Foram 13 milhões de unidades vendidas no 1º final de semana de comercialização dos iPhones 6S e 6S Plus.

Os recém-lançados iPhones 6S e 6S Plus estão batendo recordes de vendas para a Apple. Até segunda-feira (28), 13 milhões de unidades já haviam sido comercializadas – isso no primeiro final de semana de vendas. A empresa usou o adjetivo "fenomenal" para descrever a explosão de vendas.

Comparando a outros anos, em 2014 as vendas atingiram, em seu final de semana de estreia, 10 milhões de unidades vendidas e em 2013 foram 9 milhões. Estima-se que um fator importante e decisivo para esse aumento nas vendas tenha sido a inclusão da China no primeiro lançamento.

A empresa está ansiosa para começar ampliar as vendas, dia 9 de outubro os aparelhos 6S e 6S Plus serão lançados em outros países. Neste final de semana – o lançamento foi dia 25 – eles chegaram às lojas do Canadá, Alemanha, China, Estados Unidos, Cingapura, Hong Kong, França, Nova Zelândia, Japão, Austrália, Porto Rico e Reino Unido. Os próximos países que iniciarão as vendas dos aparelhos serão México, Rússia, Índia e Espanha. O Brasil ainda não está na rota, mas como a Apple quer que os aparelhos sejam vendidos em cerca de 130 países até o final do ano, talvez logo eles aterrissem por aqui, se a Apple repetir o seu cronograma de lançamentos. 

Apesar de não ter ainda os iPhones para comercializar, algo inusitado no lançamento dos aparelhos: quem adquiriu o primeiro dos novos smartphones da Apple foi um brasileiro – o primeiro do mundo a comprar. Ele se chama Vitor Epihanio, tem 18 anos e comprou na Austrália.

Tim Cook, o presidente-executivo da Apple conta que dois novos recursos em especial têm agradado bastante os compradores: o Live Photos e o 3D Touch, que se pode chamar de "a evolução das telas sensíveis", pelo motivo de que elas passam a "sentir" a intensidade do toque, pois a tela sente a pressão.

Por Elia Macedo

iPhone 6S

iPhone 6S Plus

Fotos: Divulgação


Segundo rumores, a novidade é a nova geração do modelos iPhone 6 e do iPhone 6 Plus.

A Apple pretende divulgar no próximo dia 9 de setembro um novo modelo do iPhone, que segundo informações de John Paczkowski do Buzzfeed, é a nova geração do modelos iPhone 6 e do iPhone 6 Plus.

Essa data foi escolhida, pois é na semana do dia 7 de setembro, quando o Brasil comemora a sua independência e o dia 9 (uma quarta-feira) é a mesma data que ano passado foi realizada uma conferência similar.

Inicialmente, esses modelos vão se chamar iPhone 6S e iPhone 6S Plus, que conforme algumas fotos que foram mostradas vão ter poucas mudanças no seu design, ou seja, não vão mudar nada em relação a aparência atual dos iPhone 6 e iPhone 6 Plus, mas o 6S vai ser bem mais espesso do que os modelo 6.

Esses modelos vão contar também com um processador que vai apresentar um melhor desempenho, conhecido como processador A9, bem mais potente do que o atual e ainda é esperado que esses mesmos aparelhos venham com  telas contendo a tecnologia Force Touch, já presente nos Apple Watch e também no Mac Book.

Existe também informações que nessa mesma conferência um novo iPhone com uma tela de 4 polegadas vai ser apresentado e com um custo bem mais barato que os demais modelos, além, é claro, de um novo gadget para a Apple TV, que vai apresentar uma App Store dedicada a ela. A Apple TV também se cogita que vai apresentar um novo controle remoto com touchpad, junto com um suporte à Siri e ainda comandos de voz, mais um novo método que realiza a interação com o set-top box da própria empresa.  Outro fato é que esse modelo ainda vai ser mais fina do que o modelo atual e com um processador A8, idêntico ao modelo do iPhone 6.

Nesse evento ainda temos a informação que a empresa vai divulgar novos modelos de iPad, que seriam o iPad Air 3 e também o iPad Mini 4, além do já esperado e sonhado iPad Pro que vem 12,9 polegadas, mais uma atualização do Apple Watch.

Por Fernanda de Godoi

Novo iPhone 6S

Novo iPhone 6S Plus

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: