Samsung Galaxy Note 2 poderá ter o Android 5.0



  

A combinação de Android e atualização tem gerado controversas constantes. Sem contar os modelos Nexus, são raras as empresas que se empenham para permanecer seus aparelhos sempre com a última atualização.

Atualmente, a Samsung interrompeu o fornecimento deste suporte para o Galaxy S3, reconhecido anteriormente por ter um grande potencial.

Segundo a Samsung, o modelo S3 não tem mais hardware para que seja possível que ele tenha as recentes versões do Android. A empresa havia divulgado anteriormente esse detalhe, o que gerou descontentamento para os usuários destas linhas.

Este fato emitiu o questionamento se os outros dispositivos antigos da empresa poderiam ter melhorias para as próximas atualizações da plataforma. Entretanto, no momento atual, foram divulgadas notícias onde o Galaxy Note 2 tem a possibilidade de ter a versão 5.0 do Lollipop.

A informação foi fornecida pela Samsung da Finlândia. Segundo ela, considerando o modelo Note 2, que possui a versão 4G LTE, é totalmente apto para ter o Android 5.0, uma vez que seu hardware ainda mantém certa potência. Entretanto, não foi bem esclarecido se esta atualização será efetiva de verdade, uma vez que a matriz não divulgou nenhuma informação sobre este detalhe.

Caso a filial da empresa na Finlândia esteja correta, esta escolha poderá ser muito importante para a Samsung. A companhia exibiu uma experiência ruim para os consumidores do modelo S3, depois de ter abandonado o dispositivo. O modelo Note 2 também possui hardware para permitir o funcionamento do Android 5.0.





No entanto, é de conhecimento que a conhecida interface personalizada TouchWiz poderá interromper esta atualização. Esta otimização da desenvolvedora tem o costume de ter um certo peso, de forma que prejudica as funcionalidades gerais em dispositivos mais antigos.

Entretanto, a empresa garantiu ter melhorado sua ferramenta. Com isto, fica-se na expectativa que a unidade finlandesa esteja correta, de forma que os usuários do Note permaneçam tendo o suporte da companhia.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *