Lumia 950 XL não possui sistema de resfriamento interno líquido



  

Foram realizados testes que comprovaram que o Lumia 950 XL não possui sistema especial de resfriamento interno líquido.

A notícia de que a Microsoft iria utilizar no seu novo Lumia 950 XL um sistema especial de resfriamento interno líquido, certamente deixou diversos usuários extremamente felizes com a novidade, já que diminuiria, e muito, os riscos de superaquecimento do smartphone, que já vinha sofrendo críticas graças ao seu chipset Snapdragon 810, que apresentou exatamente problemas com superaquecimento.

Porém, a felicidade durou pouco. Muito pouco. Testes foram realizados no novo phablet da norte-americana e foi comprovado, que, embora um sistema interessante de redução de calor tenha sido implementado no aparelho, o sistema líquido prometido na apresentação do aparelho, de fato, não aconteceu.

O fato foi descoberto e comprovado por Jerry Rig, especialista em Mobiles e que possui um canal no YouTube, que explorou completamente tudo o que envolve o phablet, em seus vídeos. Jerry abriu o aparelho por completo para poder explorar o 950 XL. Ao fazer isso, Jerry encontra a haste que é responsável por dissipar o calor do chipset Snapdragon 810, que já como citado, apresentou problemas de superaquecimento em smartphones Android, vale ressaltar. Mas a descoberta vem ao abrir o componente que é responsável por prevenir esse tipo de problema: Não existe qualquer sistema líquido presente no phablet, como prometido.

O especialista Jerru Rig chegou a entrar em contato com o suporte da empresa, que respondeu que o Lumia 950 XL conta com uma solução apenas baseada em tubo líquido tradicional. Mostrando que a Microsoft, infelizmente, usou nada mais do que um jogo de palavras, para garantir um pouco mais de destaque para seu dispositivo.





Por outro lado, existem também notícias boas a respeito do phablet, que também passou por testes de resistência, e se saiu extremamente bem. Na tela, chegou-se a utilizar um isqueiro com fogo acesso, para tentar danificar a tela do dispositivo, porém sem sucesso. Normalmente  a tela fica esbranquiçada em definitivo, ou escurecem seus pixels. Apenas as partes em policarbonato, não apresentaram resultados satisfatórios, assim como, surpreendentemente, o logotipo da marca na traseira.

O Lumia 950 XL ainda não está disponível no Brasil e não existe uma previsão de lançamento, com a justificativa de que a crise financeira que o país enfrenta, esteja atrasando o lançamento do dispositivo.

Por Isis Genari



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *