Pesquisadores desenvolvem Nova Memória Transparente e Flexível





A Universidade Rice, nos Estados Unidos, acabou de lançar (no dia 28 de março) uma memória transparente e flexível. Essa memória poder ser a solução para que possam ser criados celulares no estilo relógio de pulso.

O desenvolvedor e pesquisador do projeto, James Tour, químico da universidade, acredita que a criação de celulares que poderão ser enrolados no pulso poderá acontecer muito em breve. Além disso, as células de memória provavelmente substituirão as atuais memórias flash, assim como servirão para muitas outras utilidades.




A nova memória transparente não perde dados como outras memórias. Além disso, elas são menores do que as utilizadas atualmente em componentes de celular e outros aparelhos.

O mais relevante entre todas as qualidades da nova memória é o fato dela usar óxido de silício, que permite a combinação de eletrodos transparentes das telas sensíveis ao toque a outros componentes também transparentes e que já estão sendo usados em muitos aparelhos.


Por Raquel Torres C. Bressan



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *