Celular seguro para Pix, segundo smartphone – opções e características


Celular PIX: celular seguro para ser usado apenas em casa

Desde que as contas bancárias digitais chegaram, houve uma grande mudança no setor. A facilidade e agilidade das transações financeiras atraíram diversos clientes. Muitas pessoas que jamais haviam tido uma conta em banco se sentiram estimuladas a abrir uma. Afinal, para que enfrentar longas filas para realizar pagamentos de boletos, fazer transferências, se tudo pode ser feito de um smartphone?


Hoje, boa parte da população já não vai a instituições bancárias físicas. Já é possível fazer tudo através das contas digitais.


Embora a tecnologia traga tantos benefícios, muitos clientes se sentem inseguros por causa da violência que atinge o país. Não são todos os que conseguem sair com o seu celular sabendo que nele estão os aplicativos que contêm seus dados pessoais, como no caso dos aplicativos de bancos, por exemplo. O medo de ser assaltado está sempre presente. Há também aqueles que temem perder o aparelho e não conseguir recuperar.


E é aí que surge um dilema: deixar o celular em casa e ficar sem poder usá-lo na rua ou correr o risco e levá-lo ao sair? Como solução para esse problema, alguns cogitam a possibilidade de comprar um segundo aparelho, para servir apenas para abrigar os aplicativos de banco. Essa é sem dúvida uma boa opção. Além de manter os dados em segurança, ganha-se mais espaço na memória do celular do dia a dia. Mas, embora a alternativa possa parecer atraente, nem todos podem pagar caro por um segundo smartphone.


E por isso a procura por modelos mais baratos é uma tendência. Existem no mercado alguns com preços bem mais acessíveis. Muitos já estão chamando o segundo aparelho de celular do Pix.

Xiaomi diz que seu aparelho torna desnecessário um segundo celular para Pix

Observando esse movimento, e após ser procurada por seus clientes, a gigante chinesa Xiaomi já prometeu que irá buscar atender essa demanda. De acordo com o gerente geral da empresa aqui no Brasil, Luciano Barbosa, a possibilidade de lançamento de um modelo tecnicamente intermediário, com um preço mais baixo, é possível.

Ainda assim, Luciano Barbosa, lembra que os clientes da empresa já possuem aparelhos bastante seguros, com a possibilidade do uso de senhas, biometria, além do reconhecimento facial. Na opinião dele, não é justo que os clientes tenham que comprar algo que vai ficar apenas na gaveta.

Ousadia dos bandidos assusta os clientes

Apesar de todas as medidas de segurança de que dispõem os smartphones, os usuários não conseguem se sentir tranquilos. A violência dos criminosos no momento da abordagem, e da exigência de senhas, faz com que eles prefiram evitar correr riscos.

O que o seu celular do Pix deve ter

Além de ter capacidade para baixar os aplicativos, é muito importante que possua câmeras. E, para aqueles que costumam esquecer as suas senhas, é muito útil o leitor de impressão digital, embora não seja absolutamente imprescindível.

Algo que torna a posse de um segundo celular, só para Pix e aplicações bancárias, desejável, é haver a possibilidade de instalar somente aplicativos de bancos, o que torna menos provável hack e outros problemas de segurança associados a aplicativos maliciosos.

Modelos já disponíveis, que podem servir de celular Pix e tem um preço bem acessível:

  • Começamos com um que pode ser encontrados com preço até abaixo de R$ 300,00: o Smartphone Positivo Twist 2 Mini S431 8GB Dual Chip 4”, um celular básico, que tem a desvantagem de não contar um sensor biométrico, para ler sua impressão digital;
  • O próximo é um Multilaser F Pro P911 16GB, que atende bem a esse fim e seu preço fica entre R$400 e R$500. Este é um celular com boa câmera e sensor biométrico, para ler sua impressão digital;
  • Além dele, outro que tem baixo custo e possui os requisitos necessários é o Fly F31 32 GB 13MP, originalmente para idoso, com botão SOS para envio de SMS em caso de emergência (você vai precisar habilitar um chip para ele, caso queira usar este recurso), o que serve bem para celular para uso bancário. Também conta com sensor biométrico e custa perto de R$ 500,00;
  • Para quem está disposto a pagar um pouco mais, há o Motorola E5 Play XT1920 que pode ser usado como celular Pix de forma bastante satisfatória. Esse pode ser comprado por pouco mais de R$600. O preço não é muito alto, para quem pensa em garantir a segurança de suas contas sem renunciar ao celular na rua. Também traz sensor biométrico.


O Fly F31 é a escolha preferida do CelularChips.com. Embora tenha sido projetado como um celular para idosos, são justamente os recursos para facilitar a vida desse público que o tornam uma boa opção para uso como celular para Pix. Destaque para o botão SOS, útil para o caso de você ter sido abordado.

Envio de comprovantes por Whatsapp

E, para os que estão preocupados de que forma enviarão os comprovantes solicitados por Whatsapp, já que não é possível usar a mesma conta do aplicativo em dois aparelhos, é possível utilizar dois métodos:

  • Enviando um e-mail para si mesmo, através de Gmail, Outlook ou similar e, então, encaminhar para o Whatsapp;
  • fazer este envio através do Telegram. Basta apenas baixar o aplicativo de mensagens e usar a mesma conta em seu celular principal e do Pix. Os comprovantes podem ser encaminhados para uma sala onde só você está presente e, então, no celular principal, encaminhados para o Whatsapp.

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.