Samsung Galaxy Gear – Modificação no aparelho permite rodar mais aplicativos



Os relógios inteligentes estão começando a tomar forma no mundo da tecnologia. Diversas companhias no mundo todo já revelaram seus planos para o desenvolvimento dos chamados smartwatches. No entanto, a Samsung foi a grande responsável pelo ponta pé inicial e anunciou para o mundo todo o Galaxy Gear, um relógio capaz de se comunicar com o Galaxy Note 3, tirar fotos, atender chamadas e até rodar alguns aplicativos.

Uma das maiores reclamações dos usuários diz respeito à utilização de aplicativos no aparelho, já que, oficialmente, ele é compatível apenas com alguns poucos apps, criados para funcionar exclusivamente no relógio. Como forma de contornar esse problema, um grupo de hackers conseguiu burlar as restrições impostas no aparelho e instalaram aplicativos comuns, desenvolvidos para smartphones no sistema do relógio. De acordo com o pessoal do site ArsTechnica, se o modo de depuração de USB for ativado, é possível modificar uma linha de comando do Sistema utilizando-se softwares exclusivos de programação.



Samsung Galaxy Gear

Foto: Divulgação



O site ainda revelou que não são necessárias especificações muito avançadas para  rodar apps no smartwatch. O gadget utiliza uma versão modificada do Android 4.2.2 e possui um processador de 800 MHz e 512 de RAM, suficientes para funcionar joguinhos básicos e outros apps que o usuário achar interessante.

É claro que nem todos vão sair por aí modificando configurações extremamente avançadas para rodar alguns apps a mais no aparelho. No entanto, é interessante saber que o relógio pode ser bem mais que um aquecedor de pulso super inteligente.

Por Ebenézer Carvalho

Leia também:  Samsung pretende lançar aparelhos com tela AMOLED de altas resoluções

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *