A TIM confirmou nesta quinta-feira, dia 27 de dezembro de 2012, que apresentou períodos de instabilidade em sua rede de telefonia em alguns pontos espalhados pelo país.

De acordo com a assessoria de imprensa da operadora, os problemas foram para realizar chamadas e na conexão à internet ocasionados por falha na rede de transmissão e que já foram solucionados.

As instabilidades aconteceram no litoral do Paraná, na região metropolitana de São Paulo e em alguns pontos no interior de Minas Gerais.

Por Ana Camila Neves Morais


O Instagram causou polêmica ao criar novas normas de uso dos seus serviços que foram consideradas abusivas e perigosas por muitos usuários.

Esta situação levou a diversos protestos e ao anúncio de cancelamento de contas por personalidades importantes como Justin Bieber e a revista National Geographic que eram contrários à idéia de terem suas fotos vendidas pela rede de compartilhamento de imagens.

Agora, o Instagram divulgou neste último dia 21 de dezembro de 2012 que irá manter as antigas normas de uso do serviço e que as alterações a serem feitas serão menores e terão início a partir de 19 de janeiro de 2012.

Segundo Systrom, co-fundador do Instagram, não houve erros nas alterações feitas, mas sim na forma de divulgar as mesmas e que por isso a empresa irá se esforçar para mostrar de maneira mais adequada as suas intenções.

Com isso, houve a mudança do trecho mais polêmico sobre a possível comercialização de fotos para realizar publicidade; o novo trecho passou a ter a seguinte redação: ''O Instagram não reivindica propriedade de nenhum conteúdo que você posta no serviço. “Em vez disso, você concede ao Instagram uma licença não exclusiva, sem pagamento de direitos autorais, transferível, sublicenciável e global para o uso do conteúdo que você posta no serviço”.

Após toda esta discussão basta aguardar para conhecer no próximo ano as novas mudanças no Instagram e descobrir se seus efeitos serão aceitos ou não pelos mais de 100 milhões de usuários desta rede social.

Por Ana Camila Neves Morais


Uma notícia movimentou a semana nas redes sociais, pois foi veiculada uma informação de que o Instagram – rede de compartilhamento de fotos – iria realizar a s venda de fotos publicadas por seus integrantes.

Segundo o co-fundador do Instagram, Kevin Systrom, esta notícia não procede já que a rede social não possui direitos sobre as fotos presentes em seus arquivos.

Toda esta situação surgiu depois da publicação pela rede social de novas políticas de privacidade e uso dos serviços que causaram confusões e mal-entendidos como esse.

Fonte: Infomoney

Por Ana Camila Neves Morais


Dentre as diversas possibilidades de crimes a partir do uso da internet mais um foi inserido nesta última semana, pois um morador de Utah nos Estados Unidos estava sofrendo chantagem por causa de seu Skype.

O motivo da chantagem era devido a um encontro erótico que o envolvido teria tipo pelo dispositivo eletrônico e que foi gravado.

O encontro aconteceu com uma mulher que ele conheceu em um site pornográfico e os chantagistas exigiam o valor em dinheiro pedido para não divulgar o vídeo para seus familiares e no Facebook.

Para evitar esta ocorrência, a vítima retirou todo o dinheiro do cartão de crédito, mas as ameaças continuaram. A polícia local foi acionada, mas os criminosos ainda não foram descobertos.

Por Ana Camila Neves Morais


Sexta-feira passada (11/11/2011) a Apple anunciou um recall mundial da primeira geração do iPod Nano, vendido entre setembro de 2005 e dezembro de 2006.

O motivo da chamada é devido a um defeito na bateria destes aparelhos, que em casos extremos pode provocar um superaquecimento e riscos de explosão.

Os representantes da Apple amenizaram a situação dizendo que a possibilidade disto ocorrer é rara, mas que a probabilidade aumenta com o envelhecimento da bateria, ou seja, o problema pode acontecer depois de anos de uso.

A empresa recomenda para os usuários do aparelho que deixem de utilizá-lo imediatamente e procurem uma assistência técnica autorizada para resolver o problema. Vale lembrar que este serviço poderá levar até seis semanas, pois há a necessidade de verificação do número de série do iPod.

Os demais clientes da Apple podem ficar tranquilos, porque os outros modelos do iPod não apresentaram o defeito e não serão chamados pelo recall.

Mais informações no site da empresa.

Por Dorcas Rosicler





CONTINUE NAVEGANDO: