Exportação de Celulares pode ser prejudicada pela Demanda Interna



  

A maioria dos brasileiros possui um ou mais celulares, adquiridos por meio de vendas diretas ou, então, após adesão a planos em que a concessão de aparelhos é mero “bônus”. O aumento foi tão amplo, nos últimos meses, que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) estuda algumas maneiras de permitir a expansão sem prejudicar o serviço e a disponibilidade de novos números.

Notícia recente do portal de economia do Estadão revela que o crescimento na comercialização de aparelhos móveis é extremamente intensa, na atualidade, que muitas companhias têm deixado de exportar produtos para atender a demanda interna. Em média, as companhias acreditam que o mercado crescerá em torno de 30% nos primeiros seis meses de 2010 em comparação ao período igual do ano passado.





A Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) revelou que em 2009 uma queda de 4% nas vendas foi constatada, porém, ao ano atual, acredita, a expansão desse mercado cerceará o índice de 9%, totalizando, pois, 50 milhões de aparelhos.

Fonte Estadão

Por Luiz Felipe T. Erdei



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *