Modelos Moto E e Moto G podem deixar de ser fabricados



  

Lenovo tem planos de acabar com as linhas Moto E e Moto G da Motorola.

Uma notícia recente desagradou e causou surpresa em diversos brasileiros, fãs dos smartphones da Motorola. A Lenovo, empresa chinesa, dona da Motorola, teria planos para acabar com as linhas Moto E e Moto G, duas das que mais fazem sucesso em solo tupiniquim. A empresa já havia anunciado que irá acabar com a marca Motorola.

A informação do suposto fim das linhas, foi dada por Chen Xudong, vice-presidente da Lenovo. As linhas E e G, teriam fim graças ao fato de que, com a unificação completa das marcas, haveria uma junção dos produtos de ambas, e para os smartphones de baixo custo, uma nova linha da Lenovo tomaria conta desse mercado.

Porém, com os modelos de 2016 já definidos e com o enorme sucesso que as linhas fazem no Brasil e em países emergentes, a Motorola Brasil, comunicou que houve um mal-entendido nas declarações de Xudong. A empresa afirmou que tanto o Moto E como o Moto G, fazem parte do planejamento da empresa para o ano de 2016.

Entretanto, o comunicado da empresa apenas garante as duas linhas de sucesso para 2016, ficando uma dúvida sobre a continuidade em 2017. O desejo da Lenovo é reformular a linha de smartphones de linha básica, com o ''Moto by Lenovo''.





Além da ''morte'' da Motorola, a Lenovo também anunciou novas tendências para suas produções com a unificação das marcas, como a adoção completa do sensor biométrico, telas grandes, nova versão do Android, unindo o que há de melhor na versão da Lenovo e da Motorola, e maior foco em dispositivos intermediários no mercado e high-end nos próximos anos.

Embora a notícia possa parecer péssima, mesmo não imediata, para os brasileiros, mesmo as duas linhas chegando ao fim, evidentemente a Lenovo lançaria uma nova linha de smartphones de entrada, que já teria inclusive um nome, como reportado na notícia, e ao menos a princípio, não deve haver uma grande diferença de preço e custo-benefício com o hardware, podendo até mesmo, gerar produtos ainda melhores para o mercado nacional.

Por Isis Genari

Moto G

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *