Samsung pode lançar um celular dobrável e barato na linha Galaxy A, em 2022


Samsung se movimenta para lançar um celular dobrável mais acessível.

A marca Samsung está prestes a estrear o modelo dobrável de menor custo, menos caro que a linha Galaxy Z Flip 3, que hoje ocupa o primeiro lugar entre os aparelhos de display flexível da companhia.


Esta é a série Galaxy A, a qual compreende a produção de celulares intermediários, incluindo o Galaxy A 33 e o Galaxy A 52. Entretanto, os rumores de lançamento de modelo mais “econômico” estão há dois anos circulando. Em 2020, foi observado entre os sites especializados que um novo modelo de tela flexível estaria chegando, dentro da linha Galaxy Z, pela empresa sul-coreana.


Por enquanto a linha Z Flip 3 vai encabeçar a liderança entre os dobráveis na companhia. Este modelo começou a ser vendido em nosso país, na faixa de 6.999 reais, podendo ser adquirido por 5.599 reais, via portal Amazon. Se os novos rumores se confirmarem, o possível Galaxy A (Flip) poderá chegar ao mercado pela “bagatela” de 4.500 reais. Barato para um dobrável.


Conforme o portal Phone Arena, o futuro Galaxy dobrável, modelo de entrada, estará configurado em display de sete polegadas, ou seja, de menor formato que o Galaxy Z (Fold) 3, de 7,6 polegadas, superando a tela do Z Flip 3, com 6,7 polegadas.


Em data recente foi divulgada a ficha técnica do modelo Galaxy Z Fold 4, sobre qual se projetam expectativas de tela flexível, munido de boa lente principal com intensidade de 50 Mega Pixel; munido de processador da Snapdragon 8 Gen (1). Mas, até este momento o valor de mercado não foi anunciado.

É tradicional da Samsung isentar-se de corroborar com qualquer rumor. Entretanto, o atual presidente global da empresa fez revelar, em entrevista ao Tech Tudo, que o sucesso comercial dos aparelhos de telas dobráveis cresceu muito nesses últimos dois anos. A expectativa que se percebe, nesse horizonte, é que este tipo de modelo vai vender muito, daqui para frente.

Outras fontes indicam que rumores apostam, de fato, na estreia do modelo "Galaxy Fold Lite", uma espécia de versão de linha anterior, no formato de livro, de modo que permite ser utilizado como um smartphone convencional, quando estiver fechado, e como um tablet de menor porte, quando estiver aberto.

Ainda assim, não se sabe se a marca vai abandonar este projeto, cujos acessórios poderão abranger o antigo processador da Snapdragon 865, com o já citado display interno de sete polegadas. Atualmente, a companhia sul-coreana está jogando praticamente só nesse segmento de aparelhos dobráveis, levando em conta o alto custo da produção que acaba, em certa medida, afastando outros tipos de investimento. O celular dobrável, embora seja um produto impressionante, de fato, não constitui um modelo tão necessário aos consumidores, por isso o risco de se investir muito e ter pouco retorno.

Outro ponto muito bem observado entre os sites especializados, que entendem a psicologia do consumidor, é o seguinte: o valor de mercado elevado e a pouca concorrência tendem a desviar a atenção dos clientes. Mesmo assim, o formato de tela flexível abrange algumas vantagens que podem fazer valer a pena o investimento.

Esta nova linha de aparelhos dobráveis tem previsão de estreia nas lojas a partir do mês de agosto (segundo semestre deste ano). Até o momento estes são os detalhes da atualização das informações relacionadas ao terceiro smartphone munido de tela flexível, a ser fabricado pela Samsung. Mais detalhes deverão ser publicados nas próximas semanas. Os consumidores mais ávidos por novidades deverão ter paciência, sabendo que a marca adora fazer suspense, manter seus “mistérios”, sobretudo em torno de um aparelho tão incomum.

Na imagem, o Galaxy Z Flip, que deve servir de inspiração para o Galaxy A dobrável:



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.