Os aparelhos portáteis vêm ganhando cada vez mais destaque no cenário mundial. Porém, os computadores não podem ser deixados de lado, haja vista oferecerem ainda mais opções de funcionalidades e serem bastante úteis.

E se você quer mesclar os dois serviços, sim, isso é possível através de aplicativos como, por exemplo, Microsoft Remote Desktop Beta. Mais detalhes sobre este app serão encontrados na continuação desta matéria.

Para quem ainda não o conhece, Microsoft Remote Desktop Beta é nada menos que um software que permite que o usuário tenha acesso remoto a um computador. Esse tipo de atividade pode ser realizada através de qualquer sistema Android que tenha o aplicativo instalado.

A praticidade desse serviço é um dos pontos positivos do mesmo, haja vista não ser necessária a criação de contas no aplicativo.

Para contar com os serviços desse app, basta instalar o mesmo e, logo em seguida, cadastrar as máquinas desejadas. Vale ressaltar que esta é uma versão de testes e desenvolvimento, por isso, em certo momento algum serviço pode não funcionar como o esperado.

Além disso, outro grande destaque deste aplicativo é justamente quanto à facilidade em usá-lo. Um ótimo exemplo disso é que, após instalar o mesmo, o app já será redirecionado para a tela principal e solicitar que o usuário cadastre as máquinas desejadas para o acesso remoto.

Saiba que essa é uma opção manual, ou seja, você terá de adicionar as máquinas. Mas não se preocupe, pois é bastante simples, basta pressionar o botão “+” e selecionar a opção “Desktop”.

Após o usuário realizar os passos descritos acima, será aberta uma nova tela. Através dessa tela será possível cadastrar o PC que você desejar, para isso, o usuário deve inserir o IP ou nome do servidor do respectivo PC.

Após isso, será possível escolher entre a opção de conexão imediata ou até mesmo que o app solicite as credenciais daquela máquina na próxima conexão, tudo fica à critério do usuário.

O aplicativo é disponibilizado de forma gratuita através do site oficial Baixaki. O mesmo é compatível com Android 4.0 ou versões posteriores.

Por Bruno Henrique

Foto: divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: