Apple vendeu 300 milhões de produtos em 2015. Nona versão do iOS atingiu mais usuários e foi mais bem qualificado que a versão anterior.

A Apple realmente teve um bom 2015, com diversas novidades e crescimento no mercado, mesmo com o preço salgado de seus aparelhos. Principalmente para o iOS, que viu sua nona versão atingir mais usuários e ser mais bem qualificado que a versão anterior, e assim como a marca, cresceu no mercado de móbiles. Ainda veremos em breve, o lançamento da nova versão do sistema operacional da maçã.

Num todo, a Apple conseguiu o feito de superar as vendas de Windows em todo o mundo em 2015, com seu iPhone. A informação é do site Asymco.

Para se ter uma ideia do tamanho do crescimento da maçã no ano anterior, a Apple conseguiu vender 300 milhões de produtos, incluindo todas suas linhas como o iPhone, iPad, Mac, etc. Já sua concorrente também norte-americana, Microsoft, atingiu 25 milhões de vendas a menos, em relação a 2014, e também 25 milhões a menos que o número de produtos que a Apple vendeu, ou seja, 275 milhões de vendas de dispositivos com o Windows instalado.

Por outro lado, o enorme crescimento do iPhone, não se reflete no baixo número de vendas do Mac, que vendeu 10 milhões de unidades. Em outras palavras, foram 290 milhões de vendas de produtos com iOS no ano de 2015, superando o número de produtos com Windows.

Mesmo com o crescimento, o iOS continua atrás em vendas do Android, que ainda é líder, mas este, não possui exclusividade de uma marca, sendo um sistema livre e aberto, o que facilita a popularização do SO, já que permite que qualquer empresa tenha o ''seu Android''.

A Apple também revelou recentemente que o iOS 9 está instalado em 75% de seus dispositivos atualmente, o que é positivo, já que o SO foi lançado apenas em setembro de 2015, popularizando-se rapidamente entre os dispositivos da maçã.

Por Isis Genari

iOS 9


Modelo conta com processador da Intel e oferece a possibilidade para que algumas pessoas possam comprá-lo devido ao seu baixo valor.

Foi lançado o novo smartphone da Positivo, o First S410, que conta com um processador da Intel. O objetivo da empresa com esse dispositivo é oferecer a possibilidade para que algumas pessoas possam comprar o seu primeiro aparelho de smartphone devido ao seu valor baixo.

Ele conta com uma tela de 4 polegadas e sai pelo custo de R$ 399. A resolução do seu display é modesta e fica em 480 x 800 pixels. O seu preço realmente é o que deverá chamar atenção do público consumidor.

O processador do Positivo First é um Atom X3 de 1 GHz. A empresa apontou que o aparelho poderá ser adquirido na cor preta, sendo que o acabamento de sua parte traseira terá uma leve textura.

O smartphone é DUAL Sim, ou seja, funciona com até dois chips. A memória interna do First fica com 8 GB com possibilidade de expansão em até 32 GB com cartão MicroSD. A sua memória RAM tem 1 GB, de acordo com o seu manual.

Em termos de câmera, ele não é nada excepcional. A frontal é uma VGA, ou seja, não exija muita qualidade para as suas selfies. A câmera traseira será em 2 megapixels e traz alguns recursos como modo de cena, possibilidade de detectar o rosto e até embelezamento da face para sair bem nas suas selfies.

O sistema operacional deste lançamento da Positivo é o Android Lollipop na sua versão 5.1. Os usuários poderão ter acesso para a rede 3G, conexão com Wi-Fi e bluetooth. Dados de Cristiano Carvalho de Freitas, que é o gerente de mobilidade da marca, apontam que o First S410 sai na frente dos concorrentes na mesma faixa de preço. O celular da Positivo conta com uma memória maior, segundo Cristiano.

Nesta faixa de preço, o celular da Positivo pode sim cair nas graças daqueles que não podem gastar muito, mas querem ter um smartphone com bons recursos em suas mãos. 

Positivo First S410

Positivo First S410

Fotos: Divulgação


Foram 13 milhões de unidades vendidas no 1º final de semana de comercialização dos iPhones 6S e 6S Plus.

Os recém-lançados iPhones 6S e 6S Plus estão batendo recordes de vendas para a Apple. Até segunda-feira (28), 13 milhões de unidades já haviam sido comercializadas – isso no primeiro final de semana de vendas. A empresa usou o adjetivo "fenomenal" para descrever a explosão de vendas.

Comparando a outros anos, em 2014 as vendas atingiram, em seu final de semana de estreia, 10 milhões de unidades vendidas e em 2013 foram 9 milhões. Estima-se que um fator importante e decisivo para esse aumento nas vendas tenha sido a inclusão da China no primeiro lançamento.

A empresa está ansiosa para começar ampliar as vendas, dia 9 de outubro os aparelhos 6S e 6S Plus serão lançados em outros países. Neste final de semana – o lançamento foi dia 25 – eles chegaram às lojas do Canadá, Alemanha, China, Estados Unidos, Cingapura, Hong Kong, França, Nova Zelândia, Japão, Austrália, Porto Rico e Reino Unido. Os próximos países que iniciarão as vendas dos aparelhos serão México, Rússia, Índia e Espanha. O Brasil ainda não está na rota, mas como a Apple quer que os aparelhos sejam vendidos em cerca de 130 países até o final do ano, talvez logo eles aterrissem por aqui, se a Apple repetir o seu cronograma de lançamentos. 

Apesar de não ter ainda os iPhones para comercializar, algo inusitado no lançamento dos aparelhos: quem adquiriu o primeiro dos novos smartphones da Apple foi um brasileiro – o primeiro do mundo a comprar. Ele se chama Vitor Epihanio, tem 18 anos e comprou na Austrália.

Tim Cook, o presidente-executivo da Apple conta que dois novos recursos em especial têm agradado bastante os compradores: o Live Photos e o 3D Touch, que se pode chamar de "a evolução das telas sensíveis", pelo motivo de que elas passam a "sentir" a intensidade do toque, pois a tela sente a pressão.

Por Elia Macedo

iPhone 6S

iPhone 6S Plus

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: