. A tela é de 5.2 polegadas, com processador quad core e memória RAM de 2GB. A internet é 4G, possuindo dual chip, leitor de digitais e câmera traseira de 13MP e frontal de 5MP. A tela é muito resistente a possíveis arranhões. O valor de comercialização é, aproximadamente, R$ 899.

Asus Zenfone 3 Max

É importante lembrar que existem muitos outros modelos disponíveis no mercado, sendo esses apenas uma pequena amostra. Ainda, os preços podem variar conforme o vendedor.

E você, possui alguma dica de modelo intermediário que indicaria? Coloque nos comentários e compartilhe a sua opinião.

Por Kellen Kunz


Modelo contará com uma potente bateria com 4.100 mAh.

Está previsto para esta quinta-feira, dia 03/11, o evento no qual a Huawei irá lançar o Mate 9, o novo e aguardado flagship da empresa. Porém, faltando poucos dias para que o evento seja realizado a fabricante surpreendeu com uma novidade: um novo smartphone. O curioso aqui é que o dispositivo não se trata de nenhum aparelho topo de linha. Mas ao olhar para as especificações vamos ver que elas agradam. Ainda mais se relacionarmos o custo-benefício.

A novidade em questão trata-se do Enjoy 6. A Huawei, ao que parece, se empenhou em criar um aparelho que tivesse mesmo uma boa qualidade e um baixo custo. Ainda assim vamos ter coisas legais nele. O dispositivo foi produzido em metal. O leitor biométrico está localizado em sua traseira. Um dos aspectos que mais tem atraído a atenção das pessoas em relação ao aparelho é a sua bateria. Aqui temos uma potente com 4.100 mAh. A tela do Enjoy 6 é uma AMOLED que conta com 5,0 polegadas. A resolução é em HD.

O usuário do aparelho ainda vai poder contar com 3 GB de espaço para a memória RAM. No caso do armazenamento interno vamos ter 16 GB. Lembrando que a memória ainda pode ser expandida por meio do microSD para uma capacidade de até 128 GB. A “alma” do Enjoy 6 é o MediaTek MT6750 octa-core de até 1,4 GHz.

Para aqueles consumidores que se preocupam com as imagens o aparelho traz no sensor principal uma câmera de 13 MP. A frontal, por sua vez, apresenta 5 MP. Coroando isso tudo o aparelho vai para o mercado rodando o Android 6.0 Marshmallow personalizado com a interface EMUI 4.1 criada pela própria fabricante.

Além de tudo isso que apontamos o Enjoy 6 ainda tem suporte para dois cartões SIM. A porta microUSB também está aqui. Vamos encontrar também a conectividade 4G VoLTE, GPS/A-GPS e Bluetooth. A gama de cores também é bastante ampla: Temos opções em azul, dourado, branco, rosa e cinza. Apenas os adeptos do preto é que ficarão sem opção.

Preço e disponibilidade do Enjoy 6:

Como era de se esperar o preço do aparelho é bem conveniente. Sai por US$190. Isso daria algo em torno dos 600 reais. A previsão é de que as vendas comecem na China a partir do dia 1° de novembro. Porém, não há expectativa de que ele seja vendido por aqui. Por outro lado, é bem provável que sua importação seja “autorizada” em breve.

Por Denisson Soares

Huawei Enjoy 6

Huawei Enjoy 6


Modelo tem um hardware de ponta e pode receber qualquer tipo de customização no sistema.

Uma das coisas que mais chamam a atenção no OnePlus 3 é o fato de que ele chega a impressionar em alguns aspectos pelo preço que é cobrado por ele. O dispositivo tem o corpo de metal e uma boa arquitetura. O novo flagship da companhia chinesa resolveu apostar no uso de um hardware de ponta para conquistar os consumidores. Entretanto, o OnePlus ainda conta com outro grande fator como diferencial. Estamos falando da facilidade que o usuário disporá para desbloquear o bootloader do dispositivo para que assim se possa fazer qualquer tipo de customização no sistema.

Por um lado, temos empresas como o Google que vem constantemente trabalhando em modificações no Android para tornar ainda mais difícil a situação de quem precisa de acesso root e do outro vamos encontrar empresas como a OnePlus que tem fornecido ferramentas para que desenvolvedores e usuários possam tirar o maior proveito possível de seus produtos. Sendo assim e com o lançamento de uma versão oficial do TWRP para o aparelho as portas para um mundo de customização do Android estão abertas.

Logicamente que para isso a primeira ação a ser feita é desbloquear o bootloader do dispositivo. Para fazer isso é só ir até as configurações do Android e marcar o item “Opções do Desenvolvedor”. Ainda nessa seção é preciso marcar o ‘OEM unlock’ e ‘USB debugging’. Com isso feito, bastar conectar o aparelho a um PC e realizar os comandos “fastboot devices” e “fastboot oem unlock” que são feitos por meio do prompt de comando.

Para instalar o TWRP o usuário poderá usar o aplicativo oficial que já está disponível na Play Store. É só selecionar o aparelho que seja compatível e clicar no botão “Instalar”.

Depois de conseguir o root e o TWRP no OnePlus 3 o usuário finalmente terá a liberdade para poder instalar qualquer MOD, Kernel ou ROM em seu dispositivo. Sendo assim aqueles com um pouco mais de conhecimento poderão turbinar o sistema nativo ou então configurar uma ROM alternativa a exemplo da CM13 entre outros que provavelmente devem surgir em breve para o novo aparelho da OnePlus.

O ponto chato aqui é que ainda não há previsão de chegada do OnePlus 3 para o Brasil, mas é bom não desanimarmos.

Por Denisson Soares

OnePlus 3


Modelo terá 2 versões, uma com 4 GB de memória RAM e outra com 6GB.

A fabricante chinesa ZTE anunciou o lançamento de seu mais novo dispositivo para o mercado. Trata-se do Axon 7, um smartphone Android com configurações robustas. O objetivo da empresa é competir de igual com os principais aparelhos do mercado, vendidos por empresas tradicionais como Samsung, Apple, Lenovo, LG, entre outras.

Rumores apontavam que o ZTE Axon 7 viria com um Snapdragon 820 e 6 GB de RAM, mas a companhia decidiu reduzir um pouco o poder de fogo do aparelho. O Axon 7 com 4 GB de memória RAM chega ao mercado norte-americano por apenas US$ 399 – preço bastante competitivo para suas especificações. Ele deverá concorrer de igual com o OnePlus 3.

O aparelho da ZTE conta como uma tela de 5,5 polegadas com tecnologia AMOLED e resolução 2560 x 1440 pixels, com 538 pixels por polegada. O processador que equipa o aparelho é o Qualcomm Snapdragon 820, rodando a 2,2 GHz. O Axon 7 também conta com uma GPU Adreno 530, suficiente para executar praticamente todos os jogos disponíveis para Android da atualidade.

Também haverá uma versão com 6 GB de RAM, armazenamento de 64 GB ou 128 GB. A câmera traseira é de 20 megapixels, enquanto a frontal é de 8 megapixels. A bateria do aparelho deve ser suficiente para aguentar um dia completo de autonomia, visto que tem capacidade de 3.140 mAh. O ZTE Axon 7 também conta com uma espessura de 8,7 mm e pesa 185 gramas. O sistema que irá equipar o ZTE Axon 7 é o Android Marshmallow, na versão 6.0.1. Com isso, é bem provável que o modelo receberá no futuro na versão Nougat do Android (7.0).

O design do dispositivo lembra bastante alguns modelos da empresa asiática HTC. Ainda não há qualquer previsão de lançamento do Axon 7 no mercado brasileiro. Os interessados em adquirir o modelo deverão fazer isso por meio de importação, ou em viagens internacionais. Certamente, pelo preço e pelas ótimas configurações apresentadas, o lançamento deverá impulsionar a boa concorrência entre as empresas do setor, que deverão oferecer o máximo pelo menor preço. Caso o aparelho chegue ao mercado nacional, podemos esperar preços acima dos R$ 2 mil.

Por William Nascimento

ZTE Axon 7

ZTE Axon 7

Fotos: Divulgação


Modelo é um aparelho intermediário, mas possui boa configuração.

Foi lançado recentemente no mercado brasileiro o Xperia X, um smartphone intermediário com características de um top de linha. Apesar de ser um aparelho intermediário, o Xperia X possui boa configuração, o que faz dele um concorrente direto de aparelhos como, por exemplo, Galaxy S7, iPhone 6S e LG G5 SE. Seu preço sugerido é de R$ 3.799.

Um dos principais destaques desse aparelho é, sem sombra de dúvidas, o seu design. O mesmo é disponibilizado nas cores rose, grafite e branco. O seu design é bastante elegante e lembra bastante os demais aparelhos da Xperia, entre eles o top de linha Xperia Z5, por exemplo. Seu acabamento em metal na parte traseira, visando mais resistência contra quedas, é quase imperceptível, pois não parece ser um metal convencional.

Para um celular considerado intermediário, é importante destacar que o Xperia X possui um desempenho muito bom. A memória RAM é de 3 GB e seu sistema operacional é o conhecido Android 6.0.1 (Marshmallow), o sistema operacional mais recente do Google e que já vem instalado de fábrica em todos os celulares da linha X. Completando as configurações de hardware, o Xperia X traz o processador intermediário Snapdragon 650 com dois núcleos de 1,8 GHz e quatro de 1,4 GHz.

A tela desse aparelho é uma LCD IPS de 5 polegadas com resolução Full HD, 1920 x 1080 pixels. Um detalhe bastante interessante é a tecnologia Triluminos, que consegue aumentar a paleta de cores tornando-as mais vivas, mesmo sem supersaturação.

Apesar de possuir apenas 2.620 mAh, saiba que a bateria do Xperia X é bastante resistente. A mesma é capaz de suportar até mesmo dois dias de uso contínuos. Toda essa resistência é resultado da tecnologia Qnovo de carregamento adaptativo. A Sony destaca que tal recurso faz com que a corrente de carregamento seja monitorada de forma constante, dessa forma, a mesma é ajustadas o que possibilita a maximização do ciclo de vida da bateria.

E se você curte tirar boas fotos, saiba que o Xperia X conta com câmera traseira de 23 MP que além de oferecer grande qualidade nas suas fotos ainda filma em Full HD e possui lente grande-angular de 24 mm. A câmera frontal possui sensor Exmor RS de 13 MP e se destaca pelas excelentes fotos em locais mais escuros.

Por Bruno Henrique

Sony Xperia X

Foto: Divulgação


Com um hardware potente o novo iPhone SE está conquistando vários clientes.

Quando o iPhone SE foi lançado oficialmente pela Apple no mês de março deste ano muita gente criticou o fato da empresa ter usado para o aparelho o mesmo design que foi apresentado no iPhone 5. A princípio a ideia do dispositivo (ao contrário do iPhone 5c que foi uma vergonha) era colocar à disposição dos consumidores um produto com um hardware potente para quem anda atrás de um aparelho mais compacto. Poucos meses depois de seu lançamento a empresa tem visto que acertou bem na escolha dos detalhes do SE. Até porque as expectativas de vendas vêm sendo superadas dia a dia.

De acordo com o AppleInsider as vendas andam tão bem que em algumas lojas os aparelhos praticamente desaparecem das prateleiras. Os varejistas, por sua vez, também passam por dificuldades para atender os interessados. Já há notícias de gente que está criando listas de espera para o iPhone SE.

A notícia de que um iPhone está vendendo bem não chega a ser tão novidade assim. Mas a curiosidade da questão está no fato da Apple ter fabricado tão poucas unidades do novo dispositivo a ponto de deixar faltando no mercado. Ao que parece nem mesmo a “dona” do SE acreditava que ele ia ter um sucesso tão grande.

A Apple por sua vez disse que aumentou a produção para 5 milhões de aparelhos por trimestre. Ainda assim, em um primeiro momento parece que a atitude não foi suficiente para atender ao mercado.

Em termos gerais tudo isso acaba sendo uma boa notícia para a Apple. Isso porque as vendas de smartphones da marca neste ano passaram por uma queda significativa.

No meio disso tudo analistas continuam acreditando que mesmo com o lançamento do iPhone 7 previsto para o segundo semestre, a companhia ainda poderá registrar uma redução superior a 15% no total de vendas para 2016.

iPhone SE:

Como dissemos o iPhone SE tem um visual bem parecido com o conhecido iPhone 5S. O aparelho conta com uma tela de 4 polegadas com resolução de 1136×640 pixels. Tem ganhado espaço no mercado por apresentar uma estrutura de configuração com um bom desempenho. Apesar de ter baixado (em alguns locais) os preços do SE passam facilmente dos R$2.300.

Por Denisson Soares

iPhone SE

Foto: Divulgação


Samsung resolveu reduzir o seu portfólio para dar maior foco às linhas estratégicas, e com isso, anunciou o modelo Galaxy J3 V com maior espaço interno.

Apesar de alguns terem gostado o fato é que a Samsung acabou ganhando uma fama nada positiva nos últimos tempos principalmente devido ao número de variações de seus smartphones. Porém, a companhia tem trabalhado nos últimos dois anos para mudar isso. Entre as decisões a redução do portfólio para um foco maior nas linhas estratégicas estava previsto.

Ainda assim, tudo indica que alguns dos seus aparelhos continuarão com variantes sendo lançadas. Ao menos é isso que alguns especialistas no setor têm dito.

Recentemente, a empresa anunciou o Galaxy J3 V. O aparelho foi desenvolvido em parceria com a empresa Verizon. De acordo com a fabricante o “novo” dispositivo não passa do já conhecido Galaxy J3 que foi lançado no final de 2015. A única diferença está nos 16 GB de espaço interno (J3 V) contra os 8 GB do modelo padrão. O sistema operacional também é outro. No anterior temos o 5.1, Lollipop e no J3 V o Android 6.0.1 Marshmallow.

Um lado que não tem agradado muito os consumidores é o fato de que o aparelho será produto de venda exclusiva da Verizon. E isso não é o pior. O usuário poderá adquirir seu aparelho em um contrato de no mínimo dois anos. O valor mensal é de cerca de US$39,99. Caso queira poderá parcelar o valor total de US$168, também em 24 vezes. O problema é que esse é o período em que consumidor deverá ficar preso ao contrato com a operadora. Bom, isso por enquanto é só lá fora. Por aqui ainda há um pouco de indefinição sobre o aparelho.

Galaxy J3 Pro:

Apesar de continuar fazendo adaptações e lançamentos a Samsung ainda segue com seu plano de vender o Galaxy J3 Pro somente em terras chinesas. Talvez por isso mesmo haja tão pouca informação sobre o dispositivo.

Mas, voltando ao J3 V vamos encerrar conferindo alguns detalhes técnicos:

O J3 V possui uma tela Super AMOLED de 5 polegadas. A resolução apresentada é HD 720×1280 pixels.

Também vamos encontrar o Chipset Qualcomm MSM8916 Snapdragon 410 64-bit Quad-Core. De espaço interno os já citados 16 GB e 1,5 GB de RAM.

O Android 6.0.1 Marshmallow conta com a interface TouchWiz que foi desenvolvida pela própria Samsung.

Por fim, temos a câmera principal que traz 5 megapixels e flash em LED e a frontal com 2 megapixels.

Por Denisson Soares

Samsung Galaxy J3 V

Foto: Divulgação


Aparelho custará R$ 429 e é indicado para usuários que utilizam recursos mais básicos.

Você tem celular apenas para as funções básicas? Usa o seu smartphone para ficar por dentro das redes sociais ou apenas para conversar com os seus amigos? O Positivo One é o aparelho ideal para quem gosta de acessar as funções básicas, além de ter preço acessível. Com conectividade 3G, o Positivo One tem espaço para dois chips, câmera frontal de 1,3MP e traseira de 3,2MP.

A tela do dispositivo mede quatro polegadas, ideal para visualizar o e-mail, assistir vídeos, acessar os aplicativos, entre outros recursos. Além disso, o Positivo One conta com 8 GB de armazenamento interno e o usuário ainda pode expandir a memória para até 32GB com um cartão microSD. O novo aparelho pode ser encontrado duas cores: preto e dourado. O sistema operacional é o Android Lollipop 5.1 e o preço é de R$ 429,00.

Outro modelo de celular lançado pela Positivo foi o P28, que também tem custo baixo, mas é um modelo mais simples ao ser comparado com o Positivo One. Além de ser dual-chip, tem processador de 260 MHz, memória RAM de 32 MB, armazenamento de 24MB, conectividade através de Bluetooth, câmera traseira e cor preta. Além disso, o P28 conta com tela de 2,8 polegadas QVGA, com resolução de 320X240 pixels e o custo será de R$ 219,00.

Entre outras novidades tecnológicas da empresa está o lançamento do primeiro notebook com acabamento em dourado, que é o Stilo XR3500 Gold. O preço médio é de R$ 1,1 mil e o aparelho é ideal para quem precisa realizar funções básicas como acessar a internet, criar documentos para o trabalho, entre outros. Por isso, o espaço de armazenamento é pequeno, sendo apenas de um SSD de 32GB.

O notebook tem processador intel Celeron Dual Core Trail N2808, memória RAM de 2GB, armazenamento de 32 GB, vídeo Intel HD Graphics, entre outros. Além destes atributos, o computador destaca-se pelo design fino e resistente, sobretudo pelo detalhe em dourado.

O notebook acompanha o novo Windows 10, além de memória DDR3L, que oferece mais performance e desempenho. Outra detalhe é o teclado chocolate, em que as teclas ficam separadas e proporcionam mais conforto para escrever e trabalhar. A porta USB 3.0 consegue transferir 5 GB de dados por segundo, sendo 10 vezes mais rápido que uma porta tradicional.

Por Babi


Dispositivo mantém a tela dos smartphones sempre ligada.

Na MWC (Mobile World Congress) deste ano, a Samsung finalmente revelou ao público os detalhes do seu novo smartphone high-end, o Galaxy S7 e também de seu ''irmão'', o Galaxy S7 Edge, colocando um ponto final nas especulações em torno do dispositivo. Entre as novidades anunciadas pela empresa sul-coreana, para os dispositivos, está a função ''Always On'', que, para a tristeza de muitos usuários, será ao menos por enquanto, exclusividade dos novos smartphones.

O ''Always On'', é uma função, já presente em smartphones de outras marcas, mas com nome diferente, que mantém a tela do dispositivo sempre ''ligada''. Isto é, você não precisará mais ligar o display do aparelho para poder ter acesso a funções como o horário local, calendário, além de algumas notificações, que sempre estarão presentes na tela do dispositivo, o que facilita a vida dos usuários. Isso, sem gastar uma grande quantidade de bateria, segundo a empresa, o que poderia comprometer a autonomia do smartphone.

Porém, o ''Always On'' não estará disponível para outros smartphones que não os novos e primeiros modelos do Samsung Galaxy S7, o que foi confirmado pela própria sul-coreana Samsung e acabou por aborrecer diversos usuários de modelos mais antigos do Galaxy, que estavam na expectativa de poder contar com a função também em seus dispositivos, o que não será possível, infelizmente.

A informação foi dada pela empresa na MWC deste ano. Como dito, a notícia acabou por zangar os usuários, que reclamaram de um possível desleixo da empresa com os seus usuários mais antigos. Quanto ao suporte aos modelos mais antigos, a empresa já contava com a reclamação de outros usuários, que alegam que a sul-coreana finaliza o suporte de atualizações do Android para smartphones mais antigos rápido demais.

Porém, vale ressaltar que, a empresa não especificou os motivos que fazem com que o ''Always On'', esteja de fora dos smartphones anteriores da linha Galaxy, ou seja, é até mesmo provável que possíveis problemas de adaptação ou até mesmo impossibilidade de adaptar a função a smartphones antigos, tenham feito com que a função não tenha suporte a modelos passados.

Por Isis Genari

Galaxy S7 Edge com Always On

Foto: Divulgação


Modelo conta com um design atraente e outras características que chamam a atenção dos consumidores.

A MWC (Mobile World Congress) 2016 teve seu início no dia 21, em Barcelona, e com ela, as grandes empresas começaram finalmente a abrir seus principais lançamentos para o ano, para o público, apresentando, principalmente, os seus novos smartphones high-end, dando fim a série de rumores e boatos que acontecem antes da apresentação dos dispositivos, entre eles, o LG G5, que foi oficialmente apresentado pela marca sul-coreana na conferência.

Um dos grandes chamativos ou diferenciais do novo smartphone da LG, certamente é seu design, bem diferente do seu antecessor LG G4, lançado no último ano. O aparelho conta com um corpo em metal, bem melhor acabado do que o G4 e outros dispositivos anteriores da marca sul-coreana, que não contavam com uma alta qualidade como essa.

Na tela, também é possível notar diferenças, como o quase fim das bordas, extremamente pequenas e redondas, o que deixa o uso mais confortável para os usuários que passam longos períodos utilizando o dispositivo.

O dispositivo, aliás, tem uma vantagem em relação a seus concorrentes quando o assunto é design: é possível remover a bateria do dispositivo, algo inédito em smartphones com acabamento feito em metal, através da remoção da borda inferior. A parte traseira ainda conta com um leitor de impressões digitais, função já obrigatória nos high-end.

Uma novidade que já havia sido anunciada pela empresa, é a função ''Always On'', que garante a tela do smartphone sempre ligada, para que o usuário possa conferir algumas notificações além do horário local, sem precisar ligar a tela do aparelho. A LG garante que a função deve consumir apenas 0,8% da bateria por hora, não reduzindo consideravelmente a autonomia do dispositivo. Porém, a potência da bateria não agradou muito os usuários, já que o G5 irá contar com apenas 2.000 mAh de potência, embora o tempo de duração da mesma não tenha sido divulgado.

A tela do aparelho irá contar com 5,3 polegadas Quad HD 554p, mais um atrativo do smartphone, que garante uma excelente qualidade de tela para os usuários, principalmente para os que gostam de ler, jogar e assistir vídeos no dispositivo.

Já a câmera do dispositivo também chama a atenção, contando com 16 megapixels podendo tirar fotos em até 135 graus. Acontece que o dispositivo possui dois sensores traseiros, sendo um de 16 megapixels, responsável por tirar fotos em até 78 graus e o outro de 8 megapixels. A câmera frontal para as selfies também não desagrada, contando com 8 megapixels.

O dispositivo virá com o Android 6.0 Marshmallow instalado e não será possível excluir os apps instalados da tela inicial sem o Launcher.

O ponto mais chamativo da conferência, porém, foram os acessórios que serão lançados para o aguardado smartphone, como o LG Rolling Bot, um pequeno robô que pode monitorar sua casa transmitindo vídeo ao vivo para seu smartphone, o LG 360 VR, óculos de realidade virtual e o LG Hi-Fi Plus, para aumentar a qualidade do áudio, entre outros acessórios extremamente interessantes.

Por Isis Genari

LG G5

LG G5

Fotos: Divulgação


Tecnologia Hi-Fi estará presente no smartphone, garantindo um som extremamente potente e com altíssima qualidade.

É fato que nos últimos anos o mercado de smartphones cresceu de forma monstruosa, tomando o lugar de Notebooks e Computadores de mesa, mas ainda há muito o que evoluir nos dispositivos, muito mais do que vimos até agora. Entre os pontos que ainda precisam de um ''upgrade'' estão a bateria e o som. E é nesse último que a LG promete investir fortemente no seu novo lançamento, o high-end LG G5.

A empresa sul-coreana confirmou que o novo high-end da empresa irá contar com o sistema de áudio da B&O Play, empresa especializada quando o assunto é áudio. A empresa levará sua tecnologia Hi-Fi pela primeira vez desde que foi criada, a um smartphone. A promessa da LG é levar aos usuários um sistema de som extremamente potente e com altíssima qualidade, sendo que esse foi um dos pontos mais elogiados do LG V10, smartphone lançado pela empresa no ano passado e que fez enorme sucesso, principalmente por seu sistema de som.

A informação foi confirmada pela LG na sexta-feira, 19, antes da MWC (Mobile World Congress) 2016.

A LG também confirmou que a parceria também é valida para futuros smartphones, ou seja, não será apenas no LG G5 que teremos um sistema de som de alta qualidade, mas também em outros dispositivos da marca, embora não se saiba se tal parceria deve chegar também aos modelos mais simples, já que maiores informações não foram divulgadas sobre o chip dedicado.

Certamente a empresa sul-coreana está dando um enorme passo em relação às suas concorrentes, já que, o sistema de som dos smartphones atuais, embora não ruins, certamente não agradam muito aqueles que buscam a maior qualidade de som possível, como um dispositivo dedicado, além, é claro, de acessórios de alta qualidade, como bons fones de ouvido. A Apple é outra empresa que em breve, também deve apostar em um som de alta qualidade em seus dispositivos, possivelmente já com o lançamento do iPhone 7.

Não se sabe se o sistema de som de alta qualidade deve ter um impacto no preço do dispositivo, porém, é certo que com o tempo, a parceria se tornará cada vez mais forte e eficaz na qualidade.

Por Isis Genari

LG G5

LG G5

Fotos: Divulgação


X Cam possui um maior destaque para as câmeras fotográficas e X Screen possui uma tela que nunca desliga.

O LG G5, é um dos smartphones mais aguardados para este ano de 2016, tratando-se do dispositivo high-end da sul-coreana LG, que será revelado e apresentado oficialmente na MWC (Mobile World Congress) 2016, mas enquanto o smartphone não é apresentado e lançado, a LG continua trabalhando em outros smartphones, e anunciou no dia 15 os novos dispositivos intermediários da empresa para este ano.

O anúncio foi direcionado ao X Cam, que como o próprio nome diz, possui uma dedicação maior às câmeras, sendo duas traseiras, e o X Screen, que possui uma tela que nunca desliga, exibindo algumas notificações e o horário do local onde o usuário se encontra, sem a necessidade de desbloquear a tela. Ambos os novos smartphones fazem parte da linha da LG que traz especificações intermediárias com recursos especializados em alguns pontos, como a câmera e a tela, nesses dois casos, a linha ''Specialist''.

O LG X Cam, vem com duas câmeras traseiras, sendo uma de 13 megapixels e outra de 5 megapixels, além de uma câmera frontal de 8 megapixels para as selfies. O smartphone ainda conta com uma bateria de 2.520 mAh, que não garante muita autonomia ao usuário, infelizmente, além de um processador octa-core que conta com 1.14 GHz, 2GB de RAM, 16GB de armazenamento interno expansível por cartões microSD, e uma tela de 5,2 polegadas.

O outro smartphone anunciado pela empresa, o LG X Screen, que conta com foco na tela e sua função ''Always On'', que mantém uma tela secundária sempre ligada para exibir a hora e algumas notificações, conta com uma câmera traseira de 13 megapixels e outra frontal de 8 megapixels, 2GB de RAM, processador quad-core com 1,2 GHz, tela de 4,93 polegadas com resolução HD, além de uma tela secundária sobreposta com 1,76 polegadas para a função citada, além de armazenamento interno de 16GB expansível por cartão microSD.

Ambos os modelos já chegarão ao mercado contando com o Android Marshmallow 6.0, e será lançado na Ásia, Europa e América Latina já no próximo mês, Março, embora não haja qualquer informação a respeito do preço de lançamento ou demais informações para o mercado brasileiro.

Por Isis Genari

LG X Cam

LG X Screen

Fotos: Divulgação


Projeto Ara, do Google, permite que o usuário customize o smartphone ao seu gosto.

O Projeto Ara, do Google, é um promissor do projeto que, caso venha se concretizar, realmente teria um enorme impacto no mercado de smartphones, já que se trataria da possibilidade de você customizar seu smartphone ao seu gosto, escolhendo desde a câmera do seu smartphone, passando pela bateria até o chipset, algo hoje ainda não presente e disponível no mercado, parecido com a opção de montar um computador, comum entre usuários que costumam jogar na plataforma.

O projeto havia sido adiado para 2016 e agora finalmente parece estar saindo do papel. Isso graças a um benchmark realizado pelo site GFX Bench, onde podemos encontrar um smartphone com o nome de Google Project Ara (A8A01), exibindo algumas configurações do dispositivo, entre elas, uma bem curiosa: o suposto tamanho da tela do aparelho.

Segundo o site, a tela do dispositivo trata-se de uma Full HD de 13,8 polegadas, algo que mais se parece com um tablet do que um smartphone propriamente dito. Porém, vale lembrar que a ideia do Project Ara é que o usuário customize seu dispositivo, haveria um limite para o tamanho da tela tão grande assim, a ponto do dispositivo praticamente ser um tablet?

Ainda segundo o site, o dispositivo conta com um chipset Snapdragon 810 de 1,9 GHz, 3GB de RAM e a placa gráfica Adreno 430.

Outros dois pontos curiosos, ficam para a câmera e para a memória interna do aparelho. Segundo o GFX Bench, o dispositivo conta com uma câmera principal de 5 Megapixels e uma frontal VGA, o que novamente leva ao questionamento: seria o dispositivo na verdade um tablet, visto que câmeras com essa resolução são comuns entre esses aparelhos?

Já a memória interna do aparelho, consta como 10GB e 25GB, algo também pouco comum no mercado. Mas novamente, vale o lembrete, a ideia do projeto é o usuário customizar seu dispositivo, ou seja, nada impede de que nos deparemos com algo assim, no futuro.

Ainda não se sabe exatamente quando o projeto realmente sairá do papel e será lançado, embora o benchmark seja um forte indício de que podemos ver isso acontecer em breve. Resta-nos aguardar.

Por Isis Genari

Projeto Ara

Foto: Divulgação


Novos smartphones da Alcatel serão lançados em breve e contarão com configurações interessantes.

A empresa francesa Alcatel, que recentemente teve 79% de suas ações compradas pela Nokia, que pretende voltar a investir forte no mercado de smartphones, deve lançar em breve seus novos smartphones. Trata-se do OneTouch Idol 4 e do smartphone OneTouch Idol 4S.

Sempre que uma empresa tem pretensão de lançar um novo dispositivo, é comum nos depararmos com diversos rumores lançados quase que diariamente na mídia, porém, com os novos dispositivos da Alcatel, a história foi um pouco diferente.

A empresa acabou divulgando, aparentemente por engano, já que tais informações, já não constam em seu site, onde foi divulgado praticamente tudo a respeito dos dois novos smartphones.

Embora o site da Alcatel não tenha divulgado nenhuma imagem dos aparelhos, o site oficial da empresa relatou que o Alcatel OneTouch Idol 4, deve chegar ao mercado contando com uma tela Full HD de 5,2 Polegadas, 2GB ou 3GB de RAM, processador octa-core contando com núcleos com clock de 1.7GHz e 1.2GHz, 16GB de armazenamento interno expansível pelos cartões microSD, bateria de 2.160 mAh, além de câmera principal de 13 Megapixels e frontal de 8 Megapixels. O smartphone conta com o Android Marshmallow.

Já seu ''irmão'' Alcatel OneTouch Idol 4S, que conta com configurações mais avançadas que o Idol 4, segundo o site da empresa, irá contar com tela de 5.5 Polegadas Quad HD, sendo esse um dos diferenciais dessa versão, processador octa-core contando com clock de 1.8GHz e 1.4GHz, bateria de 2.160 mAh, 3GB de RAM, 32GB de memória interna expansível por microSD, além de uma câmera traseira de 16 Megapixels, e frontal de 5 Megapixels, menor que deu ''irmão'', o que pode ser justificado como uma maneira de, talvez, acabar deixando o preço de ambos mais próximo. O dispositivo também conta com o Android Marshmallow.

No vazamento, nenhuma informação a respeito do preço dos smartphones foi divulgada.

A tendência é que o novo smartphone da Alcatel seja apresentado durante a MWC (Mobile World Congress) 2016, que acontece em Barcelona na última semana de fevereiro, onde as grades marcas deverão anunciar seus novos smartphones e novidades para o ano de 2016.

A Alcatel ainda não se pronunciou a respeito do vazamento das informações em seu site.

Por Isis Genari

OneTouch Idol 4

Foto: Divulgação


Microsoft irá terminar com a linha Lumia de smartphones e rumores indicam que a linha Surface irá surgir com novos modelos.

Os rumores do fim da linha de smartphones da Microsoft, Lumia, vêm crescendo cada vez mais. A empresa norte-americana tem a ideia de terminar com a linha Lumia desde que comprou o setor de smartphones da Nokia, e agora isso parece estar cada vez mais próximo de acontecer.

O substituto da linha Lumia, deve ser a nova linha Surface. E para aumentar as expectativas, um usuário do Reddit, descobriu um site com o nome da possível nova linha, com domínio da Microsoft (www.surfacephone.com). Ao acessar o site, você é redirecionado para a página da Microsoft sobre a linha Surface, mas não para smartphones, o que pode ser um indício de que num futuro bem próximo, os smartphones Surface se tornem realidade.

Por outro lado, para não criar falsas expectativas nos fãs da empresa, a Microsoft possui o domínio de diversos termos relacionados ao Surface, para que ninguém acabe por registrar um domínio com esse nome em coincidência com os produtos dessa linha da Microsoft e acabe por prejudicar a empresa. Mas com o crescimento dos rumores da chegada da linha Surface, não deixa de ser algo, no mínimo, curioso.

Recentemente, um jornalista russo, também afirmou ter obtido a informação, junto à equipe russa da Microsoft, em um evento no país, de que o Surface Phone, poderia ser lançado no máximo, até setembro ainda deste ano, o que é mais um chamativo para um possível lançamento do dispositivo.

Por enquanto, a Microsoft ainda não se pronunciou sobre os rumores, e a tendência, é que isso não aconteça. Portanto, não podemos afirmar que tais informações realmente sejam verídicas. Mas com os rumores de um Surface Phone em alta, não seria surpresa se muito em breve, vazamentos de imagens e hardware, acabem acontecendo, se a tendência for realmente lançar o novo smartphone ainda neste ano ou no próximo.

Por Isis Genari

Surface Phone

Foto: Divulgação


Novo modelo está à venda no Brasil por R$ 599.

As empresas nacionais ainda estão tímidas no mercado de smartphones. Embora empresas como a Positivo, já possuam smartphones à venda no mercado, nenhuma marca aparece com tanta força ou investindo pesado no ramo. Mas em meio a um mercado que ainda não recebe tanta atenção das empresas nacionais, talvez até mesmo pela forte concorrência de fora, a Multilaser, outra nacional lançou seu novo smartphone.

O smartphone em questão é o MS50 Colors, que como no nome, está disponível em diversas cores, já que possui como o foco, a parcela mais jovem do mercado, que gosta de smartphones em diversas cores e acaba optando por comprar as famosas ''capinhas'' (cases), ou smartphones de empresas que contam com grande variedade de cores, como a Motorola, agora subsidiária da Lenovo.

O smartphone da marca nacional, vem com configurações de hardware, simples, contando com uma tela de 5 polegadas, 1GB de RAM, 1,3GHz através de um processador quad core, 16GB de armazenamento, sendo 8 no próprio smartphone e 8 no microSD, câmera principal de 8 Megapixels e frontal de 5 Megapixels, além de uma bateria que conta com 2.100 mAh.

O aparelho ainda conta com Wi-Fi, Bluetooth 4.0, GPS e dual-SIM.

Porém, o preço não é dos mais agradáveis, R$ 599, valor salgado para um smartphone com configurações simples, provavelmente causado pela alta do dólar. Embora o produto seja nacional, a moeda está desvalorizada e boa parte das peças são importadas. Para efeito de comparação, levando-se em comparação os smartphones usados, é possível encontra o Samsung Galaxy S3, que possui praticamente as mesmas configurações, mesmo com o Android já desatualizado, por cerca de R$ 350.

A Multilaser garante que o aparelho possui um gerenciador de bateria e memória que faz com que o smartphone atinja o máximo de desempenho, principalmente em seus aplicativos, como o Whatsapp e apps mais básicos.

O MS50 Colors, chega nas cores branco e preto, mas ambas versões são vendidas com 3 cases para que o usuário possa customizar seu aparelho. O smartphone também vem com uma película de proteção e capa protetora em silicone.

Por Isis Genari

Multilaser MS50 Colors

Foto: Divulgação


Lançamento do novo modelo da Xiaomi tem previsão de acontecer em fevereiro deste ano.

Além de anunciar recentemente o Redmi 3, a Xiaomi pretende anunciar em breve outro smartphone. E esse anúncio deve acontecer em 20 de fevereiro próximo, em um anúncio especial organizado pela empresa chinesa. Os rumores do lançamento em fevereiro já eram antigos.

A informação vem da Ásia, na rede social Weibo, onde uma fonte teria dito que o lançamento ocorreria apenas 1 dia após o anúncio oficial, 21 de fevereiro, e o smartphone em questão é o Xiaomi Mi 5. Entretanto, ainda há a possibilidade até mesmo do smartphone ser lançado no mesmo dia de seu anúncio.

A data é próxima à realização da MWC (Mobile World Congress), que ocorrerá apenas 2 dias depois, considerado um dos maiores eventos de dispositivos móveis do mundo.

O smartphone faz parte da linha top da chinesa, e ao que tudo indica, o anúncio é realmente certo. As expectativas são altas, visto que, para a empresa apresentar em um grande evento o smartphone e no mesmo dia, disponibilizá-lo para a venda, exige um grande esforço e atenção aos detalhes na apresentação, além, é claro, de grandes novidades.

Embora ainda as especificações ainda não sejam oficias, a tendência é que o Xiaomi Mi 5 chegue ao mercado contando com uma tela Full HD de 5,2 Polegadas, ainda existindo a possibilidade da tela ser Quad HD, com 3 ou 4 GB de RAM, processador de quatro núcleos, placa gráfica Adreno 530, chipset Snapdragon 82, junto de versões que contariam com 16 GB e 32 GB.

Em tempos de selfie, a câmera principal deverá contar com 16 Megapixels e frontal de 8 Megapixels. O smartphone ainda contaria com suporte ao USB Type-C. A interface é a MIUI, versão modificada do Android, da empresa chinesa, que viria com 5.1.1 Lollipop, mas com atualização breve para o Marshmallow 6.0.

A tecnologia Force Touch, que permite ao smartphone medir a pressão exercida na tela, também deve estar presente. Ainda não foi descartada a possibilidade de uma versão com a carcaça inteiramente em metal, ser lançada posteriormente.

Por Isis Genari

Xiaomi Mi 5

Foto: Divulgação


Modelo será fabricado no Brasil e custará R$ 1.299.

A fabricante chinesa Lenovo lançou sua primeira linha de smartphone no mercado brasileiro. Já disponível no mercado da China, o aparelho chegará ao país com especificações intermediárias e com preço acessível para os que querem trocar de aparelho.

O Vibe A7010 será fabricado em território brasileiro e custará R$ 1.299. Ainda não há qualquer previsão de que esteja disponível no mercado brasileiro.   

O primeiro smartphone da marca Lenovo no Brasil contará com uma configuração bastante interessante para sua faixa de preço. Ele conta com uma tela de 5,5 polegadas com resolução Full HD e tecnologia IPS. Além disso, ele virá com suporte à conectividade 4G e Dual-SIM. Seu processador é um MT6752 de 64 bits Octa-Core, aliado a 2 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento interno. O Vibe A7010 suporta cartão MicroSD de até 128 GB.   

A câmera principal do smartphone possui 13 megapixels e a frontal 5 megapixels, suficiente para selfies de qualidade. O software da câmera possui algumas funções bastante interessantes como controle gestual e funções para melhorar as fotografias faciais. A bateria do Vibe A7010 possui 3.300 mAh e é suficiente para aguentar um dia de uso. Há também um leitor de impressões digitais, algo bastante raro em um smartphone desta faixa de preço.   

Algo que chamou a atenção foi o sistema de som do aparelho. Ele possui três microfones para eliminar ruídos e um codec Wolfson, que proporciona melhor qualidade de áudio em conversas. Além disso, o smartphone possui um sistema de som Dolby Atmos. O Vibe A7010 possui dois alto-falantes.  

O design do aparelho também é atraente, até mesmo para os mais exigentes. Ele possui uma traseira curvada, removível e de plástico. De fábrica, o Vibe A7010 sairá com o Android Lollipop (5.1), com algumas modificações de interface da Lenovo. Apesar das customizações no sistema, ele roda bastante fluído e sem engasgos. Agora, o que resta é aguardarmos pela disponibilidade do aparelho no mercado brasileiro o mais breve possível.

Por William Nascimento

Lenovo Vibe A7010

Lenovo Vibe A7010

Fotos: Divulgação


Vendas no Brasil iniciarão no final de dezembro pelo valor de R$ 2.599.

O novo smartphone da Sony, Xperia M5, começará a ser vendido no final de dezembro no Brasil. O preço do aparelho será de R$ 2.599. No país, o modelo terá entrada para dois chips, quadriband e televisão digital.

O maior destaque do lançamento, além de ser à prova d'água, são as duas câmeras. A traseira tem incríveis 21,5 megapixels com 5248×3936 pixels e a dianteira, não menos extraordinários, tem 13 megapixels. A câmera traseira grava em resolução 4K e possui a tecnologia chamada pela marca de Clear Image Zoom – zoom de cinco vezes sem grande perda de qualidade na imagem. O foco automático ajusta-se em apenas 0,15 segundo.

A tela, também impressiona com suas cinco polegadas e, como as capturas, alta resolução – full HD de 1080×1920 pixels. O LCD possui proteção scratch-resistant glass e 16 milhões de núcleos de exibição.

O smartphone não deixa a desejar em suas configurações principais. A memória RAM é de 3GB e o processador é um octa-core Helio X 10 de 2 GHZ. A memória interna de armazenamento tem capacidade de 16 GB com expansão para até 200 GB via cartão SD. O sistema operacional é o Android Lollipop, com atualização próxima para o Marshmallow.

Segundo a Sony, a bateria suporta dois dias inteiros de uso. Para stand by, a duração é de 627 horas. E, em conversação, a durabilidade estimada da carga total é de 11,5 horas.

A traseira do M5 é toda em vidro e as laterais, em aço inoxidável. As dimensões são 14,5×7,2 centímetros. A espessura é de 0,7 centímetro e o peso, de 142 gramas. As cores disponíveis são prata, dourada e preta.

O browser tem recurso HTML 5 para a abertura de páginas.

O novo Xperia terá mudanças apenas na compra pela Claro, que venderá o produto sem a possibilidade de dual chip e sem televisão digital. Será a única operadora, além do varejo em geral, que comercializará o smartphone.

Por Bruno Klein

Sony Xperia M5

Sony Xperia M5

Fotos: Divulgação


Agora no Google Play é possível colocar créditos na sua conta por meio do sistema de recarga.

O Google Play lançou uma novidade inédita e bastante acessível. Agora será possível colocar créditos na sua conta por meio do sistema de recarga. O processo funciona de forma idêntica ao utilizado na compra de créditos dos celulares pré-pagos.

As vendas de smartphones no Brasil cresceram consideravelmente nos últimos anos. Esse fator deu aos brasileiros o segundo lugar em número de downloads de aplicativos e games no Google Play, perdendo apenas para os americanos.

Mesmo com esse cenário, muitos brasileiros, principalmente os mais jovens não dispõem de cartão de crédito ou vale-presentes para efetuarem compras no Google Play. Isso levou a empresa a desenvolver a estratégia de recarga no Brasil tendo em vista a tentativa de alcançar esse público.

O Gerente de Parcerias de Varejo – Cristiano Andrade – explicou que a nomenclatura que está sendo utilizada na divulgação é a mesma dos celulares para que o entendimento do público ocorra de forma facilitada e natural.

A opção de recarga já está disponível desde a semana passa, mas a divulgação em massa começou apenas agora. A contagem de estabelecimentos comerciais que oferecem o serviço já alcançou a casa dos 250 mil e inclui pequenos comércios, casas lotéricas, bancas de jornais e mini mercados. De acordo com a empresa, a intenção é conseguir aumentar esse número em mais 50 mil até o começo de dezembro.

Os valores disponíveis para recarga variam de R$15,00 a R$100,00. O funcionamento do processo é bastante simples, os usuários deverão informar aos atendentes dos estabelecimentos que desejam realizar uma recarga do Google Play. Feito o pagamento, o sistema irá gerar um código que poderá ser digitado no campo “resgatar” da plataforma para efetuar a compra de aplicativos, filmes, livros, revistas ou qualquer tipo de conteúdo pago.

O Brasil é o primeiro país do mundo que recebeu essa possibilidade, vários fatores contribuíram para a escolha do Google. A grande extensão territorial do país foi um deles, os vale-presentes não são comuns em locais mais afastados, pois costumam ser mais acessíveis em grandes centros urbanos. A porcentagem elevada de consumidores que utilizam celulares pré-pagos – 76%, segundo a Anatel, também contribuiu para a inserção da nova estratégia. 

Por Beatriz 

Google Play Recarga


Novo modelo tem uma aparência totalmente metalizada, oferecendo um design premium.

A chinesa Xiaomi anunciou nesta semana o lançamento de um novo produto para os consumidores na China. Trata-se do seu novo phablet, o Redmi Note 3.

Um dos aparelhos mais esperados do ano pelos consumidores chineses, o sucessor do Redmi Note 2 promete ter um desempenho acima do esperado e desempenhar funções que agradarão até os mais exigentes.   

O Redmi Note 3 conta com uma aparência totalmente metalizada, o que lhe entrega um design premium. Apesar de ser bastante atraente, o visual do aparelho não é muito diferente dos aparelhos anteriores. O peso e a espessura continuam muito similares, o que não mostra uma grande evolução da Xiaomi em quesitos estéticos. No entanto, as especificações técnicas ganharam alguns upgrades de darão mais potência para o smartphone.  

O dispositivo chinês apresenta um sensor biométrico, o primeiro da Xiaomi com tal recurso. Diferente dos iPhones e similar a nova linha Nexus do Google, o sensor de leitura digital fica na traseira do aparelho. A fabricante garante que o desbloqueio do aparelho aconteça de maneira bem rápida, em apenas 0,3 segundos. Há também a possibilidade de utilizar o recurso para a realização de pagamentos mobile.   

Ele conta com uma tela de 5,5 polegadas de 1080p. Seu processador é o MTK Helio X10 de 64 bits e de oito núcleos rodando a 2,0 GHz. Há duas versões do aparelho, uma com 2 GB de memória RAM e outra com 3 GB, o que garante um excelente desempenho, principalmente no multi-tarefa. Mas, não é só isso. O Redmi Note 3 conta com 16 GB ou 32 GB de armazenamento interno, bateria de 4.000 mAh, conectividade 4G, Dual SIM e WiFi 802.11ac. Ele tem uma espessura de apenas 8,65 mm no ponto mais fino e pesa cerca de 165 gramas.   

Equipado de fábrica com o Android 5.1.1 (Lollipop), o aparelho vem com a interface MIUI 7, amplamente conhecida nos aparelhos da Xiaomi. A câmera traseira de 13 MP tem autofoco bastante rápido e flash em dois tons. Já a câmera frontal de 5 MP permite a escolha de 36 "perfis inteligentes" que ajudam na hora do selfie.  

Infelizmente, ainda não há previsão de chegada do Redmi Note 3 para o mercado brasileiro e nem mesmo nos Estados Unidos. Ele está disponível para venda na China nas cores prata, ouro e cinza (dark grey). Será comercializado em dois modelos: um com 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento e outra com 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento.

Por William Nascimento

Xiaomi Redmi Note 3

Xiaomi Redmi Note 3

Fotos: Divulgação


Aparelhos básicos custarão apenas US$ 55 e terão uma autonomia de até 27 dias em stand-by.

A Microsoft lançou recentemente os telefones Nokia 230 e Nokia 230 DualSIM. Vale ressaltar que são aparelhos bastante simples, também conhecidos como feature devices. Mesmo com a adesão em massa dos smartphones por parte dos consumidores, a Microsoft ainda continua investindo em celulares simples. Os lançamentos aqui destacados são destinados àqueles que desejam executar tarefas simples e rápidas através de seu aparelho. Confira mais detalhes na continuação desta matéria.

Um dos principais destaques dos dispositivos Nokia 230 e Nokia 230 DualSIM é sem sombra de dúvidas o design de tais aparelhos. Ambos contam com um acabamento bastante interessante e que traz um tom de elegância aos aparelhos. Além disso, saiba que a interface dos mesmos é bastante organizada e simples de ser acessada. Dessa forma, qualquer usuário pode navegar pelo celular sem nenhum problema.

Tanto o Nokia 230 quanto a variante DualSIM foram fabricados com o acabamento de alumínio nas cores silver e dark silver. A tela é de 2,8 polegadas em ambas as opções. O usuário também terá a sua disposição duas câmeras de 2 MP cada, sendo uma traseira e outra frontal. Um detalhe bem interessante é que as câmeras contam com suporte a flash LED. Os aparelhos também possuem disponibilidade para o uso de cartão microSD de até 32 GB.

E para aqueles que curtem um bom game, saibam que os lançamentos da Microsoft são suportados pela Opera Store, sendo assim, os clientes poderão baixar de forma gratuita games em versão mobile como Assassin’s Creed Brotherhood e Mindnight Pool 3.

Uma das promessas da fabricante é justamente quanto as 23 horas de conversão além de 27 dias em standby, sendo 22 dias para a versão dualSIM.

O preço sugerido é de US$ 55 para ambos, sendo que os aparelhos serão disponibilizados nos mercados da Índia, Ásia e Oriente Médio já em dezembro. Os outros mercados devem contar com o Nokia 230 e 230 DualSIM apenas em 2016.

Por Bruno Henrique


Novo modelo é o primeiro da marca a possuir o Android como sistema operacional.

O mercado de smartphones continua aquecido no Brasil e no mundo e, para não ficar de fora, a BlackBerry apostou em sua novidade: o novo PRIV, primeiro dispositivo da marca a contar com sistema operacional Android, fato que agradou a muitos fãs e entusiastas da marca.

Mas a empolgação inicial dos consumidores logo cessa ao ver o preço do “brinquedo”: para obter o novo gadget, será necessário desembolsar a bagatela de US$ 699. Além disso, é a primeira investida da marca canadense em terrenos dominados pelo robô verde, fato que deverá ser pensado com cautela antes de realizar a compra.

Bateria de longa duração e recurso de produtividade:

Já é possível encontrar na grande rede um vídeo teaser com as principais características técnicas do produto. Dentre as principais novidades estão a tela curva de 5.4 polegadas, de vidro duplo e o DTEK, sistema de segurança que funciona com base em uma classificação global de segurança utilizando dentre outras coisas, o recurso da criptografia.

Outro ponto de destaque é a bateria, que segundo os fabricantes, suporta um uso contínuo de impressionantes 22,5 horas.  O recurso chamado Productivity Edge, que utiliza a tela curva para organizar de um modo diferente as principais funções do aparelho.

Com o recurso da produtividade, o usuário não precisa ligar a tela toda vez que desejar ver alguma informação básica, como notificações por mensagem, horário, bateria, etc.

Características técnicas:

– Hub Blackberry: a caixa de entrada combinada que sincroniza várias contas de e-mail e de mensagens;

– Pop-up widgets: deslizar determinados ícones de aplicativos na tela inicial do PRIV para ver um widget, em vez de tê-lo permanentemente tomando espaço na tela inicial;

– Tela: 5.4 polegadas e 2560×1440 pixels, com vidro duplo curvo, similar ao Galaxy S6 Edge;

– Teclado virtual: "best in class" teclado personalizado com um gesto swipe (arrastar) para selecionar palavras preditas.

Por Matheus de Oliveira

BlackBerry PRIV

BlackBerry PRIV

Fotos: Divulgação


Rumores indicam que o novo Galaxy A9 será lançado ainda em 2015 e terá ótimas características.

Que tal conhecer o Samsung Galaxy A9? O aparelho será top de linha na categoria dos smartphones da linha intermediária da Samsung. Ainda não se sabe quando o aparelho vai ser apresentado ao mercado, mas há rumores que pode ser ainda em 2015. Além disso, o preço ainda permanece um mistério.

A expectativa é que o smartphone tenha o Qualcomm Snapdragon 620, que é um poderoso chipset e o processador pode ser feito com arquitetura de 64 bits, que contempla 4 núcleos, a fim de fornecer desempenho e velocidade para o celular. Além disso, há rumores que o smartphone vai contar também com a placa gráfica Adreno 510. Desta forma, a nova aposta da Samsung na linha de aparelhos intermediários tende a ter uma estrutura interna de muito boa qualidade, oferecendo desempenho e desenvolvimento no smartphone.

Outro indicativo dos rumores é que a tela do Galaxy A9 vai medir em torno de 5,5 polegadas e a resolução será em Full HD (1920X1080 pixels). Além disso, o smartphone também deve contar com 32 GB de memória para armazenamento interno, e também há expectativas que a tecnologia do celular seja expansível pela híbrida de dual-Sim.

A expectativa que o aparelho também tenha 3 GB de RAM, ou seja, a velocidade necessária para o usuário acessar os seus e-mails, ficar por dentro das novidades da internet, se divertir nas redes sociais, ler notícias e curtir o aparelho com mais desempenho e eficiência. A maioria dos smartphones do mercado conta com 2 GB ou até mesmo 1 GB de memória volátil, e, assim, o Galaxy A9 tende a superar a concorrência.

Em relação à câmera, ainda não foram divulgadas, mas sabe-se até o momento que é provável que o smartphone da Samsung venha acompanhado com sistema operacional Android 5.1.1 Lollipop.

Será que a novidade da Samsung vai fazer sucesso no Brasil? Deixe a sua opinião sobre o Galaxy A9.

Por Babi

Samsung Galaxy A9

Samsung Galaxy A9

Fotos: Divulgação


Smartphone conta com ótimas configurações e novidades.

No dia 28 de setembro em um evento ao vivo da Motorola, a mesma apresentou os smartphones novos de sua terceira geração do Moto X. Desta vez ao invés de um único modelo, a empresa revelou dois modelos sendo: o Moto X Play e o Moto X Style.

De acordo com a Motorola, o Moto X Play tem em uma versão Premium e se encontra disponível desde o mês de agosto, enquanto o Moto X Style teve seu lançamento em setembro e tem como seu destaque a bateria de 3.630 mAh, que é capaz de fazer com que o aparelho suporte até dois dias fora das tomadas.

Um dos principais fatores para a mudança foi os resultados obtidos dos aparelhos anteriores tendo então destaque o Moto Maker para os brasileiros. A ferramenta online dá acesso aos consumidores para a criação para um smartphone customizado, levando em consideração o design e, variando de modelos, a configuração do aparelho.

O modelo tem como principal característica materiais diferentes para sua tampa traseira, porém o mesmo já acontecia em seu modelo anterior. Entretanto, este aparelho também poderá se destacar devido ao alto desempenho, sendo então candidato a uma forte concorrência entre dispositivos de alta geração no mercado.

Segue abaixo as informações técnicas do Moto X Style:

  • Bateria: 3.000 mAh;
  • Armazenamento externo: cartão micro SD de até 128 GB;
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 808;
  • Sistema operacional: Android 5.1.1 (Lollipop);
  • Tela: 5,7 polegadas;
  • CPU: hexa-core de 1,8 GHz;
  • Memória RAM: 3 GB;
  • Câmera frontal: 5 megapixels;
  • Armazenamento interno: 16 GB, 32 GB ou 64 GB;
  • Câmera traseira: 21 megapixels;
  • Resolução da tela: 2560×1440 (QHD).

Por Walison de Lima Cunha

Moto X Style

Moto X Style

Fotos: Divulgação


Novo modelo possui boas configurações e preço acessível.

Por um preço incrivelmente acessível, a Xiaomi lançou o Mi 4c. Trata-se de um smartphone com poder de fogo bastante interessante até mesmo para os usuários mais avançados, que exigem mais dos aparelhos em termos de performance.

Um dos destaques do aparelho é seu processador hexa-core de 1,8 GHz de 64 bits, o Qualcomm Snapdragon 808. Mas não é só isso, outras especificações também deixam o aparelho com o hardware ainda mais atraente. Ele conta com uma memória RAM de 2 GB e 16 GB de armazenamento interno. Sua câmera traseira é de 13 megapixels com foco automático ultra-rápido. Já sua câmera frontal promete ser boa para tirar selfies com 5 MP com lentes de ângulo aberto. 

O sistema operacional que equipa o Xiaomi Mi 4c é o Android 5.1 Lollipop. Sua tela tem 5 polegadas e resolução de 1080p.   

Para aqueles que não fazem questão de tanta potência, poderão optar por uma versão com 1 GB de memória RAM extra, além do dobro de espaço de armazenamento. Além disso, a versão mais "simples" acompanha um sensor Samsung S5K3M2 no lugar do Sony IMX258, utilizado na versão normal.   

O Mi 4c da Xiaomi também conta com tecnologias bastante interessantes que promete facilitar a vida dos usuários. Uma delas é o Edge Tap, que permite aos usuários executarem uma série de funções com simples toques rápidos nas laterais do aparelho. Um toque único, por exemplo, tira uma fotografia com a câmera. Outra funcionalidade interessante, presente em alguns modelos da LG, é a possibilidade de dar duplo toque na tela para que ela fique ativa, dispensando o uso do botão.   

O design do aparelho também deverá agradar até os mais exigentes. Ele tem uma aparência limpa e uma carcaça maciça em plástico, o que oferece ao Mi 4c uma aparência similar a alguns aparelhos da Microsoft.

O modelo mais básico com 2 GB de RAM custa apenas R$ 800 na conversão simples. Já a versão com 3 GB e 32 GB de armazenamento chega por aproximadamente R$ 945.   

A partir desta semana, a Xiaomi começa a vender o aparelho no mercado chinês. Infelizmente este modelo só deverá ser comercializado na China, sem previsão para o lançamento no resto do mundo.

Por William Nascimento

Xiaomi Mi 4c

Xiaomi Mi 4c

Fotos: Divulgação


Rumores indicam que a BlackBerry estaria planejando lançar um novo smartphone com sistema operacional Android e com design que remete a tecnologia Slider.

A BlackBerry está preparando um novo smartphone e as imagens vazaram na internet, deixando à vista as muitas novidades do modelo. As fotos foram divulgadas na última sexta-feira (21) e o novo smartphone da BlackBerry chama a atenção para alguns detalhes, por exemplo, o sistema operacional será o Android e o design do aparelho nos faz lembrar de uma tecnologia já conhecida como Slider.

O Slider fez muito sucesso, principalmente, na década de 90 e até no começo de 2000, mas depois foi deixado de lado aos poucos. Há alguns tempos, vinha tendo uma certa especulação sobre este aparelho, mas a BlackBerry insistia em negar, mas agora as fotos já circulam pela web.

Assim que a imagem vazou na internet, profissionais do setor ficaram desconfiados se a BlackBerry estaria mesmo preparando este smartphone, mas aí, com o "BlackBerry" sendo mostrado em vídeo, ficou quase confirmado que é mesmo uma imagem verdadeira e o smartphone pode ser sim o novo lançamento da BlackBerry, mas a empresa não fez nenhuma confirmação oficial, assim como o Google que continua mantendo o suspense.

Alguns vídeos foram divulgados no Twitter, na conta de @Evleaks, mas são vídeos rápidos, onde não é possível verificar muitos detalhes, porém, pode-se notar uma tela deslizante que sendo levantada, mostra um teclado físico "QWERTY". A novidade pegou muita gente de surpresa e poderia ser uma forma de superar a forte concorrência no setor.

Outro local onde as imagens do novo smartphone da BlackBerry foram divulgadas é no site da CrackBerry, onde é possível conferir diversos detalhes do possível novo smartphone da marca, onde é utilizado o codinome "Venice".

As grandes empresas do setor de smartphone, como Samsung, LG e Apple estão investindo em tecnologia de ponta para garantir boa venda para seus novos aparelhos, enquanto que as demais empresas, principalmente aquelas que não têm tanta tradição neste mercado, precisam inovar para oferecer ao público consumidor, modelos mais baratos, mas que tragam alguma novidade que faça compensar a compra do aparelho.

Esta poderia ser a tática da BlackBerry, mas não se sabe mais nada sobre o novo smartphone da marca, nem sequer as especificações técnicas ou possível data de lançamento.

Por Russel

Smartphone da BlackBerry com Android

Foto: Divulgação


Empresa pretende conquistar o mercado brasileiro e ficar entre as 5 maiores marcas vendedoras de smartphones no País.

Apesar de estar comercializando seus smartphones há pouco mais de 10 meses, a Asus já conseguiu vender mais de 800 mil aparelhos e está empolgada com os resultados. Agora, a meta da empresa é ficar entre as 5 maiores marcas vendedoras de smartphones no Brasil, só que isso não será nada fácil, pois apesar de ser um mercado muito próspero, é também bastante concorrido e por grandes marcas.

Mas a Asus está disposta a encarar esta briga e na última quinta-feira (20) lançou no mercado brasileiro seus novos smartphones, os modelos da família ZenFone 2, com preços que variam de R$ 899,00 a R$ 1.999,00.

Por enquanto, a companhia taiwanesa está na 7ª posição, atrás das seguintes marcas:
Samsung, Apple, LG, Sony, Motorola e Nokia, que são as 5 maiores atualmente. Estas empresas fizeram um acordo para que não seja revelada qual a participação de cada uma no mercado de smartphones, por isso não é possível saber qual ocupa a primeira posição no ranking, mas uma certeza é que estas empresas respondem hoje, por 95% das vendas de smartphones aqui no Brasil.

A Asus quer conseguir uma fatia deste mercado, de forma especial da Motorola, empresa que ao lançar o Moto G conseguiu se tornar a empresa com o aparelho mais vendido do mercado.

Jerry Shen, presidente-executivo da Asus, informou que uma das metas da empresa para conseguir uma fatia maior deste mercado é lançar modelos top de linha, aparelhos que contam com tecnologia de ponta e que são mais resistentes.

Shen, indiretamente, criticou os aparelhos da Motorola, ao dizer que são smartphones bons, mas que os smartphones da Asus precisam ser excelentes.

Em relação à nova linha da Asus, o carro-chefe é o ZenFone 2 que conta com processador Intel e 4GB de memória, com o preço de R$ 1.299,00. A empresa responsável pela montagem dos smartphones da Asus aqui no Brasil é a Foxconn, porém, todos os componentes deverão ser importados, pois a Asus quer garantir uma melhor qualidade para seus smartphones.

Com o dólar custando quase R$ 3,50 não vai ser fácil para a Asus, importar as peças e, ainda assim, conseguir vender smartphones com preços mais em conta, mas a empresa promete investir em planejamento logístico e aposta nos subsídios chineses para as compras dos componentes, para conseguir manter o preço reduzido.

Por Russel

Asus ZenFone 2

Asus ZenFone 2

Fotos: Divulgação


Xiaomi firmou uma parceria coma empresa Foxconn para fabricar smartphones na Índia. Primeiro modelo desta união já foi lançado por lá: o Redmi 2 Prime.

A Xiaomi tem sido uma das empresas que mais tem conseguido espaço no concorrido espaço de smartphones principalmente, ameaçando até os gigantes do setor, como Apple, Samsung e LG. E a Xiaomi agora anunciou sua união à Foxconn, o que vai possibilitar a produção de novos smartphones na Índia que é um dos melhores mercados para a Xiaomi.

A empresa inclusive já está no Brasil, onde oferece aparelhos com boa configuração por um preço muito abaixo do que é praticado pelos concorrentes. Agora, com a união feita com a Foxconn, a Xiaomi vai disponibilizar no mercado indiano o Redmi 2 Prime, uma aposta da empresa para conquistar os clientes daquela região.

A intenção da Xiaomi não é somente conseguir uma fatia do mercado de smartphones na Índia, mas a empresa também busca cortar custos, pois sabe que para continuar trabalhando com seu plano de preços baixos precisa gastar muito pouco na fabricação dos aparelhos e a união com a Foxconn foi a melhor alternativa.

A Índia é o terceiro maior mercado de smartphones do planeta e toda empresa que quiser ficar entre as maiores, precisa ter seus smartphones sendo comercializados por lá, do contrário, vai ficar de fora de um mercado que não para de crescer.

Bem que a Xiaomi tentou ir sozinha para a Índia, mas não encontrou uma infraestrutura que atendesse suas necessidades. Outro problema encontrado foi em relação aos fornecedores que colocaram uma certa resistência da empresa no mercado indiano. Hoje, muitas empresas locais precisam buscar seus produtos na China e também Taiwan, mas a Xiaomi preferiu fazer uma parceria.

E na última segunda-feira, a linha de montagem localizada em Andhra Pradesh, lançou o primeiro modelo resultante desta união da Xiaomi com a Foxconn, o Redmi 2 Prime.

Desde o mês passado que a Xiaomi está na Índia, um mercado que oferece telefones baratos e repletos de funções, que garantem ótimas vendas. A população, principalmente a mais jovem, tem procurado estes aparelhos, que lhes dão acesso às últimas tecnologias sem precisarem gastar muito. E como a Xiaomi tem exatamente este perfil, de oferecer bons smartphones com preço mais em conta, acredita que vai ter muito sucesso nesta sua nova empreitada. A empresa, porém, preferiu não revelar o investimento feito em sua nova linha de montagem.

Po Russel

Xiaomi Redmi 2 Prime

Xiaomi Redmi 2 Prime

Fotos: Divulgação


Segundo rumores, a novidade é a nova geração do modelos iPhone 6 e do iPhone 6 Plus.

A Apple pretende divulgar no próximo dia 9 de setembro um novo modelo do iPhone, que segundo informações de John Paczkowski do Buzzfeed, é a nova geração do modelos iPhone 6 e do iPhone 6 Plus.

Essa data foi escolhida, pois é na semana do dia 7 de setembro, quando o Brasil comemora a sua independência e o dia 9 (uma quarta-feira) é a mesma data que ano passado foi realizada uma conferência similar.

Inicialmente, esses modelos vão se chamar iPhone 6S e iPhone 6S Plus, que conforme algumas fotos que foram mostradas vão ter poucas mudanças no seu design, ou seja, não vão mudar nada em relação a aparência atual dos iPhone 6 e iPhone 6 Plus, mas o 6S vai ser bem mais espesso do que os modelo 6.

Esses modelos vão contar também com um processador que vai apresentar um melhor desempenho, conhecido como processador A9, bem mais potente do que o atual e ainda é esperado que esses mesmos aparelhos venham com  telas contendo a tecnologia Force Touch, já presente nos Apple Watch e também no Mac Book.

Existe também informações que nessa mesma conferência um novo iPhone com uma tela de 4 polegadas vai ser apresentado e com um custo bem mais barato que os demais modelos, além, é claro, de um novo gadget para a Apple TV, que vai apresentar uma App Store dedicada a ela. A Apple TV também se cogita que vai apresentar um novo controle remoto com touchpad, junto com um suporte à Siri e ainda comandos de voz, mais um novo método que realiza a interação com o set-top box da própria empresa.  Outro fato é que esse modelo ainda vai ser mais fina do que o modelo atual e com um processador A8, idêntico ao modelo do iPhone 6.

Nesse evento ainda temos a informação que a empresa vai divulgar novos modelos de iPad, que seriam o iPad Air 3 e também o iPad Mini 4, além do já esperado e sonhado iPad Pro que vem 12,9 polegadas, mais uma atualização do Apple Watch.

Por Fernanda de Godoi

Novo iPhone 6S

Novo iPhone 6S Plus

Fotos: Divulgação


Pesquisa revela que neste ano haverá um aumento de 22% no número de usuários de smartphones na América Latina.

A América Latina continua sendo um ótimo mercado para as empresas fabricantes de smartphones, pois o número de usuários destes aparelhos na América Latina aumentará em 22% este ano e a tendência é que este número continue aumentando.

O crescimento no número de usuários de smartphones beneficia não só as empresas fabricantes destes aparelhos, como também os revendedores e as empresas que trabalham com o desenvolvimento de aplicativos.
O aumento de 22% no número de usuários de smartphones é em comparação ao ano passado e poderá chegar a 155,9 milhões, de acordo com os dados divulgado na última sexta-feira (31) pela agência de pesquisa, eMarketer.

Destes 155,9 milhões de pessoas utilizando smartphone na América Latina, 84% estão no Brasil, Chile, Argentina, México, Colômbia e também no Peru. E pelo menos até 2019, estes países continuarão sendo os maiores consumidores de smartphones de toda a América Latina.

O crescimento na venda dos smartphones não deve parar tão cedo, pois ainda de acordo com a eMarketer, no ano de 2019 teremos um número superior a 245 milhões de pessoas utilizando um destes aparelhos que estão cada vez mais integrados ao dia a dia de todos nós.

Os países da América Latina que são os maiores consumidores de smartphone – Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru – também são os países onde está presente a maior parte da população nesta região do planeta e também são os mais desenvolvidos, sendo que juntos, estes países contribuem com 85% do PIB – Produto Interno Bruto.

O Brasil e o México possuem as maiores populações dos demais países e também por isso, lideram os países com maior número de usuários de smartphones, sendo que no Brasil são 49,1 milhões e no México, 38,5 milhões.

Em terceiro lugar vem a Colômbia que deverá chegar ao final de 2015 com 16,7 milhões de usuários de smartphones, bem à frente dos demais países, mas em compensação, bem atrás do Brasil e também do México.
Juntando os demais países da América Latina, o número de usuários de smartphone não chega a 25 milhões.

Por Russel

Smartphones

Foto: Divulgação


Novo modelo da Motorola contará com câmera de 13MP e tela Full HD. Nova geração está prevista para ser lançada no mercado brasileiro ainda em 2015.

A terceira geração dos aparelhos Moto G tem causado curiosidade e ansiedade nos consumidores. Segundo algumas informações compartilhadas por uma das funcionárias da empresa, a companhia está planejando lançar seus novos smartphones ainda este ano.

Todos os modelos virão com câmera melhorada.  Se as informações vazadas realmente forem verdadeiras, a empresa terá, finalmente, cumprido a promessa feita aos consumidores.  

Nas fotos que vazaram na internet é possível ver alguns detalhes do design final do novo modelo Moto G 2015 e algumas de suas especificações técnicas. 

De acordo com as informações que vazaram, o aparelho terá uma câmera principal de 13MP, um aumento bem considerável, já que a sua segunda geração tem apenas 8MP de resolução. Já na câmera frontal o aumento da resolução da câmera do smartphone será de 2MP para 5MP. Um verdadeiro avanço para os usuários amantes das famosas "selfies". Segundo algumas fontes, o preço médio que a Motorola cobrará pelo aparelho será de R$ 929 na versão dual-SIM e R$ 949 para o modelo dual-SIM com TV digital integrada. O valor é 200 reais mais alto do que o modelo da última geração, lançado em 2014. 

A resolução de tela do novo modelo está prevista para ser Full HD (1920X1080p), segundo o que afirmou o canal Moto G3, contrariando o que publicou o site Motorola India Fans, que em março afirmou que o novo modelo possuiria uma resolução de apenas 1080X720. O tamanho da densidade da tela deverá aumentar de 294ppp para 318 ppp. Porém, depois das fotos e vídeos que vazaram a possibilidade mais aceita é de que veremos um modelo com 5 polegadas de tela, resolução de 1280X720p e 320 ppp, mantendo praticamente as mesmas configurações de tela do modelo anterior.

As novidades do modelo Moto G que será lançado estão deixando o mercado em polvorosa. Com um novo visual e preço atraente para os clientes, o novo modelo promete ser um sucesso de vendas no mercado brasileiro que sempre espera as novidades no mundo dos smartphones.

Por Patrícia Generoso

Moto G3

Moto G3

Fotos: Divulgação


Novo smartphone foi lançado para as classes B e C e conta com ótimas características.

Os brasileiros com menor poder aquisitivo podem, a partir de meados de agosto, contar com mais um modelo de smartphone, que fará concorrência com os modelos das grandes marcas, com um preço bem mais alto. O Alcatel Onetouch lançará um smartphone que será voltado para as classes B e C, o segmento chamado "midlevel".

O Idol 3 será lançado no país com o intuito de conquistar esse segmento de mercado. A empresa afirmou na última terça-feira, dia 21, em um evento na cidade de São Paulo, que a ideia é utilizar o novo aparelho como forma de consolidar a marca. Para que isso aconteça, a empresa vai investir pesado em propaganda, incluindo meios de comunicação como a TV, internet e veículos impressos.

O novo modelo da marca é um smartphone com sistema Android 5.0 Lolipop (ainda sem previsão para ser atualizado para o Androis 5.1), tela com tamanho de 4,7 polegadas e 720p de resolução, sistema de conectividade 4G e bateria de 2000mAh. O seu processador será um Qualcomm Snapdragon quad-core 1,2 GHz, memória RAM de 1,5GB.

O aparelho contará também com uma memória interna de 16 GB que poderá ser expansível via slot de microSD em até 128 GB.

Com todos esses predicados, o novo telefone da marca Alcatel não perde em quase nada para as outras opções disponíveis no mercado, além de oferecer um bom custo-benefício. O telefone tem algumas funcionalidades interessantes como a interface reversível (o telefone pode ser usado de cabeça para baixo), aplicativos de música como DJ e parceria com a empresa fabricante de áudio JBL que ofereceu o alto-falante frontal do modelo e o fone que acompanha o aparelho.

Para conquistar de vez os consumidores, a Alcatel deseja oferece o modelo a um preço médio de R$ 1.099, preço considerado pela empresa como atrativo para esse público e se encaixa com o seu poder de compra.

Por Patrícia Generoso

Alcatel Onetouch Idol 3

Alcatel Onetouch Idol 3

Fotos: Divulgação


Smartphone terá duas telas, uma na parte frontal e outra na parte interna.

O SM-G9198, novo smartphone da sul-coreana Samsung, chama a atenção por ter duas telas, sendo uma na parte frontal do aparelho e a outra na parte interna, o que é bem incomum entre estes aparelhos.

O novo smartphone da Samsung é do tipo flip, mas nem por isso fica atrás dos concorrentes atuais, pelo contrário, sua configuração é superior a de muitos modelos que hoje fazem sucesso, inclusive alguns top de linha.

A Samsung já providenciou o registro do novo modelo no TENAA que é um órgão na China que tem função semelhante à da Anatel aqui no Brasil, mas ainda não há previsão de lançamento aqui no mercado brasileiro.

As duas telas do SM-G9198 possuem o mesmo tamanho, sendo ambas de 3,91". O display conta com a tecnologia Super Amoled e a imagem é ótima, oferecendo 1280 X 768 pixels, garantindo ótima qualidade até para os vídeos.

Claro que, tendo duas telas, o aparelho teve que ter o seu design modificado, passando a ficar com 16,7 milímetros de altura e seu peso também aumentou um pouco, indo para 191 gramas.

Um detalhe que certamente não vai agradar aos usuários, principalmente os mais jovens, é que o SM-G9198 oferece um teclado alfanumérico e não o QWERTY que é amplamente utilizado nos smartphones modernos.
Mas deixando de lado a questão do teclado, o novo smartphone não deixa nada a desejar para outros modelos, pois conta com um processador Snapdragon 808, o mesmo processador que podemos encontrar no LG G4, além de oferecer 2G de memória e 16GB de espaço interno para armazenamento, podendo ser expandido para 128GB utilizando cartão microSD.

O modelo conta com câmera traseira de 16MP e a frontal é de 5MP. E o novo smartphone é compatível com redes 4G e roda o sistema operacional Android 5.1.1 LolliPop.

Especialistas acham que o SM-G9198 tem as características voltadas para atender ao mercado asiático, por isso deverá ficar restrito àquele mercado, não vindo a ser comercializado, por exemplo, aqui no Brasil. Mas não há previsão da Samsung para lançamento nem no mercado asiático.

Por Russel

Smartphone com flip da Samsung

Smartphone com flip da Samsung

Fotos: Divulgação

 


MasterCard está desenvolvendo um app que permite a realização de pagamentos por smartphones via biometria digital e facial.

O pagamento por meio dos smartphones já começam a conquistar os usuários, com novas tecnologias oferecendo maior segurança e também, maior praticidade e a MasterCard é mais uma empresa que está investindo neste mercado, estando inclusive com um aplicativo em teste, que permite o pagamento através da biometria digital e também facial.

O antigo método de digitação de senhas vai dando lugar ao pagamento confirmado por reconhecimento facial ou pela digitalização das impressões digitais e a MasterCard segue esta tendência mundial.

A princípio, a MasterCard estará testando o seu aplicativo em smartphones de 500 clientes de forma que os problemas possam ser detectados e corrigidos. Somente depois de todos os testes feitos, erros corrigidos e a empresa constatar que seu app está pronto, é que será colocado à disposição de todos os usuários.
E para garantir o sucesso de seu aplicativo, a MasterCard fez parcerias com as principais empresas deste mercado, entre elas a Apple, Google e a Samsung.

Há ainda um importante detalhe, que é a aprovação do sistema pelos bancos que também estão participando deste projeto com a MasterCard.

Depois que o aplicativo for disponibilizado no mercado pela MasterCard, alguns usuários poderão começar a utilizá-lo antes que outros, pois tudo vai depender do banco utilizado por cada pessoa.

O uso do aplicativo da MasterCard é  relativamente simples, pois assim que o usuário efetuar uma compra, utilizando o app, ele deverá confirmar a transação financeira com a digitalização de sua impressão digital ou se preferir, ficando com seu rosto na frente da câmera dianteira do smartphone para que seja feito o reconhecimento facial, sendo que neste caso, é preciso piscar uma vez.

Este detalhe, de ter que piscar uma vez, é para a segurança do próprio usuário, para impedir que alguém tente enganar o sistema, utilizando uma foto da pessoa, por exemplo.

A MasterCard acredita que este projeto fará sucesso principalmente entre a nova geração que adora fazer selfie e que têm dificuldade para guardar as muitas senhas utilizadas.

Por Russel

Biometria em smartphones para pagamentos

Foto: Divulgação


Maio de 2015 registrou queda de 16% nas vendas de smartphones no Brasil. Previsões indicam que no trimestre a queda chegue a 12% ou mais.

Desde que os smartphones chegaram ao mercado brasileiro, foram apontados como o principal produto de consumo para os próximos anos e a previsão veio se confirmando ano após ano, com os novos lançamentos chegando ao mercado e os consumidores comprando os aparelhos, garantindo vendas acima da média, em comparação a outros itens, mas pela primeira vez no Brasil, a venda de smartphones apresentou baixa entre os meses de abril e a redução nas vendas para o segundo trimestre do ano pode chegar a 12%.

E a queda na venda dos smartphones não era esperada para o período de abril e maio, pois foi um período que contou com muitas novidades no setor, como o Galaxy S6, o LG G4 e até os novos modelos da Xiaomi que chega ao país trazendo seus aparelhos com valores bem abaixo do mercado. Mas nem isso foi capaz de impedir a queda nas vendas destes aparelhos que estão presentes no dia a dia de milhões de brasileiros.

No mês de abril, a queda nas vendas de smartphone no Brasil ainda foi pequena, ficando em apenas 1%, mas no mês de maio a queda nas vendas chegou a 16% surpreendendo até os mais pessimistas, pois os smartphones continuavam tendo uma boa procura, mesmo diante da crise que o país atravessa. Esta foi a primeira vez que a venda de smartphones no Brasil teve uma queda.

As vendas de smartphone no mês de abril chegaram a 4,86 milhões e em maio despencou para 3,89 milhões, de acordo com pesquisa feita pela IDC, empresa de consultoria que é especializada em tecnologia. A IDC previu que a queda para o trimestre chegue a 12% ou até mais.

A última previsão feita tinha informado um crescimento na venda dos smartphones em uma média de 5%, já que os meses de maio e junho são ótimos para o comércio, devido ao Dia das Mães e o Dia dos Namorados, mas nem estas datas foram capazes de impulsionar a venda dos aparelhos inteligentes.

Ainda de acordo com a IDC, o resultado esperado e a baixa venda confirmada são devido ao momento de crise que o Brasil atravessa. A alta do dólar foi alto fator que favoreceu a queda das vendas de smartphone. E com estes novos números, a IDC já está revendo os números de sua previsão para as vendas neste ano de 2015, que deverá ficar bem abaixo do que tinha sido previsto.

Por Russel

Venda de smartphones


Novo modelo de smartphone conta com uma excelente câmera para selfies para conquistar os consumidores brasileiros.

A Sony está trazendo para o Brasil o seu mais novo smartphone, o Xperia C4 Selfie, que conta com uma enorme tela e uma câmera top de linha para realizar selfies com mais facilidade e maior qualidade. E como as selfies continuam sendo a grande sensação dos usuários de smartphone, a Sony aposta no Xperia C4 para garantir boas vendas. O Xperia C4 chega ao país já no início de julho.

A tela do Xperia C4 é de 5,5" e sua câmera oferece 5 megapixels nas fotos, utiliza flash e conta ainda com uma lente grande angular de 25mm.

Durante o evento que promoveu o lançamento do modelo Xperia M4 Aqua, realizado no dia 25 de junho, em São Paulo, a Sony aproveitou para anunciar, mesmo que de forma mais discreta, o seu novo Xperia C4.
Para a Sony, o Xperia C4 Selfie é o aparelho ideal para o consumidor brasileiro e foi realizada inclusive uma pesquisa pela própria Sony para saber o que os brasileiros mais apreciam em um smartphone e o resultado apontou que em primeiro lugar vem a qualidade da câmera, ou seja, o consumidor brasileiro quer tirar fotos, principalmente selfies, com qualidade.

Em segundo lugar, a pesquisa indicou que os brasileiros apreciam as baterias com maior tempo de duração, maior quantidade de memória para garantir agilidade na execução dos aplicativos e só então foi citada a questão do custo dos aparelhos.

E diante do resultado desta pesquisa feita pela empresa, a Sony então optou pelo lançamento também de um aparelho que valorizasse estas principais características apreciadas pelos brasileiros.

O diferencial da lente angular de 25mm é que assim vai caber mais amigos na selfie ou então poderá captar um cenário maior do que os dos outros aparelhos.

A câmera traseira conta com 13 megapixels e é capaz de filmar com qualidade Full HD. E o Xperia C4 ainda conta com o sensor Exmor R, o mesmo encontrado nas excelentes câmeras digitais da Sony, que oferecem melhor qualidade para as fotos tiradas em ambientes com pouca luminosidade. O processador do Xperia C4 é um Media Tek octa-core 1,7 GHz, o aparelho oferece 2GB de memória e o espaço interno para armazenamento é de 16GB mas tem entrada para microSD de até 128GB.

O aparelho que é dual chip estará disponível nas cores preto e branco, sendo o preço sugerido de R$ 1.399,00.

Por Russel

Sony Xperia C4 Selfie

Sony Xperia C4 Selfie

Fotos: Divulgação


Autenticação por meio de impressão digital será cada vez mais comum em smartphones nos próximos anos.

Não há como negar que no mundo atual a tecnologia está cada vez mais avançada, um exemplo desse avanço tecnológico é o fato de que as empresas de tecnologias ligadas às empresas fabricantes de smartphones já anunciaram oficialmente que será cada vez mais comum no cotidiano das pessoas a autenticação por meio da impressão digital, principalmente, nos smartphones, uma vez que os sensores que proporcionam este tipo autenticação estão ficando cada vez mais acessíveis. Um fator que irá contribuir sobremaneira para a inicialização desta tecnologia será a integração do Google com a próxima versão do Android, fator este que irá contribuir bastante para que os desenvolvedores de aplicativos e fornecedores de serviços comecem a utilizar esta ferramenta.

No mercado, atualmente, este tipo de sensor de autenticação por impressão digital só está presente aqui no país nos produtos do topo da linha das marcas Samsung e Apple.

Mas ao que tudo indica esta realidade por aqui irá mudar, principalmente, devido ao fato de que as outras empresas fabricantes de smartphones têm demonstrado, nos últimos meses, grande interesse por esta tecnologia, sendo que foi verificado até mesmo um aumento na comercialização dos produtos referentes a esta tecnologia.

Uma das principais empresas que fornecem estes tipos de sensores para o mercado é a Synaptics and Fingerprint e, segundo as estimativas dela, este mercado além de ser promissor ele irá decolar, pois, cada vez mais, novos hardwares estão sendo desenvolvidos, fator este que facilita sobremaneira a expansão destes sensores.

Segundo os dados estatísticos os valores dos sensores de autenticação via impressão digital tiveram uma redução de cerca de 25% se comparado aos valores de comercialização que eram praticados pela empresa no ano passado.

Os aparelhos que foram lançados mais recentemente com esta tecnologia e estão utilizando os sensores da Fingerprint Card são os seguintes: R7 Plus da Oppo e o Ascend Mate 7 da Huawei, aparelhos estes que tiveram os seus lançamentos feitos no mês de maio.   

Por Adriano Oliveira

Sensor digital em smartphones

Fotos: Divulgação


Novo modelo é mais resistente à água, poeira e quedas.

A fabricante sul-coreana Samsung anunciou o lançamento de mais um smartphone em sua linha de produtos. Trate-se do Galaxy S6 Active que se integrará a família do Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge.

O gadget foi anunciado nesta segunda-feira (08/06) e conta com uma característica bastante resistente.   O Galaxy S6 Active foi desenvolvido para usuários aventureiros, ou desastrados, que precisam de um aparelho com resistência à água e à poeira, além de algumas quedas.

O smartphone conta com uma bateria de 3.500 mAh, consideravelmente superior a do S6 tradicional que é de 2.550 mAh. A traseira do aparelho é feita utilizando material mais resistente e conta com botões e proteção lateral em borracha.  

O aparelho é equipado com uma tela de 5,1 polegadas Super Amoled QHD com resolução de 2560 x 1440, processador Exynos 7420 Octa-Core, 3 GB de memória RAM, 32 GB de armazenamento interno e câmeras de 16 megapixels (traseira) e 5 megapixels (frontal). Ele conta com suporte a carregamento por indução e, há um recurso exclusivo do aparelho: o Activity Zone. O recurso, em geral, é uma página que mostra itens como bússola, lanterna, cronômetro e temperatura para ajudar quem pratica atividades ao ar livre.   

A Samsung teve o cuidado de elaborar o aparelho para que ele conte com a certificação IP68, que garante que o smartphone suporte ser inserido debaixo d'água, em uma profundidade de até 1,5 metro, por até 30 minutos. Em relação às quedas, segundo a fabricante asiática, o aparelho suporta cair de uma altura de 1,20 metros sem sofrer danos graves.  

Clientes da operadora americana AT&T nos Estados Unidos poderão adquirir o aparelho a partir do dia 12 de junho, custando US$ 695. Há três versões do smartphone: branco, cinza e azul.

A Samsung não falou sobre a possibilidade do smartphone chegar ao mercado brasileiro ou qualquer outro país.

Você pode conferir o vídeo promocional da AT&T sobre o novo aparelho da Samsung (www.youtube.com/watch?v=-0YeYMbw7xY).

Por William Nascimento

Samsung Galaxy S6 Active

Samsung Galaxy S6 Active

Samsung Galaxy S6 Active

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: