Viber – Atualização do app gratuito de mensagens instantâneas



  

A febre dos smartphones veio para ficar. Com aparelhos servindo a todos os gostos e usos, cada vez mais pessoas se distanciam dos notebooks e optam por ficarem mais tempo em seus celulares. Assim, sendo empresas exploram este mercado, lançando cada vez mais aplicativos compatíveis com a procura da população.

No ramo da telefonia móvel temos aplicativos que podem fazer ligações gratuitas ou com muito mais economia como é o caso do Skype, que oferece taxas baixas para qualquer ligação a nível mundial. No ramo de mensagens instantâneas de smartphone para smartphone, alguns aplicativos se destacam, e um deles é o Viber.

A proposta do serviço é muito interessante. O Viber se mostra como uma excelente alternativa ao Whatsapp, que dá apenas um ano de graça aos seus usuários. Já no mundo do ícone roxo, por exemplo, o uso é gratuito durante toda a vida útil do usuário.

O Viber identifica quem da sua lista de contatos está no serviço, e o adiciona. É mais ou menos assim: para adicionar um novo usuário, basta adicionar o DDD e o telefone do contato na sua agenda e pronto. O App identifica na mesma hora e te dá a opção de conversar ou de fazer ligações a custo zero.

A última versão veio com boas melhorias. Os desenvolvedores colocaram novos adesivos, que podem ser baixados no mercado de adesivos.

Além disso, o desempenho foi melhorado com correções de bugs, uma opção para segurar instantaneamente para mandar uma mensagem de voz bem como criar um grupo e encaminhar qualquer mensagem.





Para quem gosta de fazer um bate-papo com a galera do serviço ou da faculdade, aí vai uma boa notícia. Com a versão 4.0 do aplicativo, numa conversação podem ser adicionados 100 participantes. Ou seja, aquele bolão dos amigos ou aquele churrasco podem ser combinados em grupo e não mandando individualmente nos tempos de SMS.

O Viber tem suporte a vários sistemas, incluindo iOS e Android e está tanto na Google Play quanto na App Store de graça.

Por Leandro de Souza

Viber

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *