Smartwatch serve para monitorar sinais vitais (batimentos, pressão, oxigenação)

Parceria da Samsung com o Incor da USP demonstra que smartwatches podem ser usados para monitorar sinais vitais.

Recentemente, a Samsung firmou uma parceria com o Instituto do Coração (InCor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo). A parceria em questão diz respeito a um projeto de pesquisa cujo foco é o monitoramento remoto dos pacientes de cirurgias cardíacas. De início, este projeto tem previsão par se estender por 14 meses.

De acordo com as informações divulgadas pela Samsung, o objetivo inicial é o desenvolvimento de uma plataforma que possibilite o telemonitoramento digital assistido. Isso será feito por meio dos smartwatches Galaxy Watch 4, que serão usados para a ferir e coletar os dados dos pacientes durante o pré-operatório e o pós-operatório das cirurgias cardiovasculares.

Assim, a partir dessa coleta, os dados serão analisados. Entre eles, vale destacar os sinais vitais como a pressão, a frequência cardíaca, a saturação do oxigênio e a pressão sanguínea. Também serão consideradas para o estudo questões como os padrões de sono dos pacientes.

Dessa maneira, será possível fornecer um acompanhamento completo durante o tratamento. A plataforma desenvolvida pelo InCor e pela Samsung também tem como objetivo identificar riscos e fazer intervenções antecipadas caso alguma alteração relevante seja permitida durante a coleta de dados, de modo que será possível evitar complicações mais graves para os pacientes.

É interessante destacar que atualmente são realizadas no Brasil mais de 100 mil cirurgias cardíacas por ano. Os dados em questão foram fornecidos pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV). Diante disso, o período do pós-operatório exige uma observação cuidadosa e contínua, de modo que os médicos possam tomar decisões rápidas sobre o tratamento, mesmo que elas sejam de alta complexidade.

Leia também:  Samsung anunciou técnica que dobra a duração das baterias

Então, ter uma solução de monitoramento remoto é algo que pode funcionar como uma alternativa mais rápida e também como uma forma de manter o controle dos pacientes com eficiência, de modo que este projeto de pesquisa desenvolvido pelo InCor e pela Samsung pode trazer várias melhorias significativas para a saúde pública de modo geral.

De acordo com as informações veiculadas pela Samsung, a parceira também inclui o uso de uma plataforma que será desenvolvida e integrada pela equipe de inovação do InCor. O time conta com cinco profissionais do instituto e será patrocinado pela Samsung, que atua também na coleta de dados através dos smartwatches usados durante a pesquisa. O módulo é desenvolvido pela Pesquisa e Desenvolvimento, uma área da Samsung Brasil que fica localizada na cidade de Campinas.

Segundo Luis Guilherme Selber, que atua como gerente de Inovação da área de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa, a inovação é algo que está muito presente na Samsung, de modo que ela busca aplicá-la não somente nos seus produtos voltados para a tecnologia, mas em contextos variados. Assim, o segmento da saúde é uma área de interesse da empresa porque apresenta várias oportunidades distintas de inovar.

Desse modo, Selber destaca que a parceria firmada com o InCor contribui para os objetivos da empresa, especialmente no sentido de ampliar a usabilidade dos dispositivos digitais que conhecimentos atualmente. Logo, a pesquisa tem como proposta permitir que os pacientes recebam assistência através de uma plataforma que vai permitir que mesmo que eles estejam fora do ambiente do hospital, continuem sendo acompanhados durante os seus tratamentos, o que vai tornar mais fácil identificar possíveis quadros de risco e agir rapidamente.

Leia também:  Rumores sobre novas tecnologias usadas em smartphones da Samsung

É interessante destacar que o Galaxy Watch 4 é o modelo mais recente da Samsung de smartwatch e possui uma série de funcionalidades interessantes, como permitir que os usuários monitorem a própria pressão arterial. Além disso, ele também identifica irregularidades através do eletrocardiograma e permite o monitoramento da saturação do oxigênio, bem como a observação dos padrões de sono do usuário.

Galaxy Watch 4

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.