LG Fireweb e Alcatel One Touch Fire – Novos modelos com sistema Firefox OS

Vote nessa matéria: 1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas6 estrelas7 estrelas8 estrelas9 estrelas10 estrelas

     





Telefônica, também denominada Vivo, informou que irá lançar no Brasil dois smartphones  que serão baseados no Firefox OS, sistema operacional do Mozilla de código aberto voltado para mercados emergentes, baseado na linguagem HTML 5.

Já estão sendo desenvolvidos dois aparelhos pela Vivo, são eles: LG Fireweb e Alcatel One Touch Fire, que custarão R$ 450,00 e R$ 200,00, respectivamente. Estes preços podem cair para R$ 100,00 e R$ 30,00, respectivamente, no caso  que os aparelhos sejam atrelados a planos pós-pagos.

LG Fireweb

LG Fireweb 

Foto: Divulgação

O Firefox é considerado como uma experiência do Mozilla em tentar promover smartphones baratos tornando-se uma alternativa viável ao iOS criado pela Apple, e ao Android criado pelo Google.

Segundo informações, o  LG Fireweb chegará com tela de 4 polegadas, câmera de 5 Megapixels, processador de 1 GHz, conexão 3G e armazenamento interno de 4 GB. Já o One Touch Fire vem com display de 3,5 polegadas, câmera de 3,2 Megapixels, processador de 1 GHz, conexão 3G e cartão de memória de 2 GB.

35 destes modelos já foram vendidos no dia 22 de outubro, e agora a Telefônica estima lançar os aparelhos no Peru, no Uruguai e no México para promover campanhas de vendas globais.

A loja de aplicativos do Firefox OS no Brasil já tem 50 aplicativos e o modelo da LG vem com 5 apps nacionais para atender a demanda de isenção fiscal com base na Lei do Bem, que concede incentivos fiscais às empresas que investem em pesquisa e desenvolvimento de inovação tecnológica.

Alcatel One Touch Fire

Alcatel One Touch Fire

Foto: Divulgação

O diretor de operações do Mozilla, Jay Sullivan, declarou estar animado com os lançamentos: “Estamos animados em trazer os primeiros aparelhos com Firefox OS ao Brasil. Muitas pessoas estão migrando do 'feature phone' para o primeiro smartphone".

Basta agora aguardar a propagação dos modelos e esperar que de fato tragam competitividade comercial ao segmento de vendas de aparelhos smartphones.

Por Jaime Pargan


Participe! Deixe um comentário sobre esta matéria.

Quer realizar um comentário?

*





RSS RSS (comentáos)