Novos aparelhos da Huawei possuem preço baixo e boas configurações.

A Huawei, entre as conhecidas empresas chinesas que investem cada vez mais no mercado de dispositivos móveis, é uma das mais experientes, tendo sido fundada em 1987. Tentando recuperar o espaço perdido nos últimos tempos para suas concorrentes mais novas, a empresa anunciou oficialmente o G9 Lite, seu novo smartphone, além de seu novo tablet, o MediaPad M2 7.0, ambos dispositivos intermediários e que serão lançados por um preço bem abaixo ao que acompanhamos atualmente no mercado, característica marcante das empresas chinesas.

As configurações dos dois dispositivos, embora intermediárias, podem ser consideradas boas, além do fato do visual e design de ambos ser bom e muito bem polido, uma tentativa da empresa de atrair consumidores não apenas pela qualidade de hardware, mas também pela atratividade de sua aparência.

Por enquanto o Huawei G9 Lite está disponível para pré-venda antecipada apenas na China, pelo preço extremamente atraente de apenas US$ 260, algo em torno de R$ 925 ainda desconsiderando os impostos a serem cobrados sobre o dispositivo em solo nacional.

O aparelho conta com uma tela de 5,2 polegadas Full HD, 3GB de RAM, 16GB de armazenamento interno (expansível por cartões microSD), processador Kirin 950 octa-core com clock máximo de 2,0 GHz (o que coloca o dispositivo da Huawei acima de praticamente todos seus concorrentes), placa gráfica ARM Mali-T880MP2, câmera traseira de 13 megapixels e frontal de 8 megapixels, leitor de impressões digitais e Android 6.0 Marshmallow como sistema operacional.

Já o MediaPad M2 7.0, novo tablet da empresa, ainda não está disponível para venda antecipada, embora isso deva acontecer em breve. Apesar disso, o seu preço já foi revelado, tanto para a versão Wi-Fi como para a versão 4G, sendo US$ 246 e US$ 277, respectivamente, ou algo em torno de R$ 875 e R$ 985, na cotação atual do dólar ainda desconsiderando os impostos a serem cobrados sobre o dispositivo.

O tablet conta com uma tela de 7 polegadas Full HD, com 3GB de RAM, 16GB ou 32GB de armazenamento interno (expansível por microSD), processador Qualcomm Snapdragon 615 octa-core com clock máximo em 1,7 GHz, placa gráfica Adreno 405, câmera traseira de 13 megapixels e frontal de 5 megapxiels, com bateria de 4.360 mAh e o Android 6.0 Marshmallow como sistema operacional.

Embora ambas as opções sejam extremamente interessantes e com um preço igualmente baixo, o produto não deve ser lançado oficialmente no Brasil, que vem recebendo poucos produtos da Huawei, embora possivelmente vários vendedores devam importar o produto para vender por aqui, visto seu baixo preço.


Aparelhos deverão fazer parte de uma nova linha de smartphones intermediários da Sony.

A Sony há tempos vem cambaleando em diversas áreas de tecnologias as quais investe, provocando uma imensa instabilidade na empresa. Entretanto, um dos mercados que mais chama atenção pelos problemas que a Sony vem enfrentando é o de smartphones, a ponto de seu novo lançamento intermediário, o Xperia X, ser lançado no Reino Unido por um valor superior ao Samsung Galaxy S7 e ao LG G5. Todavia, a empresa nipônica não desistiu desse mercado e testes de benchmark divulgados pelo conhecido site GFXBench revelam dois novos possíveis dispositivos intermediários da empresa.

Trata-se do F3216 e do F3311, que passaram por testes de benchmark, que criam uma pontuação para dispositivos móveis de acordo com seu desempenho nos mesmos, no caso dos dois aparelhos, revelando já hoje suas possíveis configurações ao menos até o momento dos testes, demonstrando que ambos devem se tratar de uma nova família de dispositivos móveis intermediários.

Nas configurações de ambos abaixo, será possível observar que de fato os dois smartphones possuem configurações que o caracterizam como um dispositivo de meia linha, tendo como grande foco a capacidade de sua câmera, algo já comum em smartphones da Sony, que também se consagrou pela qualidade de suas câmeras

O Sony F3216, segundos os testes do GFXBench, conta com o Android 6.0 Marshmallow como sistema operacional, contando com uma tela de 4,6 polegadas Full HD. Como processador, o dispositivo da Sony conta com o MediaTek MT6755, que tem clock máximo de 1,9 GHz, octa-core, algo bem agradável para um dispositivo intermediário, visto que muitos ainda são lançados contando com apenas 1,3 GHz ou pouco mais. Sua placa gráfica é a Mali-T860 e possivelmente algo que pode decepcionar os usuários caso confirmado é sua memória RAM de apenas 2GB. Nos testes, o dispositivo é apresentado como tendo 10GB de RAM, entretanto, é quase certo que isso se deve ao fato do dispositivo testado ser apenas um protótipo para testes do que deveremos ver futuramente. O dispositivo ainda conta com uma câmera traseira de 20 megapixels e frontal de 15 megapixels, não tendo suporte ao HDR.

Já o Sony F3311 é o outro dispositivo apontado nos testes de benchmark. Ele também possui o Android 6.0 Marshmallow, com tela HD de 4,6 polegadas, processador MediaTek MT6735, quad-core com clock máximo em 1,3 GHz, placa gráfica Mali T-720 e apenas 1,5GB de memória RAM. Sua câmera traseira possui 12 megapixels e a frontal 4,7 megapixels.

Maria Luiza Mazzo


Aparelho custará R$ 429 e é indicado para usuários que utilizam recursos mais básicos.

Você tem celular apenas para as funções básicas? Usa o seu smartphone para ficar por dentro das redes sociais ou apenas para conversar com os seus amigos? O Positivo One é o aparelho ideal para quem gosta de acessar as funções básicas, além de ter preço acessível. Com conectividade 3G, o Positivo One tem espaço para dois chips, câmera frontal de 1,3MP e traseira de 3,2MP.

A tela do dispositivo mede quatro polegadas, ideal para visualizar o e-mail, assistir vídeos, acessar os aplicativos, entre outros recursos. Além disso, o Positivo One conta com 8 GB de armazenamento interno e o usuário ainda pode expandir a memória para até 32GB com um cartão microSD. O novo aparelho pode ser encontrado duas cores: preto e dourado. O sistema operacional é o Android Lollipop 5.1 e o preço é de R$ 429,00.

Outro modelo de celular lançado pela Positivo foi o P28, que também tem custo baixo, mas é um modelo mais simples ao ser comparado com o Positivo One. Além de ser dual-chip, tem processador de 260 MHz, memória RAM de 32 MB, armazenamento de 24MB, conectividade através de Bluetooth, câmera traseira e cor preta. Além disso, o P28 conta com tela de 2,8 polegadas QVGA, com resolução de 320X240 pixels e o custo será de R$ 219,00.

Entre outras novidades tecnológicas da empresa está o lançamento do primeiro notebook com acabamento em dourado, que é o Stilo XR3500 Gold. O preço médio é de R$ 1,1 mil e o aparelho é ideal para quem precisa realizar funções básicas como acessar a internet, criar documentos para o trabalho, entre outros. Por isso, o espaço de armazenamento é pequeno, sendo apenas de um SSD de 32GB.

O notebook tem processador intel Celeron Dual Core Trail N2808, memória RAM de 2GB, armazenamento de 32 GB, vídeo Intel HD Graphics, entre outros. Além destes atributos, o computador destaca-se pelo design fino e resistente, sobretudo pelo detalhe em dourado.

O notebook acompanha o novo Windows 10, além de memória DDR3L, que oferece mais performance e desempenho. Outra detalhe é o teclado chocolate, em que as teclas ficam separadas e proporcionam mais conforto para escrever e trabalhar. A porta USB 3.0 consegue transferir 5 GB de dados por segundo, sendo 10 vezes mais rápido que uma porta tradicional.

Por Babi


LG G4, LG G4c, LG G4 Stylus e LG G3 são os possíveis modelos que contarão o Android Marshmallow.

No último dia 29 de setembro o Google comunicou em evento o lançamento do Android Marshmallow. Desde então a expectativa é grande para a chegada desta novidade. Longe de chegar ao Brasil, no entanto a LG ainda que vagamente, anunciou neste dia 15 uma previsão para lançamento dos novos modelos com Android Marshmallow nos seus smartphones. Nos países da Europa, da Ásia e das Américas eles estarão disponibilizados em breve.

Ao que indica, a LG será a 1ª parceira do Google a disponibilizar Android 6.0 Marshmallow em seus dispositivos.

Apesar de a LG ainda não ter divulgado oficialmente, sabe-se que os modelos a serem contemplados serão LG G4, LG G4c, LG G4 Stylus e LG G3, levando-se em conta as atualizações passadas que já contemplavam estes.

O modelo G4 já irá disponibilizar a atualização esta semana, será o primeiro smartphone no mundo a receber a atualização, mas somente para quem fez a compra na Polônia, pois somente os consumidores de lá têm a programação exata desta atualização.

A LG informa que foram definidos pelo Google os seis aspectos principais que o Marshmallow irá focar: navegação na web, permissões e ligações entre aplicativos, gestão de bateria e o Android Pay, que está disponível na nova versão do sistema operacional.

O novo Android terá novidades como permitir ao usuário acessar informações aos apps de forma mais simples, modo silencioso e personalizado, e um desabilitador de apps em segundo plano, o “Doze Mode”, que poderá ser acessado quando o celular não estiver em uso, para economizar bateria. O novo gerenciador de energia não precisará ser ativado por nenhum lugar, pois o sistema irá detectar se o dispositivo está sem fazer nada e ativará o Doze, que irá colocar o seu celular para dormir. Quando o Doze estiver atuando, o acesso à rede será desativado, assim como a sincronização de aplicativos e Wi-Fi.

Por Lilian de Oliveira

LG G4 com Android Marshmallow

LG G4 Stylus com Android Marshmallow

Fotos: Divulgação


Motorola lança 2ª geração do modelo Moto E. Smartphone ganha melhorias na tela e conexão 4G.

A segunda geração do famoso Moto E da Motorola chegou ao mercado com mudanças bastante significativas para se tornar o smartphone de entrada da empresa. As principais e mais significativas mudanças que a empresa fez no Moto E ficaram por conta da melhoria da tela e agora com a presença da conexão 4G. Estes são atrativos excelentes para quem deseja entrar no mundo dos smartphones com uma opção de aparelho que tenha um valor um pouco mais em conta.

Apesar dessas mudanças realizadas, o Moto E é um aparelho para aquelas pessoas que desejam ter um smartphone para utilização de aplicativos mais simples (como Whatsapp), contudo, que não abrem mão de ter muito luxo, pois o aparelho tem apenas 1,23 cm de espessura.

O Moto E ficou um tanto quanto gordinho se comparado aos aparelhos mais modernos, apesar disso, ele conta com um ótimo acabamento em plástico emborrachado. Um fator negativo é o fato de a câmera traseira do aparelho não possuir flash, além de que na versão que possui televisão a antena ficou mais parecida com um rabicho, o que deixou o aparelho com um design meio deselegante.

Agora uma vantagem que muitos consumidores irão gostar é os preços das versões deste telefone, haja vista que as versões 3G ou 4G com 8 GB de armazenamento poderão ser adquiridas por R$ 699,00. A outra opção disponível é a versão com TV Digital, que sai com a configuração 4G e com 16 GB de armazenamento, que custa R$ 729,00.

O processador utilizado neste aparelho pela Motorola foi o quad-core de 1,2 GHz, o qual permite rodar aplicações mais pesadas, no entanto, para os usuários que gostam de usar o telefone para jogar, vale ressaltar que o aparelho em todas as versões possui apenas 1 GB de memória RAM.

Portanto, o aparelho ficou bom devido ao custo benefício e ainda trás consigo funções interessantes, tais como o acionamento da câmera que pode ser feito por meio de movimentos e a Moto Tela, que permite com que o usuário cheque notificações de algumas aplicações sem que seja necessário fazer o desbloqueio do aparelho.

Sobre o Motorola Moto E:

O Moto E é um smartphone que foi apresentado pela Motorola no ano passado, logo após o lançamento do famoso Moto G. Ele foi produzido para o mercado emergente e tinha como objetivo oferecer aos consumidores um aparelho elegante, moderno e que não custasse tão caro. Os primeiros países a receber o smartphone foram os Estados Unidos e a Índia. Na Índia, por sinal, o aparelho fez um tremendo sucesso e teve uma procura semelhante ao do Moto G. Para conhecer um pouco mais sobre o aparelho, acesse o site www.motorola.com.br.

Por Adriano Oliveira





CONTINUE NAVEGANDO: