Depois que seis funcionários cometeram suicídio, sem falar nos que tentaram e não conseguiram, uma fábrica chinesa resolveu chamar monges budistas para uma espécie de ritual de purificação e permitir que as almas dos mortos possam sair do purgatório.

O que chama a atenção nesse caso é que a fábrica em questão é uma filial da Foxconn, com sede em Taiwan e considerada a maior produtora de eletrônicos do mundo. A empresa é responsável pela fabricação de vários produtos, entre eles o iPhone, o Xbox, o Nintendo, e até o leitor digital da Amazon, o Kindle.

Um dos casos de maior repercussão mundial foi o de um rapaz que se matou após ter sido acusado do sumiço de um protótipo do iPhone. O último aconteceu esta semana, quando uma moça de apenas 24 anos se atirou da janela do seu apartamento.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Terra





CONTINUE NAVEGANDO: